GWEC: a energia eólica será um componente essencial para a recuperação econômica

BRUXELAS, 7 de maio de 2020 /PRNewswire/ -- O Conselho Global de Energia Eólica (Global Wind Energy Council – GWEC) juntamente com signatários representantes de todas as principais associações e empresas mundiais do setor eólico divulgaram hoje uma declaração destacando o papel da energia eólica na recuperação da economia global após a crise da COVID-19 e estabelecendo as ações de política chave que devem ser postas em prática para a obtenção da recuperação econômica sustentável.

A energia eólica é um componente essencial para a recuperação da economia após o impacto da COVID-19, o que possibilitará aos governos renovar a infraestrutura crítica para um futuro sustentável. A indústria eólica ajudará no fornecimento de empregos, na energia limpa e acessível e na segurança necessária para a recuperação econômica sustentável.

Apelando aos governos, órgãos intergovernamentais e instituições globais de financiamento, a declaração sugere que fazedores de políticas de ações chave podem posicionar a energia eólica no centro de seus planos da retomada econômica e do crescimento com três temas abrangentes: o investimento para o futuro sustentável e resiliente, o ambiente propício para a energia limpa e o empoderamento dos indivíduos para levar em frente a transição da energia.

Ben Backwell, CEO do GWEC disse: "A pandemia da COVID-19 causou um impacto social e econômico sem precedentes no mundo, e a maneira que nos recuperarmos da crise dependerá das ações que assumirmos nos próximos meses. Temos aqui a oportunidade de 'reconstruir melhor o passado', ajudar a dar início à recuperação econômica sustentável e desenvolver a infraestrutura da energia do futuro".

Ben acrescenta: "Os jovens, em particular, arcarão com os custos financeiros, sociais, ambientais e de saúde dos planos de estímulos que estão sendo concebidos e assumirão as dívidas associadas a essas despesas. Por isso, devemos estar certos de que eles se beneficiarão das decisões tomadas hoje. Ao mesmo tempo, os governos devem estabelecer o princípio de "nenhum dano" pelos gastos do estímulo econômico e garantir que o princípio se aplique à revitalização de setores de combustíveis fósseis que precisam ser eliminados gradualmente para a obtenção da transição da energia e o afastamento da ameaça de mudanças climáticas irreversíveis".

Morten Dyrholm, presidente do GWEC e sênior vice-presidente de grupo nas áreas de marketing, comunicações e assuntos públicos da Vestas comentou: "O setor eólico é uma das indústrias mais promissoras do mundo. Políticas e estruturas de investimentos que promovem o setor são essenciais para estimular o crescimento durante a recuperação das economias. Nossa indústria oferece milhões de empregos e bilhões em investimentos, além de benefícios imensos para a sociedade como um todo, como a energia acessível, o ar mais limpo e a infraestrutura resiliente, que significam que o retorno sobre o investimento no setor representa uma opção lógica para os países em busca de uma recuperação verde após a pandemia".

Giles Dickson, CEO da WindEurope acrescentou: "O impacto de longo prazo da COVID-19 dependerá da ação política que tomarmos agora. Na Europa, o Green Deal (Pacto verde) oferece o caminho para a recuperação econômica. Empregos, crescimento e sustentabilidade: uma visão clara que deve ser buscada por todos os países. Os governos devem alinhar seus pacotes de recuperação com os objetivos climáticos e investir no potencial da criação de empregos no setor eólico onshore e offshore. As economias se recuperarão com mais solidez e mais resiliência".

A declaração foi assinada pelas principais empresas da indústria eólica incluindo a Vestas, Siemens Gamesa, Iberdrola, Mingyang Smart Energy, MHI Vestas, Acciona, Nordex Group, ReNew Power, EDPR, ZF, Orsted, Goldwind, Envision, GE Renewable Energy assim como pelas associações de energia eólica e renovável como a WindEurope, Associação Americana de Energia Eólica, Associação Chinesa de Energia Eólica, Associação Brasileira de Energia Eólica, Associação Mexicana de Energia Eólica, RES4Africa, Associação Sul-Africana de Energia Eólica, Associação Japonesa de Energia Eólica, Associação Russa da Indústria de Energia Eólica, Instituto Japonês de Energia Renovável, Associação de Energia Eólica da Mongólia e a Associação Turca de Energia Eólica.

A declaração completa está à disposição aqui em inglês, chinês, francês e espanhol.

Contato: Alyssa Pek, +32 490 56 81 39, alyssa.pek@gwec.net

  

FONTE Global Wind Energy Council (GWEC)

BRUXELAS, 7 de maio de 2020 /PRNewswire/ -- O Conselho Global de Energia Eólica (Global Wind Energy Council – GWEC) juntamente com signatários representantes de todas as principais associações e empresas mundiais do setor eólico divulgaram hoje uma declaração destacando o papel da energia eólica na recuperação da economia global após a crise da COVID-19 e estabelecendo as ações de política chave que devem ser postas em prática para a obtenção da recuperação econômica sustentável.

A energia eólica é um componente essencial para a recuperação da economia após o impacto da COVID-19, o que possibilitará aos governos renovar a infraestrutura crítica para um futuro sustentável. A indústria eólica ajudará no fornecimento de empregos, na energia limpa e acessível e na segurança necessária para a recuperação econômica sustentável.

Apelando aos governos, órgãos intergovernamentais e instituições globais de financiamento, a declaração sugere que fazedores de políticas de ações chave podem posicionar a energia eólica no centro de seus planos da retomada econômica e do crescimento com três temas abrangentes: o investimento para o futuro sustentável e resiliente, o ambiente propício para a energia limpa e o empoderamento dos indivíduos para levar em frente a transição da energia.

Ben Backwell, CEO do GWEC disse: "A pandemia da COVID-19 causou um impacto social e econômico sem precedentes no mundo, e a maneira que nos recuperarmos da crise dependerá das ações que assumirmos nos próximos meses. Temos aqui a oportunidade de 'reconstruir melhor o passado', ajudar a dar início à recuperação econômica sustentável e desenvolver a infraestrutura da energia do futuro".

Ben acrescenta: "Os jovens, em particular, arcarão com os custos financeiros, sociais, ambientais e de saúde dos planos de estímulos que estão sendo concebidos e assumirão as dívidas associadas a essas despesas. Por isso, devemos estar certos de que eles se beneficiarão das decisões tomadas hoje. Ao mesmo tempo, os governos devem estabelecer o princípio de "nenhum dano" pelos gastos do estímulo econômico e garantir que o princípio se aplique à revitalização de setores de combustíveis fósseis que precisam ser eliminados gradualmente para a obtenção da transição da energia e o afastamento da ameaça de mudanças climáticas irreversíveis".

Morten Dyrholm, presidente do GWEC e sênior vice-presidente de grupo nas áreas de marketing, comunicações e assuntos públicos da Vestas comentou: "O setor eólico é uma das indústrias mais promissoras do mundo. Políticas e estruturas de investimentos que promovem o setor são essenciais para estimular o crescimento durante a recuperação das economias. Nossa indústria oferece milhões de empregos e bilhões em investimentos, além de benefícios imensos para a sociedade como um todo, como a energia acessível, o ar mais limpo e a infraestrutura resiliente, que significam que o retorno sobre o investimento no setor representa uma opção lógica para os países em busca de uma recuperação verde após a pandemia".

Giles Dickson, CEO da WindEurope acrescentou: "O impacto de longo prazo da COVID-19 dependerá da ação política que tomarmos agora. Na Europa, o Green Deal (Pacto verde) oferece o caminho para a recuperação econômica. Empregos, crescimento e sustentabilidade: uma visão clara que deve ser buscada por todos os países. Os governos devem alinhar seus pacotes de recuperação com os objetivos climáticos e investir no potencial da criação de empregos no setor eólico onshore e offshore. As economias se recuperarão com mais solidez e mais resiliência".

A declaração foi assinada pelas principais empresas da indústria eólica incluindo a Vestas, Siemens Gamesa, Iberdrola, Mingyang Smart Energy, MHI Vestas, Acciona, Nordex Group, ReNew Power, EDPR, ZF, Orsted, Goldwind, Envision, GE Renewable Energy assim como pelas associações de energia eólica e renovável como a WindEurope, Associação Americana de Energia Eólica, Associação Chinesa de Energia Eólica, Associação Brasileira de Energia Eólica, Associação Mexicana de Energia Eólica, RES4Africa, Associação Sul-Africana de Energia Eólica, Associação Japonesa de Energia Eólica, Associação Russa da Indústria de Energia Eólica, Instituto Japonês de Energia Renovável, Associação de Energia Eólica da Mongólia e a Associação Turca de Energia Eólica.

A declaração completa está à disposição aqui em inglês, chinês, francês e espanhol.

Contato: Alyssa Pek, +32 490 56 81 39, alyssa.pek@gwec.net

  

FONTE Global Wind Energy Council (GWEC)

Você acabou de ler:

GWEC: a energia eólica será um componente essencial para a recuperação econômica

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/gwec-a-energia-eolica-sera-um-componente-essencial-para-a-recuperacao-economica/