No Dia Mundial do Coração, 29 de setembro de 2019, a World Heart Federation (WHF) pede igualdade nos tratamentos para o coração porque cada batimento conta

GENEBRA, 27 de setembro de 2019 /PRNewswire/ --

  • Este ano, a WHF está inspirando milhões de pessoas em todo o mundo para que sejam Heróis do Coração... assumindo e mantendo o compromisso de cuidar dos seus corações e do coração dos seus amigos e parentes.
  • As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte e respondem por 17,9 milhões óbitos por ano: em termos comparativos, o HIV/AIDS, a malária e a tuberculose combinados mataram 3 milhões [(OMS)]

Nem todos os corações são iguais… mas deveriam ser

O Dia Mundial do Coração é a maior plataforma de conscientização sobre as doenças cardíacas e, este ano, estamos utilizando a data para chamar a atenção para as desigualdades em saúde do coração. Um dos problemas mais urgentes continua sendo o acesso a medicamentos cardiovasculares essenciais: dois bilhões de pessoas, ou seja, cerca de um terço da população, não têm acesso aos medicamentos de que necessitam, e isso afeta principalmente as pessoas em países carentes, regiões ou áreas isoladas dentro de cidades.1

Aumentam também as evidências de que taxas mais altas de eventos cardiovasculares e dificuldades de acesso de tratamentos de saúde estão associadas, em todos os níveis de renda, aos determinantes socioeconômicos da saúde, inclusive educação e conscientização sobre a saúde.2

Professora Karen Sliwa , presidente da WHF, comentou:

"No meu país natal, a África do Sul, assim como em várias partes do mundo, certos grupos populacionais são abastados e têm acesso a educação e a tratamentos de saúde excelentes, ao passo que a maioria permanece com baixa escolaridade, em condições de vida com pobreza absoluta ou relativa. Os determinantes socioeconômicos de saúde e pobreza têm efeitos profundos nos padrões das doenças cardiovasculares e sua prevenção, não importa em que parte do mundo ocorram, e essa situação é agravada pelo diagnóstico tardio e pelo acesso limitado a várias formas de gestão da doença. O Dia Mundial do Coração, além de chamar a atenção para um tópico específico, desempenha um papel importante na estratégia da WHF de aumentar a conscientização sobre essas questões e divulgar a mensagem para estilos de vida saudáveis para o coração entre todos os grupos populacionais."

Meu coração, seu coração

O objetivo do Dia Mundial do Coração é combater o aumento da quantidade de pessoas com doenças cardiovasculares e defender a igualdade nos tratamentos de saúde. Em 29 de setembro, as pessoas de todo o mundo se unem para combater as doenças cardiovasculares, fazendo e compartilhando seus próprios pôsteres para a campanha, realizando atividades relacionadas à conscientização, divulgando a mensagem na mídia social, compartilhando vídeos da campanha, organizando atividades para arrecadação de fundos para sua fundação local do coração e iluminando pontos icônicos em suas localidades, como prédios ou monumentos.

Para se comprometer a apoiar a saúde do coração neste Dia Mundial do Coração, visite worldheartday.org, crie e compartilhe seu próprio pôster e se comprometa a utilizar #WorldHeartDay (#DiaMundialdoCoração) e marcar www.facebook.com/worldheartfederation.

Referências

  • Veronika Wirtz et al, "Essential Medicine for Universal Health Coverage", The Lancet Commissions, The Lancet, (2017):422
  • Mayagah Kanj e Wayne Mitic, "Health Literacy", estudo apresentado como trabalho em andamento para discussão durante a 7a Conferência Mundial sobre Promoção da Saúde, "Promoting Health and Development: Closing the Implementation Gap," Nairóbi, Quênia, 20 de outubro de 2019.
  • Logo - https://mma.prnewswire.com/media/999019/World_Heart_Federation_Logo.jpg

     

    FONTE World Heart Federation

    GENEBRA, 27 de setembro de 2019 /PRNewswire/ --

    • Este ano, a WHF está inspirando milhões de pessoas em todo o mundo para que sejam Heróis do Coração... assumindo e mantendo o compromisso de cuidar dos seus corações e do coração dos seus amigos e parentes.
    • As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte e respondem por 17,9 milhões óbitos por ano: em termos comparativos, o HIV/AIDS, a malária e a tuberculose combinados mataram 3 milhões [(OMS)]

    Nem todos os corações são iguais… mas deveriam ser

    O Dia Mundial do Coração é a maior plataforma de conscientização sobre as doenças cardíacas e, este ano, estamos utilizando a data para chamar a atenção para as desigualdades em saúde do coração. Um dos problemas mais urgentes continua sendo o acesso a medicamentos cardiovasculares essenciais: dois bilhões de pessoas, ou seja, cerca de um terço da população, não têm acesso aos medicamentos de que necessitam, e isso afeta principalmente as pessoas em países carentes, regiões ou áreas isoladas dentro de cidades.1

    Aumentam também as evidências de que taxas mais altas de eventos cardiovasculares e dificuldades de acesso de tratamentos de saúde estão associadas, em todos os níveis de renda, aos determinantes socioeconômicos da saúde, inclusive educação e conscientização sobre a saúde.2

    Professora Karen Sliwa , presidente da WHF, comentou:

    "No meu país natal, a África do Sul, assim como em várias partes do mundo, certos grupos populacionais são abastados e têm acesso a educação e a tratamentos de saúde excelentes, ao passo que a maioria permanece com baixa escolaridade, em condições de vida com pobreza absoluta ou relativa. Os determinantes socioeconômicos de saúde e pobreza têm efeitos profundos nos padrões das doenças cardiovasculares e sua prevenção, não importa em que parte do mundo ocorram, e essa situação é agravada pelo diagnóstico tardio e pelo acesso limitado a várias formas de gestão da doença. O Dia Mundial do Coração, além de chamar a atenção para um tópico específico, desempenha um papel importante na estratégia da WHF de aumentar a conscientização sobre essas questões e divulgar a mensagem para estilos de vida saudáveis para o coração entre todos os grupos populacionais."

    Meu coração, seu coração

    O objetivo do Dia Mundial do Coração é combater o aumento da quantidade de pessoas com doenças cardiovasculares e defender a igualdade nos tratamentos de saúde. Em 29 de setembro, as pessoas de todo o mundo se unem para combater as doenças cardiovasculares, fazendo e compartilhando seus próprios pôsteres para a campanha, realizando atividades relacionadas à conscientização, divulgando a mensagem na mídia social, compartilhando vídeos da campanha, organizando atividades para arrecadação de fundos para sua fundação local do coração e iluminando pontos icônicos em suas localidades, como prédios ou monumentos.

    Para se comprometer a apoiar a saúde do coração neste Dia Mundial do Coração, visite worldheartday.org, crie e compartilhe seu próprio pôster e se comprometa a utilizar #WorldHeartDay (#DiaMundialdoCoração) e marcar www.facebook.com/worldheartfederation.

    Referências

  • Veronika Wirtz et al, "Essential Medicine for Universal Health Coverage", The Lancet Commissions, The Lancet, (2017):422
  • Mayagah Kanj e Wayne Mitic, "Health Literacy", estudo apresentado como trabalho em andamento para discussão durante a 7a Conferência Mundial sobre Promoção da Saúde, "Promoting Health and Development: Closing the Implementation Gap," Nairóbi, Quênia, 20 de outubro de 2019.
  • Logo - https://mma.prnewswire.com/media/999019/World_Heart_Federation_Logo.jpg

     

    FONTE World Heart Federation

    Você acabou de ler:

    No Dia Mundial do Coração, 29 de setembro de 2019, a World Heart Federation (WHF) pede igualdade nos tratamentos para o coração porque cada batimento conta

    Compartilhe

    https://prnewswire.com.br/releases/no-dia-mundial-do-coracao-29-de-setembro-de-2019-a-world-heart-federation-whf-pede-igualdade-nos-tratamentos-para-o-coracao-porque-cada-batimento-conta-2/