Huawei define necessidades da cidade digital com modelo Maslow e apoia sua transformação com fundação digital

Administradores da cidade exploram futuro inteligente em fórum da cidade inteligente de Shenzhen com cidades internacionais da amizade

SHENZHEN, China, 15 de maio de 2019 /PRNewswire/ -- O fórum da cidade inteligente de Shenzhen de 2019 com cidades internacionais da amizade foi aberto na terça-feira com o tema "antecipando um futuro brilhante para cidades inteligentes". O fórum reúne autoridades de Shenzhen, executivos da Huawei e especialistas em cidade inteligente, especialistas e acadêmicos em habitação das Nações Unidas, delegados de cidades ao redor do mundo com experiência em cidades inteligentes, bem como empreendimentos de alta tecnologia para compartilhar seus mais recentes conceitos e práticas de desenvolvimento. O fórum visa a promover a comunicação e a cooperação na construção de cidades digitais inteligentes.

Líderes globais de cidades se reúnem em Shenzhen para explorar o futuro juntos

Ai Xuefeng, vice-prefeito de Shenzhen, realizou a cerimônia de abertura com Wang Weizhong, secretário do comitê municipal CPC de Shenzhen, Xie Yuan, vice-presidente da associação pela amizade com países estrangeiros do povo da China, e Frank Ross, prefeito de Edimburgo falando na abertura do fórum. Outros convidados incluem: Guo Ping, presidente rotativo da Huawei; Ugo Valenti, CEO do congresso mundial de exposição da cidade inteligente; e Rui Costa dos Santos, governador do estado da Bahia, Brasil.

Wang Weizhong, secretário do comitê municipal CPC de Shenzhen, fez discurso de boas-vindas: "Este ano celebra-se o 70o. aniversário da República Popular da China, bem como 40 anos desde o estabelecimento da cidade de Shenzhen. Shenzhen reflete as conquistas históricas que a China fez, servindo como janela para exibir a China ao mundo. Esperamos fazer mais amigos com um coração aberto, aproveitando a oportunidade desse fórum e, juntos, contribuir com sabedoria e força para uma comunidade humana comum."

"A Huawei está dedicada a construir uma fundação digital de cidade inteligente que permite integrar, explorar, analisar e o compartilhamento de dados, ao usar a conectividade ubíqua, uma plataforma digital e uma inteligência penetrante", declarou Guo Ping em um discurso intitulado "Construindo um Modelo Maslow para Cidades Inteligentes". "Mais importante, desenvolvemos um cérebro digital para as cidades em conjunto com parceiros de aplicação, construindo um ecossistema comum com vantagens mútuas. Esse cérebro vai proporcionar meios avançados para ajudar as cidades a tomar decisões de desenvolvimento informadas e permitirá que governos eletrônicos, transporte e domínios policiais entrem no mundo digital. Ao fazê-lo, esperamos construir cidades inteligentes com destaque para administração inteligente, mais benefícios para residentes e desenvolvimento industrial próspero."

Em seu discurso: "Um Novo Mundo de Cidades Inteligentes", Ugo Valenti declarou: "Tecnologias inovadoras, incluindo 5G, IoT, IA e nuvem, estão renovando disruptivamente como as cidades são governadas e administradas. Ao nutrir parcerias público-privadas-populares, um modelo de co-criação entre governo, corporações e cidadãos, as cidades inteligentes facilitarão um processo de tomada de decisão mais aberto, e trarão um novo mundo centrado nas pessoas."

Diálogo da economia digital de ponta, capacitando o desenvolvimento com design superior

O destaque da cerimônia de abertura foi um diálogo de ponta. Isso atraiu participantes dos departamentos do governo, empresas e da comunidades acadêmica. O painel explorou tecnologias emergentes, como construir uma infraestrutura ICT de cidade baseada em big data para proteger a segurança e a ordem pública, e como aprimorar a governança de cidade moderna, bem-estar público e economia ao alavancar serviços digitais e um cérebro digital disruptivo. O resultado será melhores cidades inteligentes com economias inteligentes ativas.

"O uso da tecnologia digital tem se tornado um dos critérios para avaliar o nível de inteligência de uma cidade. As cidades inteligentes do futuro terão cinco novas plataformas de infraestrutura, a saber, nuvem, IoT, lago de dados, IA e uma rede de vigilância de vídeo. Essas cinco plataformas formarão a base para alcançarmos a conectividade ubíqua, percebermos a inteligência penetrante e dinamizarmos sistemas ICT heterogêneos. A Huawei usa sua nuvem como base para integrar novas tecnologias ICT, tais como IA, IoT, big data, comunicações convergentes, vídeo e GIS (sistema de informação geográfica), para construir uma plataforma digital abrangente", declarou Yan Lida, presidente da Huawei Enterprise BG.

"Essa plataforma proporciona capacitação técnica para clientes governamentais e empresariais, ajudando-os a lidar facilmente com questões técnicas complicadas. Além disso, a Huawei construiu 12 OpenLabs ao redor do mundo para conduzir inovação voltada ao cliente em conjunto com parceiros. A construção de uma cidade inteligente é um processo longo e em constante evolução. Com base na plataforma digital da Huawei, as cidades serão como a vida orgânica. Novas aplicações surgirão e crescerão por meio da interação e, finalmente, atingirão a prosperidade como um todo", continuou Yan Lida.

"As Metas de Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas incluem uma sobre cidades e comunidades sustentáveis. Esperamos impulsionar a percepção das MDS por meio de esforços e confiança em cidades inteligentes. Devemos enfrentar o desafio a partir da construção de cidades inteligentes, mas também abraçar seu potencial ilimitado. A partir da perspectiva das Nações Unidas, a cooperação internacional é significativa. Vemos aqui uma plataforma muito boa para as cidades compartilharem experiência", declarou Atsushi Koresawa, diretor do gabinete regional de habitação das Nações Unidas para a Ásia e o Pacífico.

Esse evento é realizado pelo governo popular do município de Shenzhen e organizado pelo gabinete de assuntos estrangeiros de Shenzhen. Como co-organizadora, a Huawei é prestadora global líder em soluções para cidades inteligentes e cidades seguras.

FONTE Huawei

Administradores da cidade exploram futuro inteligente em fórum da cidade inteligente de Shenzhen com cidades internacionais da amizade

SHENZHEN, China, 15 de maio de 2019 /PRNewswire/ -- O fórum da cidade inteligente de Shenzhen de 2019 com cidades internacionais da amizade foi aberto na terça-feira com o tema "antecipando um futuro brilhante para cidades inteligentes". O fórum reúne autoridades de Shenzhen, executivos da Huawei e especialistas em cidade inteligente, especialistas e acadêmicos em habitação das Nações Unidas, delegados de cidades ao redor do mundo com experiência em cidades inteligentes, bem como empreendimentos de alta tecnologia para compartilhar seus mais recentes conceitos e práticas de desenvolvimento. O fórum visa a promover a comunicação e a cooperação na construção de cidades digitais inteligentes.

Líderes globais de cidades se reúnem em Shenzhen para explorar o futuro juntos

Ai Xuefeng, vice-prefeito de Shenzhen, realizou a cerimônia de abertura com Wang Weizhong, secretário do comitê municipal CPC de Shenzhen, Xie Yuan, vice-presidente da associação pela amizade com países estrangeiros do povo da China, e Frank Ross, prefeito de Edimburgo falando na abertura do fórum. Outros convidados incluem: Guo Ping, presidente rotativo da Huawei; Ugo Valenti, CEO do congresso mundial de exposição da cidade inteligente; e Rui Costa dos Santos, governador do estado da Bahia, Brasil.

Wang Weizhong, secretário do comitê municipal CPC de Shenzhen, fez discurso de boas-vindas: "Este ano celebra-se o 70o. aniversário da República Popular da China, bem como 40 anos desde o estabelecimento da cidade de Shenzhen. Shenzhen reflete as conquistas históricas que a China fez, servindo como janela para exibir a China ao mundo. Esperamos fazer mais amigos com um coração aberto, aproveitando a oportunidade desse fórum e, juntos, contribuir com sabedoria e força para uma comunidade humana comum."

"A Huawei está dedicada a construir uma fundação digital de cidade inteligente que permite integrar, explorar, analisar e o compartilhamento de dados, ao usar a conectividade ubíqua, uma plataforma digital e uma inteligência penetrante", declarou Guo Ping em um discurso intitulado "Construindo um Modelo Maslow para Cidades Inteligentes". "Mais importante, desenvolvemos um cérebro digital para as cidades em conjunto com parceiros de aplicação, construindo um ecossistema comum com vantagens mútuas. Esse cérebro vai proporcionar meios avançados para ajudar as cidades a tomar decisões de desenvolvimento informadas e permitirá que governos eletrônicos, transporte e domínios policiais entrem no mundo digital. Ao fazê-lo, esperamos construir cidades inteligentes com destaque para administração inteligente, mais benefícios para residentes e desenvolvimento industrial próspero."

Em seu discurso: "Um Novo Mundo de Cidades Inteligentes", Ugo Valenti declarou: "Tecnologias inovadoras, incluindo 5G, IoT, IA e nuvem, estão renovando disruptivamente como as cidades são governadas e administradas. Ao nutrir parcerias público-privadas-populares, um modelo de co-criação entre governo, corporações e cidadãos, as cidades inteligentes facilitarão um processo de tomada de decisão mais aberto, e trarão um novo mundo centrado nas pessoas."

Diálogo da economia digital de ponta, capacitando o desenvolvimento com design superior

O destaque da cerimônia de abertura foi um diálogo de ponta. Isso atraiu participantes dos departamentos do governo, empresas e da comunidades acadêmica. O painel explorou tecnologias emergentes, como construir uma infraestrutura ICT de cidade baseada em big data para proteger a segurança e a ordem pública, e como aprimorar a governança de cidade moderna, bem-estar público e economia ao alavancar serviços digitais e um cérebro digital disruptivo. O resultado será melhores cidades inteligentes com economias inteligentes ativas.

"O uso da tecnologia digital tem se tornado um dos critérios para avaliar o nível de inteligência de uma cidade. As cidades inteligentes do futuro terão cinco novas plataformas de infraestrutura, a saber, nuvem, IoT, lago de dados, IA e uma rede de vigilância de vídeo. Essas cinco plataformas formarão a base para alcançarmos a conectividade ubíqua, percebermos a inteligência penetrante e dinamizarmos sistemas ICT heterogêneos. A Huawei usa sua nuvem como base para integrar novas tecnologias ICT, tais como IA, IoT, big data, comunicações convergentes, vídeo e GIS (sistema de informação geográfica), para construir uma plataforma digital abrangente", declarou Yan Lida, presidente da Huawei Enterprise BG.

"Essa plataforma proporciona capacitação técnica para clientes governamentais e empresariais, ajudando-os a lidar facilmente com questões técnicas complicadas. Além disso, a Huawei construiu 12 OpenLabs ao redor do mundo para conduzir inovação voltada ao cliente em conjunto com parceiros. A construção de uma cidade inteligente é um processo longo e em constante evolução. Com base na plataforma digital da Huawei, as cidades serão como a vida orgânica. Novas aplicações surgirão e crescerão por meio da interação e, finalmente, atingirão a prosperidade como um todo", continuou Yan Lida.

"As Metas de Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas incluem uma sobre cidades e comunidades sustentáveis. Esperamos impulsionar a percepção das MDS por meio de esforços e confiança em cidades inteligentes. Devemos enfrentar o desafio a partir da construção de cidades inteligentes, mas também abraçar seu potencial ilimitado. A partir da perspectiva das Nações Unidas, a cooperação internacional é significativa. Vemos aqui uma plataforma muito boa para as cidades compartilharem experiência", declarou Atsushi Koresawa, diretor do gabinete regional de habitação das Nações Unidas para a Ásia e o Pacífico.

Esse evento é realizado pelo governo popular do município de Shenzhen e organizado pelo gabinete de assuntos estrangeiros de Shenzhen. Como co-organizadora, a Huawei é prestadora global líder em soluções para cidades inteligentes e cidades seguras.

FONTE Huawei

Você acabou de ler:

Huawei define necessidades da cidade digital com modelo Maslow e apoia sua transformação com fundação digital

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/huawei-define-necessidades-da-cidade-digital-com-modelo-maslow-e-apoia-sua-transformacao-com-fundacao-digital/