LOC Mobile avança com locação de dispositivos tecnológicos

Durante a quarentena, empresa registrou mudança no perfil dos clientes e cresceu no segmento de Governo, Educação e Pesquisas

SÃO PAULO, 2 de outubro de 2020 /PRNewswire/ -- A LOC Mobile, empresa especializada na locação de dispositivos móveis, está otimista sobre seus resultados em 2020. Isso porque a retração do seu mercado de atuação, ocorrida nos dois primeiros meses de isolamento social, deu lugar a novas oportunidades que devem impulsionar o crescimento da companhia até o final do ano.

"Durante a quarentena, o perfil dos clientes mudou. Antes, realizávamos um bom volume de locações para feiras e eventos. Agora, registramos um aumento significativo na procura de dispositivos por parte de empresas que aderiram o home office e precisaram equipar seus funcionários", explica Eduardo Regioli, um dos sócios-fundadores da LOC Mobile.

Outro segmento que deve alavancar os bons resultados da companhia é o de Educação, que passou a alugar equipamentos por causa das videoaulas implementadas no período. Nos primeiros seis meses do ano, a LOC Mobile conquistou quatro clientes no setor, entre eles, Centro Universitário da FEI, USP e FMU.

Conforme explica Fábio Turetto, também sócio-fundador da empresa, o mercado de locação de equipamentos tem se mostrado promissor graças à economia e modernização que proporcionam às organizações de todos os portes. "Além de evitar despesas com manutenção e garantir aos usuários que os dispositivos sejam sempre os mais atualizados, os locatários têm vantagens significativas na contratação dos planos de dados, cujos preços são bem mais atrativos", esclarece Turetto, lembrando que 100% do parque tecnológico da LOC Mobile possui suporte a 4G.

Para ele, a alta do dólar também foi um fator decisivo para que as organizações decidissem investir no aluguel. "Temos clientes com mais de 115 chips e cerca de 30 gigas de dados contratados. Evidentemente, fica mais em conta terceirizar o serviço do que investir em maquinário", avalia Turetto.

Entre os modelos de última geração disponibilizados pela empresa, estão os tablets T595 e T515 (modelos 2020), com três gigas de memória RAM, cuja bateria suporta mais de um dia de uso, servindo qualquer operação. Já entre os smarphones, a empresa oferece o modelo A30 (2020) e o G6 Play (2019).

Turetto e Regioli, ao lado do terceiro sócio, Wagner Rodrigues, já atuavam no mercado de locações de dispositivos quando fundaram a empresa, em 2017. Hoje, a LOC Mobile conta com cerca de 500 equipamentos – entre smartphones, tablets, notebooks, totens interativos, modens, etc.

FONTE LOC Mobile

Durante a quarentena, empresa registrou mudança no perfil dos clientes e cresceu no segmento de Governo, Educação e Pesquisas

SÃO PAULO, 2 de outubro de 2020 /PRNewswire/ -- A LOC Mobile, empresa especializada na locação de dispositivos móveis, está otimista sobre seus resultados em 2020. Isso porque a retração do seu mercado de atuação, ocorrida nos dois primeiros meses de isolamento social, deu lugar a novas oportunidades que devem impulsionar o crescimento da companhia até o final do ano.

"Durante a quarentena, o perfil dos clientes mudou. Antes, realizávamos um bom volume de locações para feiras e eventos. Agora, registramos um aumento significativo na procura de dispositivos por parte de empresas que aderiram o home office e precisaram equipar seus funcionários", explica Eduardo Regioli, um dos sócios-fundadores da LOC Mobile.

Outro segmento que deve alavancar os bons resultados da companhia é o de Educação, que passou a alugar equipamentos por causa das videoaulas implementadas no período. Nos primeiros seis meses do ano, a LOC Mobile conquistou quatro clientes no setor, entre eles, Centro Universitário da FEI, USP e FMU.

Conforme explica Fábio Turetto, também sócio-fundador da empresa, o mercado de locação de equipamentos tem se mostrado promissor graças à economia e modernização que proporcionam às organizações de todos os portes. "Além de evitar despesas com manutenção e garantir aos usuários que os dispositivos sejam sempre os mais atualizados, os locatários têm vantagens significativas na contratação dos planos de dados, cujos preços são bem mais atrativos", esclarece Turetto, lembrando que 100% do parque tecnológico da LOC Mobile possui suporte a 4G.

Para ele, a alta do dólar também foi um fator decisivo para que as organizações decidissem investir no aluguel. "Temos clientes com mais de 115 chips e cerca de 30 gigas de dados contratados. Evidentemente, fica mais em conta terceirizar o serviço do que investir em maquinário", avalia Turetto.

Entre os modelos de última geração disponibilizados pela empresa, estão os tablets T595 e T515 (modelos 2020), com três gigas de memória RAM, cuja bateria suporta mais de um dia de uso, servindo qualquer operação. Já entre os smarphones, a empresa oferece o modelo A30 (2020) e o G6 Play (2019).

Turetto e Regioli, ao lado do terceiro sócio, Wagner Rodrigues, já atuavam no mercado de locações de dispositivos quando fundaram a empresa, em 2017. Hoje, a LOC Mobile conta com cerca de 500 equipamentos – entre smartphones, tablets, notebooks, totens interativos, modens, etc.

FONTE LOC Mobile