Líderes se comprometem a enfrentar a fome global, as mudanças climáticas, a perda de biodiversidade e as desigualdades na histórica Cúpula de Sistemas Alimentares da ONU

NOVA YORK, 27 de setembro de 2021 /PRNewswire/ -- A primeira Cúpula de Sistemas Alimentares da ONU reuniu líderes mundiais em um esforço para impulsionar a ação nacional e regional para atingir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) da ONU por meio da transformação dos sistemas alimentares. Ela apresentou compromissos de mais de 85 Chefes de Estado em todo o mundo.

Após o mais recente relatório do IPCC, que levantou um "alerta vermelho" para o aquecimento global causado pelo humanos, o Governo dos Estados Unidos prometeu US$10 bilhões para lidar com as mudanças climáticas e a insegurança alimentar.

Metade desses fundos será investida internamente em "reconhecimento de que todos os países, mesmo aqueles que produzem um excedente de alimentos, devem adotar medidas para melhorar a nutrição e adaptar seus sistemas alimentares a um clima em constante mudança".

A pandemia da COVID-19 aumentou os níveis de pobreza em até 124 milhões de pessoas e a desnutrição em cerca de 9,9%.

A primeira-ministra Jacinda Ardern, que anunciou que a Nova Zelândia se juntaria à coalizão dos sistemas alimentares indígenas, disse: "Estamos comprometidos em garantir que os povos indígenas possam ajudar a pavimentar o caminho".

Outros países prometeram apoio aos direitos indígenas, incluindo Honduras, Samoa, Peru e Filipinas.

"Nós, como comunidade global, não estamos cumprindo nossas promessas de erradicar a fome", disse o Presidente Sauli Niinistö da Finlândia.

O primeiro-ministro de Bangladesh, Sheikh Hasina, destacou a necessidade de se concentrar em "comida de qualidade para todos". Da mesma forma, Burkina Faso se comprometeu a incluir o direito a alimentos em sua Constituição.

O Camboja se comprometeu a trabalhar na promoção da igualdade de gênero e na criação de oportunidades de emprego para jovens e mulheres.

Josaia Voreqe Bainimarama, primeira-ministra da República de Fiji, disse: "Assim como nosso meio ambiente, povos e sistemas alimentares são profundamente interligados e sustentáveis mutuamente, nossa resposta deve ser em prol de nossas gerações e futuras".

Os Emirados Árabes Unidos anunciaram a Missão de Inovação Agrícola para o Clima (AIM-C), lançada com os Estados Unidos.

"Devemos usar o poder da engenhosidade para melhorar os sistemas alimentares para que eles ofereçam alimentos seguros, nutritivos e acessíveis para todos, ao mesmo tempo em que conservamos os recursos naturais e combatemos a crise climática", disse o Secretário da Agricultura dos EUA, Tom Vilsack.

Todas as inscrições estão sendo compiladas em um compêndio oficial, e todos os compromissos são alocados em um registro de compromissos on-line.

O novo fundo quinquenal de US$922 milhões com foco em nutrição também foi anunciado por Melinda Gates da Fundação Bill & Melinda Gates.

Contato para a imprensa: 

Katie Taft 

fsscommunications@un.org

 

FONTE UN Food Systems Summit

NOVA YORK, 27 de setembro de 2021 /PRNewswire/ -- A primeira Cúpula de Sistemas Alimentares da ONU reuniu líderes mundiais em um esforço para impulsionar a ação nacional e regional para atingir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs) da ONU por meio da transformação dos sistemas alimentares. Ela apresentou compromissos de mais de 85 Chefes de Estado em todo o mundo.

Após o mais recente relatório do IPCC, que levantou um "alerta vermelho" para o aquecimento global causado pelo humanos, o Governo dos Estados Unidos prometeu US$10 bilhões para lidar com as mudanças climáticas e a insegurança alimentar.

Metade desses fundos será investida internamente em "reconhecimento de que todos os países, mesmo aqueles que produzem um excedente de alimentos, devem adotar medidas para melhorar a nutrição e adaptar seus sistemas alimentares a um clima em constante mudança".

A pandemia da COVID-19 aumentou os níveis de pobreza em até 124 milhões de pessoas e a desnutrição em cerca de 9,9%.

A primeira-ministra Jacinda Ardern, que anunciou que a Nova Zelândia se juntaria à coalizão dos sistemas alimentares indígenas, disse: "Estamos comprometidos em garantir que os povos indígenas possam ajudar a pavimentar o caminho".

Outros países prometeram apoio aos direitos indígenas, incluindo Honduras, Samoa, Peru e Filipinas.

"Nós, como comunidade global, não estamos cumprindo nossas promessas de erradicar a fome", disse o Presidente Sauli Niinistö da Finlândia.

O primeiro-ministro de Bangladesh, Sheikh Hasina, destacou a necessidade de se concentrar em "comida de qualidade para todos". Da mesma forma, Burkina Faso se comprometeu a incluir o direito a alimentos em sua Constituição.

O Camboja se comprometeu a trabalhar na promoção da igualdade de gênero e na criação de oportunidades de emprego para jovens e mulheres.

Josaia Voreqe Bainimarama, primeira-ministra da República de Fiji, disse: "Assim como nosso meio ambiente, povos e sistemas alimentares são profundamente interligados e sustentáveis mutuamente, nossa resposta deve ser em prol de nossas gerações e futuras".

Os Emirados Árabes Unidos anunciaram a Missão de Inovação Agrícola para o Clima (AIM-C), lançada com os Estados Unidos.

"Devemos usar o poder da engenhosidade para melhorar os sistemas alimentares para que eles ofereçam alimentos seguros, nutritivos e acessíveis para todos, ao mesmo tempo em que conservamos os recursos naturais e combatemos a crise climática", disse o Secretário da Agricultura dos EUA, Tom Vilsack.

Todas as inscrições estão sendo compiladas em um compêndio oficial, e todos os compromissos são alocados em um registro de compromissos on-line.

O novo fundo quinquenal de US$922 milhões com foco em nutrição também foi anunciado por Melinda Gates da Fundação Bill & Melinda Gates.

Contato para a imprensa: 

Katie Taft 

fsscommunications@un.org

 

FONTE UN Food Systems Summit

Você acabou de ler:

Líderes se comprometem a enfrentar a fome global, as mudanças climáticas, a perda de biodiversidade e as desigualdades na histórica Cúpula de Sistemas Alimentares da ONU

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/lideres-se-comprometem-a-enfrentar-a-fome-global-as-mudancas-climaticas-a-perda-de-biodiversidade-e-as-desigualdades-na-historica-cupula-de-sistemas-alimentares-da-onu/