O vice-presidente de Honduras propõe a legalização da Cannabis e, com isso, pretende criar 85 mil empregos

TEGUCIGALPA, Honduras, 19 de maio de 2022 /PRNewswire/ -- Salvador Nasralla, o primeiro vice-presidente de Honduras, revolucionou a opinião pública ao lançar uma proposta para legalizar o cultivo da maconha em seu país.

Em entrevista exclusiva ao jornal online El Planteo, o mandatário de Honduras disse que procura "gerar 85 mil empregos" em um país de dez milhões de habitantes, no qual "mais de meio milhão está desempregado".

O primeiro anúncio foi feito há semanas por meio de um vídeo gravado em modo "selfie" em um barco, o que gerou repercussões na imprensa de todo o mundo.

Salvador Nasralla, que entrou na política em 2011 após uma extensa carreira na televisão, assegura que "Honduras tem excelente iluminação, e o custo de produção é baixo: produzir um grama custa 15 centavos de dólar, enquanto produzir o mesmo grama na Europa ou nos Estados Unidos custa mais de um dólar".

Como várias vozes foram imediatamente levantadas contra a proposta em Honduras, o vice-presidente esclareceu: "Não estou pensando em legalizar a maconha, nem a parte medicinal. Proponho que seja utilizada apenas para o cultivo e, se desejado, para o processamento nas mesmas fábricas."

A presidente Xiomara Castro, que acaba de completar seus primeiros 100 dias no poder, é quem poderá impulsionar o projeto de lei para legalizar o cultivo da maconha.

"Se não houver vontade política por parte da governante, que é a tomadora de decisões, o projeto não será implementado. Nesse caso, será apenas uma boa ideia e nada mais", disse Nasralla na entrevista ao ElPlanteo.com

Os números oficiais indicam que 350 mil pessoas estão desempregadas mas, de acordo com o vice-presidente, "temos, pelo menos, um milhão de desempregados" e em Honduras "se come porque chegam mais de 25 milhões de dólares por dia por meio de remessas".

Com uma dívida externa de três bilhões de dólares "o país está economicamente muito debilitado, então é necessário um forte impulso, e é nisso que estamos trabalhando com o novo governo para criar segurança jurídica para que os investidores tenham confiança em investir aqui. A mesma confiança que eles tinham antes, há 20 ou 30 anos", conclui o vice-presidente Nasralla.

Para ler essa entrevista, visite El Planteo ou ElPlanteo.com e utilize o link https://elplanteo.com/entrevista-vicepresidente-honduras-salvador-nasralla-trabajo-cannabis/

Ulises Román Rodríguez , autor do artigo, e Javier Hasse , CEO do El Planteo, estão disponíveis para entrevistas.

Sobre o El Planteo 

O El Planteo é um meio de comunicação com foco em temáticas inovadoras como cannabis, cânhamo, psicodélicos, música, ecologia, criptomoedas e NFTs, questões de gênero e sexualidade e muito mais. Frequentemente, nosso conteúdo tem um viés econômico ou financeiro. O site recebe cerca de 500 mil leitores mensais e alcança milhões mais por meio de seus parceiros de distribuição e meios de comunicação convencionais como Benzinga, MSN, High Times, Investing.com, Entrepreneur Magazine e muitos outros.

O El Planteo é financiado pelo Benzinga, um meio de comunicação financeiro dinâmico e inovador com sede em Detroit, que oferece aos investidores conteúdos exclusivos e de alta qualidade cobiçados pelos principais negociadores de Wall Street.

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=7Dr50vAR2WQ

FONTE El Planteo

TEGUCIGALPA, Honduras, 19 de maio de 2022 /PRNewswire/ -- Salvador Nasralla, o primeiro vice-presidente de Honduras, revolucionou a opinião pública ao lançar uma proposta para legalizar o cultivo da maconha em seu país.

Em entrevista exclusiva ao jornal online El Planteo, o mandatário de Honduras disse que procura "gerar 85 mil empregos" em um país de dez milhões de habitantes, no qual "mais de meio milhão está desempregado".

O primeiro anúncio foi feito há semanas por meio de um vídeo gravado em modo "selfie" em um barco, o que gerou repercussões na imprensa de todo o mundo.

Salvador Nasralla, que entrou na política em 2011 após uma extensa carreira na televisão, assegura que "Honduras tem excelente iluminação, e o custo de produção é baixo: produzir um grama custa 15 centavos de dólar, enquanto produzir o mesmo grama na Europa ou nos Estados Unidos custa mais de um dólar".

Como várias vozes foram imediatamente levantadas contra a proposta em Honduras, o vice-presidente esclareceu: "Não estou pensando em legalizar a maconha, nem a parte medicinal. Proponho que seja utilizada apenas para o cultivo e, se desejado, para o processamento nas mesmas fábricas."

A presidente Xiomara Castro, que acaba de completar seus primeiros 100 dias no poder, é quem poderá impulsionar o projeto de lei para legalizar o cultivo da maconha.

"Se não houver vontade política por parte da governante, que é a tomadora de decisões, o projeto não será implementado. Nesse caso, será apenas uma boa ideia e nada mais", disse Nasralla na entrevista ao ElPlanteo.com

Os números oficiais indicam que 350 mil pessoas estão desempregadas mas, de acordo com o vice-presidente, "temos, pelo menos, um milhão de desempregados" e em Honduras "se come porque chegam mais de 25 milhões de dólares por dia por meio de remessas".

Com uma dívida externa de três bilhões de dólares "o país está economicamente muito debilitado, então é necessário um forte impulso, e é nisso que estamos trabalhando com o novo governo para criar segurança jurídica para que os investidores tenham confiança em investir aqui. A mesma confiança que eles tinham antes, há 20 ou 30 anos", conclui o vice-presidente Nasralla.

Para ler essa entrevista, visite El Planteo ou ElPlanteo.com e utilize o link https://elplanteo.com/entrevista-vicepresidente-honduras-salvador-nasralla-trabajo-cannabis/

Ulises Román Rodríguez , autor do artigo, e Javier Hasse , CEO do El Planteo, estão disponíveis para entrevistas.

Sobre o El Planteo 

O El Planteo é um meio de comunicação com foco em temáticas inovadoras como cannabis, cânhamo, psicodélicos, música, ecologia, criptomoedas e NFTs, questões de gênero e sexualidade e muito mais. Frequentemente, nosso conteúdo tem um viés econômico ou financeiro. O site recebe cerca de 500 mil leitores mensais e alcança milhões mais por meio de seus parceiros de distribuição e meios de comunicação convencionais como Benzinga, MSN, High Times, Investing.com, Entrepreneur Magazine e muitos outros.

O El Planteo é financiado pelo Benzinga, um meio de comunicação financeiro dinâmico e inovador com sede em Detroit, que oferece aos investidores conteúdos exclusivos e de alta qualidade cobiçados pelos principais negociadores de Wall Street.

Vídeo - https://www.youtube.com/watch?v=7Dr50vAR2WQ

FONTE El Planteo

Você acabou de ler:

O vice-presidente de Honduras propõe a legalização da Cannabis e, com isso, pretende criar 85 mil empregos

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/o-vice-presidente-de-honduras-propoe-a-legalizacao-da-cannabis-e-com-isso-pretende-criar-85-mil-empregos/