NEXTCHEM CONTRATADA PELA STORENGY (ENGIE) PARA REALIZAR A ENGENHARIA BÁSICA AVANÇADA PARA UMA NOVA TECNOLOGIA DE PRODUÇÃO DE BIOMETANO A PARTIR DA PIROGASEIFICAÇÃO DE RESÍDUOS DE MADEIRA

MILÃO, 13 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- A Maire Tecnimont S.p.A. anuncia que sua subsidiária NextChem foi contratada pela Storengy para desenvolver o projeto de engenharia básica avançada de uma usina de conversão de resíduos de madeira e combustíveis sólidos recuperados visando produzir biometano. Uma vez que o projeto receba a decisão final de investimento e a respectiva autorização, prevista para o final de 2022, a NextChem, em associação com outra subsidiária do Grupo Maire Tecnimont, será responsável pelo EPC para o pacote de metanação (produção de metano a partir de monóxido de carbono e de hidrogênio) do projeto, que deverá ser construído em Le Havre, na França.

A NextChem será responsável pela engenharia e estimativa de custos para a unidade de purificação de syngas, metanação e melhoria de metano, que produzirão 11 mil toneladas por ano de gás natural renovável e de baixo carbono (biometano). A companhia francesa COMESSA será responsável pelo projeto e fornecimento do reator químico. A tecnologia a ser utilizada na planta já foi aplicada com sucesso na planta-piloto Gaya, perto de Lyon, de propriedade da ENGIE, que confirmou a viabilidade de produção de biometano. Este será o primeiro projeto no mundo em escala comercial a injetar metano na rede produzido por pirogaseificação de resíduos de madeira, dando início ao chamado "biometano de segunda geração".

A NextChem e a Storengy também estabelecerão um acordo mais amplo de cooperação visando com que a NextChem atue como parceira estratégica, co-desenvolvedora e co-licenciadora da tecnologia Gaya, atualmente patenteada e de propriedade da ENGIE.

Alessandro BerniniCEO do Maire TecnimontGroup e da NextChem, comentou: "Atualmente, um dos principais desafios é encontrar soluções para a substituição do gás natural de origem fóssil por alternativas sustentáveis: para atingir esse objetivo, nosso grupo está ativamente desenvolvendo uma gama de soluções para produzir biogás e syngas a partir de resíduos. Estamos orgulhosos desse envolvimento com a ENGIE, que permite ampliar nosso portfólio de tecnologia verde e fortalecer ainda mais nossa presença em transição energética na Europa".

Camille Bonenfant-Jeanneney, CEO da Storengy, comentou: "A Storengy saúda este acordo com o Grupo Tecnimont e com a NextChem, por ser uma grande oportunidade para buscar projetos de desenvolvimento em comum e oferecer aos nossos clientes soluções concretas, inovadoras e replicáveis. Em um mundo neutro em carbono, os gases renováveis desempenharão um papel essencial para oferecer resiliência e flexibilidade ao sistema energético."

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1856645/Maire_Tecnimont_NEW_LOGO.jpg

FONTE Maire Tecnimont S.p.A.

MILÃO, 13 de julho de 2022 /PRNewswire/ -- A Maire Tecnimont S.p.A. anuncia que sua subsidiária NextChem foi contratada pela Storengy para desenvolver o projeto de engenharia básica avançada de uma usina de conversão de resíduos de madeira e combustíveis sólidos recuperados visando produzir biometano. Uma vez que o projeto receba a decisão final de investimento e a respectiva autorização, prevista para o final de 2022, a NextChem, em associação com outra subsidiária do Grupo Maire Tecnimont, será responsável pelo EPC para o pacote de metanação (produção de metano a partir de monóxido de carbono e de hidrogênio) do projeto, que deverá ser construído em Le Havre, na França.

A NextChem será responsável pela engenharia e estimativa de custos para a unidade de purificação de syngas, metanação e melhoria de metano, que produzirão 11 mil toneladas por ano de gás natural renovável e de baixo carbono (biometano). A companhia francesa COMESSA será responsável pelo projeto e fornecimento do reator químico. A tecnologia a ser utilizada na planta já foi aplicada com sucesso na planta-piloto Gaya, perto de Lyon, de propriedade da ENGIE, que confirmou a viabilidade de produção de biometano. Este será o primeiro projeto no mundo em escala comercial a injetar metano na rede produzido por pirogaseificação de resíduos de madeira, dando início ao chamado "biometano de segunda geração".

A NextChem e a Storengy também estabelecerão um acordo mais amplo de cooperação visando com que a NextChem atue como parceira estratégica, co-desenvolvedora e co-licenciadora da tecnologia Gaya, atualmente patenteada e de propriedade da ENGIE.

Alessandro BerniniCEO do Maire TecnimontGroup e da NextChem, comentou: "Atualmente, um dos principais desafios é encontrar soluções para a substituição do gás natural de origem fóssil por alternativas sustentáveis: para atingir esse objetivo, nosso grupo está ativamente desenvolvendo uma gama de soluções para produzir biogás e syngas a partir de resíduos. Estamos orgulhosos desse envolvimento com a ENGIE, que permite ampliar nosso portfólio de tecnologia verde e fortalecer ainda mais nossa presença em transição energética na Europa".

Camille Bonenfant-Jeanneney, CEO da Storengy, comentou: "A Storengy saúda este acordo com o Grupo Tecnimont e com a NextChem, por ser uma grande oportunidade para buscar projetos de desenvolvimento em comum e oferecer aos nossos clientes soluções concretas, inovadoras e replicáveis. Em um mundo neutro em carbono, os gases renováveis desempenharão um papel essencial para oferecer resiliência e flexibilidade ao sistema energético."

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1856645/Maire_Tecnimont_NEW_LOGO.jpg

FONTE Maire Tecnimont S.p.A.

Você acabou de ler:

NEXTCHEM CONTRATADA PELA STORENGY (ENGIE) PARA REALIZAR A ENGENHARIA BÁSICA AVANÇADA PARA UMA NOVA TECNOLOGIA DE PRODUÇÃO DE BIOMETANO A PARTIR DA PIROGASEIFICAÇÃO DE RESÍDUOS DE MADEIRA

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/nextchem-contratada-pela-storengy-engie-para-realizar-a-engenharia-basica-avancada-para-uma-nova-tecnologia-de-producao-de-biometano-a-partir-da-pirogaseificacao-de-residuos-de-madeira/