Obras de arte multimídia de oito grupos de artistas estarão expostas nos aeroportos de Haneda e Narita a partir de 27 de fevereiro

Agência de Assuntos Culturais apresenta a a exposição "CULTURE GATE to JAPAN" (Portão Cultural para o Japão)

TÓQUIO, 11 de março de 2021 /PRNewswire/ -- Em 27 de fevereiro de 2021, a Agência de Assuntos Culturais inaugurou uma nova exposição de arte nos aeroportos de Haneda e Narita como parte de sua iniciativa "CULTURE GATE to JAPAN". Obras de arte multimídia de oito grupos de artistas estão em exibição, no momento, nos aeroportos e na internet, visando promover os encantos da cultura japonesa e compartilhá-la com o mundo.

Narita>

O tema das exposições em Haneda e Narita é "VISION GATE". Sob a curadoria de Paola ANTONELLI, essas exposições buscam explorar o conceito de "visão" do passado para o futuro e seu papel como a base da cultura japonesa.

  • Período: abertura em 27 de fevereiro de 2021
  • Localização:

    [Instalação] Terminal 2 do Aeroporto de Haneda, saguão de embarques do segundo andar, posto de verificação de segurança D

    [Obras em vídeo]

    - Terminal 3 do Aeroporto de Haneda, saguão de desembarques do segundo andar;

    - Terminais 1 e 2 do Aeroporto de Haneda, saguões de embarques;

    - Todos os terminais do Aeroporto de Narita, monitores de sinalização digital

    *Todos os locais do Aeroporto de Haneda se encontram após a verificação de segurança
  • Entrada: Gratuita
  • Tema: VISION GATE 
  • Curadoria: Paola ANTONELLI

 

Paola ANTONELLI é curadora sênior de arquitetura e design no Museu de Arte Moderna em Nova York, além de diretora fundadora de pesquisa e desenvolvimento do MoMA. Seu trabalho investiga o impacto do design na vida cotidiana, muitas vezes incluindo objetos e práticas negligenciados e combinando design, arquitetura, arte, ciência e tecnologia.

Depois da XXII Triennale di Milano–com a exposição Broken Nature em 2019, dedicada à ideia do design restaurativo–, ela recentemente fez no MoMA a curadoria da exibição Material Ecology, sobre o trabalho da arquiteta Neri OXMAN. Sua aclamada série de lives no Instagram @design.emergency, concebida com a crítica de design Alice RAWSTHORN, explora o papel do design na construção de um futuro melhor para todos.

  • Título e artista (em ordem alfabética):

    [Instalação] Crowd Cloud de SUZUKI Yuri & HOSOI Miyu

Mantendo a voz humana no centro, neste trabalho, os artistas trabalharam os sons da língua japonesa e criaram uma composição e experiência únicas em que o som emana de um coral de dezenas de trompetes em pé, que conversam entre si como pessoas que esperam por amigos e parentes no saguão de desembarques de um aeroporto.

SUZUKI Yuri: SUZUKI Yuri é um artista e designer que examina possibilidades de som e música em nossas experiências cotidianas. Desde 2018, ele é sócio da maior consultoria independente do mundo, a Pentagram. O trabalho criativo de SUZUKI abrange as áreas de design, música e arte, com resultados que vão desde arte pública e produtos até identidade sonora e composições. Suas obras foram reconhecidas por premiações da indústria, bem como adquiridas para várias coleções internacionais de museus, incluindo o Museu de Design de Londres, o Museu de Israel e o Museu de Arte Moderna, em Nova York.

HOSOI Miyu: Nascida em 1993, a artista de som/música HOSOI Miyu está envolvida ativamente em vários projetos artísticos, desde a criação de instalações para conscientização do som ambiente usando sistemas de som multicanais até produções de artes performáticas. HOSOI é particularmente conhecida pelas obras de overdubbing usando seus próprios vocais. Sua renomada obra "Lenna", feita em 22.2 canais, foi apresentada em vários locais, incluindo o NTT InterCommunication Center [ICC] Anechoic Room, o Yamaguchi Center for Arts and Media [YCAM], o Tokyo Metropolitan Theater Concert Hall e a Audio Engineering Society. Ela recebeu o prêmio New Face no 23º Festival de Arte Midiática do Japão, na divisão de Arte.

[Obras em vídeo]  Seis vídeos de seis grupos de artistas diferentes convidam os viajantes a mergulhar na cultura eclética e extraordinariamente rica do Japão

Theme Park Tokyo de acky bright

A obra explorou a cidade de Tóquio usando a estrutura tradicional de rolagem de imagem e o estilo contemporâneo de mangá.

acky bright é um ilustrador e artista de mangá, e é conhecido por sua arte em linha em preto e branco. Ele tem muitos seguidores estrangeiros graças a seu estilo único, que combina o anime e o estilo mangá dos anos 80 e 90 no Japão e uma perspectiva moderna. Ele tem publicado muitas obras como "Doodle", em mídias sociais e eventos de pintura ao vivo. Seu novo trabalho, o mangá "Shin Henkei Shojo (New Transformer Girls)" (DLE) está atualmente serializado on-line.

Hitoshobu (One Shot) de Jun Inoue

A obra capturou a pintura ao vivo do artista e a natureza efêmera do mundo da caligrafia/Sho.

Inoue ilustra a delicada espiritualidade particular do Japão usando linhas abstratas para criar "espaços" únicos. Sua sensibilidade requintada mistura o senso moderno e o espírito tradicional para estimular a consciência do espectador. Aproveitando suas conexões com os mundos da moda e da música, ele exibiu suas obras em uma ampla gama de locais, incluindo apresentações de pintura ao vivo e atuações artísticas. Inoue realizou inúmeras exposições particulares no Japão e no exterior, incluindo Melbourne e Paris.

Gravity Garden de KODAMA Sachiko

Essa obra foi criada com ferrofluido fluorescente vermelho, verde e azul para representar o jardim japonês com energia magnética e gravidade.

Depois de se formar na Faculdade de Ciências da Universidade de Hokkaido, KODAMA concluiu seus estudos de pós-graduação e obteve doutorado em arte na Faculdade de Arte e Design da Universidade de Tsukuba. Desde 2000, ela tem sido pioneira no uso de ferrofluido na arte. Sua obra "Protrude, Flow" (selecionada pela SIGGRAPH Art Gallery 2001) ganhou o Grande Prêmio no 5º Festival de Artes Midiáticas do Japão, na divisão de Arte Digital (Arte Interativa). Sua obra já foi exposta em museus de arte, galerias, espaços públicos e casas privadas de mais de 20 países. Ela teve grande impacto não só na arte e no design, mas em diversos campos relacionados.

TSUGI de PARTY  

Neste trabalho, temas como gelo ártico que derreteu devido ao aquecimento global e florestas perdidas devido a incêndios são representadas sob uma perspectiva de esperança: reparadas e regeneradas por meio de kintsugi graças à vontade da humanidade.

PARTY é um grupo criativo que combina arte, ciência, design e engenharia para instalar experiências do futuro na sociedade. Projetos notáveis incluem design de espaço para o Terminal 3 do Aeroporto Internacional de Narita, direção criativa para a revista "WIRED JAPAN" e experiências de música virtual "VARP" por meio de colaborações com artistas, incluindo RADWIMPS e kZm. PARTY também desenvolve negócios, como o Stadium Experiment e o Chain Museum.

Day of a Full Moon de MOGI Monika

Este trabalho combina o amor pelas paisagens naturais do Japão que a artista considera místicas e de outro mundo, com sua admiração por mulheres fortes e únicas

MOGI Monika é uma artista, fotógrafa e diretora, nascida em 1992. Ela é fotógrafa autodidata, e sua carreira começou como adolescente fotografando para revistas de arte e moda, como Vogue Japan, ArtReview, Numero Tóquio etc. Enquanto atuava como diretora criativa nos bastidores de seu trabalho, ela começou a usar seus amigos e a cultura jovem em Tóquio, que se destacaram em seu trabalho. Como cresceu entre os EUA e o Japão, MOGI combina sua visão única de ambas as culturas. Nos últimos anos, ela também participou de exposições de fotografia em Tóquio e Nova York e dirigiu comerciais de TV e campanhas de moda em todo o mundo. Seu trabalho com Paola ANTONELLI começou em 2016, quando MOGI foi convidada para fotografar conteúdo para o catálogo da exposição do MoMA "ITEMS: Is Fashion Modern?".

Kojiki – Amenomanai de MORI Mariko

Neste trabalho, a artista utilizou cenas do "Kojiki"- o registro mais antigo do mito da criação no Japão - e transformou-as em imagens geradas por computador.

Desde a segunda metade dos anos 90, MORI participa de exposições internacionais em vários países e realiza inúmeras exposições particulares em museus de arte. Suas principais obras de arte públicas incluem "Sun Pillar" na ilha Miyakojima em 2010, "Ring: One with Nature" no Programa Cultural dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de 2016 e "Cycloid V" na entrada da Toranomon Hills Business Tower. MORI recebeu vários prêmios de prestígio, incluindo menção honrosa na 47º Bienal de Veneza em 1997 e o prêmio para Artista e Acadêmico Promissor no Campo da Arte Contemporânea Japonesa no 8º Prêmio da Fundação de Artes do Japão em 2001. Ela recebeu um diploma honorário da University of the Arts London em 2014.

Sobre a CULTURE GATE to JAPAN

 Em fevereiro de 2021, a Agência de Assuntos Culturais do Governo do Japão lançou um projeto inovador de promoção cultural chamado "CULTURE GATE to JAPAN". Distribuídos por sete aeroportos do Japão, bem como no Terminal Internacional de Cruzeiros de Tóquio, artistas e criadores ativos no campo das artes midiáticas exibem obras de arte inspiradas na cultura única de cada região, com o objetivo de comunicar os principais encantos da cultura japonesa.

Os efeitos globais do novo coronavírus tornaram difícil conhecer novos povos e vivenciar novas culturas pessoalmente. No entanto, isso não deve interromper o intercâmbio de arte, ideias e cultura. Por meio desse projeto, esperamos continuar a oferecer às pessoas do mundo todo a mesma sensação de encantamento e alegria sentida ao conhecer uma nova cultura.

Organizador: Agência de Assuntos Culturais do Governo do Japão            

Site oficial: https://culture-gate.jp/ 

O comunicado de imprensa "CULTURE GATE to JAPAN" é administrado pela wondertrunk & co. Inc.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1453586/1.jpg 

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1453587/2.jpg 

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1453588/3.jpg

FONTE Agency for Cultural Affairs, Government of Japan CULTURE GATE to JAPAN Initiative

Agência de Assuntos Culturais apresenta a a exposição "CULTURE GATE to JAPAN" (Portão Cultural para o Japão)

TÓQUIO, 11 de março de 2021 /PRNewswire/ -- Em 27 de fevereiro de 2021, a Agência de Assuntos Culturais inaugurou uma nova exposição de arte nos aeroportos de Haneda e Narita como parte de sua iniciativa "CULTURE GATE to JAPAN". Obras de arte multimídia de oito grupos de artistas estão em exibição, no momento, nos aeroportos e na internet, visando promover os encantos da cultura japonesa e compartilhá-la com o mundo.

Narita>

O tema das exposições em Haneda e Narita é "VISION GATE". Sob a curadoria de Paola ANTONELLI, essas exposições buscam explorar o conceito de "visão" do passado para o futuro e seu papel como a base da cultura japonesa.

  • Período: abertura em 27 de fevereiro de 2021
  • Localização:

    [Instalação] Terminal 2 do Aeroporto de Haneda, saguão de embarques do segundo andar, posto de verificação de segurança D

    [Obras em vídeo]

    - Terminal 3 do Aeroporto de Haneda, saguão de desembarques do segundo andar;

    - Terminais 1 e 2 do Aeroporto de Haneda, saguões de embarques;

    - Todos os terminais do Aeroporto de Narita, monitores de sinalização digital

    *Todos os locais do Aeroporto de Haneda se encontram após a verificação de segurança
  • Entrada: Gratuita
  • Tema: VISION GATE 
  • Curadoria: Paola ANTONELLI

 

Paola ANTONELLI é curadora sênior de arquitetura e design no Museu de Arte Moderna em Nova York, além de diretora fundadora de pesquisa e desenvolvimento do MoMA. Seu trabalho investiga o impacto do design na vida cotidiana, muitas vezes incluindo objetos e práticas negligenciados e combinando design, arquitetura, arte, ciência e tecnologia.

Depois da XXII Triennale di Milano–com a exposição Broken Nature em 2019, dedicada à ideia do design restaurativo–, ela recentemente fez no MoMA a curadoria da exibição Material Ecology, sobre o trabalho da arquiteta Neri OXMAN. Sua aclamada série de lives no Instagram @design.emergency, concebida com a crítica de design Alice RAWSTHORN, explora o papel do design na construção de um futuro melhor para todos.

  • Título e artista (em ordem alfabética):

    [Instalação] Crowd Cloud de SUZUKI Yuri & HOSOI Miyu

Mantendo a voz humana no centro, neste trabalho, os artistas trabalharam os sons da língua japonesa e criaram uma composição e experiência únicas em que o som emana de um coral de dezenas de trompetes em pé, que conversam entre si como pessoas que esperam por amigos e parentes no saguão de desembarques de um aeroporto.

SUZUKI Yuri: SUZUKI Yuri é um artista e designer que examina possibilidades de som e música em nossas experiências cotidianas. Desde 2018, ele é sócio da maior consultoria independente do mundo, a Pentagram. O trabalho criativo de SUZUKI abrange as áreas de design, música e arte, com resultados que vão desde arte pública e produtos até identidade sonora e composições. Suas obras foram reconhecidas por premiações da indústria, bem como adquiridas para várias coleções internacionais de museus, incluindo o Museu de Design de Londres, o Museu de Israel e o Museu de Arte Moderna, em Nova York.

HOSOI Miyu: Nascida em 1993, a artista de som/música HOSOI Miyu está envolvida ativamente em vários projetos artísticos, desde a criação de instalações para conscientização do som ambiente usando sistemas de som multicanais até produções de artes performáticas. HOSOI é particularmente conhecida pelas obras de overdubbing usando seus próprios vocais. Sua renomada obra "Lenna", feita em 22.2 canais, foi apresentada em vários locais, incluindo o NTT InterCommunication Center [ICC] Anechoic Room, o Yamaguchi Center for Arts and Media [YCAM], o Tokyo Metropolitan Theater Concert Hall e a Audio Engineering Society. Ela recebeu o prêmio New Face no 23º Festival de Arte Midiática do Japão, na divisão de Arte.

[Obras em vídeo]  Seis vídeos de seis grupos de artistas diferentes convidam os viajantes a mergulhar na cultura eclética e extraordinariamente rica do Japão

Theme Park Tokyo de acky bright

A obra explorou a cidade de Tóquio usando a estrutura tradicional de rolagem de imagem e o estilo contemporâneo de mangá.

acky bright é um ilustrador e artista de mangá, e é conhecido por sua arte em linha em preto e branco. Ele tem muitos seguidores estrangeiros graças a seu estilo único, que combina o anime e o estilo mangá dos anos 80 e 90 no Japão e uma perspectiva moderna. Ele tem publicado muitas obras como "Doodle", em mídias sociais e eventos de pintura ao vivo. Seu novo trabalho, o mangá "Shin Henkei Shojo (New Transformer Girls)" (DLE) está atualmente serializado on-line.

Hitoshobu (One Shot) de Jun Inoue

A obra capturou a pintura ao vivo do artista e a natureza efêmera do mundo da caligrafia/Sho.

Inoue ilustra a delicada espiritualidade particular do Japão usando linhas abstratas para criar "espaços" únicos. Sua sensibilidade requintada mistura o senso moderno e o espírito tradicional para estimular a consciência do espectador. Aproveitando suas conexões com os mundos da moda e da música, ele exibiu suas obras em uma ampla gama de locais, incluindo apresentações de pintura ao vivo e atuações artísticas. Inoue realizou inúmeras exposições particulares no Japão e no exterior, incluindo Melbourne e Paris.

Gravity Garden de KODAMA Sachiko

Essa obra foi criada com ferrofluido fluorescente vermelho, verde e azul para representar o jardim japonês com energia magnética e gravidade.

Depois de se formar na Faculdade de Ciências da Universidade de Hokkaido, KODAMA concluiu seus estudos de pós-graduação e obteve doutorado em arte na Faculdade de Arte e Design da Universidade de Tsukuba. Desde 2000, ela tem sido pioneira no uso de ferrofluido na arte. Sua obra "Protrude, Flow" (selecionada pela SIGGRAPH Art Gallery 2001) ganhou o Grande Prêmio no 5º Festival de Artes Midiáticas do Japão, na divisão de Arte Digital (Arte Interativa). Sua obra já foi exposta em museus de arte, galerias, espaços públicos e casas privadas de mais de 20 países. Ela teve grande impacto não só na arte e no design, mas em diversos campos relacionados.

TSUGI de PARTY  

Neste trabalho, temas como gelo ártico que derreteu devido ao aquecimento global e florestas perdidas devido a incêndios são representadas sob uma perspectiva de esperança: reparadas e regeneradas por meio de kintsugi graças à vontade da humanidade.

PARTY é um grupo criativo que combina arte, ciência, design e engenharia para instalar experiências do futuro na sociedade. Projetos notáveis incluem design de espaço para o Terminal 3 do Aeroporto Internacional de Narita, direção criativa para a revista "WIRED JAPAN" e experiências de música virtual "VARP" por meio de colaborações com artistas, incluindo RADWIMPS e kZm. PARTY também desenvolve negócios, como o Stadium Experiment e o Chain Museum.

Day of a Full Moon de MOGI Monika

Este trabalho combina o amor pelas paisagens naturais do Japão que a artista considera místicas e de outro mundo, com sua admiração por mulheres fortes e únicas

MOGI Monika é uma artista, fotógrafa e diretora, nascida em 1992. Ela é fotógrafa autodidata, e sua carreira começou como adolescente fotografando para revistas de arte e moda, como Vogue Japan, ArtReview, Numero Tóquio etc. Enquanto atuava como diretora criativa nos bastidores de seu trabalho, ela começou a usar seus amigos e a cultura jovem em Tóquio, que se destacaram em seu trabalho. Como cresceu entre os EUA e o Japão, MOGI combina sua visão única de ambas as culturas. Nos últimos anos, ela também participou de exposições de fotografia em Tóquio e Nova York e dirigiu comerciais de TV e campanhas de moda em todo o mundo. Seu trabalho com Paola ANTONELLI começou em 2016, quando MOGI foi convidada para fotografar conteúdo para o catálogo da exposição do MoMA "ITEMS: Is Fashion Modern?".

Kojiki – Amenomanai de MORI Mariko

Neste trabalho, a artista utilizou cenas do "Kojiki"- o registro mais antigo do mito da criação no Japão - e transformou-as em imagens geradas por computador.

Desde a segunda metade dos anos 90, MORI participa de exposições internacionais em vários países e realiza inúmeras exposições particulares em museus de arte. Suas principais obras de arte públicas incluem "Sun Pillar" na ilha Miyakojima em 2010, "Ring: One with Nature" no Programa Cultural dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de 2016 e "Cycloid V" na entrada da Toranomon Hills Business Tower. MORI recebeu vários prêmios de prestígio, incluindo menção honrosa na 47º Bienal de Veneza em 1997 e o prêmio para Artista e Acadêmico Promissor no Campo da Arte Contemporânea Japonesa no 8º Prêmio da Fundação de Artes do Japão em 2001. Ela recebeu um diploma honorário da University of the Arts London em 2014.

Sobre a CULTURE GATE to JAPAN

 Em fevereiro de 2021, a Agência de Assuntos Culturais do Governo do Japão lançou um projeto inovador de promoção cultural chamado "CULTURE GATE to JAPAN". Distribuídos por sete aeroportos do Japão, bem como no Terminal Internacional de Cruzeiros de Tóquio, artistas e criadores ativos no campo das artes midiáticas exibem obras de arte inspiradas na cultura única de cada região, com o objetivo de comunicar os principais encantos da cultura japonesa.

Os efeitos globais do novo coronavírus tornaram difícil conhecer novos povos e vivenciar novas culturas pessoalmente. No entanto, isso não deve interromper o intercâmbio de arte, ideias e cultura. Por meio desse projeto, esperamos continuar a oferecer às pessoas do mundo todo a mesma sensação de encantamento e alegria sentida ao conhecer uma nova cultura.

Organizador: Agência de Assuntos Culturais do Governo do Japão            

Site oficial: https://culture-gate.jp/ 

O comunicado de imprensa "CULTURE GATE to JAPAN" é administrado pela wondertrunk & co. Inc.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1453586/1.jpg 

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1453587/2.jpg 

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1453588/3.jpg

FONTE Agency for Cultural Affairs, Government of Japan CULTURE GATE to JAPAN Initiative

Você acabou de ler:

Obras de arte multimídia de oito grupos de artistas estarão expostas nos aeroportos de Haneda e Narita a partir de 27 de fevereiro

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/obras-de-arte-multimidia-de-oito-grupos-de-artistas-estarao-expostas-nos-aeroportos-de-haneda-e-narita-a-partir-de-27-de-fevereiro/