O Ministério da Saúde da Indonésia discutiu um passaporte universal de vacinas e verificador para viajantes internacionais

JACARTA, 4 de abril de 2022 /PRNewswire/ -- Assumindo a presidência na próxima cúpula do G20, a Indonésia iniciou a série de reuniões do Health Working Group (HWG), que aconteceu entre 28 e 30 de março de 2022 em Yogyakarta, na Indonésia.

A presidência do G20 da Indonésia busca harmonizar os procedimentos de segurança de viagem mundiais, principalmente o reconhecimento dos certificados de vacina contra a COVID-19, após a pandemia devastadora que afetou países do mundo todo. A reunião do HWG teve como objetivo promover um diálogo no setor sanitário entre os países participantes e sincronizar protocolos sanitários globais.

A reunião teve a participação de 70 representantes estrangeiros e 50 representantes locais. Os países que tiveram representantes participando de forma presencial foram Austrália, Argentina, Reino Unido, Índia, entre outros, juntamente com a Organização Mundial da Saúde (OMS).  Entre os países que participaram virtualmente estavam Canadá, França e outros e organizações internacionais, como o Banco Mundial.

"Precisamos ter protocolos sanitários sincronizados em todo o mundo para viagens internacionais mais seguras e acelerar a recuperação social e econômica para sempre", disse Budi Gunadi Sadikin, Ministro da Saúde da Indonésia.

As restrições dos protocolos sanitários diferem entre os países, com alguns mais rigorosos do que outros. Por exemplo, os Estados Unidos na região das Américas exigem que os viajantes forneçam passaporte de vacinação e um teste de swab, enquanto alguns países da América Latina ainda exigem quarentena, e outros apenas que seja mostrado o passaporte de vacinação.

Com exigências diferentes entre os protocolos sanitários, a reunião do HWG representou o início da padronização dos certificados digitais de vacina contra a COVID-19 por meio de um verificador universal feito de acordo com os padrões da OMS. O sistema é baseado na Internet, pode ser usado em todos os dispositivos e não necessita qualquer alteração no sistema ou nos QR codes utilizados.

Cada país tem a flexibilidade de aplicar os protocolos sanitários necessários para seus países com procedimentos claros e universais, fortalecendo, assim, a arquitetura sanitária global e facilitando a viagem entre países.

A sincronização dos protocolos sanitários é necessária para dar suporte à interconectividade das informações sanitárias. Espera-se que esse processo comece com os países membros do G20 e se expanda para outros países.

A segunda reunião do HWG em Lombok, em junho, discutirá sobre o fundo de saúde global em caso de uma pandemia futura. A última série de reuniões do HWG em Bali, em novembro, discutirá sobre a pesquisa médica global.

Mais informações podem ser obtidas no site do Ministério da Saúde da Indonésia https://www.kemkes.go.id/.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1779815/Image1.jpg

FONTE The Indonesian Ministry of Health

JACARTA, 4 de abril de 2022 /PRNewswire/ -- Assumindo a presidência na próxima cúpula do G20, a Indonésia iniciou a série de reuniões do Health Working Group (HWG), que aconteceu entre 28 e 30 de março de 2022 em Yogyakarta, na Indonésia.

A presidência do G20 da Indonésia busca harmonizar os procedimentos de segurança de viagem mundiais, principalmente o reconhecimento dos certificados de vacina contra a COVID-19, após a pandemia devastadora que afetou países do mundo todo. A reunião do HWG teve como objetivo promover um diálogo no setor sanitário entre os países participantes e sincronizar protocolos sanitários globais.

A reunião teve a participação de 70 representantes estrangeiros e 50 representantes locais. Os países que tiveram representantes participando de forma presencial foram Austrália, Argentina, Reino Unido, Índia, entre outros, juntamente com a Organização Mundial da Saúde (OMS).  Entre os países que participaram virtualmente estavam Canadá, França e outros e organizações internacionais, como o Banco Mundial.

"Precisamos ter protocolos sanitários sincronizados em todo o mundo para viagens internacionais mais seguras e acelerar a recuperação social e econômica para sempre", disse Budi Gunadi Sadikin, Ministro da Saúde da Indonésia.

As restrições dos protocolos sanitários diferem entre os países, com alguns mais rigorosos do que outros. Por exemplo, os Estados Unidos na região das Américas exigem que os viajantes forneçam passaporte de vacinação e um teste de swab, enquanto alguns países da América Latina ainda exigem quarentena, e outros apenas que seja mostrado o passaporte de vacinação.

Com exigências diferentes entre os protocolos sanitários, a reunião do HWG representou o início da padronização dos certificados digitais de vacina contra a COVID-19 por meio de um verificador universal feito de acordo com os padrões da OMS. O sistema é baseado na Internet, pode ser usado em todos os dispositivos e não necessita qualquer alteração no sistema ou nos QR codes utilizados.

Cada país tem a flexibilidade de aplicar os protocolos sanitários necessários para seus países com procedimentos claros e universais, fortalecendo, assim, a arquitetura sanitária global e facilitando a viagem entre países.

A sincronização dos protocolos sanitários é necessária para dar suporte à interconectividade das informações sanitárias. Espera-se que esse processo comece com os países membros do G20 e se expanda para outros países.

A segunda reunião do HWG em Lombok, em junho, discutirá sobre o fundo de saúde global em caso de uma pandemia futura. A última série de reuniões do HWG em Bali, em novembro, discutirá sobre a pesquisa médica global.

Mais informações podem ser obtidas no site do Ministério da Saúde da Indonésia https://www.kemkes.go.id/.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1779815/Image1.jpg

FONTE The Indonesian Ministry of Health

Você acabou de ler:

O Ministério da Saúde da Indonésia discutiu um passaporte universal de vacinas e verificador para viajantes internacionais

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/o-ministerio-da-saude-da-indonesia-discutiu-um-passaporte-universal-de-vacinas-e-verificador-para-viajantes-internacionais/