Proya doa mais de 90.000 máscaras faciais em conformidade com os padrões europeus compradas da Europa para equipes médicas em Hubei, na China

HANGZHOU, China, 5 de fevereiro de 2020 /PRNewswire/ -- Mais de 110.000 máscaras faciais, compradas de países europeus pela fabricante de cosméticos Proya, foram entregues a equipes médicas da linha de frente da província de Hubei, na China, no dia 4 de fevereiro. Acompanhadas por executivos da Proya, as máscaras faciais, incluindo 90.000 máscaras faciais em conformidade com os padrões europeus (FFP3/FPP2, que supera a N99/N95 em termos de eficiência de filtragem) e 20.000 máscaras descartáveis, foram escoltadas por oficiais da polícia local sob a supervisão dos oficiais do governo da província de Hubei, visto que o destino de entrega limita a entrega de veículos que não sejam localmente registrados. Até o momento, os executivos da Proya entregaram com sucesso 68.000 máscaras faciais ao segundo Hospital Popular de Xishui na cidade de Huanggang e outras 43.880 máscaras à Federação de Caridade de Hubei.

Wuhan, o epicentro do surto do 2019-nCOV, foi colocada em confinamento na véspera do Ano Novo Chinês. Nesse dia, Proya estabeleceu um grupo especial para respostas epidêmicas. Com o cofundador e CEO Fang Yuyou servindo como diretor geral, a empresa também preparou formalmente um fundo de caridade de RMB 15 milhões (aprox. US$ 2,2 milhões) para melhorar os esforços de controle e prevenir maior disseminação do vírus 2019-nCoV. A Proya doou 4 milhões de yuanes às cidades de Wuhan, Wenzhou e Leqing, bem como mais de 110.000 máscaras faciais a beneficiários designados. A empresa continuará a fazer o possível para cumprir com a demanda nacional de suprimentos e ajudar a prevenir e controlar a maior disseminação da doença.

Comprando suprimentos da Europa para doações designadas

De acordo com o Sr. Fang, suas doações anteriores foram principalmente em dinheiro. Coincidindo com o Ano Novo chinês, o surto inesperado de 2019-nCoV causou uma grave escassez de suprimentos médicos em toda a China. Consequentemente, a Proya concentrou-se mais em compras de suprimentos, além das doações em dinheiro.

Dentre as mais de 110.000 máscaras faciais que a Proya comprou da Europa, 68.000 foram doadas ao segundo Hospital Popular de Xishui em Huanggang, visto que a cidade enfrentava um nível de severidade em relação ao surto do vírus próximo ao experimentado em Wuhan. Até 3 de fevereiro, Huanggang havia relatado 1.422 casos confirmados, dos quais 210 ocorreram em Xishui, o segundo condado mais populoso da cidade.

Comprar máscaras faciais era uma tarefa difícil. Imediatamente após o confinamento em Wuhan, a Proya indicou Pan Xiang, diretor da agência da marca europeia da empresa, para definir as equipes de compra. Devido aos suprimentos escassos de dispositivos de proteção médica na Europa, as equipes de compra tiveram que correr atrás de suprimentos em muitos países europeus. A tarefa de compra foi ainda mais desafiadora, visto que a Proya tinha que garantir que os itens adquiridos cumprissem com os padrões de uso e doação dos hospitais nacionais da China.

 "Visitamos diversos fabricantes de máscaras faciais em toda a Europa. Notadamente, passamos mais de dez horas dirigindo de Paris até Milão, como parte da tarefa de compra. Além disso, geralmente trabalharmos toda a noite para negociar com nossos colegas nacionais, devido à diferença de horário", declarou Pan.

Transporte perfeito para garantir entrega no prazo

Como entregar os suprimentos à equipe médica da linha de frente na província de Hubei foi outro desafio.

Buscar um caminho rápido para a coleta de doações com bancos nacionais e sedeados em Hong Kong, negociar com os beneficiários das doações quanto a questões de entrega e conseguir um voo que transportasse os suprimentos médicos à China foram tudo parte dos esforços da Proya. A equipe de logística da empresa estava a postos no aeroporto para garantir uma liberação alfandegária mais rápida. Wang Jianrong, gerente geral da unidade de produção da Proya, escoltou a entrega durante o curso de toda a rota de entrega a fim de ela se desse sem percalços. A equipe da Proya trabalhou dia e noite durante cada etapa do processo de entrega até garantir uma entrega do suprimento em tempo hábil.

Cada empresa assumiu instintivamente sua responsabilidade social corporativa e está desempenhando seu melhor nessa situação urgente. A Proya reconfirma seu comprometimento contínuo por meio da urgência de sua resposta, observou o Sr. Fang.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1086460/1.jpg  



Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1086461/2.jpg  



Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1086462/3.jpg

 

FONTE Proya

HANGZHOU, China, 5 de fevereiro de 2020 /PRNewswire/ -- Mais de 110.000 máscaras faciais, compradas de países europeus pela fabricante de cosméticos Proya, foram entregues a equipes médicas da linha de frente da província de Hubei, na China, no dia 4 de fevereiro. Acompanhadas por executivos da Proya, as máscaras faciais, incluindo 90.000 máscaras faciais em conformidade com os padrões europeus (FFP3/FPP2, que supera a N99/N95 em termos de eficiência de filtragem) e 20.000 máscaras descartáveis, foram escoltadas por oficiais da polícia local sob a supervisão dos oficiais do governo da província de Hubei, visto que o destino de entrega limita a entrega de veículos que não sejam localmente registrados. Até o momento, os executivos da Proya entregaram com sucesso 68.000 máscaras faciais ao segundo Hospital Popular de Xishui na cidade de Huanggang e outras 43.880 máscaras à Federação de Caridade de Hubei.

Wuhan, o epicentro do surto do 2019-nCOV, foi colocada em confinamento na véspera do Ano Novo Chinês. Nesse dia, Proya estabeleceu um grupo especial para respostas epidêmicas. Com o cofundador e CEO Fang Yuyou servindo como diretor geral, a empresa também preparou formalmente um fundo de caridade de RMB 15 milhões (aprox. US$ 2,2 milhões) para melhorar os esforços de controle e prevenir maior disseminação do vírus 2019-nCoV. A Proya doou 4 milhões de yuanes às cidades de Wuhan, Wenzhou e Leqing, bem como mais de 110.000 máscaras faciais a beneficiários designados. A empresa continuará a fazer o possível para cumprir com a demanda nacional de suprimentos e ajudar a prevenir e controlar a maior disseminação da doença.

Comprando suprimentos da Europa para doações designadas

De acordo com o Sr. Fang, suas doações anteriores foram principalmente em dinheiro. Coincidindo com o Ano Novo chinês, o surto inesperado de 2019-nCoV causou uma grave escassez de suprimentos médicos em toda a China. Consequentemente, a Proya concentrou-se mais em compras de suprimentos, além das doações em dinheiro.

Dentre as mais de 110.000 máscaras faciais que a Proya comprou da Europa, 68.000 foram doadas ao segundo Hospital Popular de Xishui em Huanggang, visto que a cidade enfrentava um nível de severidade em relação ao surto do vírus próximo ao experimentado em Wuhan. Até 3 de fevereiro, Huanggang havia relatado 1.422 casos confirmados, dos quais 210 ocorreram em Xishui, o segundo condado mais populoso da cidade.

Comprar máscaras faciais era uma tarefa difícil. Imediatamente após o confinamento em Wuhan, a Proya indicou Pan Xiang, diretor da agência da marca europeia da empresa, para definir as equipes de compra. Devido aos suprimentos escassos de dispositivos de proteção médica na Europa, as equipes de compra tiveram que correr atrás de suprimentos em muitos países europeus. A tarefa de compra foi ainda mais desafiadora, visto que a Proya tinha que garantir que os itens adquiridos cumprissem com os padrões de uso e doação dos hospitais nacionais da China.

 "Visitamos diversos fabricantes de máscaras faciais em toda a Europa. Notadamente, passamos mais de dez horas dirigindo de Paris até Milão, como parte da tarefa de compra. Além disso, geralmente trabalharmos toda a noite para negociar com nossos colegas nacionais, devido à diferença de horário", declarou Pan.

Transporte perfeito para garantir entrega no prazo

Como entregar os suprimentos à equipe médica da linha de frente na província de Hubei foi outro desafio.

Buscar um caminho rápido para a coleta de doações com bancos nacionais e sedeados em Hong Kong, negociar com os beneficiários das doações quanto a questões de entrega e conseguir um voo que transportasse os suprimentos médicos à China foram tudo parte dos esforços da Proya. A equipe de logística da empresa estava a postos no aeroporto para garantir uma liberação alfandegária mais rápida. Wang Jianrong, gerente geral da unidade de produção da Proya, escoltou a entrega durante o curso de toda a rota de entrega a fim de ela se desse sem percalços. A equipe da Proya trabalhou dia e noite durante cada etapa do processo de entrega até garantir uma entrega do suprimento em tempo hábil.

Cada empresa assumiu instintivamente sua responsabilidade social corporativa e está desempenhando seu melhor nessa situação urgente. A Proya reconfirma seu comprometimento contínuo por meio da urgência de sua resposta, observou o Sr. Fang.

Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1086460/1.jpg  



Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1086461/2.jpg  



Foto - https://mma.prnewswire.com/media/1086462/3.jpg

 

FONTE Proya

Você acabou de ler:

Proya doa mais de 90.000 máscaras faciais em conformidade com os padrões europeus compradas da Europa para equipes médicas em Hubei, na China

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/proya-doa-mais-de-90-000-mascaras-faciais-em-conformidade-com-os-padroes-europeus-compradas-da-europa-para-equipes-medicas-em-hubei-na-china/