Hemisfério Óptico possui lentes para presbiopia: saiba o que é e como tratar

RIO DE JANEIRO, 31 de outubro de 2018 /PRNewswire/ -- A presbiopia é popularmente conhecida como "vista cansada". É uma alteração fisiológica da visão de curta distância. Por volta dos 40 anos de idade, a musculatura dos olhos (aquela que serve para trazer o foco da visão para a curta distância) já não funciona da mesma forma como antes. Assim, ocorre a piora da visão nas atividades de perto, que começa a ser sentido na leitura de letras pequenas e observação de pequenos detalhes. A reação natural é tentar afastar um pouco os objetos dos olhos, na tentativa de facilitar a visão. Infelizmente, com o avançar do problema, os óculos passam a ser necessários.

Sabe-se que a presbiopia evolui conforme a idade, porém não existe uma correspondência exata entre a idade do indivíduo e o valor da adição prescrita ao mesmo. Na prática, os erros refracionais em visão de longe, influenciam no valor prescrito da adição. No Brasil, 2/3 da população presbita é emetrope na visão de longe, portanto, é comum a prescrição de adições mais baixas se comparadas as prescrições para europeus, por exemplo, que possuem incidência maior de hipermetropia.

Com o envelhecimento natural do corpo, o cristalino, uma das estruturas oculares responsáveis pela boa visão, não consegue mais se adaptar perfeitamente a imagem de algo muito próximo.

Praticamente todas as pessoas após os 50 anos de idade enfrentarão algum grau de presbiopia.

Os míopes podem continuar com a visão de perto preservada enquanto a miopia for maior que o grau da presbiopia.

Quando a presbiopia avança, esses indivíduos que sempre tiveram a visão boa para perto, começam a sentir os incômodos do embaçamento e da visão borrada para perto.

Ainda, algumas doenças podem predispor ao aparecimento precoce da presbiopia. É o caso de indivíduos com diabetes, esclerose múltipla, hipotireoidismo e algumas outras doenças – nesses casos, o risco de presbiopia acontecer antes dos 40 anos aumenta.

Além disso, alguns medicamentos como antidepressivos, anti-histamínicos e diuréticos também aumentam as chances de presbiopia precoce.

Os sintomas comuns desta alteração ocular são:

1) Dificuldade em ver letras e imagens muito pequenas.

2) Visão borrada mesmo em distância normal de leitura.

3) Dores de cabeça ou cansaço ocular após atividades que exijam a visão de perto.

4) Distanciar dos olhos um livro/jornal/revista para conseguir enxergar.

A Hemisfério Óptico possui um atendimento personalizado e humanizado. Cuida da saúde dos seus olhos e possui técnicos bastante capacitados para opinar sobre os melhores óculos, a melhor lente e ainda, todo o material de extrema qualidade e bom preço.

Há loja na Barra da Tijuca e na Grande Tijuca!

Telefones: (21) 2567.7025 e  (21) 3030.5310

FONTE Hemisfério Óptico

RIO DE JANEIRO, 31 de outubro de 2018 /PRNewswire/ -- A presbiopia é popularmente conhecida como "vista cansada". É uma alteração fisiológica da visão de curta distância. Por volta dos 40 anos de idade, a musculatura dos olhos (aquela que serve para trazer o foco da visão para a curta distância) já não funciona da mesma forma como antes. Assim, ocorre a piora da visão nas atividades de perto, que começa a ser sentido na leitura de letras pequenas e observação de pequenos detalhes. A reação natural é tentar afastar um pouco os objetos dos olhos, na tentativa de facilitar a visão. Infelizmente, com o avançar do problema, os óculos passam a ser necessários.

Sabe-se que a presbiopia evolui conforme a idade, porém não existe uma correspondência exata entre a idade do indivíduo e o valor da adição prescrita ao mesmo. Na prática, os erros refracionais em visão de longe, influenciam no valor prescrito da adição. No Brasil, 2/3 da população presbita é emetrope na visão de longe, portanto, é comum a prescrição de adições mais baixas se comparadas as prescrições para europeus, por exemplo, que possuem incidência maior de hipermetropia.

Com o envelhecimento natural do corpo, o cristalino, uma das estruturas oculares responsáveis pela boa visão, não consegue mais se adaptar perfeitamente a imagem de algo muito próximo.

Praticamente todas as pessoas após os 50 anos de idade enfrentarão algum grau de presbiopia.

Os míopes podem continuar com a visão de perto preservada enquanto a miopia for maior que o grau da presbiopia.

Quando a presbiopia avança, esses indivíduos que sempre tiveram a visão boa para perto, começam a sentir os incômodos do embaçamento e da visão borrada para perto.

Ainda, algumas doenças podem predispor ao aparecimento precoce da presbiopia. É o caso de indivíduos com diabetes, esclerose múltipla, hipotireoidismo e algumas outras doenças – nesses casos, o risco de presbiopia acontecer antes dos 40 anos aumenta.

Além disso, alguns medicamentos como antidepressivos, anti-histamínicos e diuréticos também aumentam as chances de presbiopia precoce.

Os sintomas comuns desta alteração ocular são:

1) Dificuldade em ver letras e imagens muito pequenas.

2) Visão borrada mesmo em distância normal de leitura.

3) Dores de cabeça ou cansaço ocular após atividades que exijam a visão de perto.

4) Distanciar dos olhos um livro/jornal/revista para conseguir enxergar.

A Hemisfério Óptico possui um atendimento personalizado e humanizado. Cuida da saúde dos seus olhos e possui técnicos bastante capacitados para opinar sobre os melhores óculos, a melhor lente e ainda, todo o material de extrema qualidade e bom preço.

Há loja na Barra da Tijuca e na Grande Tijuca!

Telefones: (21) 2567.7025 e  (21) 3030.5310

FONTE Hemisfério Óptico

Você acabou de ler:

Hemisfério Óptico possui lentes para presbiopia: saiba o que é e como tratar

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/hemisferio-optico-possui-lentes-para-presbiopia-saiba-o-que-e-e-como-tratar/