Os atletas devem visitar o dentista antes das competições para maximizar o sucesso esportivo, revelam especialistas médicos no evento da Fundação Sunstar

AMSTERDÃ, 27 de junho de 2018 /PRNewswire/ -- Metade dos atletas precisam ter cuidados extras com a saúde bucal, de acordo com os palestrantes da Perio Link Night: Dr. Ian Needleman, da University College London, Dr. Mike Loosemore, das Olimpíadas de Inverno de 2018, e Dr. Marzia Massignani, da Sunstar. Este e outros fatos importantes foram declarados durante o evento organizado pela Fundação Sunstar, para discutir como a saúde bucal deficiente está relacionada ao baixo desempenho esportivo em atletas de elite.

Pesquisas recentes mostraram que os atletas de elite estão sob alto risco de ter problemas de saúde bucal. De acordo com os depoimentos de vários atletas, como o boxeador Anthony Joshua ou o esquiador Christian Zorzi[1], há poucas causas: treinamento intensivo e condições extremas a que submetem seus corpos, alta ingestão de calorias, geralmente, provenientes de bebidas esportivas com alto teor de açúcar. Além disso, a maioria dos atletas tem boca seca, que é a situação perfeita para a proliferação de bactérias.

De acordo com Dr Needleman, "Não se trata apenas de ter gengivas saudáveis, mas também do seu desempenho".

Como a saúde bucal deficiente afeta o desempenho esportivo? 

A saúde bucal tem impacto negativo sobre o desempenho dos atletas de várias maneiras. Por exemplo, há uma ligação direta entre as faltas aos treinamentos e problemas bucais não tratados. Além disso, há conexão entre inflamações na boca e em todo o corpo. Essa conexão tem sido amplamente estudada, relatando associações entre a saúde bucal deficiente e doenças como o diabetes. Como resultado, de acordo com estudos do Dr. Needleman[2], quando a saúde bucal melhora, influência positiva na saúde geral e no bem-estar. 

Educação, conscientização e mudança de comportamento são as respostas 

O que podemos fazer em relação a isso? Ao perguntar aos especialistas, todos os panelistas concordam: aumentar a consciência, a informação e as mudanças comportamentais. O cuidado bucal parece não ser prioridade nos check-ups médicos dos atletas de ponta até que sintam dor. Portanto, parece óbvio que os cuidados bucais devam fazer parte da rotina dos atletas de ponta, em paralelo à dieta, à fisioterapia e ao treinamento. 

Além disso, é fundamental lembrar que não apenas os atletas de ponta devem incluir os cuidados orais em suas rotinas diárias. Todos os dias, cada vez mais pessoas se envolvem em esportes, por isso é necessário que cuidem da higiene bucal também. Conforme declarado pelo Dr. Massignani, em nome da Fundação Sunstar, esta é, de fato, uma grande oportunidade de aumentar a consciência sobre a importância da higiene oral. As respostas são uma abordagem mais holística para a saúde.

1. Faça o download dos depoimentos dos atletas aqui [https://mci-creation.wetransfer.com/downloads/b03dc8efa62c67db2a42dd2819fefb9620180620112707/2841ff616315df3c1d1e46e5919c770320180620112707/73f976]

2. Oral health and impact on performance of athletes participating in the London 2012 Olympic Games: a cross-sectional study. Needleman,1 P Ashley,2 A Petrie,3 F Fortune,4 W Turner,4 J Jones,4 J Niggli,4 L Engebretsen,5,6,7 R Budgett,7 N Donos,1 T Clough,8 S Porter9. http://bjsm.bmj.com/content/47/16/1054

Quais são as recomendações básicas para a saúde bucal, então? Escovar os dentes duas vezes ao dia, escovação interdentária e bochechos, além de check-up odontológico duas vezes por ano.

(Foto: https://mma.prnewswire.com/media/711909/Sunstar_Foundation_Panel.jpg)

(Foto: https://mma.prnewswire.com/media/711908/Sunstar_Foundation_Panel_and_Audience.jpg)

FONTE Sunstar Foundation

AMSTERDÃ, 27 de junho de 2018 /PRNewswire/ -- Metade dos atletas precisam ter cuidados extras com a saúde bucal, de acordo com os palestrantes da Perio Link Night: Dr. Ian Needleman, da University College London, Dr. Mike Loosemore, das Olimpíadas de Inverno de 2018, e Dr. Marzia Massignani, da Sunstar. Este e outros fatos importantes foram declarados durante o evento organizado pela Fundação Sunstar, para discutir como a saúde bucal deficiente está relacionada ao baixo desempenho esportivo em atletas de elite.

Pesquisas recentes mostraram que os atletas de elite estão sob alto risco de ter problemas de saúde bucal. De acordo com os depoimentos de vários atletas, como o boxeador Anthony Joshua ou o esquiador Christian Zorzi[1], há poucas causas: treinamento intensivo e condições extremas a que submetem seus corpos, alta ingestão de calorias, geralmente, provenientes de bebidas esportivas com alto teor de açúcar. Além disso, a maioria dos atletas tem boca seca, que é a situação perfeita para a proliferação de bactérias.

De acordo com Dr Needleman, "Não se trata apenas de ter gengivas saudáveis, mas também do seu desempenho".

Como a saúde bucal deficiente afeta o desempenho esportivo? 

A saúde bucal tem impacto negativo sobre o desempenho dos atletas de várias maneiras. Por exemplo, há uma ligação direta entre as faltas aos treinamentos e problemas bucais não tratados. Além disso, há conexão entre inflamações na boca e em todo o corpo. Essa conexão tem sido amplamente estudada, relatando associações entre a saúde bucal deficiente e doenças como o diabetes. Como resultado, de acordo com estudos do Dr. Needleman[2], quando a saúde bucal melhora, influência positiva na saúde geral e no bem-estar. 

Educação, conscientização e mudança de comportamento são as respostas 

O que podemos fazer em relação a isso? Ao perguntar aos especialistas, todos os panelistas concordam: aumentar a consciência, a informação e as mudanças comportamentais. O cuidado bucal parece não ser prioridade nos check-ups médicos dos atletas de ponta até que sintam dor. Portanto, parece óbvio que os cuidados bucais devam fazer parte da rotina dos atletas de ponta, em paralelo à dieta, à fisioterapia e ao treinamento. 

Além disso, é fundamental lembrar que não apenas os atletas de ponta devem incluir os cuidados orais em suas rotinas diárias. Todos os dias, cada vez mais pessoas se envolvem em esportes, por isso é necessário que cuidem da higiene bucal também. Conforme declarado pelo Dr. Massignani, em nome da Fundação Sunstar, esta é, de fato, uma grande oportunidade de aumentar a consciência sobre a importância da higiene oral. As respostas são uma abordagem mais holística para a saúde.

1. Faça o download dos depoimentos dos atletas aqui [https://mci-creation.wetransfer.com/downloads/b03dc8efa62c67db2a42dd2819fefb9620180620112707/2841ff616315df3c1d1e46e5919c770320180620112707/73f976]

2. Oral health and impact on performance of athletes participating in the London 2012 Olympic Games: a cross-sectional study. Needleman,1 P Ashley,2 A Petrie,3 F Fortune,4 W Turner,4 J Jones,4 J Niggli,4 L Engebretsen,5,6,7 R Budgett,7 N Donos,1 T Clough,8 S Porter9. http://bjsm.bmj.com/content/47/16/1054

Quais são as recomendações básicas para a saúde bucal, então? Escovar os dentes duas vezes ao dia, escovação interdentária e bochechos, além de check-up odontológico duas vezes por ano.

(Foto: https://mma.prnewswire.com/media/711909/Sunstar_Foundation_Panel.jpg)

(Foto: https://mma.prnewswire.com/media/711908/Sunstar_Foundation_Panel_and_Audience.jpg)

FONTE Sunstar Foundation

Você acabou de ler:

Os atletas devem visitar o dentista antes das competições para maximizar o sucesso esportivo, revelam especialistas médicos no evento da Fundação Sunstar

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/os-atletas-devem-visitar-o-dentista-antes-das-competicoes-para-maximizar-o-sucesso-esportivo-revelam-especialistas-medicos-no-evento-da-fundacao-sunstar/