Relatório da Huawei e de firma global de pesquisa e consultoria de TI: setor de serviços bancários se ergue no caminho de recuperação para o novo normal

SHENZHEN, China, 15 de junho de 2020 /PRNewswire/ -- Recentemente, a Huawei e a International Data Corporation (IDC) pré-lançaram conjuntamente seu relatório sobre a remodelação dos serviços bancários para a era de recuperação para 2020 durante a Huawei Global Financial Services Industry Summit 2020 (Cúpula do setor de serviços financeiros globais da Huawei de 2020). O relatório deverá ser publicado globalmente em agosto. A IDC acredita que haverá cinco principais estágios de recuperação e em cada estágio haverá oportunidades para otimizar o novo crescimento. O setor de serviços bancários em geral, está em uma forte posição para resistir aos estresses de 2020 e deverá utilizar melhor esse tempo para reforçar suas capacidades gerais e reavaliar as prioridades em termos de transformação digital.

Serviços bancários utilizarão tecnologia para acelerar a recuperação

O ano de 2020 testemunhou choques sistêmicos sem precedentes desencadeados pela COVID-19, mas, como com todas outras crises, tanto desafios quanto oportunidades acontecem ao mesmo tempo. O relatório analisará as respostas dos bancos aos testes das atuais condições de negócios, dissecando as melhores respostas de todo o mundo, em termos tanto de respostas táticas quanto estratégicas, e estabelecer uma firme estrutura de recuperação que pode ser adotada por bancos e outras instituições financeiras para se posicionarem, alcançarem e atenderem melhor as necessidades de seus clientes para a próxima fase de recuperação.

A IDC acredita que o setor de serviços bancários está em uma forte posição para resistir aos estresses de 2020 e o uso deste período para construir capacidades adicionais e infraestrutura no setor digital e de dados, permitirá que sejam criados mais serviços e produtos relevantes os quais não são apenas gerenciados e fornecidos digitalmente, mas que foram criados e realizados a partir de raízes digitais.

Compreendendo os cinco principais estágios de recuperação para otimizar o novo crescimento

O relatório da IDC e da Huawei mapeará os cinco principais estágios de recuperação com base nas observações da IDC, cobrindo os estágios da crise da COVID, desaceleração econômica, recessão, retorno ao crescimento e o próximo normal. Para cada um dos estágios, a IDC mapeará o impacto e características de cada um deles, e as direções e estratégias recomendadas pela IDC as quais os bancos devem implementar visando maximizar os benefícios potenciais os quais podem ser obtidos.

Os bancos que reagem à crise da COVID e a fase de desaceleração econômica já lançaram uma série de estratégias incluindo foco na eficiência e recursos de aplicativo móvel, análise comportamental para capturar a atividade e comportamentos dos novos clientes durante tempos atípicos visando reconstruir modelos, e transformação de filiais para melhor atender aos clientes na falta de locais físicos em áreas tais como empréstimos, acelerando ainda mais a transformação na direção de produtos bancários totalmente on-line.

Novas capacidades e prioridades já altamente visíveis no setor

As novas capacidades com as quais os bancos se equiparam estão no contexto das características únicas desta recessão de 2020, mas também são trazidas pela nova tecnologia e capacidades digitais de nossa época.

Por exemplo, nos estágios iniciais da recuperação, uma avaliação real do impacto da crise é necessária. O banco precisa ter a habilidade de entender capitalização real, posições de liquidez e crédito através de vários cenários possíveis. Testes de estresse terão que ser feitos em alta marcha, simulando cenários com base nos dados de crises e recente história. No final, os bancos estarão trabalhando na direção da transparência de posições de liquidez em tempo real – painéis intradiários, por exemplo, são agora altamente valorizados por darem tal inteligência. Eles dão aos bancos a habilidade de remediarem de forma rápida e decisiva: cancelando transações, reduzindo contratos pendentes, ou quitando-os antecipadamente.

A seguir, os bancos têm que atualizar seus planos de contingência especialmente para compromisso dos clientes. Eles precisam da habilidade de mudar para novos modelos de trabalho e novos modos de compromisso dos clientes através de tecnologias digitais, como aplicativos móveis, navegação compartilhada para serviços de consultoria, inclusive serviços de chatbots.

Reunindo todas estas capacidades na medida em que os bancos lutam por participação no mercado, eles precisam ter a habilidade de se destacarem através do compromisso do cliente com base em dados ou usar as capacidades do sistema Agile para iterar sobre novos produtos e serviços os quais permitem que eles sejam mais responsivos às novas dinâmicas pós COVID 19.

Leitura essencial para executivos de bancos que estão planejando seu curso para 2020 e além

Expandindo ainda mais essas questões, o relatório explorará os estágios futuros de recuperação e mapeará as incógnitas que se apresentam no setor através da desaceleração econômica para as próximas fases normais. As novas estruturas de orientação utilizarão nosso Índice de Resiliência o qual classifica setores bancários a nível regional com base em sua habilidade de lidar e se recuperar dos efeitos da pandemia, usando categorias tais como 'canais', 'dados e análise' e 'processamento do fluxo de trabalho', para quantificar as melhores práticas de todo o mundo, bem como o seu impacto nos negócios. O relatório provará ser leitura essencial para executivos globais em bancos na medida em que procuram entender o que pode ser feito e o que irá fornecer maior impacto enquanto eles planejam seu curso para um novo território.

Até a data, a Huawei atendeu mais de 1.600 clientes financeiros em todo o mundo, incluindo 45 dos 100 principais bancos do mundo. A Huawei também estabeleceu parceria estratégica completa com mais de 20 bancos de ampla escala, seguradoras e empresas de títulos em todo o mundo. A Huawei se tornou uma parceira estratégica de confiança para a transformação digital dos clientes.

A Cúpula anual do setor de serviços financeiros globais da Huawei é um evento global de tecnologias de informação e comunicação (ICT) realizado pela Huawei que se concentra nas parcerias e tendências do setor de serviços financeiros. Foi fundado em 2013 e apresenta líderes de opinião, consultores e especialistas do setor. Para mais informações, visite o endereço: https://e.huawei.com/topic/finance2020/en/

FONTE Huawei

SHENZHEN, China, 15 de junho de 2020 /PRNewswire/ -- Recentemente, a Huawei e a International Data Corporation (IDC) pré-lançaram conjuntamente seu relatório sobre a remodelação dos serviços bancários para a era de recuperação para 2020 durante a Huawei Global Financial Services Industry Summit 2020 (Cúpula do setor de serviços financeiros globais da Huawei de 2020). O relatório deverá ser publicado globalmente em agosto. A IDC acredita que haverá cinco principais estágios de recuperação e em cada estágio haverá oportunidades para otimizar o novo crescimento. O setor de serviços bancários em geral, está em uma forte posição para resistir aos estresses de 2020 e deverá utilizar melhor esse tempo para reforçar suas capacidades gerais e reavaliar as prioridades em termos de transformação digital.

Serviços bancários utilizarão tecnologia para acelerar a recuperação

O ano de 2020 testemunhou choques sistêmicos sem precedentes desencadeados pela COVID-19, mas, como com todas outras crises, tanto desafios quanto oportunidades acontecem ao mesmo tempo. O relatório analisará as respostas dos bancos aos testes das atuais condições de negócios, dissecando as melhores respostas de todo o mundo, em termos tanto de respostas táticas quanto estratégicas, e estabelecer uma firme estrutura de recuperação que pode ser adotada por bancos e outras instituições financeiras para se posicionarem, alcançarem e atenderem melhor as necessidades de seus clientes para a próxima fase de recuperação.

A IDC acredita que o setor de serviços bancários está em uma forte posição para resistir aos estresses de 2020 e o uso deste período para construir capacidades adicionais e infraestrutura no setor digital e de dados, permitirá que sejam criados mais serviços e produtos relevantes os quais não são apenas gerenciados e fornecidos digitalmente, mas que foram criados e realizados a partir de raízes digitais.

Compreendendo os cinco principais estágios de recuperação para otimizar o novo crescimento

O relatório da IDC e da Huawei mapeará os cinco principais estágios de recuperação com base nas observações da IDC, cobrindo os estágios da crise da COVID, desaceleração econômica, recessão, retorno ao crescimento e o próximo normal. Para cada um dos estágios, a IDC mapeará o impacto e características de cada um deles, e as direções e estratégias recomendadas pela IDC as quais os bancos devem implementar visando maximizar os benefícios potenciais os quais podem ser obtidos.

Os bancos que reagem à crise da COVID e a fase de desaceleração econômica já lançaram uma série de estratégias incluindo foco na eficiência e recursos de aplicativo móvel, análise comportamental para capturar a atividade e comportamentos dos novos clientes durante tempos atípicos visando reconstruir modelos, e transformação de filiais para melhor atender aos clientes na falta de locais físicos em áreas tais como empréstimos, acelerando ainda mais a transformação na direção de produtos bancários totalmente on-line.

Novas capacidades e prioridades já altamente visíveis no setor

As novas capacidades com as quais os bancos se equiparam estão no contexto das características únicas desta recessão de 2020, mas também são trazidas pela nova tecnologia e capacidades digitais de nossa época.

Por exemplo, nos estágios iniciais da recuperação, uma avaliação real do impacto da crise é necessária. O banco precisa ter a habilidade de entender capitalização real, posições de liquidez e crédito através de vários cenários possíveis. Testes de estresse terão que ser feitos em alta marcha, simulando cenários com base nos dados de crises e recente história. No final, os bancos estarão trabalhando na direção da transparência de posições de liquidez em tempo real – painéis intradiários, por exemplo, são agora altamente valorizados por darem tal inteligência. Eles dão aos bancos a habilidade de remediarem de forma rápida e decisiva: cancelando transações, reduzindo contratos pendentes, ou quitando-os antecipadamente.

A seguir, os bancos têm que atualizar seus planos de contingência especialmente para compromisso dos clientes. Eles precisam da habilidade de mudar para novos modelos de trabalho e novos modos de compromisso dos clientes através de tecnologias digitais, como aplicativos móveis, navegação compartilhada para serviços de consultoria, inclusive serviços de chatbots.

Reunindo todas estas capacidades na medida em que os bancos lutam por participação no mercado, eles precisam ter a habilidade de se destacarem através do compromisso do cliente com base em dados ou usar as capacidades do sistema Agile para iterar sobre novos produtos e serviços os quais permitem que eles sejam mais responsivos às novas dinâmicas pós COVID 19.

Leitura essencial para executivos de bancos que estão planejando seu curso para 2020 e além

Expandindo ainda mais essas questões, o relatório explorará os estágios futuros de recuperação e mapeará as incógnitas que se apresentam no setor através da desaceleração econômica para as próximas fases normais. As novas estruturas de orientação utilizarão nosso Índice de Resiliência o qual classifica setores bancários a nível regional com base em sua habilidade de lidar e se recuperar dos efeitos da pandemia, usando categorias tais como 'canais', 'dados e análise' e 'processamento do fluxo de trabalho', para quantificar as melhores práticas de todo o mundo, bem como o seu impacto nos negócios. O relatório provará ser leitura essencial para executivos globais em bancos na medida em que procuram entender o que pode ser feito e o que irá fornecer maior impacto enquanto eles planejam seu curso para um novo território.

Até a data, a Huawei atendeu mais de 1.600 clientes financeiros em todo o mundo, incluindo 45 dos 100 principais bancos do mundo. A Huawei também estabeleceu parceria estratégica completa com mais de 20 bancos de ampla escala, seguradoras e empresas de títulos em todo o mundo. A Huawei se tornou uma parceira estratégica de confiança para a transformação digital dos clientes.

A Cúpula anual do setor de serviços financeiros globais da Huawei é um evento global de tecnologias de informação e comunicação (ICT) realizado pela Huawei que se concentra nas parcerias e tendências do setor de serviços financeiros. Foi fundado em 2013 e apresenta líderes de opinião, consultores e especialistas do setor. Para mais informações, visite o endereço: https://e.huawei.com/topic/finance2020/en/

FONTE Huawei

Você acabou de ler:

Relatório da Huawei e de firma global de pesquisa e consultoria de TI: setor de serviços bancários se ergue no caminho de recuperação para o novo normal

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/relatorio-da-huawei-e-de-firma-global-de-pesquisa-e-consultoria-de-ti-setor-de-servicos-bancarios-se-ergue-no-caminho-de-recuperacao-para-o-novo-normal/