IA da Babylon obtém precisão equivalente a médicos humanos pela primeira vez na área de saúde global

Colaboração transatlântica entre a empresa de inteligência artificial (IA) médica sediada em Londres e o Royal College of Physicians, Stanford Primary Care e Yale New Haven Health gera avanço significativo

LONDRES, 29 de junho de 2018 /PRNewswire/ -- A Babylon Health anunciou hoje à noite uma estreia mundial durante a apresentação transmitida ao vivo do Royal College of Physicians de Londres: a IA da empresa, em uma série de testes robustos (inclusive as seções relevantes do exame do MRCGP), demonstrou sua habilidade de fornecer aconselhamento de saúde no mesmo nível obtido de médicos praticantes[1].

O exame do MRCGP (Membership of the Royal College of General Practitioners) é o teste final para médicos clínicos gerais em treinamento (GPs na sigla em inglês), estabelecido pelo Royal College of General Practitioners (RCGP). Os clínicos gerais estagiários aprovados nesta avaliação demonstraram sua competência e habilidades clínicas a um nível suficientemente alto para assumirem um consultório de maneira independente.

Uma parte chave do exame avalia a habilidade de diagnosticar demonstrada por um médico. 

1. A tecnologia da Babylon fornece informações de saúde, ao invés de um diagnóstico médico devido a razões regulatórias. Os testes realizados correspondem aos exames de diagnóstico prestados por médicos como um parâmetro de referência para precisão, porém o serviço de IA da Babylon continua a ser um serviço de informações ao invés de diagnósticos médicos.

A Babylon obteve um conjunto de amostras representativas de perguntas testando as habilidades de diagnóstico de fontes[2] do RCGP publicamente disponíveis, assim como materiais de exames de preparação publicados independentemente e os mapeou em relação ao currículo atual do RCGP para garantir que as perguntas fossem o mais semelhante possível às perguntas reais do MRCGP.

A média de aprovação nos últimos cinco anos para médicos na vida real foi de 72%[3]. Ao prestar o exame pela primeira vez, a IA da Babylon obteve 81%. Como a IA continua a aprender e acumular conhecimentos, a Babylon espera que os testes subsequentes indicarão melhorias significativas em termo de resultados.

Apesar da importância dos exames, os médicos se deparam com uma gama muito mais ampla de doenças e sintomas no dia a dia no consultório. Portanto, para testar adicionalmente as capabilidades da IA, a equipe de cientistas, médicos e engenheiros da Babylon colaboraram a seguir com o Royal College of Physicians, com Dr. Megan Mahoney (chefe do departamento de clínica geral, divisão de clínica geral e saúde da população da Stanford University) e com Dr. Arnold DoRosario (diretor de saúde da população da Yale New Haven Health) para testar a IA da Babylon paralelamente com sete clínicos gerais altamente experientes utilizando 100 conjuntos de sintomas independentemente elaborados (ou 'vignettes').  

A IA da Babylon obteve 80% de precisão enquanto que os sete médicos obtiveram uma faixa de precisão de 64 a 94%.

A precisão da IA foi de 98% quando avaliada em relação a doenças encontradas mais frequentemente na área de clínica geral. Em comparação, quando a equipe de pesquisas da Babylon avaliou médicos experientes usando a mesma medida, sua precisão variou de 52 a 99%.

2. Como o RCGP não publica trabalhos antigos, a Babylon usou perguntas de exemplos – algumas publicadas diretamente pelo RCGP, algumas provenientes de fontes disponíveis publicamente (que são todas especificadas) – durante o teste e preparação do exame de IA.

3. A média para aprovação do CSA (teste de habilidades clínicas) obtida por clínicos gerais em treinamento foi calculada utilizando-se dados de resultados de testes do RCGP publicamente disponíveis no período de 2012 a 2017.

Fundamentalmente, a segurança da IA foi de 97%. O resultado é comparado favoravelmente para os médicos, cuja média foi de 93,1%.

Dr. Ali Parsa, fundador e CEO da Babylon comentou sobre as notícias de hoje à noite: "A Organização Mundial de Saúde prevê que há uma escassez de mais de 5 milhões de médicos globalmente, deixando mais da metade da população mundial sem acesso a até mesmo os serviços de saúde mais básicos. Mesmo nas nações mais ricas, o atendimento na área de clínica geral está se tornando cada vez mais inacessível e inconveniente, geralmente com períodos de espera que a tornam dificilmente acessível. As últimas capabilidades de inteligência artificial da Babylon demonstram que é possível para todos, independentemente da geografia, condições financeiras ou circunstâncias, ter acesso gratuito a um aconselhamento de saúde semelhante ao obtido dos melhores médicos praticantes.

"Os resultados de hoje à noite ilustram claramente como os serviços de saúde ampliados pela IA podem reduzir a carga dos sistemas de saúde ao redor do mundo. Nossa missão é oferecer serviços de saúde acessíveis à disposição de todas as pessoas na Terra. Estes resultados históricos levam a humanidade a dar um passo importante em direção a um mundo onde o aconselhamento de saúde seguro e preciso não seja negado a ninguém."

O trabalho de pesquisas da Babylon, intitulado Avaliação do verificador de sintomas alimentado pela IA, pode ser baixado do website da empresa e estará disponível nos próximos dias via ArXiv.com.

Sobre a Babylon 

A missão da Babylon é colocar um serviço de saúde acessível à disposição de todas as pessoas na Terra. A empresa usa uma combinação de tecnologia de ponta e a melhor especialização médica disponível para fornecer 24 horas por dia, 7 dias por semana o acesso às ferramentas digitais de saúde (inclusive avaliação, triagem e ferramentas de saúde), para pessoas na Europa, América do Norte, Ásia, Oriente Médio e África, assim como consultas com médicos por vídeo.

Para mais informações acesse https://www.babylonhealth.com/.

Para fotografias e ativos de b-roll (imagens adicionais) do evento de hoje à noite acesse: https://www.babylonhealth.com/press/assets.

Para conhecer o trabalho de pesquisa e também cópias adicionais deste comunicado de imprensa acesse: https://www.babylonhealth.com/press/press-room.

 

FONTE Babylon Health

Colaboração transatlântica entre a empresa de inteligência artificial (IA) médica sediada em Londres e o Royal College of Physicians, Stanford Primary Care e Yale New Haven Health gera avanço significativo

LONDRES, 29 de junho de 2018 /PRNewswire/ -- A Babylon Health anunciou hoje à noite uma estreia mundial durante a apresentação transmitida ao vivo do Royal College of Physicians de Londres: a IA da empresa, em uma série de testes robustos (inclusive as seções relevantes do exame do MRCGP), demonstrou sua habilidade de fornecer aconselhamento de saúde no mesmo nível obtido de médicos praticantes[1].

O exame do MRCGP (Membership of the Royal College of General Practitioners) é o teste final para médicos clínicos gerais em treinamento (GPs na sigla em inglês), estabelecido pelo Royal College of General Practitioners (RCGP). Os clínicos gerais estagiários aprovados nesta avaliação demonstraram sua competência e habilidades clínicas a um nível suficientemente alto para assumirem um consultório de maneira independente.

Uma parte chave do exame avalia a habilidade de diagnosticar demonstrada por um médico. 

1. A tecnologia da Babylon fornece informações de saúde, ao invés de um diagnóstico médico devido a razões regulatórias. Os testes realizados correspondem aos exames de diagnóstico prestados por médicos como um parâmetro de referência para precisão, porém o serviço de IA da Babylon continua a ser um serviço de informações ao invés de diagnósticos médicos.

A Babylon obteve um conjunto de amostras representativas de perguntas testando as habilidades de diagnóstico de fontes[2] do RCGP publicamente disponíveis, assim como materiais de exames de preparação publicados independentemente e os mapeou em relação ao currículo atual do RCGP para garantir que as perguntas fossem o mais semelhante possível às perguntas reais do MRCGP.

A média de aprovação nos últimos cinco anos para médicos na vida real foi de 72%[3]. Ao prestar o exame pela primeira vez, a IA da Babylon obteve 81%. Como a IA continua a aprender e acumular conhecimentos, a Babylon espera que os testes subsequentes indicarão melhorias significativas em termo de resultados.

Apesar da importância dos exames, os médicos se deparam com uma gama muito mais ampla de doenças e sintomas no dia a dia no consultório. Portanto, para testar adicionalmente as capabilidades da IA, a equipe de cientistas, médicos e engenheiros da Babylon colaboraram a seguir com o Royal College of Physicians, com Dr. Megan Mahoney (chefe do departamento de clínica geral, divisão de clínica geral e saúde da população da Stanford University) e com Dr. Arnold DoRosario (diretor de saúde da população da Yale New Haven Health) para testar a IA da Babylon paralelamente com sete clínicos gerais altamente experientes utilizando 100 conjuntos de sintomas independentemente elaborados (ou 'vignettes').  

A IA da Babylon obteve 80% de precisão enquanto que os sete médicos obtiveram uma faixa de precisão de 64 a 94%.

A precisão da IA foi de 98% quando avaliada em relação a doenças encontradas mais frequentemente na área de clínica geral. Em comparação, quando a equipe de pesquisas da Babylon avaliou médicos experientes usando a mesma medida, sua precisão variou de 52 a 99%.

2. Como o RCGP não publica trabalhos antigos, a Babylon usou perguntas de exemplos – algumas publicadas diretamente pelo RCGP, algumas provenientes de fontes disponíveis publicamente (que são todas especificadas) – durante o teste e preparação do exame de IA.

3. A média para aprovação do CSA (teste de habilidades clínicas) obtida por clínicos gerais em treinamento foi calculada utilizando-se dados de resultados de testes do RCGP publicamente disponíveis no período de 2012 a 2017.

Fundamentalmente, a segurança da IA foi de 97%. O resultado é comparado favoravelmente para os médicos, cuja média foi de 93,1%.

Dr. Ali Parsa, fundador e CEO da Babylon comentou sobre as notícias de hoje à noite: "A Organização Mundial de Saúde prevê que há uma escassez de mais de 5 milhões de médicos globalmente, deixando mais da metade da população mundial sem acesso a até mesmo os serviços de saúde mais básicos. Mesmo nas nações mais ricas, o atendimento na área de clínica geral está se tornando cada vez mais inacessível e inconveniente, geralmente com períodos de espera que a tornam dificilmente acessível. As últimas capabilidades de inteligência artificial da Babylon demonstram que é possível para todos, independentemente da geografia, condições financeiras ou circunstâncias, ter acesso gratuito a um aconselhamento de saúde semelhante ao obtido dos melhores médicos praticantes.

"Os resultados de hoje à noite ilustram claramente como os serviços de saúde ampliados pela IA podem reduzir a carga dos sistemas de saúde ao redor do mundo. Nossa missão é oferecer serviços de saúde acessíveis à disposição de todas as pessoas na Terra. Estes resultados históricos levam a humanidade a dar um passo importante em direção a um mundo onde o aconselhamento de saúde seguro e preciso não seja negado a ninguém."

O trabalho de pesquisas da Babylon, intitulado Avaliação do verificador de sintomas alimentado pela IA, pode ser baixado do website da empresa e estará disponível nos próximos dias via ArXiv.com.

Sobre a Babylon 

A missão da Babylon é colocar um serviço de saúde acessível à disposição de todas as pessoas na Terra. A empresa usa uma combinação de tecnologia de ponta e a melhor especialização médica disponível para fornecer 24 horas por dia, 7 dias por semana o acesso às ferramentas digitais de saúde (inclusive avaliação, triagem e ferramentas de saúde), para pessoas na Europa, América do Norte, Ásia, Oriente Médio e África, assim como consultas com médicos por vídeo.

Para mais informações acesse https://www.babylonhealth.com/.

Para fotografias e ativos de b-roll (imagens adicionais) do evento de hoje à noite acesse: https://www.babylonhealth.com/press/assets.

Para conhecer o trabalho de pesquisa e também cópias adicionais deste comunicado de imprensa acesse: https://www.babylonhealth.com/press/press-room.

 

FONTE Babylon Health

Você acabou de ler:

IA da Babylon obtém precisão equivalente a médicos humanos pela primeira vez na área de saúde global

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/ia-da-babylon-obtem-precisao-equivalente-a-medicos-humanos-pela-primeira-vez-na-area-de-saude-global/