Portal Imposto IRPF traz as informações sobre a Declaração do IRPF 2020

CURITIBA, Brasil, 6 de dezembro de 2019 /PRNewswire/ -- Todos os anos, os brasileiros e brasileiras não isentos devem declarar o Imposto Sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF). Nos meses de março e abril de 2020, esse compromisso com a Receita Federal deverá ser realizado mais uma vez. Portanto, já é o momento de se organizar para não deixar esse compromisso para a última hora, e assim evitar problemas. O site Imposto IRPF traz todas as informações sobre o assunto. Confira.

Quem deve fazer a declaração

A Receita Federal ainda não divulgou em seu endereço eletrônico as regras para a declaração do Imposto Sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) do ano de 2020, mas tudo indica que não haverá mudanças em relação ao ano anterior, ou seja, devem declarar o imposto aqueles que tiveram rendimentos sujeitos à tributação superiores a R$28.559,70. Quem recebeu no ano de 2019 renda inferior à mencionada, está isento, bem como portadores de moléstia grave.

As moléstias graves que permitem legalmente a seu portador a isenção do Imposto Sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) são: AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida), doença de Parkinson, cardiopatia grave, cegueira, alienação mental, contaminação por radiação, doença de Paget avançada, esclerose múltipla, tuberculose ativa, neoplasia maligna, paralisia irreversível e incapacitante, hepatopatia grave, nefropatia grave, hanseníase, fibrose cística, espondiloartrose anquilosante.

Cronograma do IRPF 2020

Em janeiro, a receita deve fazer a liberação de programas auxiliares. O carnê-leão é um desses programas e refere-se ao recolhimento mensal e obrigatório para aqueles contribuintes do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) que têm residência no Brasil e receberam rendimentos de outra pessoa física ou rendimentos do exterior.

Em fevereiro, deverá ocorrer a liberação do programa para declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF). Assim como vem ocorrendo nos anos anteriores, a declaração deve ser feita por meio do programa disponibilizado pela Receita Federal para download em computador ou por meio do aplicativo disponibilizado para uso em celular.

Normalmente, é também em fevereiro que ocorre a entrega da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (DIRF). A DIRF é a declaração obrigatória para a fonte pagadora, em que esta informa rendimentos pagos a pessoas físicas, imposto retido na fonte, deduções, pagamentos a planos de assistência à saúde, pagamentos a residentes ou domiciliados no exterior.

Em março, é o início do prazo para entrega da Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) e em 30 de abril, acontece o final do prazo para a entrega da declaração. Os lotes de restituição do imposto serão liberados nos meses de junho, julho, agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro.

Entregar a declaração sem erros ou divergências e dentro do prazo, fará com que o contribuinte receba a restituição já nos primeiros lotes. Então é preciso ficar atento aos dados a preencher no formulário. Ficam aqui algumas dicas:

  • Deve-se declarar todos os rendimentos tributáveis.
  • É necessário informar os rendimentos tributáveis dos dependentes.
  • As deduções devem estar de acordo com a legislação vigente.
  • O Arrendamento de Imóvel Rural deve ser tributado na Declaração de Ajuste Anual como aluguel.
  • Fazer recolhimento do carnê-leão no caso de receber rendimentos de pessoas físicas e rendimentos do exterior que sejam tributáveis.
  • As aquisições e alienações devem ser declaradas no valor real.
  • Todos os saldos bancários devem ser declarados.

Se preencher as informações com exatidão, não correrá o risco de cair na "malha fina" do imposto de renda e, dessa forma, demorar a receber a sua merecida restituição ou ter problemas mais graves. Então, mãos à obra, prepare todos os documentos e se programe para mais esse importante compromisso de 2020.

Acesse o portal https://www.impostoirpf.com.br e confira todas as informações sobre Imposto de Renda, esclarecimento de dúvidas e atualizações que sempre ocorrem para fazer a declaração.

BLOGOLANDIA LTDA.

Avenida Cândido de Abreu, 776 / 803 – Centro Cívico

CEP: 80.530-000 – Curitiba – Paraná – Brasil

www.blogolandialtda.com.br

blogolandiabrasil@gmail.com

+55 (41) 2105-5913

+55 (41) 9 9142 0228

+55 (41) 9 9255 7758

FONTE ImpostoIRPF

CURITIBA, Brasil, 6 de dezembro de 2019 /PRNewswire/ -- Todos os anos, os brasileiros e brasileiras não isentos devem declarar o Imposto Sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF). Nos meses de março e abril de 2020, esse compromisso com a Receita Federal deverá ser realizado mais uma vez. Portanto, já é o momento de se organizar para não deixar esse compromisso para a última hora, e assim evitar problemas. O site Imposto IRPF traz todas as informações sobre o assunto. Confira.

Quem deve fazer a declaração

A Receita Federal ainda não divulgou em seu endereço eletrônico as regras para a declaração do Imposto Sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) do ano de 2020, mas tudo indica que não haverá mudanças em relação ao ano anterior, ou seja, devem declarar o imposto aqueles que tiveram rendimentos sujeitos à tributação superiores a R$28.559,70. Quem recebeu no ano de 2019 renda inferior à mencionada, está isento, bem como portadores de moléstia grave.

As moléstias graves que permitem legalmente a seu portador a isenção do Imposto Sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) são: AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida), doença de Parkinson, cardiopatia grave, cegueira, alienação mental, contaminação por radiação, doença de Paget avançada, esclerose múltipla, tuberculose ativa, neoplasia maligna, paralisia irreversível e incapacitante, hepatopatia grave, nefropatia grave, hanseníase, fibrose cística, espondiloartrose anquilosante.

Cronograma do IRPF 2020

Em janeiro, a receita deve fazer a liberação de programas auxiliares. O carnê-leão é um desses programas e refere-se ao recolhimento mensal e obrigatório para aqueles contribuintes do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) que têm residência no Brasil e receberam rendimentos de outra pessoa física ou rendimentos do exterior.

Em fevereiro, deverá ocorrer a liberação do programa para declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF). Assim como vem ocorrendo nos anos anteriores, a declaração deve ser feita por meio do programa disponibilizado pela Receita Federal para download em computador ou por meio do aplicativo disponibilizado para uso em celular.

Normalmente, é também em fevereiro que ocorre a entrega da Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte (DIRF). A DIRF é a declaração obrigatória para a fonte pagadora, em que esta informa rendimentos pagos a pessoas físicas, imposto retido na fonte, deduções, pagamentos a planos de assistência à saúde, pagamentos a residentes ou domiciliados no exterior.

Em março, é o início do prazo para entrega da Declaração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) e em 30 de abril, acontece o final do prazo para a entrega da declaração. Os lotes de restituição do imposto serão liberados nos meses de junho, julho, agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro.

Entregar a declaração sem erros ou divergências e dentro do prazo, fará com que o contribuinte receba a restituição já nos primeiros lotes. Então é preciso ficar atento aos dados a preencher no formulário. Ficam aqui algumas dicas:

  • Deve-se declarar todos os rendimentos tributáveis.
  • É necessário informar os rendimentos tributáveis dos dependentes.
  • As deduções devem estar de acordo com a legislação vigente.
  • O Arrendamento de Imóvel Rural deve ser tributado na Declaração de Ajuste Anual como aluguel.
  • Fazer recolhimento do carnê-leão no caso de receber rendimentos de pessoas físicas e rendimentos do exterior que sejam tributáveis.
  • As aquisições e alienações devem ser declaradas no valor real.
  • Todos os saldos bancários devem ser declarados.

Se preencher as informações com exatidão, não correrá o risco de cair na "malha fina" do imposto de renda e, dessa forma, demorar a receber a sua merecida restituição ou ter problemas mais graves. Então, mãos à obra, prepare todos os documentos e se programe para mais esse importante compromisso de 2020.

Acesse o portal https://www.impostoirpf.com.br e confira todas as informações sobre Imposto de Renda, esclarecimento de dúvidas e atualizações que sempre ocorrem para fazer a declaração.

BLOGOLANDIA LTDA.

Avenida Cândido de Abreu, 776 / 803 – Centro Cívico

CEP: 80.530-000 – Curitiba – Paraná – Brasil

www.blogolandialtda.com.br

blogolandiabrasil@gmail.com

+55 (41) 2105-5913

+55 (41) 9 9142 0228

+55 (41) 9 9255 7758

FONTE ImpostoIRPF