Focada na digitalização de transportadoras, Cargo X muda estratégia

SAO PAULO, 30 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- A Cargo X, startup que, desde 2013, busca reescrever a cultura do transporte de cargas no Brasil, mudou seu posicionamento. O novo foco é a criação de soluções de tecnologia para transportadoras.

A fim de promover a digitalização dos parceiros, a Cargo X oferece um pacote completo de serviços. Ele inclui, além da oferta de crédito, opções como emissão de documentos, seguro de cargas e rastreamento de caminhões. Como parte do movimento, a empresa está investindo R$ 200 milhões em capital de giro.

O diretor de operações da empresa, Fábio Lobo, afirma que o direcionamento já era trabalhado na empresa. "Desde 2019, a gente vem migrando o foco e passamos a dedicar todos os esforços a oferecer um pacote de serviços para atender as transportadoras na operacionalização dos seus fretes".

Ao contratar a Cargo X, a transportadora tem vários benefícios. Lobo relata que ela pode priorizar a captação de cargas, enquanto a startup ajuda na operacionalização do frete. "Ao nos aproximar das transportadoras, conseguimos ajudá-las no processo de digitalização e, consequentemente, a reduzir seus custos e a burocracia que elas enfrentam no dia a dia com a operação".

Novo unicórnio brasileiro

Recentemente, o mercado brasileiro ganhou mais um unicórnio. O título, atribuído às startups avaliadas em mais de U$ 1 bilhão, foi concedido ao Grupo Frete.com, formado pela Cargo X, a FreteBras e a FretePago.

Uma das razões da conquista foi o investimento de R$ 1,14 bilhão (US$ 220 milhões), recebido do fundo japonês SoftBank Latin America Fund e da empresa chinesa de tecnologia Tencent. O fundador da Cargo X, Federico Vega, deixa o comando do negócio para presidir o novo grupo. Em seu lugar, Lobo assume a liderança.

Em relação ao impacto da formação do grupo na rotina da empresa, o novo diretor de operações da Cargo X informou que, na prática, não muda nada. Apesar de as transportadoras serem o cliente em comum, os negócios são diferentes.

A Cargo X, diferente das outras empresas, tem papel consultivo. "Oferecemos atendimento personalizado, pensando nas dores das transportadoras na hora de emitir documentação, fazer gerenciamento de riscos e ter um fluxo de caixa positivo através do adiantamento do frete (capital de giro)".

O novo diretor de operações falou, ainda, sobre os próximos passos da Cargo X. "Queremos mostrar que somos um verdadeiro parceiro das transportadoras, revelando, como nativos digitais, o caminho da digitalização".

Sobre a Cargo X

Somos a Cargo X. Logtech brasileira fundada em 2013, com o objetivo de reescrever a cultura do transporte de cargas no Brasil.

A startup tem soluções de tecnologia e capital de giro desenvolvidas para transportadoras e pequenos empreendedores frotistas. Com cerca de 350 profissionais, a companhia cresce 20% ao mês.

Mais informações para a imprensa

FirstCom Comunicação (https://firstcom.com.br)

Luis Claudio Allan (luisclaudio@firstcom.com.br)

Janaina Cavalheiri (janaina@firstcom.com.br)

Eduardo Mustafa (mustafa@firstcom.com.br)

André Moraes (andre@firstcom.com.br)

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1698240/FabioLobo.jpg

FONTE Cargo X

SAO PAULO, 30 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- A Cargo X, startup que, desde 2013, busca reescrever a cultura do transporte de cargas no Brasil, mudou seu posicionamento. O novo foco é a criação de soluções de tecnologia para transportadoras.

A fim de promover a digitalização dos parceiros, a Cargo X oferece um pacote completo de serviços. Ele inclui, além da oferta de crédito, opções como emissão de documentos, seguro de cargas e rastreamento de caminhões. Como parte do movimento, a empresa está investindo R$ 200 milhões em capital de giro.

O diretor de operações da empresa, Fábio Lobo, afirma que o direcionamento já era trabalhado na empresa. "Desde 2019, a gente vem migrando o foco e passamos a dedicar todos os esforços a oferecer um pacote de serviços para atender as transportadoras na operacionalização dos seus fretes".

Ao contratar a Cargo X, a transportadora tem vários benefícios. Lobo relata que ela pode priorizar a captação de cargas, enquanto a startup ajuda na operacionalização do frete. "Ao nos aproximar das transportadoras, conseguimos ajudá-las no processo de digitalização e, consequentemente, a reduzir seus custos e a burocracia que elas enfrentam no dia a dia com a operação".

Novo unicórnio brasileiro

Recentemente, o mercado brasileiro ganhou mais um unicórnio. O título, atribuído às startups avaliadas em mais de U$ 1 bilhão, foi concedido ao Grupo Frete.com, formado pela Cargo X, a FreteBras e a FretePago.

Uma das razões da conquista foi o investimento de R$ 1,14 bilhão (US$ 220 milhões), recebido do fundo japonês SoftBank Latin America Fund e da empresa chinesa de tecnologia Tencent. O fundador da Cargo X, Federico Vega, deixa o comando do negócio para presidir o novo grupo. Em seu lugar, Lobo assume a liderança.

Em relação ao impacto da formação do grupo na rotina da empresa, o novo diretor de operações da Cargo X informou que, na prática, não muda nada. Apesar de as transportadoras serem o cliente em comum, os negócios são diferentes.

A Cargo X, diferente das outras empresas, tem papel consultivo. "Oferecemos atendimento personalizado, pensando nas dores das transportadoras na hora de emitir documentação, fazer gerenciamento de riscos e ter um fluxo de caixa positivo através do adiantamento do frete (capital de giro)".

O novo diretor de operações falou, ainda, sobre os próximos passos da Cargo X. "Queremos mostrar que somos um verdadeiro parceiro das transportadoras, revelando, como nativos digitais, o caminho da digitalização".

Sobre a Cargo X

Somos a Cargo X. Logtech brasileira fundada em 2013, com o objetivo de reescrever a cultura do transporte de cargas no Brasil.

A startup tem soluções de tecnologia e capital de giro desenvolvidas para transportadoras e pequenos empreendedores frotistas. Com cerca de 350 profissionais, a companhia cresce 20% ao mês.

Mais informações para a imprensa

FirstCom Comunicação (https://firstcom.com.br)

Luis Claudio Allan (luisclaudio@firstcom.com.br)

Janaina Cavalheiri (janaina@firstcom.com.br)

Eduardo Mustafa (mustafa@firstcom.com.br)

André Moraes (andre@firstcom.com.br)

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1698240/FabioLobo.jpg

FONTE Cargo X

Você acabou de ler:

Focada na digitalização de transportadoras, Cargo X muda estratégia

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/focada-na-digitalizacao-de-transportadoras-cargo-x-muda-estrategia/