Global Business Barometer melhorou pelo segundo mês consecutivo, com a perspectiva de 3 meses para muitas indústrias mudando de ''muito'' para ''um pouco'' pior

O sentimento executivo sobre as perspectivas de três meses para a economia global melhorou de -27,7 para -16,8 em maio (de uma extensão entre -50 e +50) A China é a primeira economia coberta pelo barômetro a entrar em território positivo, registrando uma leitura de +2,0 Apenas 8,1% dos entrevistados concordam fortemente que seu país está pronto para abrir e 6,7% concordam fortemente que sua empresa está pronta para retornar às operações normais

LONDRES, 6 de agosto de 2020 /PRNewswire/ -- As recuperações econômicas de crises como a pandemia de covid-19 ocorrem de várias formas. A esperança em todos os lugares é sempre que sejam em forma de V, mas Us é a segunda melhor situação. Ws voláteis e o temido L são os piores cenários. O último Global Business Barometer, baseado em uma pesquisa e análise conduzida pela The Economist Intelligence Unit e apoiada pela SAS, mostra que, no final de junho, a possibilidade de recuperação em forma de U permanece possível.

 

Marcando mais próximo do positivo: A leitura geral do barômetro para a economia global atingiu -16,8, a mais próxima que já esteve do território positivo. Os entrevistados na América Latina e na Ásia Pacífico lideraram o caminho, com melhorias de +18,5 e +4,0, respectivamente. O sentimento sobre as economias globais e regionais na América do Norte quase não se moveu em relação ao barômetro anterior, subindo +1,5 e +0,2 pontos, um dos mais pessimistas em ambas as contas.

China, a primeira economia a ficar positiva: A perspectiva de três meses para a economia chinesa entre os executivos baseados na China caiu de "um pouco melhor" em junho, embora apenas em +2,0. Isso ainda faz com que seja a primeira economia a conseguir isso desde o início do GBB, em abril. A mudança no sentimento está em forte contraste com o último GBB, quando as perspectivas no país azedaram -21,9, de longe a maior entre as doze principais economias pesquisadas. 

A estrada, menos percorrida: Apenas 8,1% dos entrevistados na pesquisa GBB de junho "concordam fortemente" que seu país está pronto para abrir e somente 6,7% "concordam fortemente" que sua empresa está pronta para retornar a operar como antes da pandemia. Esses números são assustadores, quer você os leia como reconhecimento da escala e escopo do problema ou uma acusação contra as respostas globais e em nível de país ao covid-19 (ou uma combinação dos dois). Para que melhorem, será necessário que mais líderes e legisladores em todo o mundo demonstrem a todos que podem ser mais eficazes na contenção do vírus.

Sobre a pesquisa

O Global Business Barometer mede o sentimento em relação aos eventos atuais e às incertezas do mercado financeiro e explora como as empresas estão lidando com a situação atual e planejando o futuro.

Sobre a The Economist Intelligence Unit

A The Economist Intelligence Unit é a divisão de liderança, pesquisa e análise do The Economist Group e líder mundial em inteligência de negócios global para executivos. Descobrimos perspectivas inovadoras e com visão de futuro com acesso a mais de 650 analistas e editores especializados em 200 países em todo o mundo. Mais informações podem ser encontradas em www.eiuperspectives.economist.com. Siga-nos no Twitter, LinkedIn e Facebook.

Sobre a SAS

A SAS é líder em análise. Através de software e serviços inovadores, a SAS capacita e inspira clientes em todo o mundo para transformar dados em inteligência. A SAS dá a você O PODER DE SABER®.

 

 

 

FONTE The Economist Intelligence Unit

O sentimento executivo sobre as perspectivas de três meses para a economia global melhorou de -27,7 para -16,8 em maio (de uma extensão entre -50 e +50) A China é a primeira economia coberta pelo barômetro a entrar em território positivo, registrando uma leitura de +2,0 Apenas 8,1% dos entrevistados concordam fortemente que seu país está pronto para abrir e 6,7% concordam fortemente que sua empresa está pronta para retornar às operações normais

LONDRES, 6 de agosto de 2020 /PRNewswire/ -- As recuperações econômicas de crises como a pandemia de covid-19 ocorrem de várias formas. A esperança em todos os lugares é sempre que sejam em forma de V, mas Us é a segunda melhor situação. Ws voláteis e o temido L são os piores cenários. O último Global Business Barometer, baseado em uma pesquisa e análise conduzida pela The Economist Intelligence Unit e apoiada pela SAS, mostra que, no final de junho, a possibilidade de recuperação em forma de U permanece possível.

 

Marcando mais próximo do positivo: A leitura geral do barômetro para a economia global atingiu -16,8, a mais próxima que já esteve do território positivo. Os entrevistados na América Latina e na Ásia Pacífico lideraram o caminho, com melhorias de +18,5 e +4,0, respectivamente. O sentimento sobre as economias globais e regionais na América do Norte quase não se moveu em relação ao barômetro anterior, subindo +1,5 e +0,2 pontos, um dos mais pessimistas em ambas as contas.

China, a primeira economia a ficar positiva: A perspectiva de três meses para a economia chinesa entre os executivos baseados na China caiu de "um pouco melhor" em junho, embora apenas em +2,0. Isso ainda faz com que seja a primeira economia a conseguir isso desde o início do GBB, em abril. A mudança no sentimento está em forte contraste com o último GBB, quando as perspectivas no país azedaram -21,9, de longe a maior entre as doze principais economias pesquisadas. 

A estrada, menos percorrida: Apenas 8,1% dos entrevistados na pesquisa GBB de junho "concordam fortemente" que seu país está pronto para abrir e somente 6,7% "concordam fortemente" que sua empresa está pronta para retornar a operar como antes da pandemia. Esses números são assustadores, quer você os leia como reconhecimento da escala e escopo do problema ou uma acusação contra as respostas globais e em nível de país ao covid-19 (ou uma combinação dos dois). Para que melhorem, será necessário que mais líderes e legisladores em todo o mundo demonstrem a todos que podem ser mais eficazes na contenção do vírus.

Sobre a pesquisa

O Global Business Barometer mede o sentimento em relação aos eventos atuais e às incertezas do mercado financeiro e explora como as empresas estão lidando com a situação atual e planejando o futuro.

Sobre a The Economist Intelligence Unit

A The Economist Intelligence Unit é a divisão de liderança, pesquisa e análise do The Economist Group e líder mundial em inteligência de negócios global para executivos. Descobrimos perspectivas inovadoras e com visão de futuro com acesso a mais de 650 analistas e editores especializados em 200 países em todo o mundo. Mais informações podem ser encontradas em www.eiuperspectives.economist.com. Siga-nos no Twitter, LinkedIn e Facebook.

Sobre a SAS

A SAS é líder em análise. Através de software e serviços inovadores, a SAS capacita e inspira clientes em todo o mundo para transformar dados em inteligência. A SAS dá a você O PODER DE SABER®.

 

 

 

FONTE The Economist Intelligence Unit

Você acabou de ler:

Global Business Barometer melhorou pelo segundo mês consecutivo, com a perspectiva de 3 meses para muitas indústrias mudando de ''muito'' para ''um pouco'' pior

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/global-business-barometer-melhorou-pelo-segundo-mes-consecutivo-com-a-perspectiva-de-3-meses-para-muitas-industrias-mudando-de-muito-para-um-pouco-pior/