ICANN desenvolve ferramenta para monitorar e combater atividades on-line maliciosas

O coordenador do sistema de nomes de domínio responde às ameaças de segurança da Internet, à COVID e à guerra entre Rússia-Ucrânia para todos os usuários

LOS ANGELES, 5 de maio de 2022 /PRNewswire/ -- Durante crises globais, como uma pandemia ou uma guerra, as atividades on-line maliciosas geralmente aumentam. Os agentes mal-intencionados buscam novas maneiras de instalar malware em dispositivos sem o consentimento do usuário para coletar informações confidenciais ou obter acesso a sistemas de computador privados. Eles também induzem os usuários a revelar informações pessoais, corporativas ou financeiras confidenciais – ação conhecida como phishing. 

Para combater malware e phishing na Internet, a Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN) desenvolveu uma abordagem baseada em evidências que identifica nomes de domínio que parecem ter sido usados para fins maliciosos e estão relacionados à pandemia da COVID-19 e à guerra entre Rússia e Ucrânia.

O Domain Name Security Threat Information Collection and Reporting (DNSTICR) é uma ferramenta inovadora, robusta e linguisticamente abrangente que procura e divulga atividades potencialmente maliciosas de nomes de domínio e suas informações básicas para registradores, as entidades que oferecem serviços de registro de nomes de domínio. O DNSTICR oferece outra camada de defesa na luta da ICANN para proteger os usuários da Internet contra ameaças à segurança do sistema de nomes de domínio (DNS).

Desde o início da pandemia, a ICANN analisou 579 termos separados, o que resultou na análise de 438.819 nomes de domínio. Entre esses, 23.452 nomes de domínio foram considerados potencialmente ativos e maliciosos. Após a ICANN analisar esses nomes de domínio e relatar os ataques de phishing, o registrador tem todas as evidências necessárias para decidir sobre o melhor curso de ação para eliminar a ameaça.

"A ICANN está empenhada em fazer sua parte nos esforços coletivos para mitigar essas ameaças, especialmente quando os criminosos tentam alavancar o sistema de nomes de domínio para tirar vantagem de usuários desprevenidos da Internet", disse John Crain, diretor de tecnologia da ICANN.

A resposta da ICANN às ameaças de segurança do DNS é um exemplo dos esforços da organização para disponibilizar dados verificáveis, pesquisas imparciais e conhecimentos especializados para facilitar discussões baseadas em fatos sobre as operações técnicas da Internet.

A iniciativa DNSTICR é apenas um dos muitos esforços da ICANN que se alinham com o propósito e o compromisso da organização de promover uma ampla participação de agentes públicos e privados para tornar a Internet mais segura, protegida e interoperável. O DNS Security Threat Mitigation Program da ICANN publicou recentemente um relatório sobre tendências de abuso de DNS com base em quatro anos de dados (leia The Last Four years in Retrospect: A Brief Review of DNS Abuse Trends).

Para mais informações sobre esta ferramenta, acesse nossa página dedicada do DNSTICR:  https://www.icann.org/dnsticr-en 

Saiba mais sobre os esforços da ICANN em toda a organização para mitigar as ameaças à segurança do DNS: https://www.icann.org/dns-security-threat 

Sobre a ICANN

A missão da ICANN é ajudar a garantir uma Internet global estável, segura e unificada. Para acessar outra pessoa na internet, você precisa digitar um endereço – um nome ou número – em seu computador ou outro dispositivo. Esse endereço deve ser exclusivo, para que os computadores saibam onde encontrar uns aos outros. A ICANN ajuda a coordenar e oferecer suporte a esses identificadores exclusivos em todo o mundo. A ICANN foi criada em 1998 como uma corporação de utilidade pública sem fins lucrativos com uma comunidade com participantes do mundo todo.

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1810953/ICANN_Logo.jpg

FONTE ICANN

O coordenador do sistema de nomes de domínio responde às ameaças de segurança da Internet, à COVID e à guerra entre Rússia-Ucrânia para todos os usuários

LOS ANGELES, 5 de maio de 2022 /PRNewswire/ -- Durante crises globais, como uma pandemia ou uma guerra, as atividades on-line maliciosas geralmente aumentam. Os agentes mal-intencionados buscam novas maneiras de instalar malware em dispositivos sem o consentimento do usuário para coletar informações confidenciais ou obter acesso a sistemas de computador privados. Eles também induzem os usuários a revelar informações pessoais, corporativas ou financeiras confidenciais – ação conhecida como phishing. 

Para combater malware e phishing na Internet, a Internet Corporation for Assigned Names and Numbers (ICANN) desenvolveu uma abordagem baseada em evidências que identifica nomes de domínio que parecem ter sido usados para fins maliciosos e estão relacionados à pandemia da COVID-19 e à guerra entre Rússia e Ucrânia.

O Domain Name Security Threat Information Collection and Reporting (DNSTICR) é uma ferramenta inovadora, robusta e linguisticamente abrangente que procura e divulga atividades potencialmente maliciosas de nomes de domínio e suas informações básicas para registradores, as entidades que oferecem serviços de registro de nomes de domínio. O DNSTICR oferece outra camada de defesa na luta da ICANN para proteger os usuários da Internet contra ameaças à segurança do sistema de nomes de domínio (DNS).

Desde o início da pandemia, a ICANN analisou 579 termos separados, o que resultou na análise de 438.819 nomes de domínio. Entre esses, 23.452 nomes de domínio foram considerados potencialmente ativos e maliciosos. Após a ICANN analisar esses nomes de domínio e relatar os ataques de phishing, o registrador tem todas as evidências necessárias para decidir sobre o melhor curso de ação para eliminar a ameaça.

"A ICANN está empenhada em fazer sua parte nos esforços coletivos para mitigar essas ameaças, especialmente quando os criminosos tentam alavancar o sistema de nomes de domínio para tirar vantagem de usuários desprevenidos da Internet", disse John Crain, diretor de tecnologia da ICANN.

A resposta da ICANN às ameaças de segurança do DNS é um exemplo dos esforços da organização para disponibilizar dados verificáveis, pesquisas imparciais e conhecimentos especializados para facilitar discussões baseadas em fatos sobre as operações técnicas da Internet.

A iniciativa DNSTICR é apenas um dos muitos esforços da ICANN que se alinham com o propósito e o compromisso da organização de promover uma ampla participação de agentes públicos e privados para tornar a Internet mais segura, protegida e interoperável. O DNS Security Threat Mitigation Program da ICANN publicou recentemente um relatório sobre tendências de abuso de DNS com base em quatro anos de dados (leia The Last Four years in Retrospect: A Brief Review of DNS Abuse Trends).

Para mais informações sobre esta ferramenta, acesse nossa página dedicada do DNSTICR:  https://www.icann.org/dnsticr-en 

Saiba mais sobre os esforços da ICANN em toda a organização para mitigar as ameaças à segurança do DNS: https://www.icann.org/dns-security-threat 

Sobre a ICANN

A missão da ICANN é ajudar a garantir uma Internet global estável, segura e unificada. Para acessar outra pessoa na internet, você precisa digitar um endereço – um nome ou número – em seu computador ou outro dispositivo. Esse endereço deve ser exclusivo, para que os computadores saibam onde encontrar uns aos outros. A ICANN ajuda a coordenar e oferecer suporte a esses identificadores exclusivos em todo o mundo. A ICANN foi criada em 1998 como uma corporação de utilidade pública sem fins lucrativos com uma comunidade com participantes do mundo todo.

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1810953/ICANN_Logo.jpg

FONTE ICANN

Você acabou de ler:

ICANN desenvolve ferramenta para monitorar e combater atividades on-line maliciosas

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/icann-desenvolve-ferramenta-para-monitorar-e-combater-atividades-on-line-maliciosas/