Os principais especialistas em vírus da GVN reúnem-se para identificar os avanços mais promissores para combater a COVID-19 e as estratégias de preparação para pandemias futuras

Testes de diagnóstico rápido, terapias medicamentosas de reaproveitamento e vacinas direcionadas à imunidade inata são fatores integrais na mitigação da COVID-19

BALTIMORE, 1 de outubro de 2020 /PRNewswire/ -- A Rede Global de Vírus (GVN, pela sigla em inglês), uma coalizão dos principais centros de pesquisa em virologia médica e básica que trabalham para prevenir doenças e mortes por doenças virais, convocou uma coletiva de imprensa com participantes de todo o mundo para discutir os principais resultados da Reunião Anual Especial da GVN virtual 2020, realizada de 23 a 24 de setembro de 2020.

Um vídeo da coletiva de imprensa completa pode ser encontrado aqui.

"Não sabemos o que o futuro reserva para a COVID-19 - podem ocorrer variações sazonais ou infecções crônicas ou talvez uma desaceleração", disse o Dr. Christian Bréchot, presidente da GVN. "No entanto, sabemos que devemos nos preparar e precisa ser agora e não depois do fim destas pandemias; no espírito de preparação, é muito oportuno que utilizemos a Reunião Anual Especial para reunir especialistas internacionais para identificar e analisar o que deu errado, o que foi tratado de maneira adequada e quais recomendações podemos fazer com segurança."

As principais descobertas durante a reunião em relação à pesquisa da SARS-CoV-2 e da COVID-19 incluem:

  • Os eventos de "superpropagadores e "superpropagação" são os principais impulsionadores da pandemia, indicando que apenas um punhado de pessoas infectadas parecem ser exponencialmente contagiosas. Além disso, a transmissão por via aerossol de curto alcance contribui para a disseminação do vírus, particularmente no contexto dos eventos de superpropagação.
  • Principais estratégias de resposta à pandemia - a necessidade de tirar melhor proveito do grande progresso da tecnologia em diagnósticos, um fator-chave para o controle de doenças infecciosas; a amostragem salivar aumentará muito nossa capacidade de teste, inclusive em ambientes escolares; novos testes de diagnóstico molecular rápidos e baratos combinados com a transmissão digital dos resultados, rastreamento e isolamento devem ser amplamente enfatizados, uma compreensão da comunicabilidade e transmissão e, mais importante, a criação de uma resposta unificada e multidisciplinar com mecanismos para compartilhamento de informações entre virologistas internacionais e autoridades independentes.
  • Uma avaliação do desenvolvimento da vacina - sincronização, uma análise dos candidatos, efeitos colaterais e gerenciamento da expectativa mundial de uma vacina satisfatória e oportuna. Até que uma vacina clássica e eficaz esteja disponível, as vacinas que estimulam o sistema imunológico inato do corpo, como a vacina oral contra a poliomielite e a BCG, são essenciais na proteção contra a infecção.
  • Uma declaração muito forte contra a SARS-CoV-2 ser o resultado de manipulação humana.
  • Uma atualização sobre as terapias disponíveis e futuras, enfatizando a necessidade de combinar novas moléculas antivirais e imunomoduladoras, bem como a necessidade de contemplar no futuro antivirais de amplo espectro contra vários vírus.

O Dr. Bréchot, que também é professor da University of South Florida em Tampa, continuou: "Esta não é apenas uma crise - é uma nova era. Temos grandes desafios pela frente, precisamos de uma nova organização e agora.  As colaborações globais construirão uma base sólida. É aqui que a GVN é muito importante e complementar às agências nacionais e internacionais. A GVN está bem posicionada para estabelecer uma Aliança de Preparação para a Pandemia Viral com todos os parceiros para facilitar as colaborações com universidades, indústrias, governos e comunidades para unir esforços e encontrar soluções conjuntas."

As vacinas vivas simples, seguras, orais e baratas, como a vacina oral contra a poliomielite (VOP), terão um amplo benefício contra a COVID-19. Isso também pode ser usado em futuras pandemias, particularmente de vírus respiratórios, induzindo a imunidade inata, que é imediata e não tão limitante quanto uma vacina específica", disse o Dr. Robert Gallo, cofundador da GVN; renomado professor de medicina da The Homer & Martha Gudelsky, cofundador e diretor do Institute of Human Virology da University of Maryland School of Medicine.

O Dr. Gallo, que é mais conhecido por descobrir os retrovírus humanos, codescobrir o HIV como a causa da AIDS e desenvolver o teste de sangue do HIV, continuou: "Nada é mais necessário do que um teste de diagnóstico rápido. Testes moleculares que podem ser feitos a baixo custo e em casa, dentro de duas horas ou menos - nada poderia ser mais valioso "Precisamos ser capazes de rastrear; precisamos ser capazes de acompanhar as pessoas; precisamos saber educar. Isso é absolutamente básico e sem isso nada podemos fazer. Não há nada mais importante em minha mente do que obter diagnósticos rápidos e confiáveis."  

O Dr. Bréchot foi acompanhado no evento de imprensa por apresentadores da reunião anual, incluindo:  

  • Dr. Linfa Wang, Duke-NUS Medical School, Cingapura
  • Dr. Konstantin Chumakov, FDA Office of Vaccines Research and Review, USA
  • Dr. Ab Osterhaus, TiHo Hannover, Alemanha
  • Dr. Johan Neyts, Rega Institute, Bélgica
  • Dr. Raymond Schinazi, Emory University, EUA

Em seguida, David Scheer, consultor e empresário em ciências da vida com uma longa carreira em organizações sem fins lucrativos de saúde pública global, moderou uma discussão intitulada "From HIV to SARS-CoV-2 and Beyond." (Do HIV à SARS-CoV-2 e Além) Os panelistas foram o Dr. Gallo, o Dr. Bréchot e o Dr. Eric Rubin,editor do New England Journal of Medicine.  A discussão franca sobre a COVID-19 incluiu perspectivas históricas, o surgimento de cepas variantes da SARS-CoV-2, o desenvolvimento de vacinas e imunidade inata, o uso de terapias medicamentosas existentes e novas, a preparação para pandemia no que se refere à indústria, governo e academia, e que a SARS-CoV-2 ocorre naturalmente e não pelo homem. 

O programa da reunião pode ser encontrado aqui.

Sobre a Global Virus Network (GVN)

A Global Virus Network (GVN) é essencial e crítica na preparação, defesa e primeira resposta de pesquisa para vírus emergentes, existentes e não identificados que representam uma ameaça clara e presente à saúde pública, trabalhando em estreita coordenação com instituições nacionais e internacionais estabelecidas. É uma coalizão composta por eminentes virologistas de humanos e de animais de 57 Centros de Excelência e 10 Afiliados em 33 países em todo o mundo, trabalhando em colaboração para treinar a próxima geração, expandir o conhecimento sobre como identificar e diagnosticar vírus pandêmicos, mitigar e controlar como esses vírus se espalham e nos adoecem, além de desenvolver medicamentos, vacinas e tratamentos para combatê-los. Nenhuma instituição no mundo tem mais experiência em todas as áreas virais do que a GVN, que reúne os melhores virologistas médicos para alavancar sua experiência individual e reunir equipes globais de especialistas sobre os desafios científicos, questões e problemas apresentados por vírus pandêmicos. A GVN é uma organização sem fins lucrativos 501(c)(3). Para obter mais informações, acesse www.gvn.org. Siga-nos no Twitter @GlobalVirusNews.

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1179678/GVN_Logo.jpg  

FONTE Global Virus Network

Testes de diagnóstico rápido, terapias medicamentosas de reaproveitamento e vacinas direcionadas à imunidade inata são fatores integrais na mitigação da COVID-19

BALTIMORE, 1 de outubro de 2020 /PRNewswire/ -- A Rede Global de Vírus (GVN, pela sigla em inglês), uma coalizão dos principais centros de pesquisa em virologia médica e básica que trabalham para prevenir doenças e mortes por doenças virais, convocou uma coletiva de imprensa com participantes de todo o mundo para discutir os principais resultados da Reunião Anual Especial da GVN virtual 2020, realizada de 23 a 24 de setembro de 2020.

Um vídeo da coletiva de imprensa completa pode ser encontrado aqui.

"Não sabemos o que o futuro reserva para a COVID-19 - podem ocorrer variações sazonais ou infecções crônicas ou talvez uma desaceleração", disse o Dr. Christian Bréchot, presidente da GVN. "No entanto, sabemos que devemos nos preparar e precisa ser agora e não depois do fim destas pandemias; no espírito de preparação, é muito oportuno que utilizemos a Reunião Anual Especial para reunir especialistas internacionais para identificar e analisar o que deu errado, o que foi tratado de maneira adequada e quais recomendações podemos fazer com segurança."

As principais descobertas durante a reunião em relação à pesquisa da SARS-CoV-2 e da COVID-19 incluem:

  • Os eventos de "superpropagadores e "superpropagação" são os principais impulsionadores da pandemia, indicando que apenas um punhado de pessoas infectadas parecem ser exponencialmente contagiosas. Além disso, a transmissão por via aerossol de curto alcance contribui para a disseminação do vírus, particularmente no contexto dos eventos de superpropagação.
  • Principais estratégias de resposta à pandemia - a necessidade de tirar melhor proveito do grande progresso da tecnologia em diagnósticos, um fator-chave para o controle de doenças infecciosas; a amostragem salivar aumentará muito nossa capacidade de teste, inclusive em ambientes escolares; novos testes de diagnóstico molecular rápidos e baratos combinados com a transmissão digital dos resultados, rastreamento e isolamento devem ser amplamente enfatizados, uma compreensão da comunicabilidade e transmissão e, mais importante, a criação de uma resposta unificada e multidisciplinar com mecanismos para compartilhamento de informações entre virologistas internacionais e autoridades independentes.
  • Uma avaliação do desenvolvimento da vacina - sincronização, uma análise dos candidatos, efeitos colaterais e gerenciamento da expectativa mundial de uma vacina satisfatória e oportuna. Até que uma vacina clássica e eficaz esteja disponível, as vacinas que estimulam o sistema imunológico inato do corpo, como a vacina oral contra a poliomielite e a BCG, são essenciais na proteção contra a infecção.
  • Uma declaração muito forte contra a SARS-CoV-2 ser o resultado de manipulação humana.
  • Uma atualização sobre as terapias disponíveis e futuras, enfatizando a necessidade de combinar novas moléculas antivirais e imunomoduladoras, bem como a necessidade de contemplar no futuro antivirais de amplo espectro contra vários vírus.

O Dr. Bréchot, que também é professor da University of South Florida em Tampa, continuou: "Esta não é apenas uma crise - é uma nova era. Temos grandes desafios pela frente, precisamos de uma nova organização e agora.  As colaborações globais construirão uma base sólida. É aqui que a GVN é muito importante e complementar às agências nacionais e internacionais. A GVN está bem posicionada para estabelecer uma Aliança de Preparação para a Pandemia Viral com todos os parceiros para facilitar as colaborações com universidades, indústrias, governos e comunidades para unir esforços e encontrar soluções conjuntas."

As vacinas vivas simples, seguras, orais e baratas, como a vacina oral contra a poliomielite (VOP), terão um amplo benefício contra a COVID-19. Isso também pode ser usado em futuras pandemias, particularmente de vírus respiratórios, induzindo a imunidade inata, que é imediata e não tão limitante quanto uma vacina específica", disse o Dr. Robert Gallo, cofundador da GVN; renomado professor de medicina da The Homer & Martha Gudelsky, cofundador e diretor do Institute of Human Virology da University of Maryland School of Medicine.

O Dr. Gallo, que é mais conhecido por descobrir os retrovírus humanos, codescobrir o HIV como a causa da AIDS e desenvolver o teste de sangue do HIV, continuou: "Nada é mais necessário do que um teste de diagnóstico rápido. Testes moleculares que podem ser feitos a baixo custo e em casa, dentro de duas horas ou menos - nada poderia ser mais valioso "Precisamos ser capazes de rastrear; precisamos ser capazes de acompanhar as pessoas; precisamos saber educar. Isso é absolutamente básico e sem isso nada podemos fazer. Não há nada mais importante em minha mente do que obter diagnósticos rápidos e confiáveis."  

O Dr. Bréchot foi acompanhado no evento de imprensa por apresentadores da reunião anual, incluindo:  

  • Dr. Linfa Wang, Duke-NUS Medical School, Cingapura
  • Dr. Konstantin Chumakov, FDA Office of Vaccines Research and Review, USA
  • Dr. Ab Osterhaus, TiHo Hannover, Alemanha
  • Dr. Johan Neyts, Rega Institute, Bélgica
  • Dr. Raymond Schinazi, Emory University, EUA

Em seguida, David Scheer, consultor e empresário em ciências da vida com uma longa carreira em organizações sem fins lucrativos de saúde pública global, moderou uma discussão intitulada "From HIV to SARS-CoV-2 and Beyond." (Do HIV à SARS-CoV-2 e Além) Os panelistas foram o Dr. Gallo, o Dr. Bréchot e o Dr. Eric Rubin,editor do New England Journal of Medicine.  A discussão franca sobre a COVID-19 incluiu perspectivas históricas, o surgimento de cepas variantes da SARS-CoV-2, o desenvolvimento de vacinas e imunidade inata, o uso de terapias medicamentosas existentes e novas, a preparação para pandemia no que se refere à indústria, governo e academia, e que a SARS-CoV-2 ocorre naturalmente e não pelo homem. 

O programa da reunião pode ser encontrado aqui.

Sobre a Global Virus Network (GVN)

A Global Virus Network (GVN) é essencial e crítica na preparação, defesa e primeira resposta de pesquisa para vírus emergentes, existentes e não identificados que representam uma ameaça clara e presente à saúde pública, trabalhando em estreita coordenação com instituições nacionais e internacionais estabelecidas. É uma coalizão composta por eminentes virologistas de humanos e de animais de 57 Centros de Excelência e 10 Afiliados em 33 países em todo o mundo, trabalhando em colaboração para treinar a próxima geração, expandir o conhecimento sobre como identificar e diagnosticar vírus pandêmicos, mitigar e controlar como esses vírus se espalham e nos adoecem, além de desenvolver medicamentos, vacinas e tratamentos para combatê-los. Nenhuma instituição no mundo tem mais experiência em todas as áreas virais do que a GVN, que reúne os melhores virologistas médicos para alavancar sua experiência individual e reunir equipes globais de especialistas sobre os desafios científicos, questões e problemas apresentados por vírus pandêmicos. A GVN é uma organização sem fins lucrativos 501(c)(3). Para obter mais informações, acesse www.gvn.org. Siga-nos no Twitter @GlobalVirusNews.

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1179678/GVN_Logo.jpg  

FONTE Global Virus Network

Você acabou de ler:

Os principais especialistas em vírus da GVN reúnem-se para identificar os avanços mais promissores para combater a COVID-19 e as estratégias de preparação para pandemias futuras

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/os-principais-especialistas-em-virus-da-gvn-reunem-se-para-identificar-os-avancos-mais-promissores-para-combater-a-covid-19-e-as-estrategias-de-preparacao-para-pandemias-futuras/