Fórum Internacional de Finanças de 2022: conflitos geopolíticos e pandemia da Covid-19 diminuem os esforços para impulsionar a recuperação econômica global

PEQUIM, 5 de maio de 2022 /PRNewswire/ -- Desafios conflitantes lançaram incertezas sobre a economia global à medida que o mundo continua enfrentando o aumento de conflitos geopolíticos, inflação crescente e novos surtos do coronavírus, disseram especialistas no Fórum Internacional de Finanças (IFF) durante uma sessão on-line realizada em 27 de abril.

Com o tema "Novo cenário Global: desafios e respostas", a reunião da primavera do IFF 2022 foi iniciada no final de abril, na qual um grupo de especialistas econômicos internacionais e líderes políticos ajudou a esclarecer sobre os ventos contrários da economia, previu perspectivas globais e discutiu estratégias e medidas para ajudar as economias globais a enfrentar os desafios do futuro.

A recuperação da economia global está perdendo força após uma recuperação em 2021, observou Zhu Xian, vice-presidente e secretário-geral do IFF e ex-vice-presidente do Banco Mundial.

Em meio à nova onda da pandemia da Covid-19, a recuperação global depende em grande parte de medidas que possam atingir um equilíbrio entre desafios sustentados do mercado de trabalho, restrições persistentes da cadeia de fornecimento e uma inflação crescente, disse Zhu Xian.

Ao comentar o papel da pandemia na remodelação do cenário econômico global, Han Seung-soo, ex-primeiro-ministro da Coreia, copresidente do IFF e presidente da 56ª Assembleia Geral da ONU, ressaltou que a Covid-19 impulsionou muito a regionalização da economia global.

Ele disse que o desafio que o mundo precisará enfrentar no futuro, especialmente nas próximas décadas, será manter a prosperidade criada pela globalização nas últimas décadas. A China, a Coreia do Sul e vários outros países se beneficiaram muito do processo de globalização econômica.

O estímulo econômico criado para ajudar as pessoas a sobreviver aos problemas causados pela Covid-19 gerou inflação alta e desigualdade social exacerbada, observou Jenny Shipley, ex-primeira-ministra da Nova Zelândia e membro do conselho do IFF, acrescentando que os governos devem canalizar o apoio às pessoas necessitadas e colocar o enfrentamento da desigualdade no topo de suas agendas.

Azymbakiev Muratbek Abakirovich, vice-secretário-geral da Shanghai Cooperation Organization, disse que a economia global continua a confrontar os efeitos negativos da pandemia, agravados pelo surgimento do protecionismo comercial e pelas barreiras ao comércio unilateral que prejudicaram muito a sustentabilidade e o equilíbrio do crescimento econômico em todo o mundo.

Ele pediu que líderes globais se unissem em ações para abordar questões envolvendo mudanças climáticas, esgotamento de recursos energéticos e deterioração ambiental. Ele também ressaltou que, além desses desafios notáveis, o desenvolvimento sustentável global está exposto aos sérios riscos trazidos pela politização das relações econômicas, enfraquecendo a governança global, bem como retardando a reforma no sistema comercial internacional.

Sobre o Fórum Internacional de Finanças

O IFF é uma organização não governamental internacional independente, sem fins lucrativos fundada em Pequim em 2003. Criado por líderes financeiros de mais de 20 países, regiões e organizações internacionais, incluindo a China, os EUA, a UE e a ONU, o fórum é uma plataforma de longo prazo e de alto nível para o diálogo e a comunicação. Para mais informações, acesse: http://www.iff.org.cn/php/list.php?tid=477

FONTE International Finance Forum (IFF)

PEQUIM, 5 de maio de 2022 /PRNewswire/ -- Desafios conflitantes lançaram incertezas sobre a economia global à medida que o mundo continua enfrentando o aumento de conflitos geopolíticos, inflação crescente e novos surtos do coronavírus, disseram especialistas no Fórum Internacional de Finanças (IFF) durante uma sessão on-line realizada em 27 de abril.

Com o tema "Novo cenário Global: desafios e respostas", a reunião da primavera do IFF 2022 foi iniciada no final de abril, na qual um grupo de especialistas econômicos internacionais e líderes políticos ajudou a esclarecer sobre os ventos contrários da economia, previu perspectivas globais e discutiu estratégias e medidas para ajudar as economias globais a enfrentar os desafios do futuro.

A recuperação da economia global está perdendo força após uma recuperação em 2021, observou Zhu Xian, vice-presidente e secretário-geral do IFF e ex-vice-presidente do Banco Mundial.

Em meio à nova onda da pandemia da Covid-19, a recuperação global depende em grande parte de medidas que possam atingir um equilíbrio entre desafios sustentados do mercado de trabalho, restrições persistentes da cadeia de fornecimento e uma inflação crescente, disse Zhu Xian.

Ao comentar o papel da pandemia na remodelação do cenário econômico global, Han Seung-soo, ex-primeiro-ministro da Coreia, copresidente do IFF e presidente da 56ª Assembleia Geral da ONU, ressaltou que a Covid-19 impulsionou muito a regionalização da economia global.

Ele disse que o desafio que o mundo precisará enfrentar no futuro, especialmente nas próximas décadas, será manter a prosperidade criada pela globalização nas últimas décadas. A China, a Coreia do Sul e vários outros países se beneficiaram muito do processo de globalização econômica.

O estímulo econômico criado para ajudar as pessoas a sobreviver aos problemas causados pela Covid-19 gerou inflação alta e desigualdade social exacerbada, observou Jenny Shipley, ex-primeira-ministra da Nova Zelândia e membro do conselho do IFF, acrescentando que os governos devem canalizar o apoio às pessoas necessitadas e colocar o enfrentamento da desigualdade no topo de suas agendas.

Azymbakiev Muratbek Abakirovich, vice-secretário-geral da Shanghai Cooperation Organization, disse que a economia global continua a confrontar os efeitos negativos da pandemia, agravados pelo surgimento do protecionismo comercial e pelas barreiras ao comércio unilateral que prejudicaram muito a sustentabilidade e o equilíbrio do crescimento econômico em todo o mundo.

Ele pediu que líderes globais se unissem em ações para abordar questões envolvendo mudanças climáticas, esgotamento de recursos energéticos e deterioração ambiental. Ele também ressaltou que, além desses desafios notáveis, o desenvolvimento sustentável global está exposto aos sérios riscos trazidos pela politização das relações econômicas, enfraquecendo a governança global, bem como retardando a reforma no sistema comercial internacional.

Sobre o Fórum Internacional de Finanças

O IFF é uma organização não governamental internacional independente, sem fins lucrativos fundada em Pequim em 2003. Criado por líderes financeiros de mais de 20 países, regiões e organizações internacionais, incluindo a China, os EUA, a UE e a ONU, o fórum é uma plataforma de longo prazo e de alto nível para o diálogo e a comunicação. Para mais informações, acesse: http://www.iff.org.cn/php/list.php?tid=477

FONTE International Finance Forum (IFF)

Você acabou de ler:

Fórum Internacional de Finanças de 2022: conflitos geopolíticos e pandemia da Covid-19 diminuem os esforços para impulsionar a recuperação econômica global

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/forum-internacional-de-financas-de-2022-conflitos-geopoliticos-e-pandemia-da-covid-19-diminuem-os-esforcos-para-impulsionar-a-recuperacao-economica-global/