Pesquisa lançada no Fórum Global sobre Nicotina mostra que as medidas de controle do tabaco da OMS estão falhando - e que a redução de danos funciona

VARSÓVIA, Polônia, 17 de junho de 2022 /PRNewswire/ -- Um novo estudo lançado no nono Fórum Global sobre Nicotina (#GFN22) anual em Varsóvia mostra que a implementação das medidas de controle do tabaco da OMS conhecidas como MPOWER não tem associação clara com os baixos níveis de mortalidade relacionada ao tabaco na Europa.

Em vez disso, a pesquisa independente realizada pelo renomado pesquisador de dependência do tabaco Dr. Lars M. Ramström mostra que a mudança do tabagismo para o snus sueco (tabaco úmido em pó), um produto de nicotina mais seguro, é uma estratégia mais eficaz para reduzir os danos causados pelo tabaco.

Apresentadas a centenas de representantes, bem como a mais de 50 especialistas internacionais em ciência do tabaco e da nicotina que estão discursando no #GFN22, as novas descobertas fornecem mais evidências de que a OMS deve adotar os malefícios do tabaco como parte de sua resposta global de controle do tabaco, apoiando o uso de produtos de nicotina mais seguros para o abandono do tabagismo.

Em 2007, a OMS lançou o MPOWER, um mecanismo de processo e monitoramento para implementar a Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (FCTC), um tratado internacional desenvolvido em resposta à natureza global da crise de saúde pública causada pelo uso do tabaco e pelo tabagismo. Composto por seis medidas, ele tem como objetivo reduzir a demanda pelo tabaco. Mas, apesar dos 15 anos do MPOWER, ainda há 1,1 bilhão de fumantes em todo o mundo, um total inalterado desde 2000, e oito milhões de mortes anuais relacionadas ao tabaco.

Para avaliar a eficácia do MPOWER, o Dr. Ramström comparou a extensão da implementação dessas medidas de controle do tabaco com taxas de morte relacionadas ao tabaco em toda a Europa, utilizando números fornecidos pela Escala de Controle do Tabaco, uma ferramenta que classifica o nível de aplicação do MPOWER de cada país europeu, e dados sobre mortalidade relacionada ao tabaco do estudo The Global Burden of Disease.

Após analisar seus resultados, o Dr. Ramström não encontrou correlação entre a mortalidade relacionada ao tabaco e o nível de implementação das medidas do MPOWER de um país para as mulheres da Europa, e uma correlação muito fraca para os homens do continente.

Crucialmente, porém, os dois países com a menor mortalidade de homens relacionada ao tabaco foram a Suécia e a Noruega. Em ambos os países, uma grande proporção de fumantes do sexo masculino trocou os cigarros pelo snus, um produto que está disponível livremente em ambos, mas proibido de ser vendido na UE, exceto na Suécia. Apesar da pontuação da Suécia na TCS estar abaixo da média, o país alcançou uma taxa de mortalidade relacionada ao tabaco mais baixa do que todos os países que têm níveis mais altos de implementação do MPOWER, exceto a Noruega, oferecendo mais evidências que respaldam a redução de danos do tabaco.

A participação on-line no #GFN22 é gratuita para participantes registrados e inclui tradução simultânea de inglês para espanhol.

 

FONTE Global Forum on Nicotine

VARSÓVIA, Polônia, 17 de junho de 2022 /PRNewswire/ -- Um novo estudo lançado no nono Fórum Global sobre Nicotina (#GFN22) anual em Varsóvia mostra que a implementação das medidas de controle do tabaco da OMS conhecidas como MPOWER não tem associação clara com os baixos níveis de mortalidade relacionada ao tabaco na Europa.

Em vez disso, a pesquisa independente realizada pelo renomado pesquisador de dependência do tabaco Dr. Lars M. Ramström mostra que a mudança do tabagismo para o snus sueco (tabaco úmido em pó), um produto de nicotina mais seguro, é uma estratégia mais eficaz para reduzir os danos causados pelo tabaco.

Apresentadas a centenas de representantes, bem como a mais de 50 especialistas internacionais em ciência do tabaco e da nicotina que estão discursando no #GFN22, as novas descobertas fornecem mais evidências de que a OMS deve adotar os malefícios do tabaco como parte de sua resposta global de controle do tabaco, apoiando o uso de produtos de nicotina mais seguros para o abandono do tabagismo.

Em 2007, a OMS lançou o MPOWER, um mecanismo de processo e monitoramento para implementar a Convenção-Quadro para o Controle do Tabaco (FCTC), um tratado internacional desenvolvido em resposta à natureza global da crise de saúde pública causada pelo uso do tabaco e pelo tabagismo. Composto por seis medidas, ele tem como objetivo reduzir a demanda pelo tabaco. Mas, apesar dos 15 anos do MPOWER, ainda há 1,1 bilhão de fumantes em todo o mundo, um total inalterado desde 2000, e oito milhões de mortes anuais relacionadas ao tabaco.

Para avaliar a eficácia do MPOWER, o Dr. Ramström comparou a extensão da implementação dessas medidas de controle do tabaco com taxas de morte relacionadas ao tabaco em toda a Europa, utilizando números fornecidos pela Escala de Controle do Tabaco, uma ferramenta que classifica o nível de aplicação do MPOWER de cada país europeu, e dados sobre mortalidade relacionada ao tabaco do estudo The Global Burden of Disease.

Após analisar seus resultados, o Dr. Ramström não encontrou correlação entre a mortalidade relacionada ao tabaco e o nível de implementação das medidas do MPOWER de um país para as mulheres da Europa, e uma correlação muito fraca para os homens do continente.

Crucialmente, porém, os dois países com a menor mortalidade de homens relacionada ao tabaco foram a Suécia e a Noruega. Em ambos os países, uma grande proporção de fumantes do sexo masculino trocou os cigarros pelo snus, um produto que está disponível livremente em ambos, mas proibido de ser vendido na UE, exceto na Suécia. Apesar da pontuação da Suécia na TCS estar abaixo da média, o país alcançou uma taxa de mortalidade relacionada ao tabaco mais baixa do que todos os países que têm níveis mais altos de implementação do MPOWER, exceto a Noruega, oferecendo mais evidências que respaldam a redução de danos do tabaco.

A participação on-line no #GFN22 é gratuita para participantes registrados e inclui tradução simultânea de inglês para espanhol.

 

FONTE Global Forum on Nicotine

Você acabou de ler:

Pesquisa lançada no Fórum Global sobre Nicotina mostra que as medidas de controle do tabaco da OMS estão falhando - e que a redução de danos funciona

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/pesquisa-lancada-no-forum-global-sobre-nicotina-mostra-que-as-medidas-de-controle-do-tabaco-da-oms-estao-falhando-e-que-a-reducao-de-danos-funciona/