O novo Prêmio Dan David anuncia primeiro grupo de vencedores

O prêmio selecionou nove acadêmicos e historiadores excepcionais para receber USD 300 mil cada 

TEL AVIV, Israel, 2º de março de 2022 /PRNewswire/ -- O Prêmio Dan David, o maior prêmio de história do mundo, anunciou seu primeiro grupo de vencedores, que inclui um historiador que investiga o impacto ambiental das grandes empresas, uma pesquisadora que descobre esconderijos dos judeus durante o Holocausto e a fundadora de um museu móvel da herança africana.

O prêmio reconhece acadêmicos e profissionais em início e meio de carreira que elucidam o passado humano de forma corajosa e criativa, e premia nove vencedores com USD 300 mil cada para ajudar a promover seus trabalhos.  

Apresentamos a seguir os vencedores de 2022. 

  • Mirjam Brusius, historiadora que estuda a cultura visual e material em contextos globais e coloniais
  • Bart Elmore, historiador do meio ambiente que investiga o capitalismo global e seu impacto sobre o meio ambiente
  • Tyrone Freeman, historiador da filantropia que analisa a longa história de doações da comunidade afro-americana
  • Verena Krebs, historiadora da Etiópia medieval que estuda as interações interculturais entre a África e a Europa
  • Efthymia Nikita, bioarqueóloga que utiliza vestígios de esqueletos humanos para explorar questões de demografia e migração
  • Nana Oforiatta Ayim, curadora e historiadora de arte cujo trabalho está centrado em narrativas africanas em museus e patrimônios
  • Kristina Richardson, historiadora do mundo islâmico medieval e do povo cigano no Oriente Médio pré-moderno
  • Natalia Romik, historiadora pública e arquiteta que trabalha para preservar e homenagear vidas de judeus perdidas na Europa Oriental
  • Kimberly Welch, historiadora jurídica que estuda os papéis dos litigantes negros e agiotas no sul dos EUA antes da guerra civil

O prêmio recentemente reformulado atraiu centenas de indicações e os nove vencedores foram escolhidos após um rigoroso processo de seleção. O Prêmio é concedido pela Fundação Dan David e tem sua sede na Universidade de Tel Aviv. 

"Ainda que fique claro que somente aprofundando nosso conhecimento sobre o passado é possível obter uma melhor compreensão do presente, vivemos em um mundo em que as humanidades e, particularmente, a história são desvalorizadas", disse Ariel David, membro do Conselho do Prêmio. "Por essa razão, escolhemos nos concentrar em apoiar acadêmicos e profissionais emergentes, dentro e fora da academia, em um estágio de suas carreiras em que o Prêmio pode causar um impacto maior."

Os vencedores serão homenageados na cerimônia do Prêmio Dan David em Tel Aviv, em maio. Para saber mais, acesse www.dandavidprize.org.

CONTATO:  DanDavidPrize@berlinrosen.com

FONTE Dan David Prize

O prêmio selecionou nove acadêmicos e historiadores excepcionais para receber USD 300 mil cada 

TEL AVIV, Israel, 2º de março de 2022 /PRNewswire/ -- O Prêmio Dan David, o maior prêmio de história do mundo, anunciou seu primeiro grupo de vencedores, que inclui um historiador que investiga o impacto ambiental das grandes empresas, uma pesquisadora que descobre esconderijos dos judeus durante o Holocausto e a fundadora de um museu móvel da herança africana.

O prêmio reconhece acadêmicos e profissionais em início e meio de carreira que elucidam o passado humano de forma corajosa e criativa, e premia nove vencedores com USD 300 mil cada para ajudar a promover seus trabalhos.  

Apresentamos a seguir os vencedores de 2022. 

  • Mirjam Brusius, historiadora que estuda a cultura visual e material em contextos globais e coloniais
  • Bart Elmore, historiador do meio ambiente que investiga o capitalismo global e seu impacto sobre o meio ambiente
  • Tyrone Freeman, historiador da filantropia que analisa a longa história de doações da comunidade afro-americana
  • Verena Krebs, historiadora da Etiópia medieval que estuda as interações interculturais entre a África e a Europa
  • Efthymia Nikita, bioarqueóloga que utiliza vestígios de esqueletos humanos para explorar questões de demografia e migração
  • Nana Oforiatta Ayim, curadora e historiadora de arte cujo trabalho está centrado em narrativas africanas em museus e patrimônios
  • Kristina Richardson, historiadora do mundo islâmico medieval e do povo cigano no Oriente Médio pré-moderno
  • Natalia Romik, historiadora pública e arquiteta que trabalha para preservar e homenagear vidas de judeus perdidas na Europa Oriental
  • Kimberly Welch, historiadora jurídica que estuda os papéis dos litigantes negros e agiotas no sul dos EUA antes da guerra civil

O prêmio recentemente reformulado atraiu centenas de indicações e os nove vencedores foram escolhidos após um rigoroso processo de seleção. O Prêmio é concedido pela Fundação Dan David e tem sua sede na Universidade de Tel Aviv. 

"Ainda que fique claro que somente aprofundando nosso conhecimento sobre o passado é possível obter uma melhor compreensão do presente, vivemos em um mundo em que as humanidades e, particularmente, a história são desvalorizadas", disse Ariel David, membro do Conselho do Prêmio. "Por essa razão, escolhemos nos concentrar em apoiar acadêmicos e profissionais emergentes, dentro e fora da academia, em um estágio de suas carreiras em que o Prêmio pode causar um impacto maior."

Os vencedores serão homenageados na cerimônia do Prêmio Dan David em Tel Aviv, em maio. Para saber mais, acesse www.dandavidprize.org.

CONTATO:  DanDavidPrize@berlinrosen.com

FONTE Dan David Prize

Você acabou de ler:

O novo Prêmio Dan David anuncia primeiro grupo de vencedores

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/o-novo-premio-dan-david-anuncia-primeiro-grupo-de-vencedores/