ICMM firma compromisso climático histórico para atingir zero carbono até 2050 ou antes

LONDRES, 5 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- Hoje, os membros do Conselho Internacional de Mineração e Metais (ICMM) se comprometeram com uma meta de zero emissões líquidas de escopo 1 e 2 de gases de efeito estufa (GEE) até 2050 ou antes, seguindo as ambições do Acordo de Paris. Este compromisso histórico foi firmado em uma carta aberta assinada pelos CEOs das empresas membros do ICMM.

Rohitesh Dhawan, CEO do ICMM, afirmou: "Como fornecedores dos minerais e metais, que são críticos para a descarbonização e o desenvolvimento sustentável, temos uma responsabilidade particular de minimizar o impacto de nossas operações sobre o meio ambiente. O compromisso coletivo dos membros do ICMM com a meta de zero emissões líquidas de escopo 1 e 2 de GEE até 2050 é um momento decisivo em nossa história. Estamos falando em unanimidade, representando aproximadamente um terço do setor global de mineração e metais, incluindo mais de 650 instalações em mais de 50 países , para que impulsionemos a redução de emissões em uma escala significativa.  

"Os membros do ICMM têm e continuarão a estabelecer metas significativas de curto e/ou médio prazo para definir vias claras de alcançar esse objetivo, ao mesmo tempo em que aceleram a ação para abordar as emissões de escopo 3 e melhorar a difusão. Nós incentivamos outras empresas, fornecedores e clientes de mineração e metais a se juntarem a nós na descarbonização das cadeias de valor de mercadorias para que aceleremos coletivamente a ação climática em nosso setor mais amplo." 

Gonzalo Muñoz, ativista de ação climática de alto nível da UNFCCC, disse: "Acolhemos a liderança e a ambição conjunta dos membros do ICMM em se comprometerem com o objetivo de zero emissões líquidas de escopo 1 e 2 de GEE até 2050 ou antes, e incentivo as empresas a estabelecer metas de redução de emissões de escopo 3 de GEE até o final de 2023. Os ativistas da ação climática de alto nível incentivam que os membros se empenhem para estabelecer as metas mais ambiciosas possíveis, com base na ciência, de acordo com os critérios da campanha Corrida para o Zero." 

Embora tenhamos metas individuais de descarbonização que, em alguns casos, vão além do compromisso coletivo do ICMM, esse movimento representa uma ambição conjunta. A taxa e a natureza do declínio final das emissões variarão entre as diferentes commodities e geografia representadas por nossos diversos membros. No entanto, nossa abordagem para definir e atender metas individualmente será consistente e incluirá os seguintes itens até o final de 2023, quando essas metas ainda não tiverem sido alcançadas: 

  • Definição das metas dos escopos 1 e 2: construiremos caminhos claros para alcançar zero emissões líquidas dos escopos 1 e 2 de GEE até 2050 ou antes, por meio de metas significativas de curto e/ou médio prazo. 
  • Acelerando a ação sobre as emissões do escopo 3 de GEE: reconhecemos que o Escopo 3 é fundamental para minimizar nosso impacto geral e as metas do escopo 3 serão estabelecidas, se não até o final de 2023, o mais rápido possível. Embora toda a ação do escopo 3 dependa dos esforços combinados de produtores, fornecedores e clientes, algumas commodities enfrentam maiores barreiras tecnológicas e colaborativas do que outras. Desempenharemos um papel de liderança na superação dessas barreiras e no desenvolvimento de parcerias que permitam a definição de metas críveis e redução de emissões em todas as cadeias de valor. 
  • Cobertura de todas as fontes de materiais: nossas metas abrangerão todas as fontes de materiais de emissões, alinhando-se à definição do protocolo de GEE de limites organizacionais e materialidade.
  • Concentrando-se em reduções absolutas: em algumas operações, focar a intensidade, ao invés de metas absolutas, pode ser mais efetiva a curto e médio prazo. Quando as metas de intensidade forem aplicadas, divulgaremos o aumento ou a redução absoluta correspondente nas emissões de GEE.
  • Aplicando metodologias consistentes: usaremos metodologias de definição de metas alinhadas com as ambições do Acordo de Paris e divulgaremos em detalhes as premissas que utilizamos.
  • Divulgação de forma aberta e transparente: informaremos nosso progresso sobre os escopos 1, 2 e 3 anualmente, obteremos a verificação externa sobre nosso desempenho e nos reportaremos em alinhamento com as recomendações da força-tarefa sobre as divulgações financeiras relacionadas ao clima. 

Esses compromissos são adicionais e foram incorporados a uma atualização da Declaração de Posição sobre as alterações climáticas do ICMM que firmou vários compromissos pré-existentes a respeito do desempenho e da divulgação. A ação sobre as alterações climáticas é parte integrante dos Princípios de Mineração do ICMM, representando o compromisso abrangente com uma indústria responsável de mineração e metais. 

Notas aos editores 

Este comunicado foi traduzido do inglês por um terceiro. O ICMM não é responsável por nenhuma imprecisão nesta tradução.

As versões em inglês, espanhol, português, japonês, russo, francês e chinês da carta aberta e da Declaração de Posição sobre as alterações climáticas do ICMM estarão disponíveis em nosso site:

  • A carta aberta está disponível aqui.
  • A Declaração de Posição sobre as alterações climáticas atualizada do ICMM está disponível aqui.

Os recursos de apoio estão disponíveis para download no pacote informativo da mídia do ICMM (incluindo citações de vários CEOs membros do ICMM e imagens de alta resolução de algumas de nossas empresas membros que estão disponíveis para publicação com o artigo – credite a empresa de origem).

Sobre o ICMM 

O ICMM é uma organização internacional dedicada a uma indústria de mineração e metais segura, justa e sustentável. Reunindo 28 empresas  de mineração e metais e mais de 35 associações regionais e de commodities, o ICMM fortalece o desempenho ambiental e social e atua como um catalisador para a mudança, melhorando a contribuição da mineração para a sociedade. Cada empresa membro do ICMM adota seus Princípios de Mineração que incorporam requisitos ambientais, sociais e de governança abrangentes, validação robusta em nível local das Expectativas de Desempenho e garantia crível dos relatórios de sustentabilidade corporativa. 

As 28 empresas membro do ICMM são: African Rainbow Minerals, Alcoa, Anglo American, AngloGold Ashanti, Antofagasta Minerals, Barrick, BHP, Boliden, Codelco, Freeport-McMoRan, Glencore, Gold Fields, Hydro, JX Nippon Mining & Metals, Minera San Cristóbal, Minsur, Mitsubishi Materials, MMG, Newcrest, Newmont, Orano, Polyus, Rio Tinto, Sibanye Stillwater, South32, Sumitomo Metal Mining, Teck e Vale.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1651343/ICMM_solar_panels.jpg 

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1651344/ICMM_Logo.jpg 

 

 

 

FONTE International Council on Mining and Metals (ICMM)

LONDRES, 5 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- Hoje, os membros do Conselho Internacional de Mineração e Metais (ICMM) se comprometeram com uma meta de zero emissões líquidas de escopo 1 e 2 de gases de efeito estufa (GEE) até 2050 ou antes, seguindo as ambições do Acordo de Paris. Este compromisso histórico foi firmado em uma carta aberta assinada pelos CEOs das empresas membros do ICMM.

Rohitesh Dhawan, CEO do ICMM, afirmou: "Como fornecedores dos minerais e metais, que são críticos para a descarbonização e o desenvolvimento sustentável, temos uma responsabilidade particular de minimizar o impacto de nossas operações sobre o meio ambiente. O compromisso coletivo dos membros do ICMM com a meta de zero emissões líquidas de escopo 1 e 2 de GEE até 2050 é um momento decisivo em nossa história. Estamos falando em unanimidade, representando aproximadamente um terço do setor global de mineração e metais, incluindo mais de 650 instalações em mais de 50 países , para que impulsionemos a redução de emissões em uma escala significativa.  

"Os membros do ICMM têm e continuarão a estabelecer metas significativas de curto e/ou médio prazo para definir vias claras de alcançar esse objetivo, ao mesmo tempo em que aceleram a ação para abordar as emissões de escopo 3 e melhorar a difusão. Nós incentivamos outras empresas, fornecedores e clientes de mineração e metais a se juntarem a nós na descarbonização das cadeias de valor de mercadorias para que aceleremos coletivamente a ação climática em nosso setor mais amplo." 

Gonzalo Muñoz, ativista de ação climática de alto nível da UNFCCC, disse: "Acolhemos a liderança e a ambição conjunta dos membros do ICMM em se comprometerem com o objetivo de zero emissões líquidas de escopo 1 e 2 de GEE até 2050 ou antes, e incentivo as empresas a estabelecer metas de redução de emissões de escopo 3 de GEE até o final de 2023. Os ativistas da ação climática de alto nível incentivam que os membros se empenhem para estabelecer as metas mais ambiciosas possíveis, com base na ciência, de acordo com os critérios da campanha Corrida para o Zero." 

Embora tenhamos metas individuais de descarbonização que, em alguns casos, vão além do compromisso coletivo do ICMM, esse movimento representa uma ambição conjunta. A taxa e a natureza do declínio final das emissões variarão entre as diferentes commodities e geografia representadas por nossos diversos membros. No entanto, nossa abordagem para definir e atender metas individualmente será consistente e incluirá os seguintes itens até o final de 2023, quando essas metas ainda não tiverem sido alcançadas: 

  • Definição das metas dos escopos 1 e 2: construiremos caminhos claros para alcançar zero emissões líquidas dos escopos 1 e 2 de GEE até 2050 ou antes, por meio de metas significativas de curto e/ou médio prazo. 
  • Acelerando a ação sobre as emissões do escopo 3 de GEE: reconhecemos que o Escopo 3 é fundamental para minimizar nosso impacto geral e as metas do escopo 3 serão estabelecidas, se não até o final de 2023, o mais rápido possível. Embora toda a ação do escopo 3 dependa dos esforços combinados de produtores, fornecedores e clientes, algumas commodities enfrentam maiores barreiras tecnológicas e colaborativas do que outras. Desempenharemos um papel de liderança na superação dessas barreiras e no desenvolvimento de parcerias que permitam a definição de metas críveis e redução de emissões em todas as cadeias de valor. 
  • Cobertura de todas as fontes de materiais: nossas metas abrangerão todas as fontes de materiais de emissões, alinhando-se à definição do protocolo de GEE de limites organizacionais e materialidade.
  • Concentrando-se em reduções absolutas: em algumas operações, focar a intensidade, ao invés de metas absolutas, pode ser mais efetiva a curto e médio prazo. Quando as metas de intensidade forem aplicadas, divulgaremos o aumento ou a redução absoluta correspondente nas emissões de GEE.
  • Aplicando metodologias consistentes: usaremos metodologias de definição de metas alinhadas com as ambições do Acordo de Paris e divulgaremos em detalhes as premissas que utilizamos.
  • Divulgação de forma aberta e transparente: informaremos nosso progresso sobre os escopos 1, 2 e 3 anualmente, obteremos a verificação externa sobre nosso desempenho e nos reportaremos em alinhamento com as recomendações da força-tarefa sobre as divulgações financeiras relacionadas ao clima. 

Esses compromissos são adicionais e foram incorporados a uma atualização da Declaração de Posição sobre as alterações climáticas do ICMM que firmou vários compromissos pré-existentes a respeito do desempenho e da divulgação. A ação sobre as alterações climáticas é parte integrante dos Princípios de Mineração do ICMM, representando o compromisso abrangente com uma indústria responsável de mineração e metais. 

Notas aos editores 

Este comunicado foi traduzido do inglês por um terceiro. O ICMM não é responsável por nenhuma imprecisão nesta tradução.

As versões em inglês, espanhol, português, japonês, russo, francês e chinês da carta aberta e da Declaração de Posição sobre as alterações climáticas do ICMM estarão disponíveis em nosso site:

  • A carta aberta está disponível aqui.
  • A Declaração de Posição sobre as alterações climáticas atualizada do ICMM está disponível aqui.

Os recursos de apoio estão disponíveis para download no pacote informativo da mídia do ICMM (incluindo citações de vários CEOs membros do ICMM e imagens de alta resolução de algumas de nossas empresas membros que estão disponíveis para publicação com o artigo – credite a empresa de origem).

Sobre o ICMM 

O ICMM é uma organização internacional dedicada a uma indústria de mineração e metais segura, justa e sustentável. Reunindo 28 empresas  de mineração e metais e mais de 35 associações regionais e de commodities, o ICMM fortalece o desempenho ambiental e social e atua como um catalisador para a mudança, melhorando a contribuição da mineração para a sociedade. Cada empresa membro do ICMM adota seus Princípios de Mineração que incorporam requisitos ambientais, sociais e de governança abrangentes, validação robusta em nível local das Expectativas de Desempenho e garantia crível dos relatórios de sustentabilidade corporativa. 

As 28 empresas membro do ICMM são: African Rainbow Minerals, Alcoa, Anglo American, AngloGold Ashanti, Antofagasta Minerals, Barrick, BHP, Boliden, Codelco, Freeport-McMoRan, Glencore, Gold Fields, Hydro, JX Nippon Mining & Metals, Minera San Cristóbal, Minsur, Mitsubishi Materials, MMG, Newcrest, Newmont, Orano, Polyus, Rio Tinto, Sibanye Stillwater, South32, Sumitomo Metal Mining, Teck e Vale.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1651343/ICMM_solar_panels.jpg 

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1651344/ICMM_Logo.jpg 

 

 

 

FONTE International Council on Mining and Metals (ICMM)

Você acabou de ler:

ICMM firma compromisso climático histórico para atingir zero carbono até 2050 ou antes

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/icmm-firma-compromisso-climatico-historico-para-atingir-zero-carbono-ate-2050-ou-antes/