Ipsen Brasil: 01/11 - Dia Mundial da Acromegalia Crescimento inesperado de mãos e pés podem sinalizar a existência de tumor na hipófise

A falta de informação sobre essa doença rara, que afeta o crescimento das estruturas do corpo, prejudica o tratamento e a qualidade de vida do paciente

SÃO PAULO, 4 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- A mudança no número do sapato de uma hora para outra nem sempre está relacionada à obesidade ou ao envelhecimento, como muitas pessoas associam, alerta o endocrinologista Dr. Malebranche Berardo, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. O sintoma, acompanhado de outras manifestações, pode sinalizar a Acromegalia, doença que é caracterizada pela produção excessiva do hormônio do crescimento (GH) e que acomete principalmente pessoas a partir da terceira década de vida1.

"De difícil diagnóstico, a Acromegalia decorre em razão da existência de um tumor benigno e esporádico na hipófise, glândula localizada na base do cérebro, responsável por funções importantes, como a regulação de uma série de hormônios no organismo", esclarece o médico.

Essa disfunção não só leva ao crescimento exacerbado de mãos, pés, queixo, língua, orelhas e nariz, como espaçamento entre os dentes e embrutecimento das feições. A Acromegalia também compromete a qualidade de vida dos pacientes, pois pode resultar em dores articulares e outros graves problemas de saúde, como diabetes, hipertensão e insuficiência cardíaca, comorbidades que reduzem a expectativa de vida do paciente1.

Para o Dr. Malebranche, é importante chamar a atenção para a Acromegalia para que o diagnóstico aconteça precocemente, assim como o tratamento. "Além do incômodo das dores, os pacientes sofrem com as mudanças de aparência, principalmente as mulheres, mas as comorbidades merecem atenção e controle regular do médico responsável", esclarece.

O tratamento da Acromegalia pode envolver procedimentos cirúrgicos, radioterapia e terapia medicamentosa. Na maioria dos casos, a primeira opção é a cirurgia para retirada do tumor, intervenção de alta complexidade. As medicações podem ser usadas antes ou depois da cirurgia.1

"Temos os agonistas dopaminérgicos que reduzem a quantidade do hormônio do crescimento, prescrito para casos com pequena elevação do GH e IGF-1 e de eficiência mais baixa; os análogos da somatostatina, que atuam de forma mais eficaz na redução da produção do GH e mesmo do tamanho do tumor; e o antagonista do GH que, por bloquear os receptores do hormônio do crescimento, reduzem sua ação no organismo", explica.

Uma outra carência para quem suspeita ou já foi diagnosticado com Acromegalia são os centros de referência para o cuidado com a doença, pois são nesses lugares que os pacientes podem receber o tratamento e acesso à equipe de saúde com experiência em doenças raras.  

Sobre a Ipsen

A Ipsen instalou sua filial no Brasil em 2009, mas já operava no país desde 2002 por meio de parcerias. Nossa visão é ser uma empresa global de biotecnologia líder em inovação com foco em três especialidades: Neurociência, Oncologia e Doenças Raras. A Ipsen dedica-se continuamente para trazer novos medicamentos e tecnologias que fortaleçam o sistema de saúde brasileiro e melhorem a saúde e a qualidade de vida de pacientes.

Referências:

1. https://muitossomosraros.com.br/doencas-raras/geneticas/anomalias-congenitas-ou-de-manifestacao-tardia/acromegalia/

FONTE Ipsen Brasil

A falta de informação sobre essa doença rara, que afeta o crescimento das estruturas do corpo, prejudica o tratamento e a qualidade de vida do paciente

SÃO PAULO, 4 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- A mudança no número do sapato de uma hora para outra nem sempre está relacionada à obesidade ou ao envelhecimento, como muitas pessoas associam, alerta o endocrinologista Dr. Malebranche Berardo, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. O sintoma, acompanhado de outras manifestações, pode sinalizar a Acromegalia, doença que é caracterizada pela produção excessiva do hormônio do crescimento (GH) e que acomete principalmente pessoas a partir da terceira década de vida1.

"De difícil diagnóstico, a Acromegalia decorre em razão da existência de um tumor benigno e esporádico na hipófise, glândula localizada na base do cérebro, responsável por funções importantes, como a regulação de uma série de hormônios no organismo", esclarece o médico.

Essa disfunção não só leva ao crescimento exacerbado de mãos, pés, queixo, língua, orelhas e nariz, como espaçamento entre os dentes e embrutecimento das feições. A Acromegalia também compromete a qualidade de vida dos pacientes, pois pode resultar em dores articulares e outros graves problemas de saúde, como diabetes, hipertensão e insuficiência cardíaca, comorbidades que reduzem a expectativa de vida do paciente1.

Para o Dr. Malebranche, é importante chamar a atenção para a Acromegalia para que o diagnóstico aconteça precocemente, assim como o tratamento. "Além do incômodo das dores, os pacientes sofrem com as mudanças de aparência, principalmente as mulheres, mas as comorbidades merecem atenção e controle regular do médico responsável", esclarece.

O tratamento da Acromegalia pode envolver procedimentos cirúrgicos, radioterapia e terapia medicamentosa. Na maioria dos casos, a primeira opção é a cirurgia para retirada do tumor, intervenção de alta complexidade. As medicações podem ser usadas antes ou depois da cirurgia.1

"Temos os agonistas dopaminérgicos que reduzem a quantidade do hormônio do crescimento, prescrito para casos com pequena elevação do GH e IGF-1 e de eficiência mais baixa; os análogos da somatostatina, que atuam de forma mais eficaz na redução da produção do GH e mesmo do tamanho do tumor; e o antagonista do GH que, por bloquear os receptores do hormônio do crescimento, reduzem sua ação no organismo", explica.

Uma outra carência para quem suspeita ou já foi diagnosticado com Acromegalia são os centros de referência para o cuidado com a doença, pois são nesses lugares que os pacientes podem receber o tratamento e acesso à equipe de saúde com experiência em doenças raras.  

Sobre a Ipsen

A Ipsen instalou sua filial no Brasil em 2009, mas já operava no país desde 2002 por meio de parcerias. Nossa visão é ser uma empresa global de biotecnologia líder em inovação com foco em três especialidades: Neurociência, Oncologia e Doenças Raras. A Ipsen dedica-se continuamente para trazer novos medicamentos e tecnologias que fortaleçam o sistema de saúde brasileiro e melhorem a saúde e a qualidade de vida de pacientes.

Referências:

1. https://muitossomosraros.com.br/doencas-raras/geneticas/anomalias-congenitas-ou-de-manifestacao-tardia/acromegalia/

FONTE Ipsen Brasil

Você acabou de ler:

Ipsen Brasil: 01/11 - Dia Mundial da Acromegalia Crescimento inesperado de mãos e pés podem sinalizar a existência de tumor na hipófise

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/ipsen-brasil-01-11-dia-mundial-da-acromegalia-crescimento-inesperado-de-maos-e-pes-podem-sinalizar-a-existencia-de-tumor-na-hipofise/