Huge Networks diz que empresas que atuam na internet precisam estar atentas aos ataques DDoS nesse segundo semestre de 2021

SÃO PAULO, 16 de agosto de 2021 /PRNewswire/ -- Os ataques de negação de serviço distribuído (DDoS) se tornaram algo extremamente comum nos últimos anos. A pandemia da COVID-19 e o aumento de dispositivos conectados à internet, proporcionaram o cenário ideal para que crackers trabalhassem ainda mais na otimização de novas técnicas que visam surpreender as defesas de cibersegurança e também causar grandes danos em empresas vulneráveis a esse tipo de ameaça. Em 2016, por exemplo, a empresa especializada na proteção, detecção e mitigação de ataques DDoS, Huge Networks, foi surpreendida logo no primeiro semestre com aproximadamente 120 mil ataques detectados e defendidos.

Hoje, qualquer empresa que possua uma operação na internet está vulnerável aos ataques do tipo DDoS, justamente por isso, é importante entender o que é e quais são as melhores e mais adequadas defesas contra essas ameaças. 

Como funciona um ataque de negação de serviço distribuído?

Os ataques DDoS atuam com o objetivo de inundar um servidor ou infraestrutura com uma grande quantidade de tráfego. O atacante pode invadir uma central ou como na maioria dos casos, acaba criando sua própria estrutura de serviços, que por sua vez, recruta milhares de dispositivos conectados à internet e cria um ataque em grande escala. A ideia é literalmente formar um exército de bots e direcionar tráfego o suficiente para tornar a operação da vítima lenta ou até mesmo totalmente inoperante.

Segundo um estudo publicado em 2019 pelo Big Data Corp em parceria com a PayPal, só no Brasil existem cerca de 930 mil empresas atuando ativamente com e-commerce, o que reforça ainda mais a importância de se implantar um sistema de prevenção contra ataques DDoS para evitar uma falha de operação que possa custar milhões ou até mesmo bilhões de dólares em prejuízos para uma empresa.

Ataques DDoS estão cada vez mais baratos e acessíveis, o que gera preocupação

Levando em consideração todo o contexto do cenário atual, fica cada vez mais evidente a necessidade de as companhias reconhecerem as limitações da segurança de um sistema de defesa  nativo e contarem com um sistema funcional de cibersegurança para evitar prejuízos financeiros e danos à reputação da empresa. A frequência e o volume de ataques DDoS se deve não só pela pandemia, mas também pelo quanto se tornou fácil e barato contratar um ataque desse tipo na dark web, estamos falando de aproximadamente US $7, um valor extremamente baixo se levarmos em conta que o dano causado por um ataque desse tipo pode estar na casa dos bilhões.

Veja o registro dos maiores ataques detectados e mitigados pela Huge Networks em 2021

  • Em janeiro deste ano, a empresa registrou um ataque com um volume de 242,7 Gbps que durou 13 minutos e 16 segundos.
  • Em abril, foi registrado um ataque com um volume de 215,9 Gbps e durou mais de 4 horas e 30 minutos.

No Brasil, a maioria dos ataques registrados pelo NOC (Centro de Operações de Rede - em português) da Huge Networks, foram direcionados a empresas do setor de telecomunicações e gaming

As motivações por trás dos ataques e as maneiras de se proteger desse tipo de ameaça

O cibercrime, por muitas vezes, é romantizado pela sociedade graças ao palanque criado por hackers e simpatizantes dessas práticas. Em maio de 2020, após George Floyd ser assassinado por um policial nos Estados Unidos, o conhecido grupo anonymous direcionou um ataque DDoS como forma de protesto aos servidores da polícia do estado em que ocorreu o fato. Além de ativismo, existem outros motivos como: extorsão, concorrência desleal, vingança, etc.

É preciso estar atento e protegido para não ser mais uma vítima desse tipo de crime cibernético. Alguns desses ataques atuam inicialmente com um baixo volume de tráfego, demonstrando ao servidor um comportamento "natural", para que mais tarde, as proteções tradicionais sejam violadas e um ataque massivo cause a sobrecarga do servidor e ou da infraestrutura da companhia.

Existem algumas empresas, como a Huge Networks, que são especializadas em detectar e mitigar ataques DDoS de alta complexidade, pois conta com uma defesa baseada em inteligência artificial e um sistema capaz de detectar anomalias desconhecidas através de "base learning", comparando o padrão de tráfego de todos os clientes e todas as flags TCP/IP, além de possuir um backbone de 10+ Tbps capaz de detectar e mitigar um ataque em menos de 5 segundos, principalmente contra ataques volumétricos.

Sobre a Huge Networks

 A Huge Networks oferece a mais alta expertise e tecnologia em sistemas de cibersegurança e performance para um mercado global cada vez mais conectado. Com mais de 8 anos de mercado, a empresa conta com poderosas soluções de prevenção e mitigação de ataques DDoS, além de produtos inovadores de gestão e distribuição de conteúdo na rede. A empresa atua em mais de 10 países, possui dezenas de datacenters pelo globo e oferece capacidade agregada de resposta com mais de 10 Tbps, acima dos padrões do mercado, garantindo serviços de alta qualidade e confiabilidade a centenas de clientes espalhados pelo planeta.

www.huge-networks.com

 

 

 

FONTE Huge Networks

SÃO PAULO, 16 de agosto de 2021 /PRNewswire/ -- Os ataques de negação de serviço distribuído (DDoS) se tornaram algo extremamente comum nos últimos anos. A pandemia da COVID-19 e o aumento de dispositivos conectados à internet, proporcionaram o cenário ideal para que crackers trabalhassem ainda mais na otimização de novas técnicas que visam surpreender as defesas de cibersegurança e também causar grandes danos em empresas vulneráveis a esse tipo de ameaça. Em 2016, por exemplo, a empresa especializada na proteção, detecção e mitigação de ataques DDoS, Huge Networks, foi surpreendida logo no primeiro semestre com aproximadamente 120 mil ataques detectados e defendidos.

Hoje, qualquer empresa que possua uma operação na internet está vulnerável aos ataques do tipo DDoS, justamente por isso, é importante entender o que é e quais são as melhores e mais adequadas defesas contra essas ameaças. 

Como funciona um ataque de negação de serviço distribuído?

Os ataques DDoS atuam com o objetivo de inundar um servidor ou infraestrutura com uma grande quantidade de tráfego. O atacante pode invadir uma central ou como na maioria dos casos, acaba criando sua própria estrutura de serviços, que por sua vez, recruta milhares de dispositivos conectados à internet e cria um ataque em grande escala. A ideia é literalmente formar um exército de bots e direcionar tráfego o suficiente para tornar a operação da vítima lenta ou até mesmo totalmente inoperante.

Segundo um estudo publicado em 2019 pelo Big Data Corp em parceria com a PayPal, só no Brasil existem cerca de 930 mil empresas atuando ativamente com e-commerce, o que reforça ainda mais a importância de se implantar um sistema de prevenção contra ataques DDoS para evitar uma falha de operação que possa custar milhões ou até mesmo bilhões de dólares em prejuízos para uma empresa.

Ataques DDoS estão cada vez mais baratos e acessíveis, o que gera preocupação

Levando em consideração todo o contexto do cenário atual, fica cada vez mais evidente a necessidade de as companhias reconhecerem as limitações da segurança de um sistema de defesa  nativo e contarem com um sistema funcional de cibersegurança para evitar prejuízos financeiros e danos à reputação da empresa. A frequência e o volume de ataques DDoS se deve não só pela pandemia, mas também pelo quanto se tornou fácil e barato contratar um ataque desse tipo na dark web, estamos falando de aproximadamente US $7, um valor extremamente baixo se levarmos em conta que o dano causado por um ataque desse tipo pode estar na casa dos bilhões.

Veja o registro dos maiores ataques detectados e mitigados pela Huge Networks em 2021

  • Em janeiro deste ano, a empresa registrou um ataque com um volume de 242,7 Gbps que durou 13 minutos e 16 segundos.
  • Em abril, foi registrado um ataque com um volume de 215,9 Gbps e durou mais de 4 horas e 30 minutos.

No Brasil, a maioria dos ataques registrados pelo NOC (Centro de Operações de Rede - em português) da Huge Networks, foram direcionados a empresas do setor de telecomunicações e gaming

As motivações por trás dos ataques e as maneiras de se proteger desse tipo de ameaça

O cibercrime, por muitas vezes, é romantizado pela sociedade graças ao palanque criado por hackers e simpatizantes dessas práticas. Em maio de 2020, após George Floyd ser assassinado por um policial nos Estados Unidos, o conhecido grupo anonymous direcionou um ataque DDoS como forma de protesto aos servidores da polícia do estado em que ocorreu o fato. Além de ativismo, existem outros motivos como: extorsão, concorrência desleal, vingança, etc.

É preciso estar atento e protegido para não ser mais uma vítima desse tipo de crime cibernético. Alguns desses ataques atuam inicialmente com um baixo volume de tráfego, demonstrando ao servidor um comportamento "natural", para que mais tarde, as proteções tradicionais sejam violadas e um ataque massivo cause a sobrecarga do servidor e ou da infraestrutura da companhia.

Existem algumas empresas, como a Huge Networks, que são especializadas em detectar e mitigar ataques DDoS de alta complexidade, pois conta com uma defesa baseada em inteligência artificial e um sistema capaz de detectar anomalias desconhecidas através de "base learning", comparando o padrão de tráfego de todos os clientes e todas as flags TCP/IP, além de possuir um backbone de 10+ Tbps capaz de detectar e mitigar um ataque em menos de 5 segundos, principalmente contra ataques volumétricos.

Sobre a Huge Networks

 A Huge Networks oferece a mais alta expertise e tecnologia em sistemas de cibersegurança e performance para um mercado global cada vez mais conectado. Com mais de 8 anos de mercado, a empresa conta com poderosas soluções de prevenção e mitigação de ataques DDoS, além de produtos inovadores de gestão e distribuição de conteúdo na rede. A empresa atua em mais de 10 países, possui dezenas de datacenters pelo globo e oferece capacidade agregada de resposta com mais de 10 Tbps, acima dos padrões do mercado, garantindo serviços de alta qualidade e confiabilidade a centenas de clientes espalhados pelo planeta.

www.huge-networks.com

 

 

 

FONTE Huge Networks

Você acabou de ler:

Huge Networks diz que empresas que atuam na internet precisam estar atentas aos ataques DDoS nesse segundo semestre de 2021

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/huge-networks-diz-que-empresas-que-atuam-na-internet-precisam-estar-atentas-aos-ataques-ddos-nesse-segundo-semestre-de-2021/