Indivíduos vacinados com Sputnik V na Argentina estão agora elegíveis para entrar na União Europeia

Sputnik V ajudou a reduzir infecções com COVID em mais de 30 vezes na Argentina

MOSCOU, 29 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, fundo soberano da Rússia) anuncia que o Conselho Europeu recomendou a inclusão da Argentina na lista de países para os quais as restrições de viagem, impostas como parte da luta contra a pandemia, devem ser suspensas.

A vacina russa Sputnik V contra o COVID é uma das principais vacinas utilizadas durante a campanha de vacinação na Argentina, ajudando a reduzir o número de casos diários de COVID em mais de 30 vezes durante os últimos 5 meses. Assim, a Sputnik tem desempenhado um papel decisivo na proteção da população argentina e ajudando o país a se manter entre os líderes na luta contra o coronavírus. O RDIF saúda a decisão do Conselho Europeu de recomendar que os estados-membros abram fronteiras para visitantes de Argentina. A decisão confirma o sucesso da campanha de vacinação da Argentina.

Vários outros países, incluindo Bahrein, Jordânia, Emirados Árabes Unidos e Chile (onde a Sputnik V também foi autorizada) também estão na lista de países para os quais as restrições de viagem são recomendadas para serem suspensas pelo Conselho Europeu.

Em 28 de outubro de 2021, as autoridades israelenses aprovaram a entrada de indivíduos vacinados com a vacina Sputnik V. A quantidade de países que permitem visitantes vacinados com o Sputnik V chegou a 101 no total.

Países que abrem suas fronteiras para aqueles que receberam a vacina Sputnik V estão demonstrando a vontade de ajudar sua indústria e empresas a se recuperarem mais rapidamente, acolhendo os turistas e lançando as novas bases para recuperações econômicas.

A separação entre autorização das vacinas COVID e certificados de vacinação é outro passo importante para evitar a discriminação vacinal e apoiar os esforços dos governos na reabertura segura das fronteiras, tanto para moradores quanto para turistas.

 

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

Sputnik V ajudou a reduzir infecções com COVID em mais de 30 vezes na Argentina

MOSCOU, 29 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, fundo soberano da Rússia) anuncia que o Conselho Europeu recomendou a inclusão da Argentina na lista de países para os quais as restrições de viagem, impostas como parte da luta contra a pandemia, devem ser suspensas.

A vacina russa Sputnik V contra o COVID é uma das principais vacinas utilizadas durante a campanha de vacinação na Argentina, ajudando a reduzir o número de casos diários de COVID em mais de 30 vezes durante os últimos 5 meses. Assim, a Sputnik tem desempenhado um papel decisivo na proteção da população argentina e ajudando o país a se manter entre os líderes na luta contra o coronavírus. O RDIF saúda a decisão do Conselho Europeu de recomendar que os estados-membros abram fronteiras para visitantes de Argentina. A decisão confirma o sucesso da campanha de vacinação da Argentina.

Vários outros países, incluindo Bahrein, Jordânia, Emirados Árabes Unidos e Chile (onde a Sputnik V também foi autorizada) também estão na lista de países para os quais as restrições de viagem são recomendadas para serem suspensas pelo Conselho Europeu.

Em 28 de outubro de 2021, as autoridades israelenses aprovaram a entrada de indivíduos vacinados com a vacina Sputnik V. A quantidade de países que permitem visitantes vacinados com o Sputnik V chegou a 101 no total.

Países que abrem suas fronteiras para aqueles que receberam a vacina Sputnik V estão demonstrando a vontade de ajudar sua indústria e empresas a se recuperarem mais rapidamente, acolhendo os turistas e lançando as novas bases para recuperações econômicas.

A separação entre autorização das vacinas COVID e certificados de vacinação é outro passo importante para evitar a discriminação vacinal e apoiar os esforços dos governos na reabertura segura das fronteiras, tanto para moradores quanto para turistas.

 

FONTE The Russian Direct Invest Fund (RDIF)

Você acabou de ler:

Indivíduos vacinados com Sputnik V na Argentina estão agora elegíveis para entrar na União Europeia

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/individuos-vacinados-com-sputnik-v-na-argentina-estao-agora-elegiveis-para-entrar-na-uniao-europeia/