O primeiro dia do leopardo-árabe começa em toda a região e foca na salvação da espécie

- Realizado em 10 de fevereiro, o primeiro dia do leopardo-árabe concentrou a atenção internacional nos importantes e contínuos esforços de conservação em AlUla e arredores 

- Um memorando de entendimento (MoU) foi assinado por Sua Alteza Príncipe Badr bin Abdullah bin Mohammad bin Farhan Al-Saud, governador de AlUla e ministro da cultura, e Sua Alteza Real Princesa Reema bint Bandar bin Sultan bin Abdulaziz Al-Saud, embaixadora do KSA para os EUA e fundadora da Catmosphere 

- Planos de proteção e conservação de espécies icônicas de grandes felinos estão totalmente alinhados com as ambições ambientais e de sustentabilidade da Comissão Real de AlUla para o noroeste da Arábia 

ALULA, Arábia Saudita, 11 de fevereiro de 2022 /PRNewswire/ -- Edifícios icônicos e marcos históricos na Arábia Saudita, Omã e Emirados Árabes Unidos terão orgulho de iluminar esta noite para marcar o primeiro dia do leopardo-árabe. A impressionante iluminação, inspirada pelos majestosos, mas criticamente ameaçados grandes felinos, será projetada simultaneamente no pavilhão da King Faisal Foundation de Riad , na torre King Road de Jeddah, na torre Adeer em Al Khobar, na Elephant Rock em AlUla , além do Burj Khalifa e do pavilhão da Expo KSA 2020 em Dubai , como também em um outdoor eletrônico altamente destacado na  Sultan Qabooos University Road, em Mascate, Omã. 

Para visualizar o comunicado multimídia à imprensa, clique em: https://www.multivu.com/players/uk/9015551-inaugural-arabian-leopard-day-kicks-off-spotlight-saving-the-species/.

O dia do leopardo-árabe também foi marcado com iniciativas de educação em sala de aula em toda a região, bem como divulgação das mídias sociais durante todo o dia com a hashtag #ArabianLeopardDay. E em demonstração pública de apoio, muitas entidades governamentais em toda a Arábia Saudita incorporarão hoje o logotipo oficial do dia do leopardo árabe em seus sites e redes sociais. 

Em um avanço importante, a Comissão Real de AlUla (RCU) assinou hoje um memorando de entendimento (MoU) com a fundação Catmosphere para fortalecer os esforços regionais para proteger o futuro do leopardo-árabe. A RCU e a Catmosphere trabalharão em estreita colaboração em uma série de eventos sustentáveis e inovadores, campanhas e iniciativas de divulgação de pesquisas, com o objetivo compartilhado de proteger o futuro do leopardo-árabe, um animal de orgulho nacional na Arábia Saudita e em toda a região.

O dia inaugural do leopardo-árabe destaca a situação desesperadora da espécie, que um dia percorreu livremente a Península Árabe, mas agora está restrita a pequenas populações dispersas na Arábia Saudita, Omã e Iêmen. 

Sua Alteza o Príncipe Badr bin Abdulla bin Mohammad bin Farhan Al-Saud, governador de AlUla e ministro da Cultura, disse: "A assinatura do MoU apoia o programa de conservação de leopardos árabes da RCU, que está no centro de amplos planos de desenvolvimento sustentável para a região mais ampla de AlUla. Este acordo também fortalece significativamente as parcerias existentes com entidades preocupadas com a conservação da fauna e da flora naturais, incluindo a União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN)."

Sua Alteza Real Princesa Reema bint Bandar Al-Saud, embaixadora da Arábia Saudita nos Estados Unidos e fundadora da Catmosphere, disse: "A assinatura deste novo MoU apoia a missão da Catmosphere de garantir um futuro para os grandes felinos, incluindo o leopardo-árabe. Ela impulsiona esforços de conservação regional com foco no apoio à RCU à medida que se esforça para alcançar seus objetivos de longo prazo de reintroduzir a espécie na natureza".

Amr AlMadani, CEO da Comissão Real para AlUla, disse: "O leopardo-árabe é um símbolo poderoso do objetivo da RCU de conservar e proteger o ambiente natural de AlUla, por meio de esforços de conservação de longo alcance desenvolvidos para proteger a flora e a fauna naturais desta incrível parte do noroeste da Arábia. É uma triste realidade que o leopardo-árabe esteja em perigo crítico. As ameaças contínuas ao seu habitat natural destacam a necessidade urgente de intensificar os esforços de conservação, tão vitais para a sobrevivência de longo prazo da espécie. Queremos que as pessoas marquem o dia do leopardo-árabe e se envolvam com atividades para aumentar a conscientização e ajudar a proteger esses majestosos grandes felinos."

O leopardo-árabe é emblemático para a Arábia Saudita e para as amplas ambições de sustentabilidade ambiental da RCU. A espécie ocupa um lugar único na consciência coletiva e na imaginação da região; imagens do grande felino foram encontradas em antigas artes rupestres, inspiraram contos folclóricos e são até usadas em expressões modernas cotidianas.

Com menos de 200 na natureza, o leopardo-árabe é classificado como em perigo crítico pela IUCN e considera-se que está em risco extremamente alto de extinção na natureza.

O nascimento de um filhote no Centro de criação de leopardo-árabe em Taif, na Arábia Saudita, destacou o grande potencial para reintroduzir a espécie na natureza e nas montanhas ao redor de AlUla e além. No entanto, ainda há um longo e difícil caminho adiante, com esforços em andamento para estabelecer um habitat protegido para restaurar a população.

A RCU, que está regenerando uma área de 22.561km2 no noroeste da Arábia Saudita como um destino global para o patrimônio natural e cultural, comprometeu 25 milhões de dólares para o Arabian Leopard Fund, uma organização independente criada para implementar projetos de conservação em toda a área de ocorrência de leopardos. A RCU designou cinco reservas naturais, que cobrem 12.500 km2, e trabalhará com especialistas líderes, como Panthera e IUCN, para ativar, conservar e garantir essas áreas protegidas com uma visão de que os leopardos poderão, eventualmente, andar livremente novamente. 

O Conselho de Ministros da Arábia Saudita designou que o dia do leopardo-árabe seja realizado anualmente no dia 10 de fevereiro.

Nota aos editores:

Sempre se escreve AlUla.

Forneceremos fotografias esta noite com os marcos que caracterizam as imagens do Dia do leopardo-árabe. Os marcos acenderão simultaneamente às 19:10 h KSA. Além disso, encontre maiores informações, incluindo instruções e perguntas frequentes aqui.

Sobre a Comissão Real de AlUla 

A Royal Commission for AlUla (RCU) foi estabelecida por decreto real em julho de 2017 com a finalidade de preservar e desenvolver AlUla, uma região de notável relevância natural e cultural situada no noroeste da Arábia Saudita. O plano de longo prazo da RCU traça um objetivo responsável, sustentável e sensível em relação ao desenvolvimento urbano e econômico, que preserva o patrimônio natural e histórico da região, ao mesmo tempo que estabelece AlUla como um local desejável para viver, trabalhar e visitar. Isso engloba uma ampla gama de iniciativas nas áreas de arqueologia, turismo, cultura, educação e artes, que refletem o compromisso de cumprir com as prioridades de diversificação econômica, capacitação da comunidade local e preservação do patrimônio estabelecidas no programa Vision 2030 do Reino da Arábia Saudita.

Vídeo - https://mma.prnewswire.com/media/1744056/AlUla_Elephant_Rock.mp4 

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1744054/Royal_Commission_for_AlUla.jpg

 

 

Contato para a imprensa: 

Jinith Joy

Consultora, Hill+Knowlton Strategies

00971 50 7219369

FONTE Royal Commission for AlUla

- Realizado em 10 de fevereiro, o primeiro dia do leopardo-árabe concentrou a atenção internacional nos importantes e contínuos esforços de conservação em AlUla e arredores 

- Um memorando de entendimento (MoU) foi assinado por Sua Alteza Príncipe Badr bin Abdullah bin Mohammad bin Farhan Al-Saud, governador de AlUla e ministro da cultura, e Sua Alteza Real Princesa Reema bint Bandar bin Sultan bin Abdulaziz Al-Saud, embaixadora do KSA para os EUA e fundadora da Catmosphere 

- Planos de proteção e conservação de espécies icônicas de grandes felinos estão totalmente alinhados com as ambições ambientais e de sustentabilidade da Comissão Real de AlUla para o noroeste da Arábia 

ALULA, Arábia Saudita, 11 de fevereiro de 2022 /PRNewswire/ -- Edifícios icônicos e marcos históricos na Arábia Saudita, Omã e Emirados Árabes Unidos terão orgulho de iluminar esta noite para marcar o primeiro dia do leopardo-árabe. A impressionante iluminação, inspirada pelos majestosos, mas criticamente ameaçados grandes felinos, será projetada simultaneamente no pavilhão da King Faisal Foundation de Riad , na torre King Road de Jeddah, na torre Adeer em Al Khobar, na Elephant Rock em AlUla , além do Burj Khalifa e do pavilhão da Expo KSA 2020 em Dubai , como também em um outdoor eletrônico altamente destacado na  Sultan Qabooos University Road, em Mascate, Omã. 

Para visualizar o comunicado multimídia à imprensa, clique em: https://www.multivu.com/players/uk/9015551-inaugural-arabian-leopard-day-kicks-off-spotlight-saving-the-species/.

O dia do leopardo-árabe também foi marcado com iniciativas de educação em sala de aula em toda a região, bem como divulgação das mídias sociais durante todo o dia com a hashtag #ArabianLeopardDay. E em demonstração pública de apoio, muitas entidades governamentais em toda a Arábia Saudita incorporarão hoje o logotipo oficial do dia do leopardo árabe em seus sites e redes sociais. 

Em um avanço importante, a Comissão Real de AlUla (RCU) assinou hoje um memorando de entendimento (MoU) com a fundação Catmosphere para fortalecer os esforços regionais para proteger o futuro do leopardo-árabe. A RCU e a Catmosphere trabalharão em estreita colaboração em uma série de eventos sustentáveis e inovadores, campanhas e iniciativas de divulgação de pesquisas, com o objetivo compartilhado de proteger o futuro do leopardo-árabe, um animal de orgulho nacional na Arábia Saudita e em toda a região.

O dia inaugural do leopardo-árabe destaca a situação desesperadora da espécie, que um dia percorreu livremente a Península Árabe, mas agora está restrita a pequenas populações dispersas na Arábia Saudita, Omã e Iêmen. 

Sua Alteza o Príncipe Badr bin Abdulla bin Mohammad bin Farhan Al-Saud, governador de AlUla e ministro da Cultura, disse: "A assinatura do MoU apoia o programa de conservação de leopardos árabes da RCU, que está no centro de amplos planos de desenvolvimento sustentável para a região mais ampla de AlUla. Este acordo também fortalece significativamente as parcerias existentes com entidades preocupadas com a conservação da fauna e da flora naturais, incluindo a União Internacional de Conservação da Natureza (IUCN)."

Sua Alteza Real Princesa Reema bint Bandar Al-Saud, embaixadora da Arábia Saudita nos Estados Unidos e fundadora da Catmosphere, disse: "A assinatura deste novo MoU apoia a missão da Catmosphere de garantir um futuro para os grandes felinos, incluindo o leopardo-árabe. Ela impulsiona esforços de conservação regional com foco no apoio à RCU à medida que se esforça para alcançar seus objetivos de longo prazo de reintroduzir a espécie na natureza".

Amr AlMadani, CEO da Comissão Real para AlUla, disse: "O leopardo-árabe é um símbolo poderoso do objetivo da RCU de conservar e proteger o ambiente natural de AlUla, por meio de esforços de conservação de longo alcance desenvolvidos para proteger a flora e a fauna naturais desta incrível parte do noroeste da Arábia. É uma triste realidade que o leopardo-árabe esteja em perigo crítico. As ameaças contínuas ao seu habitat natural destacam a necessidade urgente de intensificar os esforços de conservação, tão vitais para a sobrevivência de longo prazo da espécie. Queremos que as pessoas marquem o dia do leopardo-árabe e se envolvam com atividades para aumentar a conscientização e ajudar a proteger esses majestosos grandes felinos."

O leopardo-árabe é emblemático para a Arábia Saudita e para as amplas ambições de sustentabilidade ambiental da RCU. A espécie ocupa um lugar único na consciência coletiva e na imaginação da região; imagens do grande felino foram encontradas em antigas artes rupestres, inspiraram contos folclóricos e são até usadas em expressões modernas cotidianas.

Com menos de 200 na natureza, o leopardo-árabe é classificado como em perigo crítico pela IUCN e considera-se que está em risco extremamente alto de extinção na natureza.

O nascimento de um filhote no Centro de criação de leopardo-árabe em Taif, na Arábia Saudita, destacou o grande potencial para reintroduzir a espécie na natureza e nas montanhas ao redor de AlUla e além. No entanto, ainda há um longo e difícil caminho adiante, com esforços em andamento para estabelecer um habitat protegido para restaurar a população.

A RCU, que está regenerando uma área de 22.561km2 no noroeste da Arábia Saudita como um destino global para o patrimônio natural e cultural, comprometeu 25 milhões de dólares para o Arabian Leopard Fund, uma organização independente criada para implementar projetos de conservação em toda a área de ocorrência de leopardos. A RCU designou cinco reservas naturais, que cobrem 12.500 km2, e trabalhará com especialistas líderes, como Panthera e IUCN, para ativar, conservar e garantir essas áreas protegidas com uma visão de que os leopardos poderão, eventualmente, andar livremente novamente. 

O Conselho de Ministros da Arábia Saudita designou que o dia do leopardo-árabe seja realizado anualmente no dia 10 de fevereiro.

Nota aos editores:

Sempre se escreve AlUla.

Forneceremos fotografias esta noite com os marcos que caracterizam as imagens do Dia do leopardo-árabe. Os marcos acenderão simultaneamente às 19:10 h KSA. Além disso, encontre maiores informações, incluindo instruções e perguntas frequentes aqui.

Sobre a Comissão Real de AlUla 

A Royal Commission for AlUla (RCU) foi estabelecida por decreto real em julho de 2017 com a finalidade de preservar e desenvolver AlUla, uma região de notável relevância natural e cultural situada no noroeste da Arábia Saudita. O plano de longo prazo da RCU traça um objetivo responsável, sustentável e sensível em relação ao desenvolvimento urbano e econômico, que preserva o patrimônio natural e histórico da região, ao mesmo tempo que estabelece AlUla como um local desejável para viver, trabalhar e visitar. Isso engloba uma ampla gama de iniciativas nas áreas de arqueologia, turismo, cultura, educação e artes, que refletem o compromisso de cumprir com as prioridades de diversificação econômica, capacitação da comunidade local e preservação do patrimônio estabelecidas no programa Vision 2030 do Reino da Arábia Saudita.

Vídeo - https://mma.prnewswire.com/media/1744056/AlUla_Elephant_Rock.mp4 

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1744054/Royal_Commission_for_AlUla.jpg

 

 

Contato para a imprensa: 

Jinith Joy

Consultora, Hill+Knowlton Strategies

00971 50 7219369

FONTE Royal Commission for AlUla

Você acabou de ler:

O primeiro dia do leopardo-árabe começa em toda a região e foca na salvação da espécie

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/o-primeiro-dia-do-leopardo-arabe-comeca-em-toda-a-regiao-e-foca-na-salvacao-da-especie/