Pantene celebra e dá visibilidade à comunidade trans em sua jornada de aceitação e expressão.

Em alusão ao Dia Internacional da Visibilidade Trans, Pantene junto com Grey NY apresentaram o curta-metragem de Isa, uma mulher trans mexicana que aos 44 anos celebrou sua verdadeira identidade como mulher comemorando a simbólica festa de 15 anos que nunca teve. A marca tem como objetivo conscientizar e sensibilizar as pessoas para gerar um impacto positivo na comunidade.

CIDADE DO MÉXICO, México, 1 de abril de 2022 /PRNewswire/ -- Para muitas pessoas, o cabelo vai muito além do físico e tem diferentes significados. O cabelo é liberdade, auto-expressão, força e um lembrete das nossas raízes. Especialmente na comunidade trans, o cabelo tem um valor mais profundo: esperança, orgulho, identidade e confiança.

Pantene busca o empoderamento das pessoas para que revelem sua verdadeira identidade através dos seus cabelos, quebrando preconceitos sociais e culturais. Nesta ocasião, a marca de cuidados capilares reforçou o empenho, e, em alusão ao Dia Internacional da Visibilidade Trans, apresentou um curta-metragem que conta a história de Isa, uma mulher trans de 44 anos que iniciou oficialmente seu processo de transição há dois anos; deixou o seu cabelo crescer e conseguiu refletir a mulher que sempre foi, mas que ocultou por muito tempo.

Cada ano, desde 2009, no dia 31 de março acontece a comemoração do Dia Internacional da Visibilidade Trans. Uma data dedicada a conscientizar sobre a discriminação e a violência enfrentadas pelas pessoas trans e sua luta na busca de um mundo com mais oportunidades e igualdade.

A infância de Isa foi difícil e cheia de ressentimento, ela não gostava do que via no espelho porque não conseguia se aceitar e sabia que sua aparência não conectava com a sua identidade interior. Um dos momentos na sua vida que mais a marcaram foi a festa de 15 anos da sua vizinha, onde Isa participou como um dos acompanhantes da debutante. Foi uma situação complicada para ela porque enquanto usava um terno, tinha o cabelo curto e dançava como um cavalheiro, ela desejava ser a debutante da festa. O que nunca imaginou foi que teria sua própria comemoração décadas depois...

A história de Isa, a corajosa mulher que decidiu ser fiel a si mesma

As festas de 15 anos na América Latina comemoram a transformação das meninas em mulheres. A maioria das mulheres trans nunca consegue fazer uma festa de 15 anos porque sofrem muitos preconceitos, críticas e dificuldades. Diante disso, a decisão de iniciar a mudança de gênero pode ser adiada ou até mesmo evitada, por medo de serem rejeitadas ou agredidas por causa da transfobia.

"Não importa quando ou com que idade alguém descobre quem é, se são 15 ou 44. Aquele momento em que eles se sentem à vontade para serem eles mesmos e compartilhá-los, é um momento de celebração", disse Martina Brubacher, Diretora de Comunicação da Pantene na América Latina, "Como marca, conhecemos o poder do cabelo e como ele é uma declaração do verdadeiro eu, por isso foi importante para nós apresentar histórias como a de Isa, uma mulher trans, que celebra essa jornada"

Junto a Pantene, Isa conseguiu fazer a festa que sempre quis, na qual expressou ao mundo: "Aqui estou. Esta sou eu. Sou uma mulher e finalmente tive a festa de debutante dos meus sonhos". 

Clique aqui para ver o curta-metragem da Pantene: "Os 15 anos da Isa e o Poder da Visibilidade"

"No dia dos meus 15 me senti viva e protegida. É algo pelo qual lutei muito, passei tantos anos em segredo e em silencio… de repente estar lá e as pessoas me vendo, foi muito parecido com a primeira vez que me apresentei com minha verdadeira identidade, me aceitando como a mulher que sou", diz Isa, que no dia da festa mostrou seu grande cabelo ruivo com ondas e um vestido com as cores da bandeira trans.

Um pouco mais de 40 anos foi o tempo que precisou Isa para aprender a se amar e a se respeitar. Agora, se olha no espelho e percebe que a bela mulher mexicana, de pele morena, cabelo ruivo e comprido, é o reflexo da mulher que viveu no seu interior. Isa sabe que tem uma vida maravilhosa pela frente como mulher e como mãe; que vai alcançar muitos sonhos e que cada dia da sua vida terá um grande valor enquanto ela continuar sendo fiel a quem ela verdadeiramente é.

"Hoje falo por mim, mas também pelas mães e pais trans, que têm vivido sua identidade de gênero em silêncio, e que tiveram que passar esse processo cheios de culpa, entre a ignorância e serem julgados por uma sociedade que eu não os compreendia, e digo a eles que não desistam", disse Isa.

Pantene quer reafirmar constantemente seu compromisso de eliminar preconceitos relacionados aos cabelos, bem como contribuir para a construção de padrões de beleza mais inclusivos e representativos, que desafiem o status quo e gerem impacto positivo na sociedade.

CONTATO : Gretel Suarez, gretel.suarez@porternovelli.mx

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1778907/Isa_Pantene.jpg

FONTE Procter & Gamble

Em alusão ao Dia Internacional da Visibilidade Trans, Pantene junto com Grey NY apresentaram o curta-metragem de Isa, uma mulher trans mexicana que aos 44 anos celebrou sua verdadeira identidade como mulher comemorando a simbólica festa de 15 anos que nunca teve. A marca tem como objetivo conscientizar e sensibilizar as pessoas para gerar um impacto positivo na comunidade.

CIDADE DO MÉXICO, México, 1 de abril de 2022 /PRNewswire/ -- Para muitas pessoas, o cabelo vai muito além do físico e tem diferentes significados. O cabelo é liberdade, auto-expressão, força e um lembrete das nossas raízes. Especialmente na comunidade trans, o cabelo tem um valor mais profundo: esperança, orgulho, identidade e confiança.

Pantene busca o empoderamento das pessoas para que revelem sua verdadeira identidade através dos seus cabelos, quebrando preconceitos sociais e culturais. Nesta ocasião, a marca de cuidados capilares reforçou o empenho, e, em alusão ao Dia Internacional da Visibilidade Trans, apresentou um curta-metragem que conta a história de Isa, uma mulher trans de 44 anos que iniciou oficialmente seu processo de transição há dois anos; deixou o seu cabelo crescer e conseguiu refletir a mulher que sempre foi, mas que ocultou por muito tempo.

Cada ano, desde 2009, no dia 31 de março acontece a comemoração do Dia Internacional da Visibilidade Trans. Uma data dedicada a conscientizar sobre a discriminação e a violência enfrentadas pelas pessoas trans e sua luta na busca de um mundo com mais oportunidades e igualdade.

A infância de Isa foi difícil e cheia de ressentimento, ela não gostava do que via no espelho porque não conseguia se aceitar e sabia que sua aparência não conectava com a sua identidade interior. Um dos momentos na sua vida que mais a marcaram foi a festa de 15 anos da sua vizinha, onde Isa participou como um dos acompanhantes da debutante. Foi uma situação complicada para ela porque enquanto usava um terno, tinha o cabelo curto e dançava como um cavalheiro, ela desejava ser a debutante da festa. O que nunca imaginou foi que teria sua própria comemoração décadas depois...

A história de Isa, a corajosa mulher que decidiu ser fiel a si mesma

As festas de 15 anos na América Latina comemoram a transformação das meninas em mulheres. A maioria das mulheres trans nunca consegue fazer uma festa de 15 anos porque sofrem muitos preconceitos, críticas e dificuldades. Diante disso, a decisão de iniciar a mudança de gênero pode ser adiada ou até mesmo evitada, por medo de serem rejeitadas ou agredidas por causa da transfobia.

"Não importa quando ou com que idade alguém descobre quem é, se são 15 ou 44. Aquele momento em que eles se sentem à vontade para serem eles mesmos e compartilhá-los, é um momento de celebração", disse Martina Brubacher, Diretora de Comunicação da Pantene na América Latina, "Como marca, conhecemos o poder do cabelo e como ele é uma declaração do verdadeiro eu, por isso foi importante para nós apresentar histórias como a de Isa, uma mulher trans, que celebra essa jornada"

Junto a Pantene, Isa conseguiu fazer a festa que sempre quis, na qual expressou ao mundo: "Aqui estou. Esta sou eu. Sou uma mulher e finalmente tive a festa de debutante dos meus sonhos". 

Clique aqui para ver o curta-metragem da Pantene: "Os 15 anos da Isa e o Poder da Visibilidade"

"No dia dos meus 15 me senti viva e protegida. É algo pelo qual lutei muito, passei tantos anos em segredo e em silencio… de repente estar lá e as pessoas me vendo, foi muito parecido com a primeira vez que me apresentei com minha verdadeira identidade, me aceitando como a mulher que sou", diz Isa, que no dia da festa mostrou seu grande cabelo ruivo com ondas e um vestido com as cores da bandeira trans.

Um pouco mais de 40 anos foi o tempo que precisou Isa para aprender a se amar e a se respeitar. Agora, se olha no espelho e percebe que a bela mulher mexicana, de pele morena, cabelo ruivo e comprido, é o reflexo da mulher que viveu no seu interior. Isa sabe que tem uma vida maravilhosa pela frente como mulher e como mãe; que vai alcançar muitos sonhos e que cada dia da sua vida terá um grande valor enquanto ela continuar sendo fiel a quem ela verdadeiramente é.

"Hoje falo por mim, mas também pelas mães e pais trans, que têm vivido sua identidade de gênero em silêncio, e que tiveram que passar esse processo cheios de culpa, entre a ignorância e serem julgados por uma sociedade que eu não os compreendia, e digo a eles que não desistam", disse Isa.

Pantene quer reafirmar constantemente seu compromisso de eliminar preconceitos relacionados aos cabelos, bem como contribuir para a construção de padrões de beleza mais inclusivos e representativos, que desafiem o status quo e gerem impacto positivo na sociedade.

CONTATO : Gretel Suarez, gretel.suarez@porternovelli.mx

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1778907/Isa_Pantene.jpg

FONTE Procter & Gamble

Você acabou de ler:

Pantene celebra e dá visibilidade à comunidade trans em sua jornada de aceitação e expressão.

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/pantene-celebra-e-da-visibilidade-a-comunidade-trans-em-sua-jornada-de-aceitacao-e-expressao/