O Índice de Competitividade Digital 2020 da East Ventures revela as oportunidades da economia digital da Indonésia e supera a divisão digital do arquipélago

JAKARTA, Indonésia, 4 de fevereiro de 2020 /PRNewswire/ -- A East Ventures, pioneira no cenário inicial do capital de risco da Indonésia, lançou o Índice de Competitividade Digital 2020 (East Ventures - Digital Competitiveness Index 2020, EV-DCI), um relatório abrangente do desenvolvimento da economia digital em 34 províncias e 24 cidades grandes da Indonésia.

O relatório descreveu o cenário da divisão digital da Indonésia, uma das economias digitais que mais crescem no mundo. As disparidades entre o ecossistema digital rapidamente desenvolvido na área urbana da Indonésia e as regiões além dele mostram que a jornada digital da Indonésia está apenas começando.

O Índice de Competitividade Digital da East Ventures (EV-DCI), uma medida que leva em consideração nove aspectos relacionados ao desenvolvimento digital, mostra que a maioria dos indonésios está pronta para aderir aos serviços digitais, devido ao alto número de smartphones e acesso à internet. No entanto, a pontuação do EV-DCI em recursos humanos e empreendedorismo ainda é baixa. O que significa que apenas um pequeno número de indonésios utiliza tecnologia para abrir negócios ou melhorar a produtividade.

A divisão digital também mostra que as empresas virtuais de rápido crescimento operando no mercado indonésio (seis delas são unicórnios), atendem a apenas uma fração da economia do país. Ao aumentar e ampliar seus serviços em todo o arquipélago, essas empresas têm a enorme oportunidade de expandir seus negócios exponencialmente.

Alguns principais destaques do relatório:

Centralização em Java

As províncias da ilha de Java registram a pontuação mais alta do EV-DCI em comparação com as demais províncias, o que mostra, evidentemente, a lacuna entre Java e outras regiões da Indonésia. Além disso, a pontuação do EV-DCI das cidades destaca a desigualdade de desenvolvimento evidenciada pela enorme lacuna entre a cidade que ficou em primeiro lugar, Jacarta, e a que ficou em segundo lugar, Bandung.

Disruptura financeira

O setor financeiro é um dos mais afetados pela digitalização na Indonésia. Em áreas com alta pontuação no EV-DCI, os bancos fecham suas filiais mais rapidamente. A pontuação do EV-DCI também está correlacionada com a alta disponibilização de crédito pelos credores da fintech e o número de agentes financeiros bancários sem agência.

Escassez de talentos

O crescimento da economia digital cria um mercado de talentos mais competitivo, que gera um conjunto de mão de obra qualificada, embora áreas com alta competitividade digital tendam a absorver mais desses profissionais e trabalhadores qualificados.

Estima-se que vários cargos, como trabalho administrativo, operadores de máquinas e operários sejam os mais impactados pela digitalização. Evidentemente, o número desses trabalhadores nas indústrias de TIC, finanças e transporte vem enfrentando o mais abrupto declínio.

Nova Bali

A competitividade digital em áreas preparadas para serem as "novas Bali", como Labuan Bajo, Lago Toba, Raja Ampat, Templo de Borobudur, Monte Bromo e Morotai, deve ser aperfeiçoada para fornecer acesso a informações, conforto e atratividade para turistas estrangeiros.

Willson Cuaca, cofundador e sócio-gerente da East Ventures explicou: "A economia digital promete inclusão e oportunidades econômicas iguais para todos os indonésios. No entanto, a Indonésia é, muitas vezes, avaliada apenas a partir do desenvolvimento de certas cidades grandes como Jacarta, enquanto ainda há muitas cidades não atingidas pela promessa da economia digital. Ao permitir que todos participem da economia digital, a Indonésia pode converter bônus demográficos em dividendos demográficos e transformar potencial em realidade".

O relatório pode ser baixado na íntegra em east.vc/DCI.

Sobre a East Ventures

A East Ventures é a primeira investidora em estágio inicial na Indonésia e está entre os capitais de risco com desempenho alto mais constante do mundo, com taxa interna de retorno constantemente alta. Fundada em 2009, a empresa já apoiou mais de 170 empresas digitais no sudeste da Ásia, com 130 empresas fundadas e em funcionamento na Indonésia.

A East Ventures trabalha com empreendedores para construir o ecossistema digital da Indonésia desde o primeiro dia. Identificando oportunidades desde cedo, a empresa é o primeiro capital de risco a apoiar os dois unicórnios da Indonésia: a Tokopedia e a Traveloka. Desde então, a empresa investiu em outras áreas do setor, entre elas, infraestrutura de apoio ao comércio eletrônico, como Waresix (logística), Xendit (pagamento), Kudo (offline para on-line), Shopback (ativador de comércio eletrônico), comércio vertical como a Sociolla (novo cosmético de varejo), mídias como IDN Media (público milenar e gen-z), Tech in Asia (audiência tecnológica) e Katadata (audiência de negócios e economia), suporte a PMEs, como Mekari (contabilidade, impostos, folha de pagamento), Moka (ponto de venda), CoHive (coworking), novo varejo como a Warung Pintar (bens de alto consumo) e Fore Coffee (cadeias de café sob demanda), e transformação digital como Advotics (análise da cadeia de suprimentos) e Nodeflux (visão computacional e inteligência artificial).

Na última década, a empresa aumentou seus ativos no Sudeste Asiático, atingindo US$ 1,2 bilhão sob administração, tanto dos fundos de estágio inicial quanto dos de crescimento. Entregou mais de 20 saídas, incluindo a aquisição da Kudo pela Grab, a aquisição da Loket pela Gojek, a aquisição da Bridestory pela Tokopedia e várias saídas para grupos de negócios locais e regionais. Também atraiu US$ 4 bilhões em fundos adicionais, que promoveram o crescimento atual da economia digital da Indonésia.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1086007/EV_DCI_01__1.jpg

 

FONTE East Ventures

JAKARTA, Indonésia, 4 de fevereiro de 2020 /PRNewswire/ -- A East Ventures, pioneira no cenário inicial do capital de risco da Indonésia, lançou o Índice de Competitividade Digital 2020 (East Ventures - Digital Competitiveness Index 2020, EV-DCI), um relatório abrangente do desenvolvimento da economia digital em 34 províncias e 24 cidades grandes da Indonésia.

O relatório descreveu o cenário da divisão digital da Indonésia, uma das economias digitais que mais crescem no mundo. As disparidades entre o ecossistema digital rapidamente desenvolvido na área urbana da Indonésia e as regiões além dele mostram que a jornada digital da Indonésia está apenas começando.

O Índice de Competitividade Digital da East Ventures (EV-DCI), uma medida que leva em consideração nove aspectos relacionados ao desenvolvimento digital, mostra que a maioria dos indonésios está pronta para aderir aos serviços digitais, devido ao alto número de smartphones e acesso à internet. No entanto, a pontuação do EV-DCI em recursos humanos e empreendedorismo ainda é baixa. O que significa que apenas um pequeno número de indonésios utiliza tecnologia para abrir negócios ou melhorar a produtividade.

A divisão digital também mostra que as empresas virtuais de rápido crescimento operando no mercado indonésio (seis delas são unicórnios), atendem a apenas uma fração da economia do país. Ao aumentar e ampliar seus serviços em todo o arquipélago, essas empresas têm a enorme oportunidade de expandir seus negócios exponencialmente.

Alguns principais destaques do relatório:

Centralização em Java

As províncias da ilha de Java registram a pontuação mais alta do EV-DCI em comparação com as demais províncias, o que mostra, evidentemente, a lacuna entre Java e outras regiões da Indonésia. Além disso, a pontuação do EV-DCI das cidades destaca a desigualdade de desenvolvimento evidenciada pela enorme lacuna entre a cidade que ficou em primeiro lugar, Jacarta, e a que ficou em segundo lugar, Bandung.

Disruptura financeira

O setor financeiro é um dos mais afetados pela digitalização na Indonésia. Em áreas com alta pontuação no EV-DCI, os bancos fecham suas filiais mais rapidamente. A pontuação do EV-DCI também está correlacionada com a alta disponibilização de crédito pelos credores da fintech e o número de agentes financeiros bancários sem agência.

Escassez de talentos

O crescimento da economia digital cria um mercado de talentos mais competitivo, que gera um conjunto de mão de obra qualificada, embora áreas com alta competitividade digital tendam a absorver mais desses profissionais e trabalhadores qualificados.

Estima-se que vários cargos, como trabalho administrativo, operadores de máquinas e operários sejam os mais impactados pela digitalização. Evidentemente, o número desses trabalhadores nas indústrias de TIC, finanças e transporte vem enfrentando o mais abrupto declínio.

Nova Bali

A competitividade digital em áreas preparadas para serem as "novas Bali", como Labuan Bajo, Lago Toba, Raja Ampat, Templo de Borobudur, Monte Bromo e Morotai, deve ser aperfeiçoada para fornecer acesso a informações, conforto e atratividade para turistas estrangeiros.

Willson Cuaca, cofundador e sócio-gerente da East Ventures explicou: "A economia digital promete inclusão e oportunidades econômicas iguais para todos os indonésios. No entanto, a Indonésia é, muitas vezes, avaliada apenas a partir do desenvolvimento de certas cidades grandes como Jacarta, enquanto ainda há muitas cidades não atingidas pela promessa da economia digital. Ao permitir que todos participem da economia digital, a Indonésia pode converter bônus demográficos em dividendos demográficos e transformar potencial em realidade".

O relatório pode ser baixado na íntegra em east.vc/DCI.

Sobre a East Ventures

A East Ventures é a primeira investidora em estágio inicial na Indonésia e está entre os capitais de risco com desempenho alto mais constante do mundo, com taxa interna de retorno constantemente alta. Fundada em 2009, a empresa já apoiou mais de 170 empresas digitais no sudeste da Ásia, com 130 empresas fundadas e em funcionamento na Indonésia.

A East Ventures trabalha com empreendedores para construir o ecossistema digital da Indonésia desde o primeiro dia. Identificando oportunidades desde cedo, a empresa é o primeiro capital de risco a apoiar os dois unicórnios da Indonésia: a Tokopedia e a Traveloka. Desde então, a empresa investiu em outras áreas do setor, entre elas, infraestrutura de apoio ao comércio eletrônico, como Waresix (logística), Xendit (pagamento), Kudo (offline para on-line), Shopback (ativador de comércio eletrônico), comércio vertical como a Sociolla (novo cosmético de varejo), mídias como IDN Media (público milenar e gen-z), Tech in Asia (audiência tecnológica) e Katadata (audiência de negócios e economia), suporte a PMEs, como Mekari (contabilidade, impostos, folha de pagamento), Moka (ponto de venda), CoHive (coworking), novo varejo como a Warung Pintar (bens de alto consumo) e Fore Coffee (cadeias de café sob demanda), e transformação digital como Advotics (análise da cadeia de suprimentos) e Nodeflux (visão computacional e inteligência artificial).

Na última década, a empresa aumentou seus ativos no Sudeste Asiático, atingindo US$ 1,2 bilhão sob administração, tanto dos fundos de estágio inicial quanto dos de crescimento. Entregou mais de 20 saídas, incluindo a aquisição da Kudo pela Grab, a aquisição da Loket pela Gojek, a aquisição da Bridestory pela Tokopedia e várias saídas para grupos de negócios locais e regionais. Também atraiu US$ 4 bilhões em fundos adicionais, que promoveram o crescimento atual da economia digital da Indonésia.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1086007/EV_DCI_01__1.jpg

 

FONTE East Ventures

Você acabou de ler:

O Índice de Competitividade Digital 2020 da East Ventures revela as oportunidades da economia digital da Indonésia e supera a divisão digital do arquipélago

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/o-indice-de-competitividade-digital-2020-da-east-ventures-revela-as-oportunidades-da-economia-digital-da-indonesia-e-supera-a-divisao-digital-do-arquipelago/