RDIF: A vacina Sputnik V apresentou nos EAU a eficácia de 97.8% contra coronavírus e a eficácia de 100% contra casos graves

MOSCOU, 29 de junho de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, o fundo soberano da Federação Russa) anuncia os dados do Ministério da Saúde dos EAU sobre o uso da vacina russa contra o coronavírus "Sputnik V" que demonstram sua alta eficácia e segurança no curso da vacinação da população.

A eficácia da vacina de acordo com a análise de dados de mais de 81 mil pessoas vacinadas com os dois componentes da preparação de "Sputnik V" é de 97.8%. Ao mesmo tempo, a vacina russa demonstrou a sua eficácia total (100%) contra casos graves de coronavírus. A análise dos dados foi realizada de acordo com informações relevantes para 8 de junho.

Os dados oficiais de vacinação dos EAU também confirmam que a "Sputnik V" tem um alto nível de segurança. Em particular:

  • Nenhum efeito adverso sério relatado após a vacinação;
  • Nenhum caso de internação registrado após a vacinação;
  • Nenhuma morte relacionada à vacina foi registrada;
  • Não há casos de trombose venosa cerebral (TVC) após a vacinação;
  • Nenhum caso de miocardite foi registrado.

A vacina "Sputnik V" foi registrada nos Emirados Árabes Unidos em janeiro deste ano sob um procedimento acelerado. 

«A vacina "Sputnik V" demonstrou conformidade aos altos padrões na área da saúde pública, comprovou sua total segurança e alta eficiência no curso de vacinação da população nos Emirados Árabes Unidos. A "Sputnik V" é uma das melhores vacinas do mundo contra o coronavírus o que confirmam os dados independentes de vários países, incluindo Argentina, Sérvia, San Marino, Bahrein, Hungria, México, etc. A aplicação da vacina russa fornece uma forte imunidade contra o coronavírus permitindo remover gradualmente as restrições e retornar à vida normal ».

A vacina Sputnik V tem vantagens importantes:

  • A vacina "Sputnik V" é baseada em uma plataforma comprovada e bem estudada de vetores adenovirais humanos que causam o resfriado comum e que a humanidade tem enfrentado por milênios.
  • A vacina "Sputnik V" usa dois vetores diferentes para duas injeções durante o processo de vacinação, o que cria uma imunidade mais forte em comparação com vacinas que usam o mesmo mecanismo de entrega para ambas as injeções.
  • A segurança, eficácia e ausência de efeitos negativos de longo prazo das vacinas de adenovírus foram comprovadas em mais de 250 estudos clínicos ao longo de duas décadas.
  • A "Sputnik V" não causa alergias graves.
  • A temperatura de armazenamento da "Sputnik V" de + 2 + 8 graus Celsius permite que seja armazenada em refrigerador convencional sem a necessidade de investimento em infraestrutura adicional da cadeia de frio.
  • A "Sputnik V "custa menos de US$ 10 por injeção, o que a torna disponível para todo o mundo.

O Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF) foi fundado em 2011 para investir no capital de empresas principalmente na Rússia, juntamente com os principais investidores financeiros e estratégicos estrangeiros. O fundo atua como um catalisador para o investimento direto na economia russa. No momento, o RDIF tem um histórico de sucesso na implementação conjunta de mais de 90 projetos com parceiros estrangeiros com um volume total de mais de 2,1 trilhão de rublos, cobrindo 95% das regiões russas. As empresas do portfólio do RDIF empregam mais de 800.000 funcionários e sua receita anual é de 6% do PIB da Rússia. O RDIF estabeleceu parcerias estratégicas conjuntas com os principais co-investidores internacionais de 18 países, totalizando mais de US$ 40 bilhões. Mais informações podem ser encontradas no site: rdif.ru

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1140939/Russian_Direct_Investment_Fund_Logo.jpg  

Contato para informações adicionais:

Alexey Urazov

Fundo de Investimento Direto Russo

Diretor de Comunicações Externas

Celular: +7 915 312 76 65

E-mail: Alexey.Urazov@rdif.ru

 

FONTE Russian Direct Investment Fund (RDIF)

MOSCOU, 29 de junho de 2021 /PRNewswire/ -- O Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, o fundo soberano da Federação Russa) anuncia os dados do Ministério da Saúde dos EAU sobre o uso da vacina russa contra o coronavírus "Sputnik V" que demonstram sua alta eficácia e segurança no curso da vacinação da população.

A eficácia da vacina de acordo com a análise de dados de mais de 81 mil pessoas vacinadas com os dois componentes da preparação de "Sputnik V" é de 97.8%. Ao mesmo tempo, a vacina russa demonstrou a sua eficácia total (100%) contra casos graves de coronavírus. A análise dos dados foi realizada de acordo com informações relevantes para 8 de junho.

Os dados oficiais de vacinação dos EAU também confirmam que a "Sputnik V" tem um alto nível de segurança. Em particular:

  • Nenhum efeito adverso sério relatado após a vacinação;
  • Nenhum caso de internação registrado após a vacinação;
  • Nenhuma morte relacionada à vacina foi registrada;
  • Não há casos de trombose venosa cerebral (TVC) após a vacinação;
  • Nenhum caso de miocardite foi registrado.

A vacina "Sputnik V" foi registrada nos Emirados Árabes Unidos em janeiro deste ano sob um procedimento acelerado. 

«A vacina "Sputnik V" demonstrou conformidade aos altos padrões na área da saúde pública, comprovou sua total segurança e alta eficiência no curso de vacinação da população nos Emirados Árabes Unidos. A "Sputnik V" é uma das melhores vacinas do mundo contra o coronavírus o que confirmam os dados independentes de vários países, incluindo Argentina, Sérvia, San Marino, Bahrein, Hungria, México, etc. A aplicação da vacina russa fornece uma forte imunidade contra o coronavírus permitindo remover gradualmente as restrições e retornar à vida normal ».

A vacina Sputnik V tem vantagens importantes:

  • A vacina "Sputnik V" é baseada em uma plataforma comprovada e bem estudada de vetores adenovirais humanos que causam o resfriado comum e que a humanidade tem enfrentado por milênios.
  • A vacina "Sputnik V" usa dois vetores diferentes para duas injeções durante o processo de vacinação, o que cria uma imunidade mais forte em comparação com vacinas que usam o mesmo mecanismo de entrega para ambas as injeções.
  • A segurança, eficácia e ausência de efeitos negativos de longo prazo das vacinas de adenovírus foram comprovadas em mais de 250 estudos clínicos ao longo de duas décadas.
  • A "Sputnik V" não causa alergias graves.
  • A temperatura de armazenamento da "Sputnik V" de + 2 + 8 graus Celsius permite que seja armazenada em refrigerador convencional sem a necessidade de investimento em infraestrutura adicional da cadeia de frio.
  • A "Sputnik V "custa menos de US$ 10 por injeção, o que a torna disponível para todo o mundo.

O Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF) foi fundado em 2011 para investir no capital de empresas principalmente na Rússia, juntamente com os principais investidores financeiros e estratégicos estrangeiros. O fundo atua como um catalisador para o investimento direto na economia russa. No momento, o RDIF tem um histórico de sucesso na implementação conjunta de mais de 90 projetos com parceiros estrangeiros com um volume total de mais de 2,1 trilhão de rublos, cobrindo 95% das regiões russas. As empresas do portfólio do RDIF empregam mais de 800.000 funcionários e sua receita anual é de 6% do PIB da Rússia. O RDIF estabeleceu parcerias estratégicas conjuntas com os principais co-investidores internacionais de 18 países, totalizando mais de US$ 40 bilhões. Mais informações podem ser encontradas no site: rdif.ru

Logo - https://mma.prnewswire.com/media/1140939/Russian_Direct_Investment_Fund_Logo.jpg  

Contato para informações adicionais:

Alexey Urazov

Fundo de Investimento Direto Russo

Diretor de Comunicações Externas

Celular: +7 915 312 76 65

E-mail: Alexey.Urazov@rdif.ru

 

FONTE Russian Direct Investment Fund (RDIF)

Você acabou de ler:

RDIF: A vacina Sputnik V apresentou nos EAU a eficácia de 97.8% contra coronavírus e a eficácia de 100% contra casos graves

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/rdif-a-vacina-sputnik-v-apresentou-nos-eau-a-eficacia-de-97-8-contra-coronavirus-e-a-eficacia-de-100-contra-casos-graves/