Moët Hennessy abre novos caminhos para a inovação: O Centro de Pesquisa Robert-Jean de Vogüé

EPERNAY, França, 19 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- A Moët Hennessy, líder mundial em vinhos e bebidas espirituosas de alta qualidade, inaugura seu novo Centro de Pesquisa Robert-Jean de Vogüé dedicado ao avanço do conhecimento e à evolução das práticas. Atualmente, as alterações climáticas e a perda de biodiversidade evidenciam os limites do atual modelo víticola e reforçam a necessidade de evolução. Com este novo Centro, que representa um investimento de 20 milhões de euros, o ecossistema de pesquisa e desenvolvimento do Grupo está agora equipado com uma nova e poderosa alavanca para compreender e antecipar os grandes desafios das próximas décadas. A Moët Hennessy escolheu Champagne, que reflete nosso compromisso com nosso terroir e com toda a categoria de Champagne.

Para ver a notícia em multimídia, clique em:  https://www.multivu.com/players/uk/8969551-moet-hennessy-breaks-new-ground-for-innovation-robert-jean-de-vogue-research-center/

«Estreitamente alinhada com o programa Living Soils, Living Together que lançamos no ano passado, nossa nova infraestrutura de pesquisa de última geração apoiará todas as Casas Moët Hennessy à medida que continuam transformando seus negócios através da sustentabilidade,» disse Philippe Schaus, CEO da Moët Hennessy. «Nomeado em homenagem a Robert-Jean de Vogüé, um dos líderes históricos do Grupo que trabalhou incansavelmente pelo bem comum em Champagne e mais além, o Centro de Pesquisa será um centro para compartilhar conhecimentos tanto entre as Casas como com os investigadores do setor público e também abraçar a colaboração com outras estruturas externas.»

ACELERAR UMA HERANÇA DE INOVAÇÃO

A inovação sempre esteve no centro da Moët Hennessy, e muitas de suas inovações de P&D continuam dando forma à visão de uma viticultura sustentável e resiliente. A Moët Hennessy tem vindo a impulsionar esta abordagem há mais de 20 anos e em 2020 oficializou seu compromisso com a viticultura sustentável com «Living Soils», que visa unir suas comunidades em todo o mundo e desenvolver um programa de responsabilidade social global. O novo Centro, focado em enfrentar os desafios ambientais e da indústria, permitirá que a Moët Hennessy continue fazendo contributos importantes para as práticas vinícolas sustentáveis.

ÁREAS DE PESQUISA

O Centro abrangerá quatro grandes áreas de pesquisa:

Inovar para compreender: microbiologia e biotecnologia. Observar e analisar microorganismos para compreender melhor seu impacto nas vinhas.

Inovar para proteger o clima: fisiologia das plantas. Realizar experiências nas vinhas e uvas para enfrentar os desafios do aquecimento global.

Inovar para melhorar a produção: engenharia de processos. Analisar todas as etapas na produção de vinhos para otimizar os processos e promover a reciclabilidade.

Inovar pela experiência: análise e formulação sensorial. Analisar o perfil sensorial de nossos produtos em diferentes etapas da produção para continuar a busca pela excelência de nossas Casas.

A INSTALAÇÃO

Projetado pelo arquiteto Giovanni Pace, o Centro de Pesquisa Robert-Jean de Vogüé de 4.000 m2 representa um compromisso com a ecorresponsabilidade, ideias compartilhadas e trabalho coletivo. O Centro de Pesquisa fica nas imediações da unidade de produção ultramoderna Mont Aigu da Moët Hennessy.

O edifício foi criado com uma compreensão clara de sua conexão com o mundo exterior. Integrado na paisagem envolvente, está inserido em um talude de terra levemente inclinado que garante um isolamento natural. Todos os materiais usados cumprem os mais rigorosos padrões de desempenho térmico e consumo energético.

O VISIONÁRIO: ROBERT-JEAN DE VOGÜÉ

O novo Centro de Pesquisa ostenta o nome de Robert-Jean de Vogüé em homenagem a este pensador vanguardista da história da Moët Hennessy. Como Presidente da Moët & Chandon, de Vogüé inovou para o bem comum do Grupo, bem como para as diferentes regiões vinícolas. Mais concretamente, na década de 1930, Robert-Jean de Vogüé determinou um «contrat collectif» (contrato coletivo) com os funcionários, um precursor do estatuto social dos funcionários na França hoje em dia. E, em 1941, ajudou a criar o CIVC - Comité Interprofessionnel du Vin de Champagne, um modelo que desde então foi replicado por outras regiões vinícolas francesas.

Sobre a Moët Hennessy

A Moët Hennessy, a divisão de vinhos e bebidas espirituosas da LVMH, engloba vinte e cinco Maisons, reconhecidas internacionalmente pela riqueza dos seus terroirs, pela qualidade dos seus produtos e pela perícia com que são criados. A Moët Hennessy está, há muitos anos, empenhada no seu programa ambiental e social, Living Soils Living Together. O Grupo LVMH também detém propriedades vinícolas de renome através da «LVMH Vins d'Exceptions».

Jean-Christophe LAIZEAU

jc.laizeau@moethennessy.com

Photo - https://mma.prnewswire.com/media/1664069/Moet_Hennessy_Innovation.jpg  

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1388256/Moet_Hennessy_Logo.jpg

 

 

FONTE Moët Hennessy

EPERNAY, França, 19 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- A Moët Hennessy, líder mundial em vinhos e bebidas espirituosas de alta qualidade, inaugura seu novo Centro de Pesquisa Robert-Jean de Vogüé dedicado ao avanço do conhecimento e à evolução das práticas. Atualmente, as alterações climáticas e a perda de biodiversidade evidenciam os limites do atual modelo víticola e reforçam a necessidade de evolução. Com este novo Centro, que representa um investimento de 20 milhões de euros, o ecossistema de pesquisa e desenvolvimento do Grupo está agora equipado com uma nova e poderosa alavanca para compreender e antecipar os grandes desafios das próximas décadas. A Moët Hennessy escolheu Champagne, que reflete nosso compromisso com nosso terroir e com toda a categoria de Champagne.

Para ver a notícia em multimídia, clique em:  https://www.multivu.com/players/uk/8969551-moet-hennessy-breaks-new-ground-for-innovation-robert-jean-de-vogue-research-center/

«Estreitamente alinhada com o programa Living Soils, Living Together que lançamos no ano passado, nossa nova infraestrutura de pesquisa de última geração apoiará todas as Casas Moët Hennessy à medida que continuam transformando seus negócios através da sustentabilidade,» disse Philippe Schaus, CEO da Moët Hennessy. «Nomeado em homenagem a Robert-Jean de Vogüé, um dos líderes históricos do Grupo que trabalhou incansavelmente pelo bem comum em Champagne e mais além, o Centro de Pesquisa será um centro para compartilhar conhecimentos tanto entre as Casas como com os investigadores do setor público e também abraçar a colaboração com outras estruturas externas.»

ACELERAR UMA HERANÇA DE INOVAÇÃO

A inovação sempre esteve no centro da Moët Hennessy, e muitas de suas inovações de P&D continuam dando forma à visão de uma viticultura sustentável e resiliente. A Moët Hennessy tem vindo a impulsionar esta abordagem há mais de 20 anos e em 2020 oficializou seu compromisso com a viticultura sustentável com «Living Soils», que visa unir suas comunidades em todo o mundo e desenvolver um programa de responsabilidade social global. O novo Centro, focado em enfrentar os desafios ambientais e da indústria, permitirá que a Moët Hennessy continue fazendo contributos importantes para as práticas vinícolas sustentáveis.

ÁREAS DE PESQUISA

O Centro abrangerá quatro grandes áreas de pesquisa:

Inovar para compreender: microbiologia e biotecnologia. Observar e analisar microorganismos para compreender melhor seu impacto nas vinhas.

Inovar para proteger o clima: fisiologia das plantas. Realizar experiências nas vinhas e uvas para enfrentar os desafios do aquecimento global.

Inovar para melhorar a produção: engenharia de processos. Analisar todas as etapas na produção de vinhos para otimizar os processos e promover a reciclabilidade.

Inovar pela experiência: análise e formulação sensorial. Analisar o perfil sensorial de nossos produtos em diferentes etapas da produção para continuar a busca pela excelência de nossas Casas.

A INSTALAÇÃO

Projetado pelo arquiteto Giovanni Pace, o Centro de Pesquisa Robert-Jean de Vogüé de 4.000 m2 representa um compromisso com a ecorresponsabilidade, ideias compartilhadas e trabalho coletivo. O Centro de Pesquisa fica nas imediações da unidade de produção ultramoderna Mont Aigu da Moët Hennessy.

O edifício foi criado com uma compreensão clara de sua conexão com o mundo exterior. Integrado na paisagem envolvente, está inserido em um talude de terra levemente inclinado que garante um isolamento natural. Todos os materiais usados cumprem os mais rigorosos padrões de desempenho térmico e consumo energético.

O VISIONÁRIO: ROBERT-JEAN DE VOGÜÉ

O novo Centro de Pesquisa ostenta o nome de Robert-Jean de Vogüé em homenagem a este pensador vanguardista da história da Moët Hennessy. Como Presidente da Moët & Chandon, de Vogüé inovou para o bem comum do Grupo, bem como para as diferentes regiões vinícolas. Mais concretamente, na década de 1930, Robert-Jean de Vogüé determinou um «contrat collectif» (contrato coletivo) com os funcionários, um precursor do estatuto social dos funcionários na França hoje em dia. E, em 1941, ajudou a criar o CIVC - Comité Interprofessionnel du Vin de Champagne, um modelo que desde então foi replicado por outras regiões vinícolas francesas.

Sobre a Moët Hennessy

A Moët Hennessy, a divisão de vinhos e bebidas espirituosas da LVMH, engloba vinte e cinco Maisons, reconhecidas internacionalmente pela riqueza dos seus terroirs, pela qualidade dos seus produtos e pela perícia com que são criados. A Moët Hennessy está, há muitos anos, empenhada no seu programa ambiental e social, Living Soils Living Together. O Grupo LVMH também detém propriedades vinícolas de renome através da «LVMH Vins d'Exceptions».

Jean-Christophe LAIZEAU

jc.laizeau@moethennessy.com

Photo - https://mma.prnewswire.com/media/1664069/Moet_Hennessy_Innovation.jpg  

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1388256/Moet_Hennessy_Logo.jpg

 

 

FONTE Moët Hennessy

Você acabou de ler:

Moët Hennessy abre novos caminhos para a inovação: O Centro de Pesquisa Robert-Jean de Vogüé

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/moet-hennessy-abre-novos-caminhos-para-a-inovacao-o-centro-de-pesquisa-robert-jean-de-vogue/