Novo canal de podcasts Eu Doutor@ discute dilemas profissionais e pessoais dos médicos

Iniciativa inédita da Pfizer traz reflexões sobre a vida e a carreira dos profissionais da Medicina, abordando temas como burnout, suicídio e humanização

SÃO PAULO, 17 de março de 2020 /PRNewswire/ -- Com o aumento das tarefas administrativas e cargas horárias excessivas, muitos médicos sofrem em silêncio: uma revisão da literatura norte-americana realizada pelo MEDLINE e pelo PubMed1 revelou que a taxa de suicídio entre médicos norte-americanos é de 28 a 40 por 100 mil, mais do que o dobro do número quando se considera a população dos Estados Unidos. O tema acende um sinal de alerta: é preciso falar sobre a saúde mental dos profissionais de Medicina. Abordar a prática médica sob o aspecto pessoal, de que o especialista é, acima de tudo, um ser humano é o mote do canal de podcasts "Eu Doutor@", uma iniciativa inédita da Pfizer que discute, de maneira descontraída, temas relevantes sobre a vida e a carreira médica.

A primeira temporada tem 11 episódios e pode ser acessada no Spotify. No programa de estreia, o Dr. Henrique Bottura, psiquiatra e diretor clínico do Instituto de Psiquiatria Paulista, fala sobre a importância da prevenção e do tratamento do burnout, distúrbio emocional resultante de situações de trabalho desgastantes que foi incluído, em 2019, na 11ª revisão da classificação internacional das doenças (CID 11) como um fenômeno ocupacional.

No episódio, o especialista dá exemplos de estratégias para evitar e combater a síndrome, que também é uma realidade no Brasil. Uma pesquisa com 1.838 médicos brasileiros de 38 especialidades, realizada pelo Medscape2, revelou que quase um terço dos entrevistados (26%) disse sofrer de burnout e 19% afirmaram estar deprimidos. Outros dados mostram que o assunto ainda é subestimado pelos médicos e pelas empresas: metade dos entrevistados não consideram os sintomas da doença "suficientemente graves" para buscarem a ajuda de um especialista e 86% das empresas nas quais trabalham não oferecem programas para combater o estresse.

Os episódios do Eu Doutor@ também abordarão temas como a Humanização e o Futuro da Medicina, Empreendedorismo Médico, Direito Médico, Médico Influenciador Digital, entre outros.

Referências:

  • Medscape. Médicos têm a mais alta taxa de suicídio dentre todas as profissões. Disponível em: <https://portugues.medscape.com/verartigo/6502361> Acesso em 28 jan 2020.



  • Medscape. Estilo de vida e burnout médico no Brasil, 2018. Disponível em: <https://portugues.medscape.com/slideshow/65000099#1> Acesso em 27 jan 2020.  
  • FONTE Pfizer

    Iniciativa inédita da Pfizer traz reflexões sobre a vida e a carreira dos profissionais da Medicina, abordando temas como burnout, suicídio e humanização

    SÃO PAULO, 17 de março de 2020 /PRNewswire/ -- Com o aumento das tarefas administrativas e cargas horárias excessivas, muitos médicos sofrem em silêncio: uma revisão da literatura norte-americana realizada pelo MEDLINE e pelo PubMed1 revelou que a taxa de suicídio entre médicos norte-americanos é de 28 a 40 por 100 mil, mais do que o dobro do número quando se considera a população dos Estados Unidos. O tema acende um sinal de alerta: é preciso falar sobre a saúde mental dos profissionais de Medicina. Abordar a prática médica sob o aspecto pessoal, de que o especialista é, acima de tudo, um ser humano é o mote do canal de podcasts "Eu Doutor@", uma iniciativa inédita da Pfizer que discute, de maneira descontraída, temas relevantes sobre a vida e a carreira médica.

    A primeira temporada tem 11 episódios e pode ser acessada no Spotify. No programa de estreia, o Dr. Henrique Bottura, psiquiatra e diretor clínico do Instituto de Psiquiatria Paulista, fala sobre a importância da prevenção e do tratamento do burnout, distúrbio emocional resultante de situações de trabalho desgastantes que foi incluído, em 2019, na 11ª revisão da classificação internacional das doenças (CID 11) como um fenômeno ocupacional.

    No episódio, o especialista dá exemplos de estratégias para evitar e combater a síndrome, que também é uma realidade no Brasil. Uma pesquisa com 1.838 médicos brasileiros de 38 especialidades, realizada pelo Medscape2, revelou que quase um terço dos entrevistados (26%) disse sofrer de burnout e 19% afirmaram estar deprimidos. Outros dados mostram que o assunto ainda é subestimado pelos médicos e pelas empresas: metade dos entrevistados não consideram os sintomas da doença "suficientemente graves" para buscarem a ajuda de um especialista e 86% das empresas nas quais trabalham não oferecem programas para combater o estresse.

    Os episódios do Eu Doutor@ também abordarão temas como a Humanização e o Futuro da Medicina, Empreendedorismo Médico, Direito Médico, Médico Influenciador Digital, entre outros.

    Referências:

  • Medscape. Médicos têm a mais alta taxa de suicídio dentre todas as profissões. Disponível em: <https://portugues.medscape.com/verartigo/6502361> Acesso em 28 jan 2020.



  • Medscape. Estilo de vida e burnout médico no Brasil, 2018. Disponível em: <https://portugues.medscape.com/slideshow/65000099#1> Acesso em 27 jan 2020.  
  • FONTE Pfizer

    Você acabou de ler:

    Novo canal de podcasts Eu Doutor@ discute dilemas profissionais e pessoais dos médicos

    Compartilhe

    https://prnewswire.com.br/releases/novo-canal-de-podcasts-eu-doutor-discute-dilemas-profissionais-e-pessoais-dos-medicos/