Importância do envolvimento de toda família na imunização: como pais e mães dividem a responsabilidade com a vacinação dos filhos?

A baixa adesão à vacinação infantil preocupa, principalmente, quando se trata de prematuros

SÃO PAULO, 27 de dezembro de 2021 /PRNewswire/ -- Buscando entender como a responsabilidade pela vacinação é compartilhada entre os pais, uma pesquisa realizada pela Sanofi Pasteur com o Instituto Ipsos, mostrou que, entre os respondentes do gênero masculino, 69% acreditam que o envolvimento de ambos, pai e mãe, ajudaria a manter a carteirinha atualizada. No entanto, apenas 24% afirmaram que se responsabilizam pela vacinação dos filhos, sendo a falta de tempo o principal obstáculo.

Já na visão materna, apenas 1% vê a figura paterna encarregada pela atualização. Inclusive, a maioria se considera responsável em manter a vacinação dos filhos em dia.

Por outro lado, pais e mães declararam que, após o nascimento dos filhos, o tema vacinação passou a ser visto com maior importância, preocupação que, inclusive, aumentou com o cenário da pandemia de COVID-19.

No Brasil, a taxa de prematuridade está estimada em 11,5% do total de nascimentos por ano. Cerca de 345 mil bebês dos três milhões de nascimentos são prematuros.1 São consideradas prematuras as crianças que nascem antes das 37 semanas de gestação e, por isso, precisam de atenção especial quando se trata de imunização.2

"A vacinação das crianças é um tópico extremamente importante entre os pais, mas compartilhar a responsabilidade é realidade em poucas famílias. Além disso, vale destacar que a pandemia trouxe um quadro de sobrecarga de tarefas para as mulheres", pontua Denise Suguitani, Diretora Executiva ONG Prematuridade.com.



"Como estiveram com o tempo de gestação reduzido, bebês prematuros, embora recebam anticorpos maternos, possuem o sistema imunológico ainda muito imaturo, o que os deixam mais vulneráveis a infecções3", explica Sheila Homsani, diretora médica da Sanofi Pasteur. Por isso, a vacinação é fundamental e o calendário para eles é diferenciado,2 protegendo estas crianças contra doenças graves2,3.

Sobre a pesquisa

A pesquisa online, encomendada pela Sanofi à Ipsos, aconteceu entre 09/08/2021 e 10/08/2021. Foram realizadas 500 entrevistas entre homens e mulheres com filhos de 0 a 14 anos em todo Brasil. A margem de erro do estudo é de 4,4 pontos percentuais.

Sobre a Sanofi

A Sanofi se dedica a apoiar as pessoas ao longo de seus desafios de saúde. Somos uma companhia biofarmacêutica global com foco em saúde humana. Prevenimos doenças por meio de nossas vacinas e proporcionamos tratamentos inovadores para combater a dor e aliviar o sofrimento. Nós estamos ao lado dos poucos que convivem com doenças e dos milhões que lidam com doenças crônicas. Com mais de 100 mil pessoas em 100 países, a Sanofi está transformando inovação científica em soluções de cuidados com a saúde em todo o mundo.

Sobre a Sanofi Pasteur

Como parceiros da jornada de saúde, nós da Sanofi temos orgulho de que nossas vacinas possam ajudar a nos proteger e a proteger as pessoas que amamos de uma ampla gama de doenças infecciosas graves, em todas as fases da vida. A Sanofi Pasteur, nossa unidade de negócios global de vacinas, realiza parcerias com as comunidades de saúde pública, médica e científica, para melhorar o acesso às vacinas que protegem a vida e aumentar a cobertura vacinal, enquanto se dedica a desenvolver vacinas inovadoras. Presente no mundo há mais de 100 anos e no Brasil há mais de 45 anos, acreditamos em um mundo onde ninguém sofra ou morra por doenças preveníveis por vacinas.

Referências

  • Sociedade médica alerta sobre a saúde dos bebês prematuros. Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Disponível em: https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/em-documento-cientifico-sbp-alerta-para-medidas-que-podem-reduzir-os-riscos-a-vida-e-a-saude-dos-bebes-prematuros/ (Acesso em 05/11/2021)
  • Calendário de Vacinação - Prematuro. Sociedade Brasileira de Infectologia (Sbim). Disponíevel em: https://sbim.org.br/images/calendarios/calend-sbim-prematuro.pdf (Acesso em 05/11/2021)
  • Vacinação em Prétermos. Sociedade Brasileira de Infectologia (Sbim). Disponíevel em:

    https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/20947d-GPA_-_Vacinacao_em_pretermos-ok.pdf (Acesso em 08/11/2021)
  •  

     

    FONTE Sanofi Pasteur

    A baixa adesão à vacinação infantil preocupa, principalmente, quando se trata de prematuros

    SÃO PAULO, 27 de dezembro de 2021 /PRNewswire/ -- Buscando entender como a responsabilidade pela vacinação é compartilhada entre os pais, uma pesquisa realizada pela Sanofi Pasteur com o Instituto Ipsos, mostrou que, entre os respondentes do gênero masculino, 69% acreditam que o envolvimento de ambos, pai e mãe, ajudaria a manter a carteirinha atualizada. No entanto, apenas 24% afirmaram que se responsabilizam pela vacinação dos filhos, sendo a falta de tempo o principal obstáculo.

    Já na visão materna, apenas 1% vê a figura paterna encarregada pela atualização. Inclusive, a maioria se considera responsável em manter a vacinação dos filhos em dia.

    Por outro lado, pais e mães declararam que, após o nascimento dos filhos, o tema vacinação passou a ser visto com maior importância, preocupação que, inclusive, aumentou com o cenário da pandemia de COVID-19.

    No Brasil, a taxa de prematuridade está estimada em 11,5% do total de nascimentos por ano. Cerca de 345 mil bebês dos três milhões de nascimentos são prematuros.1 São consideradas prematuras as crianças que nascem antes das 37 semanas de gestação e, por isso, precisam de atenção especial quando se trata de imunização.2

    "A vacinação das crianças é um tópico extremamente importante entre os pais, mas compartilhar a responsabilidade é realidade em poucas famílias. Além disso, vale destacar que a pandemia trouxe um quadro de sobrecarga de tarefas para as mulheres", pontua Denise Suguitani, Diretora Executiva ONG Prematuridade.com.



    "Como estiveram com o tempo de gestação reduzido, bebês prematuros, embora recebam anticorpos maternos, possuem o sistema imunológico ainda muito imaturo, o que os deixam mais vulneráveis a infecções3", explica Sheila Homsani, diretora médica da Sanofi Pasteur. Por isso, a vacinação é fundamental e o calendário para eles é diferenciado,2 protegendo estas crianças contra doenças graves2,3.

    Sobre a pesquisa

    A pesquisa online, encomendada pela Sanofi à Ipsos, aconteceu entre 09/08/2021 e 10/08/2021. Foram realizadas 500 entrevistas entre homens e mulheres com filhos de 0 a 14 anos em todo Brasil. A margem de erro do estudo é de 4,4 pontos percentuais.

    Sobre a Sanofi

    A Sanofi se dedica a apoiar as pessoas ao longo de seus desafios de saúde. Somos uma companhia biofarmacêutica global com foco em saúde humana. Prevenimos doenças por meio de nossas vacinas e proporcionamos tratamentos inovadores para combater a dor e aliviar o sofrimento. Nós estamos ao lado dos poucos que convivem com doenças e dos milhões que lidam com doenças crônicas. Com mais de 100 mil pessoas em 100 países, a Sanofi está transformando inovação científica em soluções de cuidados com a saúde em todo o mundo.

    Sobre a Sanofi Pasteur

    Como parceiros da jornada de saúde, nós da Sanofi temos orgulho de que nossas vacinas possam ajudar a nos proteger e a proteger as pessoas que amamos de uma ampla gama de doenças infecciosas graves, em todas as fases da vida. A Sanofi Pasteur, nossa unidade de negócios global de vacinas, realiza parcerias com as comunidades de saúde pública, médica e científica, para melhorar o acesso às vacinas que protegem a vida e aumentar a cobertura vacinal, enquanto se dedica a desenvolver vacinas inovadoras. Presente no mundo há mais de 100 anos e no Brasil há mais de 45 anos, acreditamos em um mundo onde ninguém sofra ou morra por doenças preveníveis por vacinas.

    Referências

  • Sociedade médica alerta sobre a saúde dos bebês prematuros. Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Disponível em: https://www.sbp.com.br/imprensa/detalhe/nid/em-documento-cientifico-sbp-alerta-para-medidas-que-podem-reduzir-os-riscos-a-vida-e-a-saude-dos-bebes-prematuros/ (Acesso em 05/11/2021)
  • Calendário de Vacinação - Prematuro. Sociedade Brasileira de Infectologia (Sbim). Disponíevel em: https://sbim.org.br/images/calendarios/calend-sbim-prematuro.pdf (Acesso em 05/11/2021)
  • Vacinação em Prétermos. Sociedade Brasileira de Infectologia (Sbim). Disponíevel em:

    https://www.sbp.com.br/fileadmin/user_upload/20947d-GPA_-_Vacinacao_em_pretermos-ok.pdf (Acesso em 08/11/2021)
  •  

     

    FONTE Sanofi Pasteur

    Você acabou de ler:

    Importância do envolvimento de toda família na imunização: como pais e mães dividem a responsabilidade com a vacinação dos filhos?

    Compartilhe

    https://prnewswire.com.br/releases/importancia-do-envolvimento-de-toda-familia-na-imunizacao-como-pais-e-maes-dividem-a-responsabilidade-com-a-vacinacao-dos-filhos/