O EBITDA da Companhia foi de US$ 699 milhões, 126% superior ao 2T20

SÃO PAULO, 10 de novembro de 2020 /PRNewswire/ -- A BRASKEM S.A. (B3: BRKM3, BRKM5 e BRKM6; NYSE: BAK; LATIBEX: XBRK) divulga hoje os resultados do 3T20.

PRINCIPAIS DESTAQUES 3T20:

Consolidado:

  • O EBITDA recorrente da Companhia foi de US$ 699 milhões, 126% superior ao 2T20 explicado principalmente (i) pelos melhores spreads de PE no Brasil, PP nos Estados Unidos e PE no México e (ii) pelo aumento no volume de vendas no Brasil e nos Estados Unidos, dada a recuperação da demanda por resinas no mercado brasileiro e de PP na América do Norte. Em relação ao mesmo período do ano anterior, o EBITDA recorrente da Companhia em dólares foi 69% superior em função (i) dos melhores spreads de PE e PVC no Brasil, PP na Europa e PE no México e (ii) do aumento no volume de vendas no Brasil, nos Estados Unidos e no México. Em reais, o EBITDA recorrente foi de R$ 3.765 milhões, 127% e 129% superior ao 2T20 e 3T19, respectivamente, dada a depreciação do real frente ao dólar.
  • No trimestre e em linha com a nossa estratégia de priorização ao atendimento do mercado brasileiro, a Companhia superou 1.050 mil toneladas de resinas comercializadas no mercado doméstico, recorde trimestral histórico de vendas de resinas no Brasil.
  • No 3T20, a Companhia registrou prejuízo líquido de R$ 1.413 milhões em função, principalmente, da provisão adicional referente ao evento geológico de Alagoas no montante de R$ 3.562 milhões e do impacto da variação cambial no resultado financeiro dada a depreciação do real frente ao dólar sobre a exposição líquida no montante de US$ 2.679 milhões.
  • A alavancagem corporativa, medida pela relação dívida líquida/EBITDA em dólares, foi de 4,98x.
  • No acumulado do ano, a taxa de frequência global de acidentes com e sem afastamento (CAF + SAF) foi de 0,92 (eventos /1MM HH), 72% abaixo da média do setor.
  • Em setembro, a Braskem concluiu o processo de comissionamento seguindo os padrões de segurança aplicáveis e iniciou a produção comercial de PP de sua nova planta nos Estados Unidos, com capacidade de produção de 450 mil toneladas por ano.
  • Em outubro, a Braskem, como membro da Força Tarefa de CFOs, iniciativa promovida pelo Pacto Global da ONU, se comprometeu a implementar os Princípios dos CFOs para integração dos objetivos do desenvolvimento sustentável ("ODS") na gestão financeira e de investimentos da Companhia, o que envolverá a definição de metas relativas aos compromissos da Braskem com os ODS.
  • Em novembro, com base em sua estratégia de Desenvolvimento Sustentável ("DS") e em linha com os Objetivos de DS da ONU para 2030 e com o Acordo de Paris sobre Mudanças Climáticas, a Companhia anunciou o compromisso de ampliar os seus esforços para atingir os objetivos relacionados ao combate à mudança climática e a eliminação de resíduos sólidos. Em relação ao combate à mudança climática, a Companhia busca alcançar a neutralidade de carbono em 2050 e proporcionar uma redução de 15% as emissões de gases de feito estufa até 2030. Em relação à eliminação de resíduos plásticos, a Companhia busca (i) ampliar o portfólio I'm GreenTM, com o objetivo de incluir, até 2025, 300 mil toneladas de resinas e químicos reciclados; e, até 2030, 1 milhão de toneladas destes produtos; e (ii) até 2030, trabalhar para evitar que 1,5 milhão de toneladas de resíduos plásticos sejam enviados para incineração, aterros, ou depositados no meio ambiente.

Brasil:

  • O EBITDA do Brasil foi de US$ 529 milhões (R$ 2.850 milhões), 148% e 94% superior ao 2T20 e 3T19, respectivamente, representando 70% do EBITDA consolidado de segmentos da Companhia. A alta do EBITDA é explicada, principalmente, pelos maiores volumes de vendas de resinas e químicos no mercado brasileiro e pelos melhores spreads de PE. 
  • Em função da recuperação da demanda por resinas no mercado brasileiro, a taxa de utilização das centrais petroquímicas no Brasil voltou à normalidade e, no terceiro trimestre, foi de 87%, representando um aumento em relação ao 2T20 (+17 p.p.) e ao 3T19 (+2 p.p.).

Estados Unidos e Europa:

  • O EBITDA dos Estados Unidos e Europa foi de US$ 133 milhões (R$ 720 milhões), 223% e 47% superior ao 2T20 e 3T19, respectivamente, representando 18% do EBITDA consolidado de segmentos da Companhia. O desempenho no trimestre é explicado, principalmente, pelo maior volume de vendas nos Estados Unidos, em função do aumento da atividade industrial no país.
  • Neste cenário, a taxa de operação de nossas unidades industriais nos Estados Unidos voltou à normalidade e a média do terceiro trimestre foi de 99%, aumento em relação ao 2T20 (+9 p.p.) e ao 3T19 (+8 p.p.).
  • Em outubro, a produção de nossa nova planta de PP nos Estados Unidos (Delta) foi de 36 mil toneladas, próximo da capacidade de produção mensal da planta de cerca de 38 mil toneladas.

México:

  • O EBITDA do México foi de US$ 97 milhões (R$ 524 milhões), em linha com o 2T20 e 3T19, representando 13% do EBITDA consolidado de segmentos da Companhia.
  • No trimestre, a Braskem Idesa importou aproximadamente 42 mil toneladas (média de 8 mil barris por dia) de etano dos Estados Unidos, a fim de complementar o fornecimento de etano pela Pemex, o que representou 13% da taxa de utilização de PE, que no trimestre foi de 84%. Em relação a capacidade esperada do Fast Track de 12,8 mil barris por dia, a mesma atingiu 10,6 mil barris por dia em julho, ou aproximadamente 83% da capacidade esperada.

Veja o release de resultados no site de RI: www.braskem-ri.com.br

A Braskem realizará teleconferência sobre seus Resultados QUINTA-FEIRA, 12 de novembro, às 14h30.

Informações adicionais podem ser obtidas junto ao Departamento de Relações com Investidores através do tel +55 11 3576-9531 ou braskem-ri@braskem.com.br.

FONTE Braskem S.A.

SÃO PAULO, 10 de novembro de 2020 /PRNewswire/ -- A BRASKEM S.A. (B3: BRKM3, BRKM5 e BRKM6; NYSE: BAK; LATIBEX: XBRK) divulga hoje os resultados do 3T20.

PRINCIPAIS DESTAQUES 3T20:

Consolidado:

  • O EBITDA recorrente da Companhia foi de US$ 699 milhões, 126% superior ao 2T20 explicado principalmente (i) pelos melhores spreads de PE no Brasil, PP nos Estados Unidos e PE no México e (ii) pelo aumento no volume de vendas no Brasil e nos Estados Unidos, dada a recuperação da demanda por resinas no mercado brasileiro e de PP na América do Norte. Em relação ao mesmo período do ano anterior, o EBITDA recorrente da Companhia em dólares foi 69% superior em função (i) dos melhores spreads de PE e PVC no Brasil, PP na Europa e PE no México e (ii) do aumento no volume de vendas no Brasil, nos Estados Unidos e no México. Em reais, o EBITDA recorrente foi de R$ 3.765 milhões, 127% e 129% superior ao 2T20 e 3T19, respectivamente, dada a depreciação do real frente ao dólar.
  • No trimestre e em linha com a nossa estratégia de priorização ao atendimento do mercado brasileiro, a Companhia superou 1.050 mil toneladas de resinas comercializadas no mercado doméstico, recorde trimestral histórico de vendas de resinas no Brasil.
  • No 3T20, a Companhia registrou prejuízo líquido de R$ 1.413 milhões em função, principalmente, da provisão adicional referente ao evento geológico de Alagoas no montante de R$ 3.562 milhões e do impacto da variação cambial no resultado financeiro dada a depreciação do real frente ao dólar sobre a exposição líquida no montante de US$ 2.679 milhões.
  • A alavancagem corporativa, medida pela relação dívida líquida/EBITDA em dólares, foi de 4,98x.
  • No acumulado do ano, a taxa de frequência global de acidentes com e sem afastamento (CAF + SAF) foi de 0,92 (eventos /1MM HH), 72% abaixo da média do setor.
  • Em setembro, a Braskem concluiu o processo de comissionamento seguindo os padrões de segurança aplicáveis e iniciou a produção comercial de PP de sua nova planta nos Estados Unidos, com capacidade de produção de 450 mil toneladas por ano.
  • Em outubro, a Braskem, como membro da Força Tarefa de CFOs, iniciativa promovida pelo Pacto Global da ONU, se comprometeu a implementar os Princípios dos CFOs para integração dos objetivos do desenvolvimento sustentável ("ODS") na gestão financeira e de investimentos da Companhia, o que envolverá a definição de metas relativas aos compromissos da Braskem com os ODS.
  • Em novembro, com base em sua estratégia de Desenvolvimento Sustentável ("DS") e em linha com os Objetivos de DS da ONU para 2030 e com o Acordo de Paris sobre Mudanças Climáticas, a Companhia anunciou o compromisso de ampliar os seus esforços para atingir os objetivos relacionados ao combate à mudança climática e a eliminação de resíduos sólidos. Em relação ao combate à mudança climática, a Companhia busca alcançar a neutralidade de carbono em 2050 e proporcionar uma redução de 15% as emissões de gases de feito estufa até 2030. Em relação à eliminação de resíduos plásticos, a Companhia busca (i) ampliar o portfólio I'm GreenTM, com o objetivo de incluir, até 2025, 300 mil toneladas de resinas e químicos reciclados; e, até 2030, 1 milhão de toneladas destes produtos; e (ii) até 2030, trabalhar para evitar que 1,5 milhão de toneladas de resíduos plásticos sejam enviados para incineração, aterros, ou depositados no meio ambiente.

Brasil:

  • O EBITDA do Brasil foi de US$ 529 milhões (R$ 2.850 milhões), 148% e 94% superior ao 2T20 e 3T19, respectivamente, representando 70% do EBITDA consolidado de segmentos da Companhia. A alta do EBITDA é explicada, principalmente, pelos maiores volumes de vendas de resinas e químicos no mercado brasileiro e pelos melhores spreads de PE. 
  • Em função da recuperação da demanda por resinas no mercado brasileiro, a taxa de utilização das centrais petroquímicas no Brasil voltou à normalidade e, no terceiro trimestre, foi de 87%, representando um aumento em relação ao 2T20 (+17 p.p.) e ao 3T19 (+2 p.p.).

Estados Unidos e Europa:

  • O EBITDA dos Estados Unidos e Europa foi de US$ 133 milhões (R$ 720 milhões), 223% e 47% superior ao 2T20 e 3T19, respectivamente, representando 18% do EBITDA consolidado de segmentos da Companhia. O desempenho no trimestre é explicado, principalmente, pelo maior volume de vendas nos Estados Unidos, em função do aumento da atividade industrial no país.
  • Neste cenário, a taxa de operação de nossas unidades industriais nos Estados Unidos voltou à normalidade e a média do terceiro trimestre foi de 99%, aumento em relação ao 2T20 (+9 p.p.) e ao 3T19 (+8 p.p.).
  • Em outubro, a produção de nossa nova planta de PP nos Estados Unidos (Delta) foi de 36 mil toneladas, próximo da capacidade de produção mensal da planta de cerca de 38 mil toneladas.

México:

  • O EBITDA do México foi de US$ 97 milhões (R$ 524 milhões), em linha com o 2T20 e 3T19, representando 13% do EBITDA consolidado de segmentos da Companhia.
  • No trimestre, a Braskem Idesa importou aproximadamente 42 mil toneladas (média de 8 mil barris por dia) de etano dos Estados Unidos, a fim de complementar o fornecimento de etano pela Pemex, o que representou 13% da taxa de utilização de PE, que no trimestre foi de 84%. Em relação a capacidade esperada do Fast Track de 12,8 mil barris por dia, a mesma atingiu 10,6 mil barris por dia em julho, ou aproximadamente 83% da capacidade esperada.

Veja o release de resultados no site de RI: www.braskem-ri.com.br

A Braskem realizará teleconferência sobre seus Resultados QUINTA-FEIRA, 12 de novembro, às 14h30.

Informações adicionais podem ser obtidas junto ao Departamento de Relações com Investidores através do tel +55 11 3576-9531 ou braskem-ri@braskem.com.br.

FONTE Braskem S.A.

Você acabou de ler:

O EBITDA da Companhia foi de US$ 699 milhões, 126% superior ao 2T20

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/o-ebitda-da-companhia-foi-de-us-699-milhoes-126-superior-ao-2t20/