Oito obras de artistas de mangá estarão expostas no aeroporto de Kansai a partir de 20 de março

Agência de Assuntos Culturais apresenta a a exposição "CULTURE GATE to JAPAN" (Portão Cultural para o Japão)

OSAKA, Japão, 25 de março de 2021 /PRNewswire/ -- Em 20 de março de 2021, a Agência de Assuntos Culturais estará inaugurando uma exposição de arte no aeroporto internacional da Kansai como parte de um projeto mais amplo intitulado "CULTURE GATE to JAPAN". As obras de arte multimídia de oito artistas serão expostas nos aeroportos e on-line para divulgar os encantos da cultura japonesa em todo o mundo.

Cenário do Evento

Desde a antiguidade, a região de Kansai do Japão tem sido foco da próspera política, comércio e cultura do país. Ainda hoje, se encontram reminiscências desses locais e tradições históricas. Os diversos estilos de vida e culturas encontrados na região foram, em grande parte, moldados pela geografia ao redor – suas montanhas, rios, mares e muito mais. Uma série de portos naturais formou-se na linha costeira recortada do San'in quando o arquipélago japonês se separou da Ásia continental há milhões de anos. O lago Biwa, o maior lago do Japão, tem fornecido água doce para toda a região de Hokuriku. As ilhas Awaji e Tokushima deram origem a alguns dos mitos da criação mais antigos do Japão. E as áreas históricas de Ise e Nara na península Kii, com suas formações rochosas bizarras, florestas virgens e cultura artesanal local, são o cenário para algumas das lendas mais duradouras do país. A geografia natural e os recursos de cada área influenciaram muito o desenvolvimento da cultura regional, cada uma com suas próprias distinções exclusivas.

Para esta exposição, oito áreas dentro e ao redor da região da Kansai foram reinterpretadas como "oito estradas" coexistentes com a natureza. Oito artistas de mangá com conexões pessoais com cada área produziram trabalhos que retratam a natureza, a cultura e as pessoas de cada uma dessas "estradas".

  • Data: Abertura em 20 de março de 2021
  • Localização: Terminal do aeroporto de Kansai 1, 2F Atrium, Canyon Bridge
  • Entrada: Gratuita
  • Tema: VIDA
  • Artistas: Em ordem alfabética abaixo

"The Cape Route" – Sanin Coast

IGARASHI Daisuke

Um artista de mangá. Nascido na Prefeitura de Saitama, formou-se no Departamento de Pintura da Universidade de Arte Tama. Por meio de uma visão de mundo única, ele expressa a conexão entre a natureza e os humanos, o mundo das tradições e mitologia e as origens da vida e dos ecossistemas. Em 2004, ele ganhou o Prêmio de Excelência na categoria de Mangá no 8º Festival de Arte Multimídia do Japão por seu mangá, "Witches" (Shogakukan Inc.). Em 2009, ele ganhou o Prêmio de Excelência no 38º prêmio da associação de cartunistas do Japão e no 13º Festival de Arte Multimídia do Japão, pelo seu mangá, "Children of the Sea" (Shogakukan Inc). Outras obras mais relevantes são "Little Forest" e "Designs" (Kodansha Ltd.), "SARU" (Shogakukan Inc.) e "The Adventures of Kabocha" (Takeshobo Co., Ltd.). Ele também fez os desenhos de vários livros e os designs de capas de livros. O "Little Forest" foi transformado em um filme de live action no Japão e na Coreia em 2014 e 2018, respectivamente. O filme "Children of the Sea" foi transformado em um filme de animação no Japão em 2019.

"The Fruitful Route" – Tamba

KARI Sumako

Nascida na Prefeitura de Fukuoka. Depois de estrear em 1994 com "SWAYIN' IN THE AIR" ("Ranmaru", publicado pela Ohta Publishing Co.), tem estado ativa em uma ampla gama de gêneros, incluindo quadrinhos sobre amor entre meninos (relacionamentos amorosos entre jovens do sexo masculino), gibi para meninas e jovens. Seu mangá é caracterizado por histórias tecidas com humor único, descrições psicológicas sensíveis e personagens distintos. Ela conquistou leitores fiéis. Seus excelentes trabalhos incluem "Kayo-chan no Nimotsu" (Takeshobo Co., Ltd.), "Ibara Ra Lullaby" (Kodansha Ltd.), "Nohara Nohara no" (Taiyotosho Co.) e "Ikuhyaku Seiso" (Ohta Publishing Co.). Em 2006, "Family Restaurant" (Ohta Publishing Co.) foi transformado em um filme. Em 2020, ela ganhou o Prêmio de Excelência na categoria Mangá do 23º Festival de Arte Multimídia do Japão por seu mangá "Ashita Shinuniha (If I Might Die Tomorrow)" (Ohta Publishing Co.).

"The Sea Route" – Awaji Island e Tokushima

SATONAKA Machiko

Nascida na Prefeitura de Osaka em 1948. Em seu segundo ano do ensino médio, ela ganhou o 1o lugar do prêmio Kodansha New Faces com "Portrait of Pia" e posteriormente se tornou uma artista profissional de mangá. Muitas de suas obras apresentam um contexto histórico. Após 32 anos, ela completou a sua obra "Celestial Rainbow", que apresenta a imperatriz Jito como personagem principal. Suas obras mais destacadas incluem "Tomorrow Will Shine" (Amanhã Brilhará), "Women of Aries" (Mulheres de Áries), "Aurora of the Ocean" (Aurora do Oceano), "Colina de Ciprestes", "Constellation of the Hunter" (Constelação do Caçador) e "Kojiki: Manga Koten Bungaku". Em 2006, ela recebeu o certificado de reconhecimento do Ministério da Cultura e Ciência do Japão por uma prestigiosa carreira com obras e atividades culturais. Ela ganhou muitos outros prêmios, como a Cerimônia do Comissário da Agência de Assuntos Culturais (2010), o prêmio Ono Yasumaro do Grande Prêmio da Kojiki Publishing de "Kojiki: Manga Koten Bungaku" (2013) e a Menção Honrosa do Ministro das Relações Exteriores do Japão (2014). Além de ser uma artista de mangá, ela também está envolvida em uma variedade de atividades relacionadas à cultura e a popularização do mangá. Entre elas, estão as atividades como professora na Universidade de Artes de Osaka, diretora da associação de cartunistas do Japão e representante da autoridade japonesa de administração da cúpula de mangá asiática NPO.

"The Water Route" – Lake Biwa e Hokuriku

SEKINE Yuki

Um ilustrador e artista de mangá. Nascida em Kawagoe, prefeitura de Saitama, mora em Isumi, na prefeitura de Chiba. Ela se formou no departamento de estudos internacionais e culturais da Universidade Tsuda. Seu trabalho é caracterizado pela aquarela de cores quentes com ideias baseadas no dia-a-dia, com ênfase na espacialidade e a sugestividade. Sekine ganhou o Prêmio Excelência na categoria Mangá do 9º Festival de Arte Multimídia do Japão por seu primeiro livro de ilustrações, "um dia contínuo" (Shinpusha). Suas ilustrações incluem o "Sora no Teppen Giniro no Kaze" (Livro de leitura designado da editora Komine Shoten para o Concurso de Livro Nacional para Jovens), "Saigo no Jugyo" (Poplar Publishing Co., Ltd.), "Yasashii Oto" (vencedor da editora Komine Shoten do 28º prêmio de literatura infantil Niimi Nankichi), "Asu no Konai Kuni" (série romântica, Asahi Shogakusei Shimbun). Suas obras como artista de mangá incluem "Yuruyuru Makurobi Seikatsu Kantan Genmai Saishoku Comic Essay" (Kadokawa Co.).

"The Pilgrimage Route" – península Kii

URUSHIBARA Yuki

Nascida na Prefeitura de Yamaguchi em 1974. Sua série de mangá, "Mushishi" (título do livro: "The Light of the Eyelid" (A Luz da Pálpebra)) ganhou o Grand Prix do prêmio Afternoon Four Seasons em 1998 e estreou em publicações comerciais. "Mushishi" foi transformado em um anime em 2005 e em filme em 2007. Suas obras distinguem-se por um mundo nostálgico e, em alguns aspectos dolorosos, e um estilo lírico que retrata o inexplicável nesse cenário de forma mundana e delicada. "Mushishi" ganhou o Prêmio Excelência na categoria mangá no 7º Festival de Arte Multimídia do Japão e o 30º Prêmio de Mangá Kodansha na categoria geral. Seus trabalhos extraordinários incluem "Mushishi" (Kodansha Ltd.), "Suiiki" (Kodansha Ltd.) e "Neko ga Nishimukya" (Kodansha Ltd.).

"The Crafts Route" – Fukui, à leste dos lagos Biwa e Mie

YAMADA Yoshihiro

Nascido na prefeitura de Niigata em 1968. Em 1987, ele estreou como artista de mangá na universidade em uma publicação semanal na época intitulada "Comic Morning" com o mangá, "Taisho Yaro", que recebeu o prêmio Chiba Tetsuya por Kodansha Ltd. Até hoje, ele continua buscando representar o "povo japonês" de forma consistente. Seus personagens distintos que possuem um destino intenso e histórias de natureza dramática, altamente original, foram bem acolhidos por todos os gêneros. Suas obras de maior destaque incluem "Decathlon" (Shogakukan Inc )., "Dokyo-Boshi" (Shogakukan Inc. e Kodansha Ltd.), "Giant" (Kodansha Ltd.) e "Hyouge Mono" (Kodansha Ltd.). Ele ganhou o Prêmio Excelência no 13º Festival de Arte Multimídia do Japão, categoria Mangá, em 2009, e o Grande Prêmio no 14º Prêmio Cultural Tezuka Osamu por seu mangá, "Hyouge Mono". Atualmente, a sua série "Bokyo Taro" (de 2019) está aparecendo na publicação semanal, "Morning".

"The Mythology Route" – Ise e Nara

YASUHIKO Yoshikazu

Nascido em Hokkaido em 1947, tem trabalhado como ilustrador de animações desde 1970. YASUHIKO esteve envolvida em obras como "Space Battleship Yamato" (1974), "Brave Raideen" (1976) e "Invincible Super Man Zambot 3" (1977). Em "Mobile Suit Gundam" (1979), ele desempenhou um papel central na criação da animação, servindo como diretor de animação e assumindo o controle do design de personagens. Mais tarde, ele começou a trabalhar como artista de mangá em 1989. Ele esteve envolvido em muitos projetos com um tema histórico, de obras baseadas na história e mitologia antigas do Japão até trabalhos inspirados na história moderna do Japão. Ele ganhou o Prêmio de Excelência no 19º Prêmio da Associação de Cartunistas do Japão de "Namuji" e o Prêmio de Excelência no 4º Festival de Arte Multimídia do Japão, categoria mangá por "Oudo no Inu". "Mobile Suit Gundam: The Origin" ganhou o 43º prêmio Seiun (melhor gibi).

"The Artisans' Route" – Harima 

YOKOYAMA Yuichi

Um artista e criador de mangá. Nascido na prefeitura de Miyazaki em 1967. YOKOYAMA se formou no Departamento de Pintura da Universidade de Arte de Musashino. Ele estreou em 2004 com o livro "New Engineering" (Nova Engenharia). O mangá de YOKOYAMA, chamado neo-mangá, não procurar dar um desenvolvimento claro da história. Retrata ações que são hostis e desfavoráveis para os objetivos dos diversos personagens, e objetos misteriosos se movem e se transformam para expressar a singular passagem do tempo. Seus trabalhos representativos incluem "Travel", "NIWA", "Baby Boom" e "World Map Room". Realizou muitas exposições privadas no Japão e no exterior também. Seu mangá, "Baby Boom" ganhou uma Seleção do Júri na categoria Mangá do 14º Festival de Arte Multimídia do Japão.

Sobre a exposição CULTURE GATE to JAPAN

Começa em fevereiro de 2021, a Agência de Assuntos Culturais do Governo do Japão lançará um projeto inovador de promoção cultural chamado "CULTURE GATE to JAPAN".  Realizado em sete aeroportos do Japão, bem como no Terminal Internacional de Cruzeiros de Tóquio, artistas e criadores ativos no campo das artes midiáticas exporão obras de arte inspiradas na cultura única de cada região, com o objetivo de divulgar melhor os encantos da cultura japonesa.

Os efeitos globais do novo coronavírus tornaram difícil conhecer novos povos e vivenciar novas culturas pessoalmente.  No entanto, isso não deve interromper o intercâmbio de arte, ideias e cultura. Por meio desse projeto, esperamos continuar a oferecer às pessoas do mundo todo a mesma sensação de encantamento e alegria sentida ao conhecer uma nova cultura.

Organizador: Agência de Assuntos Culturais do Governo do Japão

Site oficial: https://culture-gate.jp/

Relações públicas da exposição "CULTURE GATE to JAPAN" conduzidas pela wondertrunk & co. Inc.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1471578/kansai.jpg  

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1471579/Scan_information_CULTURE_GATE_JAPAN.jpg

FONTE Agency for Cultural Affairs, Government of Japan CULTURE GATE to JAPAN Initiative

Agência de Assuntos Culturais apresenta a a exposição "CULTURE GATE to JAPAN" (Portão Cultural para o Japão)

OSAKA, Japão, 25 de março de 2021 /PRNewswire/ -- Em 20 de março de 2021, a Agência de Assuntos Culturais estará inaugurando uma exposição de arte no aeroporto internacional da Kansai como parte de um projeto mais amplo intitulado "CULTURE GATE to JAPAN". As obras de arte multimídia de oito artistas serão expostas nos aeroportos e on-line para divulgar os encantos da cultura japonesa em todo o mundo.

Cenário do Evento

Desde a antiguidade, a região de Kansai do Japão tem sido foco da próspera política, comércio e cultura do país. Ainda hoje, se encontram reminiscências desses locais e tradições históricas. Os diversos estilos de vida e culturas encontrados na região foram, em grande parte, moldados pela geografia ao redor – suas montanhas, rios, mares e muito mais. Uma série de portos naturais formou-se na linha costeira recortada do San'in quando o arquipélago japonês se separou da Ásia continental há milhões de anos. O lago Biwa, o maior lago do Japão, tem fornecido água doce para toda a região de Hokuriku. As ilhas Awaji e Tokushima deram origem a alguns dos mitos da criação mais antigos do Japão. E as áreas históricas de Ise e Nara na península Kii, com suas formações rochosas bizarras, florestas virgens e cultura artesanal local, são o cenário para algumas das lendas mais duradouras do país. A geografia natural e os recursos de cada área influenciaram muito o desenvolvimento da cultura regional, cada uma com suas próprias distinções exclusivas.

Para esta exposição, oito áreas dentro e ao redor da região da Kansai foram reinterpretadas como "oito estradas" coexistentes com a natureza. Oito artistas de mangá com conexões pessoais com cada área produziram trabalhos que retratam a natureza, a cultura e as pessoas de cada uma dessas "estradas".

  • Data: Abertura em 20 de março de 2021
  • Localização: Terminal do aeroporto de Kansai 1, 2F Atrium, Canyon Bridge
  • Entrada: Gratuita
  • Tema: VIDA
  • Artistas: Em ordem alfabética abaixo

"The Cape Route" – Sanin Coast

IGARASHI Daisuke

Um artista de mangá. Nascido na Prefeitura de Saitama, formou-se no Departamento de Pintura da Universidade de Arte Tama. Por meio de uma visão de mundo única, ele expressa a conexão entre a natureza e os humanos, o mundo das tradições e mitologia e as origens da vida e dos ecossistemas. Em 2004, ele ganhou o Prêmio de Excelência na categoria de Mangá no 8º Festival de Arte Multimídia do Japão por seu mangá, "Witches" (Shogakukan Inc.). Em 2009, ele ganhou o Prêmio de Excelência no 38º prêmio da associação de cartunistas do Japão e no 13º Festival de Arte Multimídia do Japão, pelo seu mangá, "Children of the Sea" (Shogakukan Inc). Outras obras mais relevantes são "Little Forest" e "Designs" (Kodansha Ltd.), "SARU" (Shogakukan Inc.) e "The Adventures of Kabocha" (Takeshobo Co., Ltd.). Ele também fez os desenhos de vários livros e os designs de capas de livros. O "Little Forest" foi transformado em um filme de live action no Japão e na Coreia em 2014 e 2018, respectivamente. O filme "Children of the Sea" foi transformado em um filme de animação no Japão em 2019.

"The Fruitful Route" – Tamba

KARI Sumako

Nascida na Prefeitura de Fukuoka. Depois de estrear em 1994 com "SWAYIN' IN THE AIR" ("Ranmaru", publicado pela Ohta Publishing Co.), tem estado ativa em uma ampla gama de gêneros, incluindo quadrinhos sobre amor entre meninos (relacionamentos amorosos entre jovens do sexo masculino), gibi para meninas e jovens. Seu mangá é caracterizado por histórias tecidas com humor único, descrições psicológicas sensíveis e personagens distintos. Ela conquistou leitores fiéis. Seus excelentes trabalhos incluem "Kayo-chan no Nimotsu" (Takeshobo Co., Ltd.), "Ibara Ra Lullaby" (Kodansha Ltd.), "Nohara Nohara no" (Taiyotosho Co.) e "Ikuhyaku Seiso" (Ohta Publishing Co.). Em 2006, "Family Restaurant" (Ohta Publishing Co.) foi transformado em um filme. Em 2020, ela ganhou o Prêmio de Excelência na categoria Mangá do 23º Festival de Arte Multimídia do Japão por seu mangá "Ashita Shinuniha (If I Might Die Tomorrow)" (Ohta Publishing Co.).

"The Sea Route" – Awaji Island e Tokushima

SATONAKA Machiko

Nascida na Prefeitura de Osaka em 1948. Em seu segundo ano do ensino médio, ela ganhou o 1o lugar do prêmio Kodansha New Faces com "Portrait of Pia" e posteriormente se tornou uma artista profissional de mangá. Muitas de suas obras apresentam um contexto histórico. Após 32 anos, ela completou a sua obra "Celestial Rainbow", que apresenta a imperatriz Jito como personagem principal. Suas obras mais destacadas incluem "Tomorrow Will Shine" (Amanhã Brilhará), "Women of Aries" (Mulheres de Áries), "Aurora of the Ocean" (Aurora do Oceano), "Colina de Ciprestes", "Constellation of the Hunter" (Constelação do Caçador) e "Kojiki: Manga Koten Bungaku". Em 2006, ela recebeu o certificado de reconhecimento do Ministério da Cultura e Ciência do Japão por uma prestigiosa carreira com obras e atividades culturais. Ela ganhou muitos outros prêmios, como a Cerimônia do Comissário da Agência de Assuntos Culturais (2010), o prêmio Ono Yasumaro do Grande Prêmio da Kojiki Publishing de "Kojiki: Manga Koten Bungaku" (2013) e a Menção Honrosa do Ministro das Relações Exteriores do Japão (2014). Além de ser uma artista de mangá, ela também está envolvida em uma variedade de atividades relacionadas à cultura e a popularização do mangá. Entre elas, estão as atividades como professora na Universidade de Artes de Osaka, diretora da associação de cartunistas do Japão e representante da autoridade japonesa de administração da cúpula de mangá asiática NPO.

"The Water Route" – Lake Biwa e Hokuriku

SEKINE Yuki

Um ilustrador e artista de mangá. Nascida em Kawagoe, prefeitura de Saitama, mora em Isumi, na prefeitura de Chiba. Ela se formou no departamento de estudos internacionais e culturais da Universidade Tsuda. Seu trabalho é caracterizado pela aquarela de cores quentes com ideias baseadas no dia-a-dia, com ênfase na espacialidade e a sugestividade. Sekine ganhou o Prêmio Excelência na categoria Mangá do 9º Festival de Arte Multimídia do Japão por seu primeiro livro de ilustrações, "um dia contínuo" (Shinpusha). Suas ilustrações incluem o "Sora no Teppen Giniro no Kaze" (Livro de leitura designado da editora Komine Shoten para o Concurso de Livro Nacional para Jovens), "Saigo no Jugyo" (Poplar Publishing Co., Ltd.), "Yasashii Oto" (vencedor da editora Komine Shoten do 28º prêmio de literatura infantil Niimi Nankichi), "Asu no Konai Kuni" (série romântica, Asahi Shogakusei Shimbun). Suas obras como artista de mangá incluem "Yuruyuru Makurobi Seikatsu Kantan Genmai Saishoku Comic Essay" (Kadokawa Co.).

"The Pilgrimage Route" – península Kii

URUSHIBARA Yuki

Nascida na Prefeitura de Yamaguchi em 1974. Sua série de mangá, "Mushishi" (título do livro: "The Light of the Eyelid" (A Luz da Pálpebra)) ganhou o Grand Prix do prêmio Afternoon Four Seasons em 1998 e estreou em publicações comerciais. "Mushishi" foi transformado em um anime em 2005 e em filme em 2007. Suas obras distinguem-se por um mundo nostálgico e, em alguns aspectos dolorosos, e um estilo lírico que retrata o inexplicável nesse cenário de forma mundana e delicada. "Mushishi" ganhou o Prêmio Excelência na categoria mangá no 7º Festival de Arte Multimídia do Japão e o 30º Prêmio de Mangá Kodansha na categoria geral. Seus trabalhos extraordinários incluem "Mushishi" (Kodansha Ltd.), "Suiiki" (Kodansha Ltd.) e "Neko ga Nishimukya" (Kodansha Ltd.).

"The Crafts Route" – Fukui, à leste dos lagos Biwa e Mie

YAMADA Yoshihiro

Nascido na prefeitura de Niigata em 1968. Em 1987, ele estreou como artista de mangá na universidade em uma publicação semanal na época intitulada "Comic Morning" com o mangá, "Taisho Yaro", que recebeu o prêmio Chiba Tetsuya por Kodansha Ltd. Até hoje, ele continua buscando representar o "povo japonês" de forma consistente. Seus personagens distintos que possuem um destino intenso e histórias de natureza dramática, altamente original, foram bem acolhidos por todos os gêneros. Suas obras de maior destaque incluem "Decathlon" (Shogakukan Inc )., "Dokyo-Boshi" (Shogakukan Inc. e Kodansha Ltd.), "Giant" (Kodansha Ltd.) e "Hyouge Mono" (Kodansha Ltd.). Ele ganhou o Prêmio Excelência no 13º Festival de Arte Multimídia do Japão, categoria Mangá, em 2009, e o Grande Prêmio no 14º Prêmio Cultural Tezuka Osamu por seu mangá, "Hyouge Mono". Atualmente, a sua série "Bokyo Taro" (de 2019) está aparecendo na publicação semanal, "Morning".

"The Mythology Route" – Ise e Nara

YASUHIKO Yoshikazu

Nascido em Hokkaido em 1947, tem trabalhado como ilustrador de animações desde 1970. YASUHIKO esteve envolvida em obras como "Space Battleship Yamato" (1974), "Brave Raideen" (1976) e "Invincible Super Man Zambot 3" (1977). Em "Mobile Suit Gundam" (1979), ele desempenhou um papel central na criação da animação, servindo como diretor de animação e assumindo o controle do design de personagens. Mais tarde, ele começou a trabalhar como artista de mangá em 1989. Ele esteve envolvido em muitos projetos com um tema histórico, de obras baseadas na história e mitologia antigas do Japão até trabalhos inspirados na história moderna do Japão. Ele ganhou o Prêmio de Excelência no 19º Prêmio da Associação de Cartunistas do Japão de "Namuji" e o Prêmio de Excelência no 4º Festival de Arte Multimídia do Japão, categoria mangá por "Oudo no Inu". "Mobile Suit Gundam: The Origin" ganhou o 43º prêmio Seiun (melhor gibi).

"The Artisans' Route" – Harima 

YOKOYAMA Yuichi

Um artista e criador de mangá. Nascido na prefeitura de Miyazaki em 1967. YOKOYAMA se formou no Departamento de Pintura da Universidade de Arte de Musashino. Ele estreou em 2004 com o livro "New Engineering" (Nova Engenharia). O mangá de YOKOYAMA, chamado neo-mangá, não procurar dar um desenvolvimento claro da história. Retrata ações que são hostis e desfavoráveis para os objetivos dos diversos personagens, e objetos misteriosos se movem e se transformam para expressar a singular passagem do tempo. Seus trabalhos representativos incluem "Travel", "NIWA", "Baby Boom" e "World Map Room". Realizou muitas exposições privadas no Japão e no exterior também. Seu mangá, "Baby Boom" ganhou uma Seleção do Júri na categoria Mangá do 14º Festival de Arte Multimídia do Japão.

Sobre a exposição CULTURE GATE to JAPAN

Começa em fevereiro de 2021, a Agência de Assuntos Culturais do Governo do Japão lançará um projeto inovador de promoção cultural chamado "CULTURE GATE to JAPAN".  Realizado em sete aeroportos do Japão, bem como no Terminal Internacional de Cruzeiros de Tóquio, artistas e criadores ativos no campo das artes midiáticas exporão obras de arte inspiradas na cultura única de cada região, com o objetivo de divulgar melhor os encantos da cultura japonesa.

Os efeitos globais do novo coronavírus tornaram difícil conhecer novos povos e vivenciar novas culturas pessoalmente.  No entanto, isso não deve interromper o intercâmbio de arte, ideias e cultura. Por meio desse projeto, esperamos continuar a oferecer às pessoas do mundo todo a mesma sensação de encantamento e alegria sentida ao conhecer uma nova cultura.

Organizador: Agência de Assuntos Culturais do Governo do Japão

Site oficial: https://culture-gate.jp/

Relações públicas da exposição "CULTURE GATE to JAPAN" conduzidas pela wondertrunk & co. Inc.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1471578/kansai.jpg  

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1471579/Scan_information_CULTURE_GATE_JAPAN.jpg

FONTE Agency for Cultural Affairs, Government of Japan CULTURE GATE to JAPAN Initiative

Você acabou de ler:

Oito obras de artistas de mangá estarão expostas no aeroporto de Kansai a partir de 20 de março

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/oito-obras-de-artistas-de-manga-estarao-expostas-no-aeroporto-de-kansai-a-partir-de-20-de-marco/