Fórum Internacional de Finanças inicia reuniões da primavera de 2022 e pede cooperação em meio aos desafios globais

PEQUIM, 30 de abril de 2022 /PRNewswire/ -- O Fórum Internacional de Finanças (IFF) iniciou suas reuniões da primavera de 2022 em 27 de abril, em Pequim, com o tema "Novo cenário global: desafios e respostas".

Com a participação de líderes políticos e financeiros globais, como o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Organização de Cooperação de Xangai (Shanghai Cooperation Organization, em inglês), o fórum tem como objetivo discutir os desafios enfrentados pela comunidade global e como os países podem trabalhar juntos para impulsionar a governança econômica global por meio da cooperação internacional.

Em um discurso de abertura, Pierre-Olivier Gourinchas, economista-chefe do Fundo Monetário Internacional, disse que o FMI reduziu sua previsão de crescimento econômico global para 3,6% para este ano devido a vários fatores adversos e que a organização continua a ter uma visão sombria sobre as perspectivas econômicas globais.

Gourinchas observou que as medidas de contenção da Covid-19 da China controlaram com sucesso o número de mortes e casos de infecção nos últimos dois anos, garantindo operações estáveis de atividades econômicas.

No momento, o principal desafio para a segunda maior economia do mundo é a taxa de vacinação relativamente baixa entre idosos com mais de 75 anos de idade, disse Gourinchas, acrescentando que a melhoria na cobertura da vacinação continua sendo um fator-chave para a recuperação econômica global.

Enquanto isso, quando se trata de questões trazidas pelas mudanças climáticas, Zhou Xiaochuan, presidente do IFF e ex-governador do Banco Popular da China, disse que o setor financeiro deve ter a coragem de assumir determinadas responsabilidades com medidas para lidar com problemas relacionados ao financiamento e preços. A construção de um mercado de carbono unificado é a melhor solução, acrescentou Zhou.

Azymbakiev Muratbek Abakirovich, vice-secretário-geral da Organização de Cooperação de Xangai, disse que a economia mundial continua a enfrentar as consequências da pandemia da Covid-19 juntamente com o aumento do protecionismo comercial, dificultando o crescimento sustentável e equilibrado da economia.

Na era pós-pandemia, o crescimento econômico estável pode ser impactado significativamente pelos riscos provocados pela politização das relações econômicas globais, pelo enfraquecimento da governança global e pela deterioração do progresso nas reformas comerciais internacionais, disse Muratbek Abakirovich. Os riscos causados pelas mudanças climáticas, esgotamento de recursos e degradação ambiental terão que ser gerenciados e controlados, acrescentou Muratbek Abakirovich.

Também no evento, Han Seung-soo, copresidente do IFF e ex-primeiro-ministro da Coreia, incentivou a comunidade global a superar a próxima crise financeira global por meio de uma cooperação mais estreita.

Com o objetivo de dissecar os desafios globais e trocar ideias sobre soluções potenciais, as reuniões da primavera do IFF reuniram líderes mundiais para discutir como a China e o mundo poderiam tomar medidas para acelerar o crescimento econômico, enquanto a turbulência geopolítica continua em meio à pandemia, juntamente com a intensificação das crises de alimentos e energia, e ameaças à segurança global da indústria e da cadeia de suprimentos.

Sobre o Fórum Internacional de Finanças

O IFF é uma organização não-governamental internacional independente, sem fins lucrativos fundada em Pequim em 2003. Criado por líderes financeiros de mais de 20 países, regiões e organizações internacionais, incluindo a China, os EUA, a UE e a ONU, o fórum é uma plataforma de longo prazo e de alto nível para diálogo e comunicação. Para mais informações, acesse: http://www.iff.org.cn/php/list.php?tid=477

FONTE International Finance Forum (IFF)

PEQUIM, 30 de abril de 2022 /PRNewswire/ -- O Fórum Internacional de Finanças (IFF) iniciou suas reuniões da primavera de 2022 em 27 de abril, em Pequim, com o tema "Novo cenário global: desafios e respostas".

Com a participação de líderes políticos e financeiros globais, como o Fundo Monetário Internacional (FMI) e a Organização de Cooperação de Xangai (Shanghai Cooperation Organization, em inglês), o fórum tem como objetivo discutir os desafios enfrentados pela comunidade global e como os países podem trabalhar juntos para impulsionar a governança econômica global por meio da cooperação internacional.

Em um discurso de abertura, Pierre-Olivier Gourinchas, economista-chefe do Fundo Monetário Internacional, disse que o FMI reduziu sua previsão de crescimento econômico global para 3,6% para este ano devido a vários fatores adversos e que a organização continua a ter uma visão sombria sobre as perspectivas econômicas globais.

Gourinchas observou que as medidas de contenção da Covid-19 da China controlaram com sucesso o número de mortes e casos de infecção nos últimos dois anos, garantindo operações estáveis de atividades econômicas.

No momento, o principal desafio para a segunda maior economia do mundo é a taxa de vacinação relativamente baixa entre idosos com mais de 75 anos de idade, disse Gourinchas, acrescentando que a melhoria na cobertura da vacinação continua sendo um fator-chave para a recuperação econômica global.

Enquanto isso, quando se trata de questões trazidas pelas mudanças climáticas, Zhou Xiaochuan, presidente do IFF e ex-governador do Banco Popular da China, disse que o setor financeiro deve ter a coragem de assumir determinadas responsabilidades com medidas para lidar com problemas relacionados ao financiamento e preços. A construção de um mercado de carbono unificado é a melhor solução, acrescentou Zhou.

Azymbakiev Muratbek Abakirovich, vice-secretário-geral da Organização de Cooperação de Xangai, disse que a economia mundial continua a enfrentar as consequências da pandemia da Covid-19 juntamente com o aumento do protecionismo comercial, dificultando o crescimento sustentável e equilibrado da economia.

Na era pós-pandemia, o crescimento econômico estável pode ser impactado significativamente pelos riscos provocados pela politização das relações econômicas globais, pelo enfraquecimento da governança global e pela deterioração do progresso nas reformas comerciais internacionais, disse Muratbek Abakirovich. Os riscos causados pelas mudanças climáticas, esgotamento de recursos e degradação ambiental terão que ser gerenciados e controlados, acrescentou Muratbek Abakirovich.

Também no evento, Han Seung-soo, copresidente do IFF e ex-primeiro-ministro da Coreia, incentivou a comunidade global a superar a próxima crise financeira global por meio de uma cooperação mais estreita.

Com o objetivo de dissecar os desafios globais e trocar ideias sobre soluções potenciais, as reuniões da primavera do IFF reuniram líderes mundiais para discutir como a China e o mundo poderiam tomar medidas para acelerar o crescimento econômico, enquanto a turbulência geopolítica continua em meio à pandemia, juntamente com a intensificação das crises de alimentos e energia, e ameaças à segurança global da indústria e da cadeia de suprimentos.

Sobre o Fórum Internacional de Finanças

O IFF é uma organização não-governamental internacional independente, sem fins lucrativos fundada em Pequim em 2003. Criado por líderes financeiros de mais de 20 países, regiões e organizações internacionais, incluindo a China, os EUA, a UE e a ONU, o fórum é uma plataforma de longo prazo e de alto nível para diálogo e comunicação. Para mais informações, acesse: http://www.iff.org.cn/php/list.php?tid=477

FONTE International Finance Forum (IFF)

Você acabou de ler:

Fórum Internacional de Finanças inicia reuniões da primavera de 2022 e pede cooperação em meio aos desafios globais

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/forum-internacional-de-financas-inicia-reunioes-da-primavera-de-2022-e-pede-cooperacao-em-meio-aos-desafios-globais/