Pesquisa global da Federação Mundial do Lúpus (World Lupus Federation) com indivíduos que sofrem de lúpus revela que metade dos entrevistados teve uma redução no acesso aos cuidados de saúde durante a pandemia da COVID-19

Mais de um terço dos entrevistados da pesquisa que sofrem de lúpus não puderam acessar a vacina contra a COVID-19 antes da população em geral

WASHINGTON, 21 de abril de 2021 /PRNewswire/ -- Em uma nova pesquisa global, mais de 6.100 indivíduos que sofrem de lúpus de mais de 85 países compartilharam suas experiências recentes sobre a pandemia da COVID-19 e suas opiniões sobre as vacinas da COVID-19. Metade (50%) dos participantes da pesquisa relataram redução no acesso a pelo menos um aspecto dos cuidados de saúde para o lúpus durante os últimos três meses, incluindo a redução do acesso ao seu médico/reumatologista para tratamento do lúpus (36%), exames médicos (29%), infusões para o tratamento de lúpus (24%) e medicamentos para o lúpus (17%).

A pesquisa internacional conduzida pela Federação Mundial do Lúpus descreve ainda como os indivíduos que sofrem de lúpus foram afetados de forma única durante a pandemia COVID-19. A pesquisa também constatou que 10% dos entrevistados foram infectados com a COVID-19, bem acima da média global de casos confirmados. Além disso, os entrevistados que relataram acesso reduzido aos cuidados de saúde para o lúpus também apresentaram maior probabilidade de relatar uma complicação de saúde relacionada ao lúpus, incluindo crises de lúpus e hospitalizações relacionadas ao lúpus.

"Em todo o mundo, os indivíduos com lúpus continuam enfrentando obstáculos significativos e, como resultado, problemas de saúde graves devido à pandemia da COVID-19. Existem muitas causas para os desafios de acesso a cuidados e tratamentos, incluindo a apreensão de ir a consultas médicas devido ao receio do risco de infecção pela COVID-19", compartilhou Paul Howard, CEO da LUPUS UK. "O acesso ao atendimento especializado e aos medicamentos dos quais dependem são incrivelmente importantes para aqueles que sofrem de lúpus. Sem eles, os indivíduos que sofrem de lúpus podem enfrentar resultados adversos de saúde e até mesmo necessitar de hospitalização."

Além de problemas significativos com o acesso ao atendimento, a pesquisa mostrou desafios únicos para os indivíduos que sofrem de lúpus em relação às vacinas contra a COVID-19. Mais de um terço dos entrevistados (35%) não puderam acessar a vacina antes do restante da população em sua área local, embora o lúpus possa colocar os indivíduos em maior risco de infecções ou de um sistema imunológico enfraquecido devido aos efeitos dos tratamentos de lúpus que suprimem a imunidade.

Três quartos dos entrevistados (75%) relataram preocupações com a vacina contra a COVID-19, incluindo os possíveis efeitos colaterais da vacina (68%) e a interação da vacina com lúpus e/ou medicamentos por lúpus (61%).

"É altamente recomendado que os indivíduos que sofrem de lúpus recebam a vacina contra a COVID-19, mas há questões a serem observadas", compartilhou Karen H. Costenbader, MD, MPH, diretora do Lupus Program do Brigham and Women's Hospital em Massachusetts, Estados Unidos. "Os indivíduos que sofrem de lúpus devem discutir o plano de vacinação com o seu médico para descobrir como seu regime de tratamento atual pode afetar as respostas à vacina e decidir sobre o melhor momento. É uma outra preocupação extra que os indivíduos que sofrem de lúpus devem ter durante este momento difícil, já que todos nós nos esforçamos para 'voltar ao normal' o máximo possível."

Clique aqui para conferir um resumo geral e os resultados detalhados da pesquisa, e junte-se a nós no dia 10 de maio conforme adotamos medidas para tornar o lúpus visível em todo o mundo para o Dia Mundial do Lúpus.

Sobre a Federação Mundial do Lúpus

A Federação Mundial do Lúpus (WIF) é uma coalizão de organizações de pacientes que sofrem de lúpus, unidas para melhorar a qualidade de vida de todos os indivíduos afetados pela doença. Por meio de esforços coordenados entre as suas afiliadas, a Federação trabalha para expandir iniciativas globais que criam maior conscientização e compreensão sobre o lúpus, oferecem informações e serviços para os indivíduos que sofrem com a doença e advogam em benefícios dessas pessoas.

CONTATO COM A MÍDIA

Mike Donnelly

Lupus Foundation of America

donnelly@lupus.org

(202) 349-1162

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1488983/World_Lupus_Federation_Logo.jpg

 

FONTE World Lupus Federation

Mais de um terço dos entrevistados da pesquisa que sofrem de lúpus não puderam acessar a vacina contra a COVID-19 antes da população em geral

WASHINGTON, 21 de abril de 2021 /PRNewswire/ -- Em uma nova pesquisa global, mais de 6.100 indivíduos que sofrem de lúpus de mais de 85 países compartilharam suas experiências recentes sobre a pandemia da COVID-19 e suas opiniões sobre as vacinas da COVID-19. Metade (50%) dos participantes da pesquisa relataram redução no acesso a pelo menos um aspecto dos cuidados de saúde para o lúpus durante os últimos três meses, incluindo a redução do acesso ao seu médico/reumatologista para tratamento do lúpus (36%), exames médicos (29%), infusões para o tratamento de lúpus (24%) e medicamentos para o lúpus (17%).

A pesquisa internacional conduzida pela Federação Mundial do Lúpus descreve ainda como os indivíduos que sofrem de lúpus foram afetados de forma única durante a pandemia COVID-19. A pesquisa também constatou que 10% dos entrevistados foram infectados com a COVID-19, bem acima da média global de casos confirmados. Além disso, os entrevistados que relataram acesso reduzido aos cuidados de saúde para o lúpus também apresentaram maior probabilidade de relatar uma complicação de saúde relacionada ao lúpus, incluindo crises de lúpus e hospitalizações relacionadas ao lúpus.

"Em todo o mundo, os indivíduos com lúpus continuam enfrentando obstáculos significativos e, como resultado, problemas de saúde graves devido à pandemia da COVID-19. Existem muitas causas para os desafios de acesso a cuidados e tratamentos, incluindo a apreensão de ir a consultas médicas devido ao receio do risco de infecção pela COVID-19", compartilhou Paul Howard, CEO da LUPUS UK. "O acesso ao atendimento especializado e aos medicamentos dos quais dependem são incrivelmente importantes para aqueles que sofrem de lúpus. Sem eles, os indivíduos que sofrem de lúpus podem enfrentar resultados adversos de saúde e até mesmo necessitar de hospitalização."

Além de problemas significativos com o acesso ao atendimento, a pesquisa mostrou desafios únicos para os indivíduos que sofrem de lúpus em relação às vacinas contra a COVID-19. Mais de um terço dos entrevistados (35%) não puderam acessar a vacina antes do restante da população em sua área local, embora o lúpus possa colocar os indivíduos em maior risco de infecções ou de um sistema imunológico enfraquecido devido aos efeitos dos tratamentos de lúpus que suprimem a imunidade.

Três quartos dos entrevistados (75%) relataram preocupações com a vacina contra a COVID-19, incluindo os possíveis efeitos colaterais da vacina (68%) e a interação da vacina com lúpus e/ou medicamentos por lúpus (61%).

"É altamente recomendado que os indivíduos que sofrem de lúpus recebam a vacina contra a COVID-19, mas há questões a serem observadas", compartilhou Karen H. Costenbader, MD, MPH, diretora do Lupus Program do Brigham and Women's Hospital em Massachusetts, Estados Unidos. "Os indivíduos que sofrem de lúpus devem discutir o plano de vacinação com o seu médico para descobrir como seu regime de tratamento atual pode afetar as respostas à vacina e decidir sobre o melhor momento. É uma outra preocupação extra que os indivíduos que sofrem de lúpus devem ter durante este momento difícil, já que todos nós nos esforçamos para 'voltar ao normal' o máximo possível."

Clique aqui para conferir um resumo geral e os resultados detalhados da pesquisa, e junte-se a nós no dia 10 de maio conforme adotamos medidas para tornar o lúpus visível em todo o mundo para o Dia Mundial do Lúpus.

Sobre a Federação Mundial do Lúpus

A Federação Mundial do Lúpus (WIF) é uma coalizão de organizações de pacientes que sofrem de lúpus, unidas para melhorar a qualidade de vida de todos os indivíduos afetados pela doença. Por meio de esforços coordenados entre as suas afiliadas, a Federação trabalha para expandir iniciativas globais que criam maior conscientização e compreensão sobre o lúpus, oferecem informações e serviços para os indivíduos que sofrem com a doença e advogam em benefícios dessas pessoas.

CONTATO COM A MÍDIA

Mike Donnelly

Lupus Foundation of America

donnelly@lupus.org

(202) 349-1162

Logotipo - https://mma.prnewswire.com/media/1488983/World_Lupus_Federation_Logo.jpg

 

FONTE World Lupus Federation

Você acabou de ler:

Pesquisa global da Federação Mundial do Lúpus (World Lupus Federation) com indivíduos que sofrem de lúpus revela que metade dos entrevistados teve uma redução no acesso aos cuidados de saúde durante a pandemia da COVID-19

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/pesquisa-global-da-federacao-mundial-do-lupus-world-lupus-federation-com-individuos-que-sofrem-de-lupus-revela-que-metade-dos-entrevistados-teve-uma-reducao-no-acesso-aos-cuidados-de-saude-durante-a/