Fórum Internacional de Finanças pede cooperação Global à medida que a inflação continua

PEQUIM, 5 de maio de 2022 /PRNewswire/ -- O Fórum Internacional de Finanças (IFF) está apelando para que países e regiões trabalhem melhor em conjunto na luta contra o agravamento da inflação global, em uma tentativa de trazer a recuperação da economia global de volta aos trilhos.

Em 27 de abril, nas reuniões da primavera do IFF, líderes mundiais e especialistas do setor levantaram os principais desafios econômicos enfrentados pela comunidade global no momento e discutiram possíveis soluções sobe como os países poderiam cooperar para introduzir políticas de ajustes em meio à pandemia em andamento.

No discurso de abertura, Domenico Siniscalco, vice-presidente do IFF e ex-ministro da economia e finanças da Itália, disse que a maioria dos países injetou muita liquidez em suas economias entre 2008 e 2011 para enfrentar crises econômicas e, novamente, durante a pandemia global da Covid-19, e essa taxa de inflação permaneceu em nível alto nas economias emergentes.

Siniscalco destacou que, comparativamente, a inflação na Ásia tem sido geralmente bem administrada e controlada, principalmente graças à sólida gestão da economia como um todo.

Embora os aumentos dos preços da energia, dos alimentos e dos produtos agrícolas possam exercer enorme pressão sobre o crescimento econômico e resultar em problemas sociais, os governos terão que introduzir medidas para enfrentar os problemas e controlar a inflação, acrescentou Siniscalco.

Especificamente, Siniscalco disse que a China, a Europa e os EUA devem trabalhar juntos para enfrentar os problemas de aumento dos preços dos alimentos e da energia.

Do ponto de vista da cadeia de suprimentos e da cadeia industrial, Song Min, membro do comitê acadêmico do IFF e reitor da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de Wuhan, disse nas reuniões do IFF que, considerando que os países ocidentais estão entrando em uma fase pós-pandemia, a pressão na cadeia industrial e na cadeia de suprimentos poderá ser amenizada no curto prazo. Song observou que, à medida que a turbulência geopolítica continua, as incertezas permanecem em relação à forma como a cadeia industrial global e a cadeia de suprimentos serão afetadas.

Robin Xing, economista chefe do Morgan Stanley na China, tem uma visão positiva sobre as perspectivas econômicas asiáticas em meio a uma situação de inflação global e continua confiante nas medidas da China para compensar a desaceleração do crescimento econômico. Apesar dos ventos contrários contínuos, incluindo fatores como agitação geopolítica, inflação e aumento da taxa do Fed, as economias asiáticas estão mais capacitadas a gerenciar esses ventos contrários do que em ciclos anteriores nas últimas décadas.

Xing disse que o Morgan Stanley continua otimista que a China será capaz de fazer ajustes políticos em tempo hábil para impulsionar a recuperação econômica de algum modo no segundo semestre deste ano e no próximo ano.

Sobre o Fórum Internacional de Finanças

O IFF é uma organização não governamental internacional independente, sem fins lucrativos fundada em Pequim em 2003. Criado por líderes financeiros de mais de 20 países, regiões e organizações internacionais, incluindo a China, os EUA, a UE e a ONU, o fórum é uma plataforma de longo prazo e de alto nível para o diálogo e a comunicação. Para mais informações, acesse: http://www.iff.org.cn/php/list.php?tid=477

 

FONTE International Finance Forum (IFF)

PEQUIM, 5 de maio de 2022 /PRNewswire/ -- O Fórum Internacional de Finanças (IFF) está apelando para que países e regiões trabalhem melhor em conjunto na luta contra o agravamento da inflação global, em uma tentativa de trazer a recuperação da economia global de volta aos trilhos.

Em 27 de abril, nas reuniões da primavera do IFF, líderes mundiais e especialistas do setor levantaram os principais desafios econômicos enfrentados pela comunidade global no momento e discutiram possíveis soluções sobe como os países poderiam cooperar para introduzir políticas de ajustes em meio à pandemia em andamento.

No discurso de abertura, Domenico Siniscalco, vice-presidente do IFF e ex-ministro da economia e finanças da Itália, disse que a maioria dos países injetou muita liquidez em suas economias entre 2008 e 2011 para enfrentar crises econômicas e, novamente, durante a pandemia global da Covid-19, e essa taxa de inflação permaneceu em nível alto nas economias emergentes.

Siniscalco destacou que, comparativamente, a inflação na Ásia tem sido geralmente bem administrada e controlada, principalmente graças à sólida gestão da economia como um todo.

Embora os aumentos dos preços da energia, dos alimentos e dos produtos agrícolas possam exercer enorme pressão sobre o crescimento econômico e resultar em problemas sociais, os governos terão que introduzir medidas para enfrentar os problemas e controlar a inflação, acrescentou Siniscalco.

Especificamente, Siniscalco disse que a China, a Europa e os EUA devem trabalhar juntos para enfrentar os problemas de aumento dos preços dos alimentos e da energia.

Do ponto de vista da cadeia de suprimentos e da cadeia industrial, Song Min, membro do comitê acadêmico do IFF e reitor da Faculdade de Economia e Administração da Universidade de Wuhan, disse nas reuniões do IFF que, considerando que os países ocidentais estão entrando em uma fase pós-pandemia, a pressão na cadeia industrial e na cadeia de suprimentos poderá ser amenizada no curto prazo. Song observou que, à medida que a turbulência geopolítica continua, as incertezas permanecem em relação à forma como a cadeia industrial global e a cadeia de suprimentos serão afetadas.

Robin Xing, economista chefe do Morgan Stanley na China, tem uma visão positiva sobre as perspectivas econômicas asiáticas em meio a uma situação de inflação global e continua confiante nas medidas da China para compensar a desaceleração do crescimento econômico. Apesar dos ventos contrários contínuos, incluindo fatores como agitação geopolítica, inflação e aumento da taxa do Fed, as economias asiáticas estão mais capacitadas a gerenciar esses ventos contrários do que em ciclos anteriores nas últimas décadas.

Xing disse que o Morgan Stanley continua otimista que a China será capaz de fazer ajustes políticos em tempo hábil para impulsionar a recuperação econômica de algum modo no segundo semestre deste ano e no próximo ano.

Sobre o Fórum Internacional de Finanças

O IFF é uma organização não governamental internacional independente, sem fins lucrativos fundada em Pequim em 2003. Criado por líderes financeiros de mais de 20 países, regiões e organizações internacionais, incluindo a China, os EUA, a UE e a ONU, o fórum é uma plataforma de longo prazo e de alto nível para o diálogo e a comunicação. Para mais informações, acesse: http://www.iff.org.cn/php/list.php?tid=477

 

FONTE International Finance Forum (IFF)

Você acabou de ler:

Fórum Internacional de Finanças pede cooperação Global à medida que a inflação continua

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/forum-internacional-de-financas-pede-cooperacao-global-a-medida-que-a-inflacao-continua/