IPDESP recupera empresas que sofreram negativação durante a pandemia

SÃO PAULO, 31 de agosto de 2020 /PRNewswire/ -- Desde que se instalou a pandemia no Brasil e no mundo todas as atenções estão voltadas apenas ao único assunto: a cura para o novo coronavírus - COVID-19. A doença tem causado sim muito medo na população por todas as implicações na saúde, educação, desenvolvimento social, econômico e financeiro dos países. Assistimos de nossas casas e a passos lentos a evolução da ciência, a recuperação nas outras áreas e a retomada das atividades empresariais, no entanto, dessa retomada e dos mais de quatro meses inoperantes, surge outra preocupação no ar para muitos empresários: a situação financeira das empresas.

Para diversas companhias, o impacto negativo da suspensão das atividades empresariais forçadas, a falta de produtividade, afetaram a economia de forma geral e fizeram com que muitas delas zerassem suas reservas, gerando novas dívidas sem datas para pagar, aumentassem seus prejuízos, sofressem com a ausência de matéria-prima, ou de produtos importados para revenda, causada pela escassez de produção em países que são fornecedores, disparada do dólar, colapso nas bolsas de valores, desaceleração nas compras, uma brusca queda de faturamento, inadimplências, e paralisação parcial ou total da mão de obra de trabalho, causando desemprego e diversas outras 'doenças' econômicas. Dessa forma, vimos que esse temeroso vírus não atacou apenas pessoas, mas também as empresas e suas atividades. No mundo dos negócios, os resquícios dessa pandemia são tão perigosos quanto para as pessoas. E o resultado disso tudo é, muitas vezes a redução de renda e de caixa e as vezes até o fechamento de portas, uma vez que muitas delas ganharam apontamentos negativos no mercado financeiro.

E exatamente nesta frente que o IPDESP está atuando forte neste momento com as empresas que estão sofrendo com as conseqüências desses problemas da pandemia, trazendo soluções para que essa empresa possa reabrir ou dar continuidade ao trabalho que já era feito. O IPDESP atua com seus clientes justamente com foco na ajuda a esses empresários a terem um fôlego financeiro, para que eles fiquem aptos novamente ao crédito, e ao mercado, pra que eles tenham mais credibilidade com os fornecedores deles, para que eles voltem a se reerguer e a ter um capital de giro e alavancar as suas empresas, até que tomem fôlego. De fato as pendências não somem internamente, nós 'limpamos seus nomes' dos órgãos de crash mas internamente as pendências continuam lá, então, assim depois de um tempo que as empresas passarem a faturar eles podem negociar essas pendências e quitá-las com as instituições com as quais devem.

Em síntese, o IPDESP vê este momento, crítico e delicado, um cenário ideal para a recuperação econômica das empresas, para se recuperarem recorrendo à recuperação judicial, pois é uma maneira de encontrar estabilidade entre devedor e credor, favorecido pela capacidade produtiva.

Sobre o IPDESP:

O IPDESP é um Instituto que há mais de oito anos presta serviços nas áreas cível e tributária, com sede em São Paulo e filiais em todo Brasil. O nosso diferencial, regularizar o nome dos nossos clientes sejam pessoas físicas ou jurídicas antes de dar inicio a negociação das inadimplências, dessa maneira, sem apontamentos judiciais conseguindo a chance de adquirir crédito e bens enquanto paga as pendências.

O IPDESP tem mais de 10.658 associados e já negociou mais de R$ 492 Bi em dívidas de seus clientes. Somente entre os anos de 2019 até hoje, o IPDESP recuperou 3.136 empresas que estavam em recuperação e falência. Trata-se de empresas que estavam no vermelho mesmo, e o IPDESP conseguiu reerguer essas empresas para que elas voltassem a continuar no mercado e continuassem a produtividade delas.

 Atuamos com pessoas físicas ou pessoas jurídicas independente do valor da dívida, qualquer tipo de pendência financeira que conste nos órgãos de crédito, serão trabalhados e retirados.

Hoje o IPDESP atua contra os órgãos de crédito.  Então todos os apontamentos que aparecem nesses órgãos, sejam eles: refinanciamento, dívida de cartão de crédito, protestos bancários, recuperação e falência, ação judicial, cheque sem fundo, entre outras; todas essas linhas que aparecem nas pesquisas dos órgãos de crédito elas serão inibidas com nosso trabalho judicial.

Os órgão de crédito que a IPDESP atua são: Serasa, SPC, Boa Vista, SCPC , e o CDL.

Veja mais em: https://www.ipdesp.com.br

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1246061/IPDESP.jpg

FONTE IPDESP - Instituto de proteção e defesa das empresas de São Paulo

SÃO PAULO, 31 de agosto de 2020 /PRNewswire/ -- Desde que se instalou a pandemia no Brasil e no mundo todas as atenções estão voltadas apenas ao único assunto: a cura para o novo coronavírus - COVID-19. A doença tem causado sim muito medo na população por todas as implicações na saúde, educação, desenvolvimento social, econômico e financeiro dos países. Assistimos de nossas casas e a passos lentos a evolução da ciência, a recuperação nas outras áreas e a retomada das atividades empresariais, no entanto, dessa retomada e dos mais de quatro meses inoperantes, surge outra preocupação no ar para muitos empresários: a situação financeira das empresas.

Para diversas companhias, o impacto negativo da suspensão das atividades empresariais forçadas, a falta de produtividade, afetaram a economia de forma geral e fizeram com que muitas delas zerassem suas reservas, gerando novas dívidas sem datas para pagar, aumentassem seus prejuízos, sofressem com a ausência de matéria-prima, ou de produtos importados para revenda, causada pela escassez de produção em países que são fornecedores, disparada do dólar, colapso nas bolsas de valores, desaceleração nas compras, uma brusca queda de faturamento, inadimplências, e paralisação parcial ou total da mão de obra de trabalho, causando desemprego e diversas outras 'doenças' econômicas. Dessa forma, vimos que esse temeroso vírus não atacou apenas pessoas, mas também as empresas e suas atividades. No mundo dos negócios, os resquícios dessa pandemia são tão perigosos quanto para as pessoas. E o resultado disso tudo é, muitas vezes a redução de renda e de caixa e as vezes até o fechamento de portas, uma vez que muitas delas ganharam apontamentos negativos no mercado financeiro.

E exatamente nesta frente que o IPDESP está atuando forte neste momento com as empresas que estão sofrendo com as conseqüências desses problemas da pandemia, trazendo soluções para que essa empresa possa reabrir ou dar continuidade ao trabalho que já era feito. O IPDESP atua com seus clientes justamente com foco na ajuda a esses empresários a terem um fôlego financeiro, para que eles fiquem aptos novamente ao crédito, e ao mercado, pra que eles tenham mais credibilidade com os fornecedores deles, para que eles voltem a se reerguer e a ter um capital de giro e alavancar as suas empresas, até que tomem fôlego. De fato as pendências não somem internamente, nós 'limpamos seus nomes' dos órgãos de crash mas internamente as pendências continuam lá, então, assim depois de um tempo que as empresas passarem a faturar eles podem negociar essas pendências e quitá-las com as instituições com as quais devem.

Em síntese, o IPDESP vê este momento, crítico e delicado, um cenário ideal para a recuperação econômica das empresas, para se recuperarem recorrendo à recuperação judicial, pois é uma maneira de encontrar estabilidade entre devedor e credor, favorecido pela capacidade produtiva.

Sobre o IPDESP:

O IPDESP é um Instituto que há mais de oito anos presta serviços nas áreas cível e tributária, com sede em São Paulo e filiais em todo Brasil. O nosso diferencial, regularizar o nome dos nossos clientes sejam pessoas físicas ou jurídicas antes de dar inicio a negociação das inadimplências, dessa maneira, sem apontamentos judiciais conseguindo a chance de adquirir crédito e bens enquanto paga as pendências.

O IPDESP tem mais de 10.658 associados e já negociou mais de R$ 492 Bi em dívidas de seus clientes. Somente entre os anos de 2019 até hoje, o IPDESP recuperou 3.136 empresas que estavam em recuperação e falência. Trata-se de empresas que estavam no vermelho mesmo, e o IPDESP conseguiu reerguer essas empresas para que elas voltassem a continuar no mercado e continuassem a produtividade delas.

 Atuamos com pessoas físicas ou pessoas jurídicas independente do valor da dívida, qualquer tipo de pendência financeira que conste nos órgãos de crédito, serão trabalhados e retirados.

Hoje o IPDESP atua contra os órgãos de crédito.  Então todos os apontamentos que aparecem nesses órgãos, sejam eles: refinanciamento, dívida de cartão de crédito, protestos bancários, recuperação e falência, ação judicial, cheque sem fundo, entre outras; todas essas linhas que aparecem nas pesquisas dos órgãos de crédito elas serão inibidas com nosso trabalho judicial.

Os órgão de crédito que a IPDESP atua são: Serasa, SPC, Boa Vista, SCPC , e o CDL.

Veja mais em: https://www.ipdesp.com.br

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1246061/IPDESP.jpg

FONTE IPDESP - Instituto de proteção e defesa das empresas de São Paulo

Você acabou de ler:

IPDESP recupera empresas que sofreram negativação durante a pandemia

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/ipdesp-recupera-empresas-que-sofreram-negativacao-durante-a-pandemia/