Inatel e Huawei reúnem autoridades e especialistas em evento para discutir cibersegurança

Fórum Nacional de Cibersegurança acontece no dia 7 de outubro no campus do Inatel, em Santa Rita do Sapucaí (MG) Evento irá contar com a participação de representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e do Ministério das Comunicações e especialistas no tema

SÃO PAULO, 6 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- Na próxima quinta-feira, 7 de outubro, acontece o Fórum Nacional de Cibersegurança, iniciativa do Inatel - Instituto Nacional de Telecomunicações e da Huawei. O evento vai receber representantes dos setores público e privado para debater a importância da segurança cibernética em dois painéis, que serão transmitidos ao vivo a partir das 11h00 nos canais no YouTube da Huawei e do Inatel, diretamente de Santa Rita do Sapucaí (MG), sede do instituto.

A chegada da tecnologia 5G ao Brasil vai acelerar a transformação digital, o que pode provocar o aumento da vulnerabilidade de redes e dispositivos eletrônicos. Assim, empresas, governos e cidadãos devem estar preparados para essa nova dinâmica no mundo digital e o debate entre os diferentes setores da sociedade é essencial para o aperfeiçoamento dos mecanismos de prevenção contra cibercrimes, cada vez mais ousados e sofisticados. Somente neste ano, as perdas com incidentes do tipo podem chegar a US$ 6 trilhões no mundo todo, de acordo com um estudo da consultoria alemã Roland Berger. Ainda segundo o documento, o Brasil é um dos principais alvos globais, atrás apenas de EUA, Reino Unido, Alemanha e África do Sul.

O Fórum será mediado pelo jornalista Pedro Doria e a abertura contará com uma apresentação de Carlos Nazareth Motta Marins, diretor do Inatel. Na sequência, representantes do setor público e da iniciativa privada falarão sobre o assunto: Sun Baocheng, CEO da Huawei; Juliano Borges, chefe de gabinete do Governo de MG; Bilac Pinto, deputado federal do DEM de MG; José Sampaio Gustavo Gontijo, diretor do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação Digital do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações); e Artur Coimbra, secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações.

Em um segundo painel, haverá um debate sobre "A Relevância da Segurança Cibernética e Proteção de Dados para um Mundo em Transformação Digital", que contará com as participações de Leonardo Euler, presidente da Anatel; Ildeu Borges, gerente de Regulação da Conexis; Thales Marçal Vieira Netto, diretor de Gestão e Tecnologia da Informação do CNPq; Milton Kaoru Kashiwakura, diretor de Projetos do NIC.br; e Marcelo Motta, diretor de Soluções e Segurança Cibernética da Huawei para a América Latina, entre outros convidados.

Após os dois painéis, os participantes concederão uma entrevista coletiva para a imprensa, que também será transmitida nos canais no YouTube da Huawei e do Inatel.

Em março de 2021 o Inatel inaugurou o Centro de Segurança Cibernética - CxSC Telecom com a missão de desenvolver ações, projetos e programas nas áreas da Educação, Pesquisa Aplicada, Testes e Certificações e Serviços na área. "O Fórum Nacional de Cibersegurança é um momento bastante especial para nossa instituição e todos os parceiros nesta iniciativa. Vivemos um momento de transformação digital não só no Brasil, mas no mundo. O que era para acontecer em cinco ou dez anos foi realizado em poucos meses, em função da pandemia. Além disso, vivemos um momento bastante especial para todo e qualquer setor da economia, afinal de contas, a tecnologia 5G é diferente de todas as outras tecnologias de Telecomunicações. O 5G vai atender às necessidades de todo o setor produtivo", afirma Nazareth.

A quinta geração de internet móvel (5G) irá possibilitar o aumento da velocidade de conexão e potencializar a internet das coisas e a conectividade entre máquinas. Isso vai impactar diretamente diversos setores da economia, gerando modernização e ganhos consideráveis de eficiência. Por outro lado, as vulnerabilidades também poderão se multiplicar e a preocupação com a segurança cibernética e a proteção de dados deve acompanhar o ritmo dessas mudanças. A ideia é que todos os dispositivos possam estar integrados à infraestrutura de comunicações com o máximo de segurança possível aos seus usuários.

"A segurança cibernética nunca foi tão importante. Governos, organizações e fornecedores de tecnologia precisam trabalhar próximos uns aos outros para construir uma compreensão unificada acerca dos desafios de cibersegurança", afirma Sun Baocheng, CEO da Huawei no Brasil. "A entrega de serviços existentes e novos na era do 5G dependerá da conectividade fornecida por redes móveis e da segurança e confiabilidade da tecnologia subjacente. Como setor, precisamos trabalhar juntos, compartilhar as melhores práticas e desenvolver nossas capacidades coletivas em governança, padrões, tecnologia e verificação para oferecer ao público em geral e aos reguladores motivos para que confiem na segurança dos produtos e serviços que usam diariamente. Juntos, podemos encontrar o equilíbrio entre segurança e desenvolvimento em um mundo cada vez mais digital", conclui.

Medidas de saúde – O evento seguirá todas as normas sanitárias do Estado de MG contra a Covid-19. Na entrada do Inatel, haverá aferição de temperatura e deverá ser apresentada a carteira de vacinação que comprove que os participantes estejam em dia com a imunização, de acordo com suas faixas etárias. O uso de máscara será obrigatório e haverá dispensers de álcool gel espalhados pelos ambientes. Tanto no auditório onde acontecerão os painéis, quanto no restaurante onde será servido o almoço, os lugares foram distribuídos de acordo com o distanciamento padrão de 1,5 metro entre as pessoas.

Agenda Fórum Nacional de Cibersegurança

11h00: Abertura Pedro Doria

11h10: Carlos Nazareth Motta Marins - Diretor do Inatel

11h20: Sun Baocheng - CEO da Huawei Brasil

11h30: Juliano Borges – Chefe de Gabinete da Secretaria de Governo do Estado de MG

11h40: Bilac Pinto - Deputado Federal de MG

11h50: José Sampaio Gustavo Gontijo – Diretor do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação do MCTI

12h00: Joacil Basilio Rael – Diretor da ANPD

12h10: Artur Coimbra – Secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações 

12h20: Painel Relevância da Segurança Cibernética e Proteção de Dados para um Mundo em Transformação Digital Pedro Doria 

12h25: Leonardo Euler – Presidente da Anatel

12h30: Ildeu Borges – Gerente de Regulação da Conexis 

12h35: Thales Marçal Vieira Neto - Diretor de Gestão e Tecnologia da Informação do CNPq

12h40: Milton Kaoru Kashiwakura – Diretor do NIC.br

12h45: Marcelo Motta - Diretor Global de Cibersegurança da Huawei

12h50: Perguntas

13h00:   Coletiva de Imprensa 

Sobre a Huawei

A Huawei é líder global em soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e uma das 100 marcas mais valiosas do mundo de acordo com a Forbes. A companhia tem a visão de enriquecer a vida das pessoas por meio da comunicação e é dedicada à inovação centrada no cliente. Com sólidas parcerias com a indústria local, a Huawei está comprometida com a criação de valor para operadoras de telecomunicações, empresas e consumidores, oferecendo produtos e soluções de alta qualidade e inovação em mais de 170 países e territórios. Com mais de 190 mil funcionários em todo o mundo, a empresa atende mais de um terço da população mundial. Há 23 anos no Brasil, a Huawei é líder no mercado nacional de banda larga fixa e móvel por meio das parcerias estabelecidas com as principais operadoras de telecomunicações e possui escritórios nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba e Recife, além de um centro de distribuição em Sorocaba (SP) e um Centro de Treinamento em São Paulo.

Para mais informações, visite a Huawei online em www.huawei.com ou siga-nos:

Facebook 

Twitter 

Instagram

LinkedIn 

YouTube

Sobre o Inatel

O Inatel é um centro de ensino, pesquisa e desenvolvimento de tecnologias, criado em 1965, em Santa Rita do Sapucaí, sul de Minas Gerais, conhecida como o Vale da Eletrônica. Foi a primeira instituição de ensino superior de Engenharia de Telecomunicações do Brasil e, atualmente, oferece sete graduações em Engenharia, além de cursos de pós-graduação lato sensu, cursos a distância e Mestrado e Doutorado em Telecomunicações. Além de formar profissionais, o Inatel transfere tecnologia ao mercado nas áreas de desenvolvimento de software, hardware, consultoria e calibração de equipamentos. Possui parcerias com empresas de tecnologia nacionais e multinacionais e é unidade Embrapii, responsável por apoiar o desenvolvimento e a inovação no Brasil. 

Mais informações no site www.inatel.br ou Facebook, Instagram, LinkedIn, Youtube.

 

FONTE Huawei

Fórum Nacional de Cibersegurança acontece no dia 7 de outubro no campus do Inatel, em Santa Rita do Sapucaí (MG) Evento irá contar com a participação de representantes do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e do Ministério das Comunicações e especialistas no tema

SÃO PAULO, 6 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- Na próxima quinta-feira, 7 de outubro, acontece o Fórum Nacional de Cibersegurança, iniciativa do Inatel - Instituto Nacional de Telecomunicações e da Huawei. O evento vai receber representantes dos setores público e privado para debater a importância da segurança cibernética em dois painéis, que serão transmitidos ao vivo a partir das 11h00 nos canais no YouTube da Huawei e do Inatel, diretamente de Santa Rita do Sapucaí (MG), sede do instituto.

A chegada da tecnologia 5G ao Brasil vai acelerar a transformação digital, o que pode provocar o aumento da vulnerabilidade de redes e dispositivos eletrônicos. Assim, empresas, governos e cidadãos devem estar preparados para essa nova dinâmica no mundo digital e o debate entre os diferentes setores da sociedade é essencial para o aperfeiçoamento dos mecanismos de prevenção contra cibercrimes, cada vez mais ousados e sofisticados. Somente neste ano, as perdas com incidentes do tipo podem chegar a US$ 6 trilhões no mundo todo, de acordo com um estudo da consultoria alemã Roland Berger. Ainda segundo o documento, o Brasil é um dos principais alvos globais, atrás apenas de EUA, Reino Unido, Alemanha e África do Sul.

O Fórum será mediado pelo jornalista Pedro Doria e a abertura contará com uma apresentação de Carlos Nazareth Motta Marins, diretor do Inatel. Na sequência, representantes do setor público e da iniciativa privada falarão sobre o assunto: Sun Baocheng, CEO da Huawei; Juliano Borges, chefe de gabinete do Governo de MG; Bilac Pinto, deputado federal do DEM de MG; José Sampaio Gustavo Gontijo, diretor do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação Digital do MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações); e Artur Coimbra, secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações.

Em um segundo painel, haverá um debate sobre "A Relevância da Segurança Cibernética e Proteção de Dados para um Mundo em Transformação Digital", que contará com as participações de Leonardo Euler, presidente da Anatel; Ildeu Borges, gerente de Regulação da Conexis; Thales Marçal Vieira Netto, diretor de Gestão e Tecnologia da Informação do CNPq; Milton Kaoru Kashiwakura, diretor de Projetos do NIC.br; e Marcelo Motta, diretor de Soluções e Segurança Cibernética da Huawei para a América Latina, entre outros convidados.

Após os dois painéis, os participantes concederão uma entrevista coletiva para a imprensa, que também será transmitida nos canais no YouTube da Huawei e do Inatel.

Em março de 2021 o Inatel inaugurou o Centro de Segurança Cibernética - CxSC Telecom com a missão de desenvolver ações, projetos e programas nas áreas da Educação, Pesquisa Aplicada, Testes e Certificações e Serviços na área. "O Fórum Nacional de Cibersegurança é um momento bastante especial para nossa instituição e todos os parceiros nesta iniciativa. Vivemos um momento de transformação digital não só no Brasil, mas no mundo. O que era para acontecer em cinco ou dez anos foi realizado em poucos meses, em função da pandemia. Além disso, vivemos um momento bastante especial para todo e qualquer setor da economia, afinal de contas, a tecnologia 5G é diferente de todas as outras tecnologias de Telecomunicações. O 5G vai atender às necessidades de todo o setor produtivo", afirma Nazareth.

A quinta geração de internet móvel (5G) irá possibilitar o aumento da velocidade de conexão e potencializar a internet das coisas e a conectividade entre máquinas. Isso vai impactar diretamente diversos setores da economia, gerando modernização e ganhos consideráveis de eficiência. Por outro lado, as vulnerabilidades também poderão se multiplicar e a preocupação com a segurança cibernética e a proteção de dados deve acompanhar o ritmo dessas mudanças. A ideia é que todos os dispositivos possam estar integrados à infraestrutura de comunicações com o máximo de segurança possível aos seus usuários.

"A segurança cibernética nunca foi tão importante. Governos, organizações e fornecedores de tecnologia precisam trabalhar próximos uns aos outros para construir uma compreensão unificada acerca dos desafios de cibersegurança", afirma Sun Baocheng, CEO da Huawei no Brasil. "A entrega de serviços existentes e novos na era do 5G dependerá da conectividade fornecida por redes móveis e da segurança e confiabilidade da tecnologia subjacente. Como setor, precisamos trabalhar juntos, compartilhar as melhores práticas e desenvolver nossas capacidades coletivas em governança, padrões, tecnologia e verificação para oferecer ao público em geral e aos reguladores motivos para que confiem na segurança dos produtos e serviços que usam diariamente. Juntos, podemos encontrar o equilíbrio entre segurança e desenvolvimento em um mundo cada vez mais digital", conclui.

Medidas de saúde – O evento seguirá todas as normas sanitárias do Estado de MG contra a Covid-19. Na entrada do Inatel, haverá aferição de temperatura e deverá ser apresentada a carteira de vacinação que comprove que os participantes estejam em dia com a imunização, de acordo com suas faixas etárias. O uso de máscara será obrigatório e haverá dispensers de álcool gel espalhados pelos ambientes. Tanto no auditório onde acontecerão os painéis, quanto no restaurante onde será servido o almoço, os lugares foram distribuídos de acordo com o distanciamento padrão de 1,5 metro entre as pessoas.

Agenda Fórum Nacional de Cibersegurança

11h00: Abertura Pedro Doria

11h10: Carlos Nazareth Motta Marins - Diretor do Inatel

11h20: Sun Baocheng - CEO da Huawei Brasil

11h30: Juliano Borges – Chefe de Gabinete da Secretaria de Governo do Estado de MG

11h40: Bilac Pinto - Deputado Federal de MG

11h50: José Sampaio Gustavo Gontijo – Diretor do Departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação do MCTI

12h00: Joacil Basilio Rael – Diretor da ANPD

12h10: Artur Coimbra – Secretário de Telecomunicações do Ministério das Comunicações 

12h20: Painel Relevância da Segurança Cibernética e Proteção de Dados para um Mundo em Transformação Digital Pedro Doria 

12h25: Leonardo Euler – Presidente da Anatel

12h30: Ildeu Borges – Gerente de Regulação da Conexis 

12h35: Thales Marçal Vieira Neto - Diretor de Gestão e Tecnologia da Informação do CNPq

12h40: Milton Kaoru Kashiwakura – Diretor do NIC.br

12h45: Marcelo Motta - Diretor Global de Cibersegurança da Huawei

12h50: Perguntas

13h00:   Coletiva de Imprensa 

Sobre a Huawei

A Huawei é líder global em soluções de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e uma das 100 marcas mais valiosas do mundo de acordo com a Forbes. A companhia tem a visão de enriquecer a vida das pessoas por meio da comunicação e é dedicada à inovação centrada no cliente. Com sólidas parcerias com a indústria local, a Huawei está comprometida com a criação de valor para operadoras de telecomunicações, empresas e consumidores, oferecendo produtos e soluções de alta qualidade e inovação em mais de 170 países e territórios. Com mais de 190 mil funcionários em todo o mundo, a empresa atende mais de um terço da população mundial. Há 23 anos no Brasil, a Huawei é líder no mercado nacional de banda larga fixa e móvel por meio das parcerias estabelecidas com as principais operadoras de telecomunicações e possui escritórios nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba e Recife, além de um centro de distribuição em Sorocaba (SP) e um Centro de Treinamento em São Paulo.

Para mais informações, visite a Huawei online em www.huawei.com ou siga-nos:

Facebook 

Twitter 

Instagram

LinkedIn 

YouTube

Sobre o Inatel

O Inatel é um centro de ensino, pesquisa e desenvolvimento de tecnologias, criado em 1965, em Santa Rita do Sapucaí, sul de Minas Gerais, conhecida como o Vale da Eletrônica. Foi a primeira instituição de ensino superior de Engenharia de Telecomunicações do Brasil e, atualmente, oferece sete graduações em Engenharia, além de cursos de pós-graduação lato sensu, cursos a distância e Mestrado e Doutorado em Telecomunicações. Além de formar profissionais, o Inatel transfere tecnologia ao mercado nas áreas de desenvolvimento de software, hardware, consultoria e calibração de equipamentos. Possui parcerias com empresas de tecnologia nacionais e multinacionais e é unidade Embrapii, responsável por apoiar o desenvolvimento e a inovação no Brasil. 

Mais informações no site www.inatel.br ou Facebook, Instagram, LinkedIn, Youtube.

 

FONTE Huawei

Você acabou de ler:

Inatel e Huawei reúnem autoridades e especialistas em evento para discutir cibersegurança

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/inatel-e-huawei-reunem-autoridades-e-especialistas-em-evento-para-discutir-ciberseguranca/