''Prêmio Sunhak da Paz de 2022 tem como foco a equidade da vacina''

- "Professora Dame Sarah Catherine Gilbert (desenvolvedora da vacina AstraZeneca) e Gavi, a Aliança Global de Vacinas, são selecionadas como ganhadoras"

SEUL, Coreia do Sul, 7 de fevereiro de 2022 /PRNewswire/-- Em 7 de fevereiro de 2022, o Comitê do Prêmio Sunhak da Paz (presidente José Manuel Barroso, ex-presidente da Comissão Europeia) anunciará que as ganhadoras do Prêmio Sunhak da Paz de 2022 são Dame Sarah Catherine Gilbert (59 anos), professora de vacinologia da Universidade de Oxford, e a Gavi, a Aliança Global de Vacinas.

  

A Professora Sarah Gilbert foi reconhecida pelo papel fundamental que desempenhou na proteção de bilhões de vidas em países menos desenvolvidos, co-desenvolvendo a vacina contra o coronavírus Oxford-AstraZeneca, que é mais fácil e mais barata de armazenar e transportar. Gavi, a Aliança Global de Vacinas foi reconhecida por suas contribuições na coordenação da COVAX Facility, com o objetivo de oferecer acesso justo e equitativo à vacina contra a Covid-19 em todo o mundo.

José Manuel Barroso afirmou: "A inovação científica, a solidariedade internacional e a cooperação multilateral são necessárias para combater a pandemia da Covid-19, que prejudica a vida de todos. A saúde não é apenas uma questão de ciência ou medicina, mas uma questão de direitos humanos; portanto, são os direitos humanos que os dois laureados contribuíram para promover."

A professora Sarah Gilbert considerou a pandemia da Covid-19 como uma ameaça à humanidade e a vacina como um bem público global. Ela defende a posição de que a vacina que desenvolveu não tinha fins lucrativos, tendo sido entregue a 182 países.

Gavi, a Aliança Global de Vacinas é o maior mecanismo de cooperação internacional que contribuiu para melhorar a saúde geral da humanidade, ao oferecer vacinação em países em desenvolvimento. Após o surto do coronavírus, ela coordenou a COVAX Facility, uma colaboração global para apoiar a fabricação de vacinas contra a Covid-19 e negociar seus preços para o acesso igualitário. Mais de um bilhão de doses foram distribuídas em 144 países por meio desse esforço.

Além disso, a Gavi ajudou na imunização de mais de 820 milhões de crianças, alcançando quase metade de todas as crianças do mundo e evitando mais de 14 milhões de mortes. Em particular, o número de crianças imunizadas com a vacina DPT aumentou de 59% em 2000 para 81% em 2020, o que reduziu a taxa de mortalidade infantil em 50%.

José Manuel Barroso acrescentou: "Paradoxalmente, a pandemia da Covid-19 está nos oferecendo a oportunidade de provocar mudanças reais. Não sabemos quando ocorrerá a próxima pandemia, mas a Covid-19 nos ensinou que a solidariedade e a cooperação baseadas exclusivamente na humanidade são as soluções para essa crise global."

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1740298/1st_photo_Sarah_Gilbert.jpg

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1740299/2nd_photo_Gavi.jpg

FONTE The Sunhak Peace Prize Committee

- "Professora Dame Sarah Catherine Gilbert (desenvolvedora da vacina AstraZeneca) e Gavi, a Aliança Global de Vacinas, são selecionadas como ganhadoras"

SEUL, Coreia do Sul, 7 de fevereiro de 2022 /PRNewswire/-- Em 7 de fevereiro de 2022, o Comitê do Prêmio Sunhak da Paz (presidente José Manuel Barroso, ex-presidente da Comissão Europeia) anunciará que as ganhadoras do Prêmio Sunhak da Paz de 2022 são Dame Sarah Catherine Gilbert (59 anos), professora de vacinologia da Universidade de Oxford, e a Gavi, a Aliança Global de Vacinas.

  

A Professora Sarah Gilbert foi reconhecida pelo papel fundamental que desempenhou na proteção de bilhões de vidas em países menos desenvolvidos, co-desenvolvendo a vacina contra o coronavírus Oxford-AstraZeneca, que é mais fácil e mais barata de armazenar e transportar. Gavi, a Aliança Global de Vacinas foi reconhecida por suas contribuições na coordenação da COVAX Facility, com o objetivo de oferecer acesso justo e equitativo à vacina contra a Covid-19 em todo o mundo.

José Manuel Barroso afirmou: "A inovação científica, a solidariedade internacional e a cooperação multilateral são necessárias para combater a pandemia da Covid-19, que prejudica a vida de todos. A saúde não é apenas uma questão de ciência ou medicina, mas uma questão de direitos humanos; portanto, são os direitos humanos que os dois laureados contribuíram para promover."

A professora Sarah Gilbert considerou a pandemia da Covid-19 como uma ameaça à humanidade e a vacina como um bem público global. Ela defende a posição de que a vacina que desenvolveu não tinha fins lucrativos, tendo sido entregue a 182 países.

Gavi, a Aliança Global de Vacinas é o maior mecanismo de cooperação internacional que contribuiu para melhorar a saúde geral da humanidade, ao oferecer vacinação em países em desenvolvimento. Após o surto do coronavírus, ela coordenou a COVAX Facility, uma colaboração global para apoiar a fabricação de vacinas contra a Covid-19 e negociar seus preços para o acesso igualitário. Mais de um bilhão de doses foram distribuídas em 144 países por meio desse esforço.

Além disso, a Gavi ajudou na imunização de mais de 820 milhões de crianças, alcançando quase metade de todas as crianças do mundo e evitando mais de 14 milhões de mortes. Em particular, o número de crianças imunizadas com a vacina DPT aumentou de 59% em 2000 para 81% em 2020, o que reduziu a taxa de mortalidade infantil em 50%.

José Manuel Barroso acrescentou: "Paradoxalmente, a pandemia da Covid-19 está nos oferecendo a oportunidade de provocar mudanças reais. Não sabemos quando ocorrerá a próxima pandemia, mas a Covid-19 nos ensinou que a solidariedade e a cooperação baseadas exclusivamente na humanidade são as soluções para essa crise global."

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1740298/1st_photo_Sarah_Gilbert.jpg

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1740299/2nd_photo_Gavi.jpg

FONTE The Sunhak Peace Prize Committee

Você acabou de ler:

''Prêmio Sunhak da Paz de 2022 tem como foco a equidade da vacina''

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/premio-sunhak-da-paz-de-2022-tem-como-foco-a-equidade-da-vacina/