Guangzhou: cidade na liderança da modelagem do ecossistema de inovação urbana - o evento '' Noite de Guangzhou '' inflama o Fórum de Davos de Verão

GUANGZHOU, China, 21 de setembro de 2018 /PRNewswire/ -- Na noite de 19 de setembro, o evento "Noite de "Guangzhou" ("Guangzhou Night"), apresentando a cultura de Lingnan, foi celebrado à parte do Encontro Anual dos Novos Campeões do Fórum Econômico Mundial de 2018 (Davos de Verão) em Tianjin, norte da China.

Esse é o quarto ano consecutivo que o governo de Guangzhou apresenta a cidade durante o Fórum de Davos de Verão, que foi realizado com o tema "Moldando Sociedades Inovadoras na Quarta Revolução Industrial ("Shaping Innovative Societies in the Fourth Industrial Revolution"), neste ano. Na "Noite de Guangzhou", com o tema "Guangzhou Dinâmica para o Mundo", a cidade demonstrou sua vitalidade e diversidade, bem como a inovação tecnológica moderna para cerca de 400 convidados de Davos.

A noite testemunhou a surpreendente estreia da Capital Comercial do Sul da China, uma grande apresentação de animação em 3D sobre a história de Guangzhou. Ela foi aclamada como a famosa pintura chinesa "Ao Longo do Rio Durante o Festival de Qingming" de Lingnan. Todos os elementos da cultura e inovação de Guangzhou atraíram a atenção do público e mostraram uma Guangzhou tecnológica com recursos de Lingnan.

"Guangzhou é uma cidade essencial na promoção da "Iniciativa Cinturão e Estrada" ("Belt and Road Initiative") e no desenvolvimento a Grande Área da Baía Guangdong-Hong Kong-Macau. Ela tem história e cultura consagradas pelo tempo e ostenta um sistema eficiente de transporte e um influxo de recursos inovadores. Todos nós esperamos poder compartilhar as oportunidades proporcionadas por uma Guangzhou próspera em uma nova era", declarou o prefeito de Guangzhou, Wen Guohui, durante o evento.

Na China, o ecossistema de inovação regional está em processo de modelagem. As práticas de inovação urbana lideradas por Guangzhou, Shenzhen, Hangzhou, etc., irão ajudar a tornar a China uma economia inovadora. Guangzhou, devido a sua diversidade cultural, promoveu uma atmosfera inclusiva e amigável à inovação e prosperou, de uma cidade de empresas milenárias para um hub internacional. Mesmo hoje, a inovação permanece um ímpeto para a cidade-hub com a função de conectar o resto da China e mais além.

A Cedar Holdings é uma empresa privada desenvolvida localmente, sediada em Guangzhou, na lista da Fortune Global 500. Como uma empresa da cadeia de suprimento inteligente e moderna, a Cedar lidera o mundo ao tomar a iniciativa de se tornar global. Especialistas dizem que ela é a epitome de como Guangzhou cumpriu sua estratégia de desenvolvimento impulsionado pela inovação, para liberar a vitalidade de uma nova economia e aperfeiçoar a capacidade de inovação nos últimos 40 anos da reforma e abertura da China.

"Como o berço de empreendimentos, Guangzhou ostenta o clima mais favorável para empresas privadas e para a inovação", disse o presidente e fundador da Cedar, Zhang Jin, que também é representante dos novos campeões.

Em 2017, Guangzhou revelou sua estratégia de tecnologia da informação, inteligência artificial e biomedicina (IAB – information technology, artificial intelligence and biomedicine). Graças a sua vantagem de localização, sólida base industrial e força em inovação científica e tecnológica, setores emergentes da cidade passaram por um rápido crescimento. O agrupamento de empreendimentos inovadores está ganhando velocidade aqui.

A startup chinesa JingChi, que foi fundada anteriormente no Vale do Silício, nos EUA, relocou sua sede para Guangzhou em dezembro. Em maio deste ano, a empresa de mobilidade inteligente conseguiu converter o modelo GE3 EV da GAC (Guangzhou Automobile Group Co., Ltd.) em uma versão autodirigível e o colocou na estrada. "Guangzhou abriga duas das três principais empresas de veículos autodirigíveis da China. Estamos fazendo um progresso marcante aqui e vamos promover a tecnologia de veículos autodirigíveis desenvolvidos na China, de maneiras que irão mudar a forma com que as pessoas viajam", disse o vice-presidente de operações da JingChi, Zhang Li.

Abertura e diversidade têm sido o fundamento do ecossistema de inovação que Guangzhou está modelando. Por três anos consecutivos, Guangzhou foi classificada em terceiro lugar entre as cidades do país pelo número de empresas inovadoras incluídas na lista das 50 maiores da China que ela abriga. Ela reserva agora espaços para 286 incubadoras e 181 fabricantes, em uma área de mais de 10 milhões de metros quadrados.

Outra startup inovadora, a Pony.ai, com sede na Nova Área de Nansha, Guangzhou, tem conduzido testes de estrada bem-sucedidos de seus carros autodirigíveis na Califórnia, EUA. "Nós valorizamos o cultivo de empreendimentos inovadores locais", disse o secretário do Birô de Investimento e Promoção Comercial da Zona de Desenvolvimento de Nansha em Guangzhou, Xie Xiaohui. "Além do projeto de gelo combustível (hidrato de metano), diversas empresas futurísticas, como a AI Robotics, se estabeleceram aqui".

"A política para dar suporte a líderes industriais que Guangzhou empreendeu nos ofereceu muito suporte financeiro em nosso estágio de startup", disse o presidente da Guangzhou Starway Communication, Jia Pengcheng.

Entrada no metrô com pagamento móvel, reconhecimento facial no controle de segurança do aeroporto, marcação de consulta médica com o WeChat... tudo isso tem se tornado rotina no cotidiano da população de Guangzhou. Passando por uma nova rodada de revolução tecnológica global, a cidade está se esforçando para tirar proveito da iniciativa. Ela irá promover a inovação e estimular um clima orientado para a tecnologia apropriado.

A inovação promove o aprimoramento industrial e impulsiona a economia de uma cidade. Dados econômicos recém-divulgados mostram que no primeiro semestre de 2018 o PIB de Guangzhou atingiu RMB 1,0653 trilhões (US$ 155,5 bilhões), um aumento de 6,2% em comparação com o mesmo período de 2017.

Hoje, Guangzhou se tornou um espaço regular para talentos globais em inovação tecnológica, com grandes eventos como o Brainstorm Tech da Fortune, a Conferência de Inovação da China e a Feira de Inovação e Empreendedorismo da China se estabelecendo permanentemente aqui. Uma atmosfera para atrair recursos inovadores, abrir uma empresa e fazer inovações vem sendo estimulada em Guangzhou.

O Relatório sobre o Ambiente Empresarial das Cidades Chinesas de 2017, divulgado pelo Instituto da Grande Área da Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, mostra que Guangzhou se classificou em primeiro lugar em termos de ambiente empresarial e foi uma das cidades mais destacadas no relatório de 2017 sobre o ambiente empresarial de cidades globais.

Com um ecossistema de inovação extraordinário, Guangzhou passou por um rápido desenvolvimento econômico e social. De acordo com o Relatório de Competitividade Urbana Global 2017-2018, Guangzhou se classifica em 15o lugar pelo índice de competitividade econômica global.

"Guangzhou está atuando como um novo propulsor do crescimento econômico da China e se tornou um dos centros da economia global. Muitas empresas globais pretendem trabalhar junto com a cidade na construção da Grande Área da Baía", disse o presidente-executivo do conselho do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab.

FONTE The People's Government of Guangzhou Municipality

GUANGZHOU, China, 21 de setembro de 2018 /PRNewswire/ -- Na noite de 19 de setembro, o evento "Noite de "Guangzhou" ("Guangzhou Night"), apresentando a cultura de Lingnan, foi celebrado à parte do Encontro Anual dos Novos Campeões do Fórum Econômico Mundial de 2018 (Davos de Verão) em Tianjin, norte da China.

Esse é o quarto ano consecutivo que o governo de Guangzhou apresenta a cidade durante o Fórum de Davos de Verão, que foi realizado com o tema "Moldando Sociedades Inovadoras na Quarta Revolução Industrial ("Shaping Innovative Societies in the Fourth Industrial Revolution"), neste ano. Na "Noite de Guangzhou", com o tema "Guangzhou Dinâmica para o Mundo", a cidade demonstrou sua vitalidade e diversidade, bem como a inovação tecnológica moderna para cerca de 400 convidados de Davos.

A noite testemunhou a surpreendente estreia da Capital Comercial do Sul da China, uma grande apresentação de animação em 3D sobre a história de Guangzhou. Ela foi aclamada como a famosa pintura chinesa "Ao Longo do Rio Durante o Festival de Qingming" de Lingnan. Todos os elementos da cultura e inovação de Guangzhou atraíram a atenção do público e mostraram uma Guangzhou tecnológica com recursos de Lingnan.

"Guangzhou é uma cidade essencial na promoção da "Iniciativa Cinturão e Estrada" ("Belt and Road Initiative") e no desenvolvimento a Grande Área da Baía Guangdong-Hong Kong-Macau. Ela tem história e cultura consagradas pelo tempo e ostenta um sistema eficiente de transporte e um influxo de recursos inovadores. Todos nós esperamos poder compartilhar as oportunidades proporcionadas por uma Guangzhou próspera em uma nova era", declarou o prefeito de Guangzhou, Wen Guohui, durante o evento.

Na China, o ecossistema de inovação regional está em processo de modelagem. As práticas de inovação urbana lideradas por Guangzhou, Shenzhen, Hangzhou, etc., irão ajudar a tornar a China uma economia inovadora. Guangzhou, devido a sua diversidade cultural, promoveu uma atmosfera inclusiva e amigável à inovação e prosperou, de uma cidade de empresas milenárias para um hub internacional. Mesmo hoje, a inovação permanece um ímpeto para a cidade-hub com a função de conectar o resto da China e mais além.

A Cedar Holdings é uma empresa privada desenvolvida localmente, sediada em Guangzhou, na lista da Fortune Global 500. Como uma empresa da cadeia de suprimento inteligente e moderna, a Cedar lidera o mundo ao tomar a iniciativa de se tornar global. Especialistas dizem que ela é a epitome de como Guangzhou cumpriu sua estratégia de desenvolvimento impulsionado pela inovação, para liberar a vitalidade de uma nova economia e aperfeiçoar a capacidade de inovação nos últimos 40 anos da reforma e abertura da China.

"Como o berço de empreendimentos, Guangzhou ostenta o clima mais favorável para empresas privadas e para a inovação", disse o presidente e fundador da Cedar, Zhang Jin, que também é representante dos novos campeões.

Em 2017, Guangzhou revelou sua estratégia de tecnologia da informação, inteligência artificial e biomedicina (IAB – information technology, artificial intelligence and biomedicine). Graças a sua vantagem de localização, sólida base industrial e força em inovação científica e tecnológica, setores emergentes da cidade passaram por um rápido crescimento. O agrupamento de empreendimentos inovadores está ganhando velocidade aqui.

A startup chinesa JingChi, que foi fundada anteriormente no Vale do Silício, nos EUA, relocou sua sede para Guangzhou em dezembro. Em maio deste ano, a empresa de mobilidade inteligente conseguiu converter o modelo GE3 EV da GAC (Guangzhou Automobile Group Co., Ltd.) em uma versão autodirigível e o colocou na estrada. "Guangzhou abriga duas das três principais empresas de veículos autodirigíveis da China. Estamos fazendo um progresso marcante aqui e vamos promover a tecnologia de veículos autodirigíveis desenvolvidos na China, de maneiras que irão mudar a forma com que as pessoas viajam", disse o vice-presidente de operações da JingChi, Zhang Li.

Abertura e diversidade têm sido o fundamento do ecossistema de inovação que Guangzhou está modelando. Por três anos consecutivos, Guangzhou foi classificada em terceiro lugar entre as cidades do país pelo número de empresas inovadoras incluídas na lista das 50 maiores da China que ela abriga. Ela reserva agora espaços para 286 incubadoras e 181 fabricantes, em uma área de mais de 10 milhões de metros quadrados.

Outra startup inovadora, a Pony.ai, com sede na Nova Área de Nansha, Guangzhou, tem conduzido testes de estrada bem-sucedidos de seus carros autodirigíveis na Califórnia, EUA. "Nós valorizamos o cultivo de empreendimentos inovadores locais", disse o secretário do Birô de Investimento e Promoção Comercial da Zona de Desenvolvimento de Nansha em Guangzhou, Xie Xiaohui. "Além do projeto de gelo combustível (hidrato de metano), diversas empresas futurísticas, como a AI Robotics, se estabeleceram aqui".

"A política para dar suporte a líderes industriais que Guangzhou empreendeu nos ofereceu muito suporte financeiro em nosso estágio de startup", disse o presidente da Guangzhou Starway Communication, Jia Pengcheng.

Entrada no metrô com pagamento móvel, reconhecimento facial no controle de segurança do aeroporto, marcação de consulta médica com o WeChat... tudo isso tem se tornado rotina no cotidiano da população de Guangzhou. Passando por uma nova rodada de revolução tecnológica global, a cidade está se esforçando para tirar proveito da iniciativa. Ela irá promover a inovação e estimular um clima orientado para a tecnologia apropriado.

A inovação promove o aprimoramento industrial e impulsiona a economia de uma cidade. Dados econômicos recém-divulgados mostram que no primeiro semestre de 2018 o PIB de Guangzhou atingiu RMB 1,0653 trilhões (US$ 155,5 bilhões), um aumento de 6,2% em comparação com o mesmo período de 2017.

Hoje, Guangzhou se tornou um espaço regular para talentos globais em inovação tecnológica, com grandes eventos como o Brainstorm Tech da Fortune, a Conferência de Inovação da China e a Feira de Inovação e Empreendedorismo da China se estabelecendo permanentemente aqui. Uma atmosfera para atrair recursos inovadores, abrir uma empresa e fazer inovações vem sendo estimulada em Guangzhou.

O Relatório sobre o Ambiente Empresarial das Cidades Chinesas de 2017, divulgado pelo Instituto da Grande Área da Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, mostra que Guangzhou se classificou em primeiro lugar em termos de ambiente empresarial e foi uma das cidades mais destacadas no relatório de 2017 sobre o ambiente empresarial de cidades globais.

Com um ecossistema de inovação extraordinário, Guangzhou passou por um rápido desenvolvimento econômico e social. De acordo com o Relatório de Competitividade Urbana Global 2017-2018, Guangzhou se classifica em 15o lugar pelo índice de competitividade econômica global.

"Guangzhou está atuando como um novo propulsor do crescimento econômico da China e se tornou um dos centros da economia global. Muitas empresas globais pretendem trabalhar junto com a cidade na construção da Grande Área da Baía", disse o presidente-executivo do conselho do Fórum Econômico Mundial, Klaus Schwab.

FONTE The People's Government of Guangzhou Municipality