RedCloud anuncia expansão de seu mercado de comércio aberto

Primeira plataforma sem atrito desenvolvida para resolver o problema da cadeia de suprimentos global

LONDRES, 9 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- A RedCloud anunciou a disponibilidade de sua plataforma de comércio aberto, um mercado descentralizado para compradores e vendedores B2B, na Argentina, Brasil, Peru, Nigéria, África do Sul e México. A plataforma, acessada pelo aplicativo Red101, agora tem um pipeline de um milhão de comerciantes, com mais de 270.000 downloads de comerciantes até o momento.

Desenvolvida para garantir o comércio livre de problemas, a plataforma de comércio aberto da RedCloud foi desenvolvida após anos de pesquisa em soluções digitais para resolver os problemas financeiros, operacionais e logísticos experimentados por FMCGs (produtos de giro rápido), distribuidores e comerciantes locais em todo o mundo.

A RedCloud descobriu que, para as marcas, as infraestruturas locais da cadeia de suprimentos são inadequadas ou muito difíceis de serem acessadas, o que significa que uma empresa típica de FMCG só atingirá uma pequena fração dos possíveis comerciantes.

A tecnologia da RedCloud permite que qualquer marca conecte seus distribuidores e vendedores  locais por meio de uma única API. Usando o aplicativo Red101, marcas e distribuidores pode ver para onde seus produtos estão indo e como eles estão se saindo.  

Justin Floyd, cofundador e CEO da RedCloud, comentou: "Estamos oferecendo uma plataforma sem atrito onde qualquer marca no mundo possa se conectar a qualquer vendedor. É disso que se trata o comércio aberto. Toda cadeia de suprimentos está quebrada. O comércio é disfuncional e caótico e os marketplaces como a Amazon não são confiáveis por marcas ou vendedores. Nosso objetivo é ajudar os FMCGs do mundo, seus distribuidores e vendedores, a aumentar seus negócios em seus termos, conectando-os diretamente em qualquer lugar e a qualquer momento."

A plataforma permite que os comerciantes criem um perfil de negociação digital, para que possam realizar todas as negociações digitalmente e fazer upload de seu dinheiro físico em pontos de venda ou caixas eletrônicos. Além disso, ao obter um quadro mais claro de desempenho dos negócios de cada comerciante, a RedCloud pode fornecer inventário e financiamento de ativos por meio do aplicativo Red101.

A plataforma de comércio aberto da RedCloud opera um modelo transacional, cobrando 4% de comissão em todos os produtos vendidos por meio de sua plataforma. Não há taxas para pagamentos e o RedCloud não cobra taxas de transação para processamento de pagamentos.

Notas aos editores: 

Para mais informações sobre a RedCloud, acesse redcloudtechnology.com.

FONTE RedCloud Technologies

Primeira plataforma sem atrito desenvolvida para resolver o problema da cadeia de suprimentos global

LONDRES, 9 de novembro de 2021 /PRNewswire/ -- A RedCloud anunciou a disponibilidade de sua plataforma de comércio aberto, um mercado descentralizado para compradores e vendedores B2B, na Argentina, Brasil, Peru, Nigéria, África do Sul e México. A plataforma, acessada pelo aplicativo Red101, agora tem um pipeline de um milhão de comerciantes, com mais de 270.000 downloads de comerciantes até o momento.

Desenvolvida para garantir o comércio livre de problemas, a plataforma de comércio aberto da RedCloud foi desenvolvida após anos de pesquisa em soluções digitais para resolver os problemas financeiros, operacionais e logísticos experimentados por FMCGs (produtos de giro rápido), distribuidores e comerciantes locais em todo o mundo.

A RedCloud descobriu que, para as marcas, as infraestruturas locais da cadeia de suprimentos são inadequadas ou muito difíceis de serem acessadas, o que significa que uma empresa típica de FMCG só atingirá uma pequena fração dos possíveis comerciantes.

A tecnologia da RedCloud permite que qualquer marca conecte seus distribuidores e vendedores  locais por meio de uma única API. Usando o aplicativo Red101, marcas e distribuidores pode ver para onde seus produtos estão indo e como eles estão se saindo.  

Justin Floyd, cofundador e CEO da RedCloud, comentou: "Estamos oferecendo uma plataforma sem atrito onde qualquer marca no mundo possa se conectar a qualquer vendedor. É disso que se trata o comércio aberto. Toda cadeia de suprimentos está quebrada. O comércio é disfuncional e caótico e os marketplaces como a Amazon não são confiáveis por marcas ou vendedores. Nosso objetivo é ajudar os FMCGs do mundo, seus distribuidores e vendedores, a aumentar seus negócios em seus termos, conectando-os diretamente em qualquer lugar e a qualquer momento."

A plataforma permite que os comerciantes criem um perfil de negociação digital, para que possam realizar todas as negociações digitalmente e fazer upload de seu dinheiro físico em pontos de venda ou caixas eletrônicos. Além disso, ao obter um quadro mais claro de desempenho dos negócios de cada comerciante, a RedCloud pode fornecer inventário e financiamento de ativos por meio do aplicativo Red101.

A plataforma de comércio aberto da RedCloud opera um modelo transacional, cobrando 4% de comissão em todos os produtos vendidos por meio de sua plataforma. Não há taxas para pagamentos e o RedCloud não cobra taxas de transação para processamento de pagamentos.

Notas aos editores: 

Para mais informações sobre a RedCloud, acesse redcloudtechnology.com.

FONTE RedCloud Technologies

Você acabou de ler:

RedCloud anuncia expansão de seu mercado de comércio aberto

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/redcloud-anuncia-expansao-de-seu-mercado-de-comercio-aberto/