Martell Chanteloup XXO apresentado em Paris: uma experiência excecional para um lançamento histórico

PARIS, 16 de setembro de 2019 /PRNewswire/ -- A Maison Martell revelou o seu novo e extraordinário conhaque, Martell Chanteloup XXO, durante um evento deslumbrante no histórico Petit Palais. Esta experiência excecional foi adequada para aquilo que é um lançamento histórico, não apenas para a Maison Martell, a mais antiga das grandes casas de conhaque e líder mundial em conhaques de prestígio, mas também para o mundo do conhaque como um todo, uma vez que o Martell Chanteloup XXO inicia uma categoria completamente nova.

Para visualizar o Comunicado à Imprensa Multimídia, favor clicar em:  https://www.multivu.com/players/uk/8606351-martell-chanteloup-xxo-unveiled-in-paris/ 

Mais de 100 convidados viajaram de 10 países diferentes para assistir à inauguração do Martell Chanteloup XXO, uma mistura excecional de 450 eaux-de-vie muito antigos, extraídos dos quatro melhores terroirs da região de Cognac. Uma demonstração suprema da arte do blending Martell, transmitida ao longo de 300 anos e nove gerações de Cellar Masters, o Martell Chanteloup XXO é acompanhado pela Martell Chanteloup XXO Masterpiece. Este baú requintadamente elaborado e feito sob encomenda é a peça central de toda uma experiência personalizada, criado para aproximar os amantes de conhaque do processo criativo. Ambos foram apresentados durante um jantar de gala orquestrado pelo chef Guy Savoy, três estrelas Michelin, que trabalhou durante vários meses com o Cellar Master da Martell, Christophe Valtaud, para criar pratos que realçariam os aromas ricos e complexos do Martell Chanteloup XXO.

Martell Chanteloup XXO e Martell Chanteloup XXO Masterpiece foram reveladas como parte de uma impressionante atuação em trampolim criada exclusivamente para a Maison Martell pelo acrobata e coreógrafo Yoann Bourgeois. Inicialmente oculto sob véus de seda, o baú foi gradualmente desvendado à medida que, com cada salto perfeitamente controlado, Yoann Bourgeois levantava os véus um a um. Por fim, no clímax da sua atuação, o Martell Chanteloup XXO Masterpiece e o excecional conhaque no seu interior foram dramaticamente revelados a um público espantado e encantado.

Com a revelação do Martell Chanteloup XXO, a Maison Martell demonstra não só o seu conhecimento e domínio da arte do blending, mas também o espírito de audácia e inovação que são o legado do seu fundador Jean Martell.

Mais sobre o jantar

Os convidados foram recebidos na galeria magnificamente decorada do Petit Palais para o jantar de gala, onde, numa breve introdução, o Cellar Master da Martell, Christophe Valtaud, descreveu como ele e Guy Savoy trabalharam juntos para criar uma harmonia de aromas e sabores, levando gradualmente à revelação de Martell Chanteloup XXO. A entrada e o primeiro prato - caranguejo e abacate com geleia de citrinos e pimenta Timut, seguido de um carpaccio de ceps com sabores da floresta - foram acompanhados por dois eaux-de-vie vintage, cada um expressando uma faceta do conhaque. O primeiro, um Borderies de 1977, representava o terroir que é a assinatura da Maison Martell desde que foi fundada, enquanto que o segundo, um Grande Champagne de 1958, foi extraído do prestigioso cru onde nasceu e cresceu Christophe Valtaud, filho e neto de viticultores.

A expetativa dentro do Petit Palais era quase palpável quando Martell Chanteloup XXO foi servido pela primeira vez, com as suas ricas facetas aromáticas complementadas na perfeição pelas suculentas galinhas-da-índia cozinhadas de três maneiras de Guy Savoy, seguido por um sorvete de chá oolong com creme de pasteleiro picante e - para finalizar - fondant de chocolate com praliné, chicória e folhas de Havana.

Sobre Guy Savoy

Nascido em Nevers, em 1953, Guy Savoy foi criado na cidade de Bourgoin-Jallieu, não muito longe de Lyon. Aos 15 anos, decidiu que seria «um chef... ou nada», e começou a fazer estágios, primeiro com Louis Marchand, um mestre chocolateiro na sua cidade natal e, posteriormente, com os famosos irmãos Troisgros. Abriu o Restaurante Guy Savoy em Paris quando tinha apenas 27 anos e rapidamente estabeleceu uma reputação na cuisine de referência mundial, conquistando duas estrelas Michelin em 1985 e uma terceira em 2002. Guy Savoy supervisiona mais três restaurantes em Paris e, em 2006, abriu um segundo restaurante Guy Savoy em Las Vegas. Em 2015, o seu restaurante assinatura mudou-se para o histórico edifício da Monnaie de Paris, à beira do Rio Sena, e em 2019 foi nomeado o Melhor Restaurante do Mundo pela La Liste pelo terceiro ano consecutivo.

Sobre Yoann Bourgeois

Nascido na região de Jura em 1981, o acrobata, coreógrafo e diretor de teatro Yoann Bourgeois descobriu o fascínio pelo palco na escola primária. Formou-se em técnicas de circo no Centre National des Arts du Cirque de França, bem como em dança contemporânea no Centre National de Danse Contemporaine. Fascinado pelo ponto de equilíbrio – como quando uma bola lançada ao ar atingiu o seu ponto mais alto, mas ainda não começou a descer – alcançou reconhecimento internacional com Fugue / Trampoline. Esta peça, que adaptou e executou em vários locais de prestígio em todo o mundo, tornou-se referência para uma nova geração de artistas que trabalham no cruzamento de várias disciplinas.

Maison Martell

A Maison Martell, a mais antiga das grandes casas de conhaque, foi fundada em 1715 por Jean Martell, um nativo de Jersey. Durante três séculos, Martell produziu, exportou e comercializou conhaques que são reconhecidos mundialmente pela sua excelente qualidade. A identidade da Maison Martell assenta em três noções fundamentais: elegância, complexidade e harmonia. A Maison Martell foi fundada durante o apogeu da art de vivre francesa, quando a gastronomia, a enologia e o artesanato atingiram grandes níveis de requinte. Estes tornaram-se os três pilares da Casa e permanecem intrínsecos à sua visão 300 anos depois.

 

FONTE Martell

PARIS, 16 de setembro de 2019 /PRNewswire/ -- A Maison Martell revelou o seu novo e extraordinário conhaque, Martell Chanteloup XXO, durante um evento deslumbrante no histórico Petit Palais. Esta experiência excecional foi adequada para aquilo que é um lançamento histórico, não apenas para a Maison Martell, a mais antiga das grandes casas de conhaque e líder mundial em conhaques de prestígio, mas também para o mundo do conhaque como um todo, uma vez que o Martell Chanteloup XXO inicia uma categoria completamente nova.

Para visualizar o Comunicado à Imprensa Multimídia, favor clicar em:  https://www.multivu.com/players/uk/8606351-martell-chanteloup-xxo-unveiled-in-paris/ 

Mais de 100 convidados viajaram de 10 países diferentes para assistir à inauguração do Martell Chanteloup XXO, uma mistura excecional de 450 eaux-de-vie muito antigos, extraídos dos quatro melhores terroirs da região de Cognac. Uma demonstração suprema da arte do blending Martell, transmitida ao longo de 300 anos e nove gerações de Cellar Masters, o Martell Chanteloup XXO é acompanhado pela Martell Chanteloup XXO Masterpiece. Este baú requintadamente elaborado e feito sob encomenda é a peça central de toda uma experiência personalizada, criado para aproximar os amantes de conhaque do processo criativo. Ambos foram apresentados durante um jantar de gala orquestrado pelo chef Guy Savoy, três estrelas Michelin, que trabalhou durante vários meses com o Cellar Master da Martell, Christophe Valtaud, para criar pratos que realçariam os aromas ricos e complexos do Martell Chanteloup XXO.

Martell Chanteloup XXO e Martell Chanteloup XXO Masterpiece foram reveladas como parte de uma impressionante atuação em trampolim criada exclusivamente para a Maison Martell pelo acrobata e coreógrafo Yoann Bourgeois. Inicialmente oculto sob véus de seda, o baú foi gradualmente desvendado à medida que, com cada salto perfeitamente controlado, Yoann Bourgeois levantava os véus um a um. Por fim, no clímax da sua atuação, o Martell Chanteloup XXO Masterpiece e o excecional conhaque no seu interior foram dramaticamente revelados a um público espantado e encantado.

Com a revelação do Martell Chanteloup XXO, a Maison Martell demonstra não só o seu conhecimento e domínio da arte do blending, mas também o espírito de audácia e inovação que são o legado do seu fundador Jean Martell.

Mais sobre o jantar

Os convidados foram recebidos na galeria magnificamente decorada do Petit Palais para o jantar de gala, onde, numa breve introdução, o Cellar Master da Martell, Christophe Valtaud, descreveu como ele e Guy Savoy trabalharam juntos para criar uma harmonia de aromas e sabores, levando gradualmente à revelação de Martell Chanteloup XXO. A entrada e o primeiro prato - caranguejo e abacate com geleia de citrinos e pimenta Timut, seguido de um carpaccio de ceps com sabores da floresta - foram acompanhados por dois eaux-de-vie vintage, cada um expressando uma faceta do conhaque. O primeiro, um Borderies de 1977, representava o terroir que é a assinatura da Maison Martell desde que foi fundada, enquanto que o segundo, um Grande Champagne de 1958, foi extraído do prestigioso cru onde nasceu e cresceu Christophe Valtaud, filho e neto de viticultores.

A expetativa dentro do Petit Palais era quase palpável quando Martell Chanteloup XXO foi servido pela primeira vez, com as suas ricas facetas aromáticas complementadas na perfeição pelas suculentas galinhas-da-índia cozinhadas de três maneiras de Guy Savoy, seguido por um sorvete de chá oolong com creme de pasteleiro picante e - para finalizar - fondant de chocolate com praliné, chicória e folhas de Havana.

Sobre Guy Savoy

Nascido em Nevers, em 1953, Guy Savoy foi criado na cidade de Bourgoin-Jallieu, não muito longe de Lyon. Aos 15 anos, decidiu que seria «um chef... ou nada», e começou a fazer estágios, primeiro com Louis Marchand, um mestre chocolateiro na sua cidade natal e, posteriormente, com os famosos irmãos Troisgros. Abriu o Restaurante Guy Savoy em Paris quando tinha apenas 27 anos e rapidamente estabeleceu uma reputação na cuisine de referência mundial, conquistando duas estrelas Michelin em 1985 e uma terceira em 2002. Guy Savoy supervisiona mais três restaurantes em Paris e, em 2006, abriu um segundo restaurante Guy Savoy em Las Vegas. Em 2015, o seu restaurante assinatura mudou-se para o histórico edifício da Monnaie de Paris, à beira do Rio Sena, e em 2019 foi nomeado o Melhor Restaurante do Mundo pela La Liste pelo terceiro ano consecutivo.

Sobre Yoann Bourgeois

Nascido na região de Jura em 1981, o acrobata, coreógrafo e diretor de teatro Yoann Bourgeois descobriu o fascínio pelo palco na escola primária. Formou-se em técnicas de circo no Centre National des Arts du Cirque de França, bem como em dança contemporânea no Centre National de Danse Contemporaine. Fascinado pelo ponto de equilíbrio – como quando uma bola lançada ao ar atingiu o seu ponto mais alto, mas ainda não começou a descer – alcançou reconhecimento internacional com Fugue / Trampoline. Esta peça, que adaptou e executou em vários locais de prestígio em todo o mundo, tornou-se referência para uma nova geração de artistas que trabalham no cruzamento de várias disciplinas.

Maison Martell

A Maison Martell, a mais antiga das grandes casas de conhaque, foi fundada em 1715 por Jean Martell, um nativo de Jersey. Durante três séculos, Martell produziu, exportou e comercializou conhaques que são reconhecidos mundialmente pela sua excelente qualidade. A identidade da Maison Martell assenta em três noções fundamentais: elegância, complexidade e harmonia. A Maison Martell foi fundada durante o apogeu da art de vivre francesa, quando a gastronomia, a enologia e o artesanato atingiram grandes níveis de requinte. Estes tornaram-se os três pilares da Casa e permanecem intrínsecos à sua visão 300 anos depois.

 

FONTE Martell

Você acabou de ler:

Martell Chanteloup XXO apresentado em Paris: uma experiência excecional para um lançamento histórico

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/martell-chanteloup-xxo-apresentado-em-paris-uma-experiencia-excecional-para-um-lancamento-historico/