Hangzhou explora ao máximo o centro comercial da aviação para se tornar a cidade da aviação

HANGZHOU, China, 21 de maio de 2019 /PRNewswire/ -- O centro comercial da aviação, Jiande, assinou sete acordos de aviação geral, no primeiro trimestre de 2019, atraindo cerca de 2,5 bilhões de yuans de investimento, segundo uma autoridade do comitê de administração da cidade.

A região tem, atualmente, mais 17 projetos em fase de negociação, com investimento total de 45,85 bilhões de yuans, disse a autoridade.

Construída sobre restos industriais da antiga fábrica de ferroligas de Hengshan, a cidade industrial de Hangzhou se tornou um novo motor de crescimento com a transformação da aviação geral.

Impulsionada pelo plano de Zhejiang, do leste da China, de aumentar o valor de produção da indústria de aviação para 100 bilhões de yuans até 2020, Hangzhou lançou o centro comercial da aviação Jiande como o "modelo de aviação geral" para agrupar recursos de aviação geral.

Desde seu estabelecimento, em 2016, o centro comercial da aviação fez investimentos de 3.399 bilhões de yuans em ativos fixos, incluindo 2.603 bilhões de yuans de capital social.

O centro comercial da aviação agora abriga 773 empresas, com receita principal de negócios de 7.133 bilhões de yuans.

Os especialistas afirmam que, por ser um setor em transformação na escala dos trilhões de yuanes, a indústria da aviação geral pode impulsionar o desenvolvimento do setor relacionado, enquanto transforma o padrão de desenvolvimento econômico e impulsiona as melhorias industriais e de consumo.

Em termos de transformação, a XIZI UHC, com sede em Hangzhou, despontou em 2017, quando a primeira aeronave de passageiros desenvolvida na China, a C919, fez seu voo inaugural de sucesso. Sendo a única empresa privada na lista de fornecedores de aeronaves C919, a empresa, que já fabricou boilers e elevadores, já tem contratos com a Airbus, Boeing, Bombardier, AVIC e COMAC.

Atualizar a produção para se conectar com a aviação é uma boa opção para a moderna transformação dos setores tradicionais, afirmou um funcionário da Comissão Econômica e de Informações da província de Zhejiang, observando que Hangzhou está implementando todos os recursos para ter um lugar nessa estratégica indústria emergente.

O Novo Distrito de Qiantang da cidade, uma área de desenvolvimento para a fabricação de aeronaves, testemunhou o estabelecimento da Escola de Aeronáutica e Astronáutica da Universidade de Zhejiang, para desenvolver tecnologia de ponta para aeronaves. Sua equipe principal, liderada pelo professor Ke Yinglin, já havia desenvolvido 17 conjuntos de sistemas automatizados de montagem de aeronaves e duas linhas de produção de pulsação de montagem, fornecendo sólido suporte técnico aos principais modelos de aeronaves militares do país.

Hangzhou está mapeando um plano completo para a futura "cidade da aviação", que integrará aprendizado, P&D, manufatura, turismo e outros serviços de aviação.

FONTE Jiande Aviation Town management committee

HANGZHOU, China, 21 de maio de 2019 /PRNewswire/ -- O centro comercial da aviação, Jiande, assinou sete acordos de aviação geral, no primeiro trimestre de 2019, atraindo cerca de 2,5 bilhões de yuans de investimento, segundo uma autoridade do comitê de administração da cidade.

A região tem, atualmente, mais 17 projetos em fase de negociação, com investimento total de 45,85 bilhões de yuans, disse a autoridade.

Construída sobre restos industriais da antiga fábrica de ferroligas de Hengshan, a cidade industrial de Hangzhou se tornou um novo motor de crescimento com a transformação da aviação geral.

Impulsionada pelo plano de Zhejiang, do leste da China, de aumentar o valor de produção da indústria de aviação para 100 bilhões de yuans até 2020, Hangzhou lançou o centro comercial da aviação Jiande como o "modelo de aviação geral" para agrupar recursos de aviação geral.

Desde seu estabelecimento, em 2016, o centro comercial da aviação fez investimentos de 3.399 bilhões de yuans em ativos fixos, incluindo 2.603 bilhões de yuans de capital social.

O centro comercial da aviação agora abriga 773 empresas, com receita principal de negócios de 7.133 bilhões de yuans.

Os especialistas afirmam que, por ser um setor em transformação na escala dos trilhões de yuanes, a indústria da aviação geral pode impulsionar o desenvolvimento do setor relacionado, enquanto transforma o padrão de desenvolvimento econômico e impulsiona as melhorias industriais e de consumo.

Em termos de transformação, a XIZI UHC, com sede em Hangzhou, despontou em 2017, quando a primeira aeronave de passageiros desenvolvida na China, a C919, fez seu voo inaugural de sucesso. Sendo a única empresa privada na lista de fornecedores de aeronaves C919, a empresa, que já fabricou boilers e elevadores, já tem contratos com a Airbus, Boeing, Bombardier, AVIC e COMAC.

Atualizar a produção para se conectar com a aviação é uma boa opção para a moderna transformação dos setores tradicionais, afirmou um funcionário da Comissão Econômica e de Informações da província de Zhejiang, observando que Hangzhou está implementando todos os recursos para ter um lugar nessa estratégica indústria emergente.

O Novo Distrito de Qiantang da cidade, uma área de desenvolvimento para a fabricação de aeronaves, testemunhou o estabelecimento da Escola de Aeronáutica e Astronáutica da Universidade de Zhejiang, para desenvolver tecnologia de ponta para aeronaves. Sua equipe principal, liderada pelo professor Ke Yinglin, já havia desenvolvido 17 conjuntos de sistemas automatizados de montagem de aeronaves e duas linhas de produção de pulsação de montagem, fornecendo sólido suporte técnico aos principais modelos de aeronaves militares do país.

Hangzhou está mapeando um plano completo para a futura "cidade da aviação", que integrará aprendizado, P&D, manufatura, turismo e outros serviços de aviação.

FONTE Jiande Aviation Town management committee

Você acabou de ler:

Hangzhou explora ao máximo o centro comercial da aviação para se tornar a cidade da aviação

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/hangzhou-explora-ao-maximo-o-centro-comercial-da-aviacao-para-se-tornar-a-cidade-da-aviacao-2/