impactMarket, startup de impacto social já tirou 18 mil pessoas da pobreza extrema

LISBOA, 19 de julho de 2021 /PRNewswire/ -- A impactMarket desenvolveu um sistema em blockchain com a missão de erradicar a pobreza extrema até 2030. Em nove meses, já distribuiu 1 milhão de dólares a 100 comunidades vulneráveis, que abrangem mais de 18 mil pessoas em 20 países. Até o final do ano, espera tirar da extrema pobreza até 100 mil pessoas.

"A tecnologia blockchain desempenha um papel central para alcançar um mundo mais ético e justo, através do conceito de 'Renda Básica Universal' (RBU), defendendo que todas as pessoas deveriam ter acesso a um valor monetário que garanta a sua sobrevivência digna." explica Marco Barbosa, CEO da impactMarket.

Campos de refugiados, projetos de assistência a famílias, ações de educação para crianças e jovens e grupos de mulheres vítimas de violência doméstica são alguns dos projetos apoiados. "Sentimos que estamos fazendo a diferença quando vemos comunidades como Women Rights Initiative, em Uganda, que acolhe cerca de 100 pessoas, superando adversidades com a ajuda da nossa solução." conclui Marco.

A impactMarket já alcançou 0,0023% da população mundial em pobreza extrema: "a RBU é uma resposta eficaz para estas populações. O problema nestas comunidades vulneráveis está não só na falta de emprego e renda, mas também no acesso limitado a serviços básicos. Com o valor base necessário para sobreviverem, estas pessoas podem ter melhores condições de vida, investir em sua formação e na de seus familiares e procurar por um trabalho digno. Consequentemente, as taxas de criminalidade e de desemprego caem." diz Marco.

As doações são feitas por empresas, filantropos e pela sociedade civil que, através do aplicativo impactMarket, podem conhecer as comunidades, contribuir com o valor que desejarem e manter-se a par do seu progresso de empoderamento e saída da pobreza extrema. São gerados "contratos inteligentes" onde se define o montante que cada beneficiário pode receber por dia ou por semana, transferido em Celo Dollars diretamente para sua carteira digital Valora. Para sacar em moeda local, é possível fazê-lo a partir de seus smartphones, em casas de câmbio ou em qualquer lugar que aceite criptomoedas como forma de pagamento.

A impactMarket já apoia comunidades na Argentina, Brasil, Cabo Verde, Filipinas, Gana, Moçambique, Quênia, Uganda, Venezuela, Colômbia, Índia e Zimbábue. Em breve, chegará também a beneficiários na Síria, Somália, Angola e Afeganistão.

FONTE impactMarket

LISBOA, 19 de julho de 2021 /PRNewswire/ -- A impactMarket desenvolveu um sistema em blockchain com a missão de erradicar a pobreza extrema até 2030. Em nove meses, já distribuiu 1 milhão de dólares a 100 comunidades vulneráveis, que abrangem mais de 18 mil pessoas em 20 países. Até o final do ano, espera tirar da extrema pobreza até 100 mil pessoas.

"A tecnologia blockchain desempenha um papel central para alcançar um mundo mais ético e justo, através do conceito de 'Renda Básica Universal' (RBU), defendendo que todas as pessoas deveriam ter acesso a um valor monetário que garanta a sua sobrevivência digna." explica Marco Barbosa, CEO da impactMarket.

Campos de refugiados, projetos de assistência a famílias, ações de educação para crianças e jovens e grupos de mulheres vítimas de violência doméstica são alguns dos projetos apoiados. "Sentimos que estamos fazendo a diferença quando vemos comunidades como Women Rights Initiative, em Uganda, que acolhe cerca de 100 pessoas, superando adversidades com a ajuda da nossa solução." conclui Marco.

A impactMarket já alcançou 0,0023% da população mundial em pobreza extrema: "a RBU é uma resposta eficaz para estas populações. O problema nestas comunidades vulneráveis está não só na falta de emprego e renda, mas também no acesso limitado a serviços básicos. Com o valor base necessário para sobreviverem, estas pessoas podem ter melhores condições de vida, investir em sua formação e na de seus familiares e procurar por um trabalho digno. Consequentemente, as taxas de criminalidade e de desemprego caem." diz Marco.

As doações são feitas por empresas, filantropos e pela sociedade civil que, através do aplicativo impactMarket, podem conhecer as comunidades, contribuir com o valor que desejarem e manter-se a par do seu progresso de empoderamento e saída da pobreza extrema. São gerados "contratos inteligentes" onde se define o montante que cada beneficiário pode receber por dia ou por semana, transferido em Celo Dollars diretamente para sua carteira digital Valora. Para sacar em moeda local, é possível fazê-lo a partir de seus smartphones, em casas de câmbio ou em qualquer lugar que aceite criptomoedas como forma de pagamento.

A impactMarket já apoia comunidades na Argentina, Brasil, Cabo Verde, Filipinas, Gana, Moçambique, Quênia, Uganda, Venezuela, Colômbia, Índia e Zimbábue. Em breve, chegará também a beneficiários na Síria, Somália, Angola e Afeganistão.

FONTE impactMarket

Você acabou de ler:

impactMarket, startup de impacto social já tirou 18 mil pessoas da pobreza extrema

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/impactmarket-startup-de-impacto-social-ja-tirou-18-mil-pessoas-da-pobreza-extrema/