Novo projeto inovador incluirá 10.000 universitários brasileiros em rede global de identidade digital reutilizável

A parceria entre UNIFSA e Mastercard oferece aos alunos um projeto piloto com tecnologia e facilidades de serviços de identidade

SÃO PAULO, 30 de junho de 2022 /PRNewswire/ -- Alunos do Centro Universitário Santo Agostinho (UNIFSA), em Teresina (PI), foram escolhidos para fazer parte de um inovador projeto piloto de identificação. Dez mil alunos serão os primeiros universitários brasileiros a fazer parte da rede mundial Mastercard ID Service, solução que permite ao aluno criar sua própria identidade digital reutilizável que pode ser usada por toda a vida em ambientes multidimensionais - do dia de aulas até para compras, sistemas de saúde, mobilidade, entretenimento e outros, globalmente, assegurando a segurança e a privacidade do usuário.

A iniciativa foi mediada pelo IDC-BR (Digital Identity Channel), empresa brasileira parceira da Mastercard no espaço de tecnologia de identidade digital. Segundo o CEO do IDC-BR, Leonardo Alam, este é um primeiro passo para uma mudança de mentalidade em relação às IDs digitais. "Ao longo de nossas vidas, usamos vários logins e senhas e fornecemos cópias de nossos documentos para diferentes entidades, sem o devido controle e gerenciamento do uso. Com a identidade digital reutilizável, podemos nos identificar seguidas vezes com segurança", explicou.

A proposta garante o controle do usuário no compartilhamento de informações. "Uma vez que um aluno crie sua identidade digital, ele poderá usá-la não apenas em sua vida acadêmica, mas também em outras áreas, como para abrir uma conta bancária", continuou Alam. "Pelo celular, fazer uma inscrição para comprar uma entrada para um show ou embarcar em um aeroporto se torna algo simples e seguro".

Ao se autenticar com a identidade digital na Mastercard ID Service Network, o aluno terá uma série de benefícios justamente porque não precisará mais passar por longos e exaustivos processos de registro e autenticação para evitar possíveis fraudes. "Empresas e instituições investem muito na tentativa de evitar fraudes e prejuízos, que podem prejudicar a experiência de um cliente de confiança e dificultar o relacionamento com a marca e/ou o produto", avalia Alam.

O papel da Mastercard é fornecer uma integração simples e flexível baseada em API para a universidade se conectar à rede de identificação e permitir o compartilhamento seguro das credenciais de identidade verificadas. "Com este projeto, vamos mais uma vez usar o conhecimento e a tecnologia da Mastercard para oferecer aos alunos uma nova experiência, focada na velocidade do mundo digital, além de dar aos indivíduos mais controle, segurança e privacidade, permitindo que as universidades prestem serviços com menos atrito e mais confiança. Poder facilitar e agilizar a vida das pessoas, integrandoNEW suas ações de forma prática e segura, é mais uma vez motivo de orgulho para nós", afirma Leonardo Linares, Vice-Presidente Sênior do Customer Solutions Center da Mastercard Brasil.

Mastercard ID Day

O reitor da UNIFSA, Átila Melo Lira, comemora a parceria e a escolha da instituição de ensino para o projeto piloto. "Estamos oferecendo aos nossos alunos a oportunidade de se relacionarem melhor com sua trajetória acadêmica e profissional. Esses são aspectos importantes para os momentos atuais e futuros. É uma forma de integrar no dia a dia os valores da instituição e do Ensino Superior, que os acompanhará por toda a vida", disse.

A primeira etapa do projeto de identidade digital com alunos da UNIFSA foi lançada oficialmente no Mastercard ID Day, em 8 de junho, em Teresina, capital do Piauí. Na ocasião, 1.000 alunos tiveram a oportunidade de integrar pelo menos 3 casos de uso: acesso seguro ao portal da universidade, identificação do aluno na realização de provas e empréstimo de livros na biblioteca. A meta é chegar aos 10 mil alunos da instituição em 2022 e repetir o processo com novos alunos à medida que forem ingressando.

FONTE Mastercard

A parceria entre UNIFSA e Mastercard oferece aos alunos um projeto piloto com tecnologia e facilidades de serviços de identidade

SÃO PAULO, 30 de junho de 2022 /PRNewswire/ -- Alunos do Centro Universitário Santo Agostinho (UNIFSA), em Teresina (PI), foram escolhidos para fazer parte de um inovador projeto piloto de identificação. Dez mil alunos serão os primeiros universitários brasileiros a fazer parte da rede mundial Mastercard ID Service, solução que permite ao aluno criar sua própria identidade digital reutilizável que pode ser usada por toda a vida em ambientes multidimensionais - do dia de aulas até para compras, sistemas de saúde, mobilidade, entretenimento e outros, globalmente, assegurando a segurança e a privacidade do usuário.

A iniciativa foi mediada pelo IDC-BR (Digital Identity Channel), empresa brasileira parceira da Mastercard no espaço de tecnologia de identidade digital. Segundo o CEO do IDC-BR, Leonardo Alam, este é um primeiro passo para uma mudança de mentalidade em relação às IDs digitais. "Ao longo de nossas vidas, usamos vários logins e senhas e fornecemos cópias de nossos documentos para diferentes entidades, sem o devido controle e gerenciamento do uso. Com a identidade digital reutilizável, podemos nos identificar seguidas vezes com segurança", explicou.

A proposta garante o controle do usuário no compartilhamento de informações. "Uma vez que um aluno crie sua identidade digital, ele poderá usá-la não apenas em sua vida acadêmica, mas também em outras áreas, como para abrir uma conta bancária", continuou Alam. "Pelo celular, fazer uma inscrição para comprar uma entrada para um show ou embarcar em um aeroporto se torna algo simples e seguro".

Ao se autenticar com a identidade digital na Mastercard ID Service Network, o aluno terá uma série de benefícios justamente porque não precisará mais passar por longos e exaustivos processos de registro e autenticação para evitar possíveis fraudes. "Empresas e instituições investem muito na tentativa de evitar fraudes e prejuízos, que podem prejudicar a experiência de um cliente de confiança e dificultar o relacionamento com a marca e/ou o produto", avalia Alam.

O papel da Mastercard é fornecer uma integração simples e flexível baseada em API para a universidade se conectar à rede de identificação e permitir o compartilhamento seguro das credenciais de identidade verificadas. "Com este projeto, vamos mais uma vez usar o conhecimento e a tecnologia da Mastercard para oferecer aos alunos uma nova experiência, focada na velocidade do mundo digital, além de dar aos indivíduos mais controle, segurança e privacidade, permitindo que as universidades prestem serviços com menos atrito e mais confiança. Poder facilitar e agilizar a vida das pessoas, integrandoNEW suas ações de forma prática e segura, é mais uma vez motivo de orgulho para nós", afirma Leonardo Linares, Vice-Presidente Sênior do Customer Solutions Center da Mastercard Brasil.

Mastercard ID Day

O reitor da UNIFSA, Átila Melo Lira, comemora a parceria e a escolha da instituição de ensino para o projeto piloto. "Estamos oferecendo aos nossos alunos a oportunidade de se relacionarem melhor com sua trajetória acadêmica e profissional. Esses são aspectos importantes para os momentos atuais e futuros. É uma forma de integrar no dia a dia os valores da instituição e do Ensino Superior, que os acompanhará por toda a vida", disse.

A primeira etapa do projeto de identidade digital com alunos da UNIFSA foi lançada oficialmente no Mastercard ID Day, em 8 de junho, em Teresina, capital do Piauí. Na ocasião, 1.000 alunos tiveram a oportunidade de integrar pelo menos 3 casos de uso: acesso seguro ao portal da universidade, identificação do aluno na realização de provas e empréstimo de livros na biblioteca. A meta é chegar aos 10 mil alunos da instituição em 2022 e repetir o processo com novos alunos à medida que forem ingressando.

FONTE Mastercard

Você acabou de ler:

Novo projeto inovador incluirá 10.000 universitários brasileiros em rede global de identidade digital reutilizável

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/novo-projeto-inovador-incluira-10-000-universitarios-brasileiros-em-rede-global-de-identidade-digital-reutilizavel/