OEC conquista Selo Ouro do Programa GHG Protocol

Reconhecimento global alcançado pelo oitavo ano atesta o compromisso da empresa com a redução de gases de efeito estufa

SÃO PAULO, 22 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- A construtora OEC e suas empresas subsidiárias no Brasil acabam de ser certificadas, pela oitava vez de forma ininterrupta, com o grau máximo do Programa GHG Protocol – ferramenta utilizada por empresas e governos para entender, quantificar e gerenciar emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE). Entre as 111 empresas que receberam o Selo Ouro, a OEC foi a única do setor de construção pesada, reforçando o compromisso com o clima e suas diretrizes de sustentabilidade.

Dois exemplos de boas práticas avaliadas pelo GHG Protocol foram as ações voltadas ao reuso de efluentes e ao reaproveitamento e reciclagem de resíduos sólidos. Neste período, o inventário apresentou uma redução de 44% das emissões ligadas a destinação final de rejeitos em aterros ou estações de tratamentos de efluentes. A empresa realiza o inventário de suas fontes emissoras de GEE em todas as obras e faz a verificação externa de seus relatórios desde 2010, tendo se tornado referência em sua área de atuação nos debates sobre baixo carbono.

"O ano de 2022 será ainda mais desafiador", afirma Cauê Borges Maia, responsável pela produção do inventário na OEC. "Temos como objetivo aperfeiçoar nossas ações, aumentando o desempenho e identificando possíveis aprimoramentos", completa. Além dele, mais de 30 profissionais atuam em todos os países com operação da empresa e se engajam na elaboração do inventário. "Traçamos metas em todas as obras para que possamos melhorar nossos índices e reduzir ainda mais a emissão de GEE", explica.

Agenda do Clima

Além da certificação máxima do GHG Protocol, a OEC mantém outras iniciativas voltadas ao clima. É, por exemplo, signatária da Carta Aberta ao Brasil sobre Mudanças Climáticas, compromisso no qual empresas de diferentes áreas do setor produtivo apresentaram ao Governo propostas para a redução de emissões. Também segue engajada em iniciativas do Fórum Clima, grupo de trabalho coordenado pelo Instituto Ethos (Brasil) que acompanha a contribuição do setor privado para a redução dos impactos negativos sobre as mudanças climáticas.

A mitigação dos impactos do setor produtivo e a promoção de ações para a sua adaptação às mudanças do clima tem especial relevância para a construção civil e estão relacionadas ao equilíbrio ambiental e à qualidade de vida das pessoas no entorno das grandes obras de infraestrutura. A OEC definiu estratégias para a redução de suas emissões de acordo com a realidade e potencial de cada obra. A redução das emissões brutas e a intensidade de emissões aferida pela OEC refletem as características do portfólio de obras e demonstram os esforços empregados para a otimização dos processos internos, em especial, do consumo de combustíveis fósseis.

A relação completa de empresas avaliadas pelo Programa Brasileiro GHG Protocol pode ser consultada no site www.registropublicodeemissoes.com.br.

Ações ESG

A OEC vem evoluído de forma acentuada em ações no âmbito ESG. Algumas ações implementadas nos últimos anos e que exemplificam esta afirmação são a conclusão da monitoria independente realizada por representantes indicados pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos e Ministério Público brasileiro, que culminou com a conquista da certificação internacional antissuborno ISO 37001, no início deste ano.

No campo da sustentabilidade, além da gestão de emissões, a empresa realizou no último ano 1,2 milhões de horas de treinamento e alcançou 79% de reaproveitamento de resíduos sólidos em suas obras.

Durante a pandemia, a empresa realizou ações emergenciais de cunho social visando minimizar o impacto sobre as comunidades no entorno de suas obras e escritórios. No Brasil, efetuou a doação de 500 cestas básicas, sete respiradores, além de disponibilizar mão de obra e equipamentos para ações urbanas; em Angola, distribuiu água, 40 mil litros de álcool 70%, além de mão de obra e materiais; no Panamá, realizou a limpeza urbana, adequação de clínicas e distribuiu 10 mil máscaras; na República Dominicana doou duas ambulâncias; e, no Peru realizou a reforma de um hospital de campanha para pacientes afetados pela Covid. Em complemento, no âmbito interno, implantou o programa Busca Ativa que monitora e provê o acompanhamento médico de todos os seus colaboradores.

Sobre o GHG Protocol

O Programa Brasileiro do GHG Protocol estimula a cultura corporativa em favor da elaboração e publicação do Inventário de Emissões de GEE. O objetivo maior do programa é promover, por meio de engajamento e capacitação técnica e institucional, uma cultura corporativa de caráter voluntário para a identificação, cálculo e a elaboração de inventários de emissões de GEE ou Greenhouse Gases (GHG), em inglês, substâncias gasosas naturalmente presentes na atmosfera e que absorvem parte da radiação infravermelha emitida pelo Sol e refletida pela superfície terrestre, dificultando o escape desta radiação (calor) para o espaço.

O GHG Protocol estabelece estruturas padronizadas globais e abrangentes para medir e gerenciar as emissões dos gases em operações dos setores público e privado, cadeias de valor e ações de mitigação. Com base em uma parceria de 20 anos entre o World Resources Institute (WRI) e o Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD), o GHG Protocol trabalha com governos, associações industriais, ONGs, empresas e outras organizações.

FONTE OEC

Reconhecimento global alcançado pelo oitavo ano atesta o compromisso da empresa com a redução de gases de efeito estufa

SÃO PAULO, 22 de outubro de 2021 /PRNewswire/ -- A construtora OEC e suas empresas subsidiárias no Brasil acabam de ser certificadas, pela oitava vez de forma ininterrupta, com o grau máximo do Programa GHG Protocol – ferramenta utilizada por empresas e governos para entender, quantificar e gerenciar emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE). Entre as 111 empresas que receberam o Selo Ouro, a OEC foi a única do setor de construção pesada, reforçando o compromisso com o clima e suas diretrizes de sustentabilidade.

Dois exemplos de boas práticas avaliadas pelo GHG Protocol foram as ações voltadas ao reuso de efluentes e ao reaproveitamento e reciclagem de resíduos sólidos. Neste período, o inventário apresentou uma redução de 44% das emissões ligadas a destinação final de rejeitos em aterros ou estações de tratamentos de efluentes. A empresa realiza o inventário de suas fontes emissoras de GEE em todas as obras e faz a verificação externa de seus relatórios desde 2010, tendo se tornado referência em sua área de atuação nos debates sobre baixo carbono.

"O ano de 2022 será ainda mais desafiador", afirma Cauê Borges Maia, responsável pela produção do inventário na OEC. "Temos como objetivo aperfeiçoar nossas ações, aumentando o desempenho e identificando possíveis aprimoramentos", completa. Além dele, mais de 30 profissionais atuam em todos os países com operação da empresa e se engajam na elaboração do inventário. "Traçamos metas em todas as obras para que possamos melhorar nossos índices e reduzir ainda mais a emissão de GEE", explica.

Agenda do Clima

Além da certificação máxima do GHG Protocol, a OEC mantém outras iniciativas voltadas ao clima. É, por exemplo, signatária da Carta Aberta ao Brasil sobre Mudanças Climáticas, compromisso no qual empresas de diferentes áreas do setor produtivo apresentaram ao Governo propostas para a redução de emissões. Também segue engajada em iniciativas do Fórum Clima, grupo de trabalho coordenado pelo Instituto Ethos (Brasil) que acompanha a contribuição do setor privado para a redução dos impactos negativos sobre as mudanças climáticas.

A mitigação dos impactos do setor produtivo e a promoção de ações para a sua adaptação às mudanças do clima tem especial relevância para a construção civil e estão relacionadas ao equilíbrio ambiental e à qualidade de vida das pessoas no entorno das grandes obras de infraestrutura. A OEC definiu estratégias para a redução de suas emissões de acordo com a realidade e potencial de cada obra. A redução das emissões brutas e a intensidade de emissões aferida pela OEC refletem as características do portfólio de obras e demonstram os esforços empregados para a otimização dos processos internos, em especial, do consumo de combustíveis fósseis.

A relação completa de empresas avaliadas pelo Programa Brasileiro GHG Protocol pode ser consultada no site www.registropublicodeemissoes.com.br.

Ações ESG

A OEC vem evoluído de forma acentuada em ações no âmbito ESG. Algumas ações implementadas nos últimos anos e que exemplificam esta afirmação são a conclusão da monitoria independente realizada por representantes indicados pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos e Ministério Público brasileiro, que culminou com a conquista da certificação internacional antissuborno ISO 37001, no início deste ano.

No campo da sustentabilidade, além da gestão de emissões, a empresa realizou no último ano 1,2 milhões de horas de treinamento e alcançou 79% de reaproveitamento de resíduos sólidos em suas obras.

Durante a pandemia, a empresa realizou ações emergenciais de cunho social visando minimizar o impacto sobre as comunidades no entorno de suas obras e escritórios. No Brasil, efetuou a doação de 500 cestas básicas, sete respiradores, além de disponibilizar mão de obra e equipamentos para ações urbanas; em Angola, distribuiu água, 40 mil litros de álcool 70%, além de mão de obra e materiais; no Panamá, realizou a limpeza urbana, adequação de clínicas e distribuiu 10 mil máscaras; na República Dominicana doou duas ambulâncias; e, no Peru realizou a reforma de um hospital de campanha para pacientes afetados pela Covid. Em complemento, no âmbito interno, implantou o programa Busca Ativa que monitora e provê o acompanhamento médico de todos os seus colaboradores.

Sobre o GHG Protocol

O Programa Brasileiro do GHG Protocol estimula a cultura corporativa em favor da elaboração e publicação do Inventário de Emissões de GEE. O objetivo maior do programa é promover, por meio de engajamento e capacitação técnica e institucional, uma cultura corporativa de caráter voluntário para a identificação, cálculo e a elaboração de inventários de emissões de GEE ou Greenhouse Gases (GHG), em inglês, substâncias gasosas naturalmente presentes na atmosfera e que absorvem parte da radiação infravermelha emitida pelo Sol e refletida pela superfície terrestre, dificultando o escape desta radiação (calor) para o espaço.

O GHG Protocol estabelece estruturas padronizadas globais e abrangentes para medir e gerenciar as emissões dos gases em operações dos setores público e privado, cadeias de valor e ações de mitigação. Com base em uma parceria de 20 anos entre o World Resources Institute (WRI) e o Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD), o GHG Protocol trabalha com governos, associações industriais, ONGs, empresas e outras organizações.

FONTE OEC

Você acabou de ler:

OEC conquista Selo Ouro do Programa GHG Protocol

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/oec-conquista-selo-ouro-do-programa-ghg-protocol/