Relatório do Instituto de Pesquisas de Saúde PwC indica que determinantes sociais da saúde comprometem o progresso da medicina moderna

Cinquenta e sete por cento dos consumidores pesquisados afirmaram que seu médico nunca discutiu os fatores sociais importantes que afetam a saúde Sem a reiteração da urgência, líderes da área de saúde da PwC dizem que os progressos médicos serão ineficazes

NOVA YORK, 24 de setembro de 2019 /PRNewswire/ -- O aumento das doenças causadas pelos nossos comportamentos e pelos determinantes sociais da saúde ameaça sufocar as verbas tanto nos países ricos como pobres, suprimindo o poder da medicina moderna de melhorar a qualidade de vida. O novo relatório da PwC "Ação necessária: a abordagem urgente dos determinantes sociais da saúde" destaca porque os envolvidos na área da saúde precisam agir já.

Os determinantes sociais da saúde, ou os fatores sociais, econômicos e ambientais de onde vivemos e trabalhamos como, por exemplo, o isolamento social, a desigualdade econômica, a poluição e os desertos alimentares evitam que um grande número de pessoas no mundo faça escolhas saudáveis. E o impacto não pode ser ignorado: a PwC estima que, por volta de 2025, muitos países demonstrarão índices de obesidade e de excesso de peso em acima de 68% da população. Ao investir precocemente nas estratégias dos determinantes sociais que auxiliam a população com moradias, exercícios, suporte à saúde mental e capacidade de custear medicamentos, os governos e sistemas de saúde economizam a longo prazo e melhoram os resultados da saúde.

"Os tratamentos médicos inovadores tornam-se ineficazes sem o suporte social e o acesso aos recursos disponíveis para manter a população saudável", disse Kelly Barnes, líder dos setores da saúde dos EUA e globais da PwC. "Isso não é opcional; as organizações governamentais e de saúde que não atuam nos determinantes sociais gastarão mais e mais fundos apenas para assistir ao declínio da situação da saúde."

Os resultados do relatório sugerem uma oportunidade para que os sistemas de cuidados de saúde e governamentais tenham como alvo os determinantes sociais de saúde intervindo precocemente para prevenir ou estagnar o progresso de doenças crônicas, especialmente a obesidade e a diabetes.

Como abordar os determinantes sociais da saúde: cinco passos para uma ação ousada

A PwC identifica cinco passos para auxiliar os envolvidos na área a desenvolver estratégias para os determinantes sociais da saúde:

  • Desenvolva a vontade coletiva. Um grande número de participantes da área de saúde não discute sobre os determinantes sociais, com apenas 43% dos respondentes da pesquisa global de consumidores realizada em junho de 2019 pelo Instituto de Pesquisas de Saúde da PwC anunciando que seu médico abordou o assunto. Outros funcionários da área de saúde, como enfermeiros, farmacêuticos e nutricionistas, abordam o tema em um nível muito inferior, o que ressalta a oportunidade de envolver mais amplamente os funcionários da área. Um organizador de encontros pode ajudar a reunir parceiros de todo o sistema demonstrando aos participantes os benefícios a longo prazo da prevenção de um número maior de doenças.
  • Desenvolva uma estrutura que possibilite parceiros trabalhar visando metas em comum. Após ter realizado o trabalho árduo de construir coligações, os parceiros precisam superar os desafios diários de fundir ambientes de trabalho desiguais com missões, incentivos e perspectivas diferentes. Os consumidores esperam que o cuidado seja melhor integrado para a criação de uma experiência perfeita; aproximadamente um terço dos consumidores participantes de uma pesquisa global da HRI em 2019 indicaram que houve oportunidade para uma melhor conexão da área da saúde com os serviços sociais.
  • Gere informações de dados para informar a tomada de decisões. A análise preditiva pode também ser usada para considerar tanto o comportamento individual como o de populações. Muitos consumidores sentiram realmente a responsabilidade individual de fazer uma mudança, mas 47% dos respondentes da pesquisa global de consumidores da HRI (Health Research Incorporated) da PwC em 2019 indicaram que os provedores de cuidados de saúde não compartilham previsões sobre quais serviços de saúde esses pacientes podem necessitar no futuro a partir de seu histórico médico. Mesmo se tiverem motivação, os indivíduos frequentemente não possuem informações ou ferramentas para prevenir doenças crônicas.
  • Envolva e reflita a comunidade. Os determinantes sociais das estratégias da saúde devem basear-se na maneira que as pessoas vivem e trabalham. Apesar de 56% dos respondentes da pesquisa de consumidores da HRI indicarem que usam ou planejam usar seu smartphone para suporte de sua saúde, a tecnologia só pode funcionar se for adotada e da confiança dos membros da comunidade que devem usá-la. Lojistas, provedores de tecnologia, profissionais da saúde a domicílio e educadores podem oferecer novos caminhos para a participação dos consumidores.
  • Meça e redistribua. No oeste de Sydney, uma coligação dedicada à prevenção da diabetes na população estabeleceu metas mensuráveis, como a redução do peso e dos níveis de HbA1C para iniciar depois o desenvolvimento de um painel sobre a diabetes para ajudar a medir quais tratamentos funcionavam e monitorar as tendências nos custos. Um relatório anual de revisão no final do ano e o planejamento para o ano seguinte ajudaram a melhor aprimorar a estratégia e os investimentos.
  • "Líderes em determinantes sociais de saúde construíram coligações, aproveitaram o potencial de análises preditivas e dados, e identificaram onde investimentos precoces em um tratamento causam um impacto tremendo na saúde e na vida dos indivíduos", disse Kelly Barnes da PwC. "Não podemos subestimar o efeito transformador que essa ação causa não apenas nos governos e nos sistemas de saúde, mas também nos anos de vida saudável que podemos proporcionar a mais pessoas no mundo."

    Para mais informações sobre o novo relatório da PwC "Ação necessária: A abordagem urgente dos determinantes sociais da saúde," baixe o relatório em http://pwc.com/sdoh.

    Sobre a PwC 

    O objetivo da PwC é desenvolver a confiança da sociedade e resolver problemas significativos. Somos uma rede de empresas em 158 países, com mais de 236.000 indivíduos comprometidos a fornecer qualidade nos serviços tributários, de segurança e consultoria. Saiba mais e conte-nos o que é importante para você acessando www.pwc.com.

    A PwC designa a rede PwC e/ou uma ou mais de suas empresas membros, sendo que cada uma delas constitui uma pessoa jurídica separada. Acesse www.pwc.com/structure para mais detalhes. © 2019 PwC. Todos os direitos reservados.

     

    FONTE PwC

    Cinquenta e sete por cento dos consumidores pesquisados afirmaram que seu médico nunca discutiu os fatores sociais importantes que afetam a saúde Sem a reiteração da urgência, líderes da área de saúde da PwC dizem que os progressos médicos serão ineficazes

    NOVA YORK, 24 de setembro de 2019 /PRNewswire/ -- O aumento das doenças causadas pelos nossos comportamentos e pelos determinantes sociais da saúde ameaça sufocar as verbas tanto nos países ricos como pobres, suprimindo o poder da medicina moderna de melhorar a qualidade de vida. O novo relatório da PwC "Ação necessária: a abordagem urgente dos determinantes sociais da saúde" destaca porque os envolvidos na área da saúde precisam agir já.

    Os determinantes sociais da saúde, ou os fatores sociais, econômicos e ambientais de onde vivemos e trabalhamos como, por exemplo, o isolamento social, a desigualdade econômica, a poluição e os desertos alimentares evitam que um grande número de pessoas no mundo faça escolhas saudáveis. E o impacto não pode ser ignorado: a PwC estima que, por volta de 2025, muitos países demonstrarão índices de obesidade e de excesso de peso em acima de 68% da população. Ao investir precocemente nas estratégias dos determinantes sociais que auxiliam a população com moradias, exercícios, suporte à saúde mental e capacidade de custear medicamentos, os governos e sistemas de saúde economizam a longo prazo e melhoram os resultados da saúde.

    "Os tratamentos médicos inovadores tornam-se ineficazes sem o suporte social e o acesso aos recursos disponíveis para manter a população saudável", disse Kelly Barnes, líder dos setores da saúde dos EUA e globais da PwC. "Isso não é opcional; as organizações governamentais e de saúde que não atuam nos determinantes sociais gastarão mais e mais fundos apenas para assistir ao declínio da situação da saúde."

    Os resultados do relatório sugerem uma oportunidade para que os sistemas de cuidados de saúde e governamentais tenham como alvo os determinantes sociais de saúde intervindo precocemente para prevenir ou estagnar o progresso de doenças crônicas, especialmente a obesidade e a diabetes.

    Como abordar os determinantes sociais da saúde: cinco passos para uma ação ousada

    A PwC identifica cinco passos para auxiliar os envolvidos na área a desenvolver estratégias para os determinantes sociais da saúde:

  • Desenvolva a vontade coletiva. Um grande número de participantes da área de saúde não discute sobre os determinantes sociais, com apenas 43% dos respondentes da pesquisa global de consumidores realizada em junho de 2019 pelo Instituto de Pesquisas de Saúde da PwC anunciando que seu médico abordou o assunto. Outros funcionários da área de saúde, como enfermeiros, farmacêuticos e nutricionistas, abordam o tema em um nível muito inferior, o que ressalta a oportunidade de envolver mais amplamente os funcionários da área. Um organizador de encontros pode ajudar a reunir parceiros de todo o sistema demonstrando aos participantes os benefícios a longo prazo da prevenção de um número maior de doenças.
  • Desenvolva uma estrutura que possibilite parceiros trabalhar visando metas em comum. Após ter realizado o trabalho árduo de construir coligações, os parceiros precisam superar os desafios diários de fundir ambientes de trabalho desiguais com missões, incentivos e perspectivas diferentes. Os consumidores esperam que o cuidado seja melhor integrado para a criação de uma experiência perfeita; aproximadamente um terço dos consumidores participantes de uma pesquisa global da HRI em 2019 indicaram que houve oportunidade para uma melhor conexão da área da saúde com os serviços sociais.
  • Gere informações de dados para informar a tomada de decisões. A análise preditiva pode também ser usada para considerar tanto o comportamento individual como o de populações. Muitos consumidores sentiram realmente a responsabilidade individual de fazer uma mudança, mas 47% dos respondentes da pesquisa global de consumidores da HRI (Health Research Incorporated) da PwC em 2019 indicaram que os provedores de cuidados de saúde não compartilham previsões sobre quais serviços de saúde esses pacientes podem necessitar no futuro a partir de seu histórico médico. Mesmo se tiverem motivação, os indivíduos frequentemente não possuem informações ou ferramentas para prevenir doenças crônicas.
  • Envolva e reflita a comunidade. Os determinantes sociais das estratégias da saúde devem basear-se na maneira que as pessoas vivem e trabalham. Apesar de 56% dos respondentes da pesquisa de consumidores da HRI indicarem que usam ou planejam usar seu smartphone para suporte de sua saúde, a tecnologia só pode funcionar se for adotada e da confiança dos membros da comunidade que devem usá-la. Lojistas, provedores de tecnologia, profissionais da saúde a domicílio e educadores podem oferecer novos caminhos para a participação dos consumidores.
  • Meça e redistribua. No oeste de Sydney, uma coligação dedicada à prevenção da diabetes na população estabeleceu metas mensuráveis, como a redução do peso e dos níveis de HbA1C para iniciar depois o desenvolvimento de um painel sobre a diabetes para ajudar a medir quais tratamentos funcionavam e monitorar as tendências nos custos. Um relatório anual de revisão no final do ano e o planejamento para o ano seguinte ajudaram a melhor aprimorar a estratégia e os investimentos.
  • "Líderes em determinantes sociais de saúde construíram coligações, aproveitaram o potencial de análises preditivas e dados, e identificaram onde investimentos precoces em um tratamento causam um impacto tremendo na saúde e na vida dos indivíduos", disse Kelly Barnes da PwC. "Não podemos subestimar o efeito transformador que essa ação causa não apenas nos governos e nos sistemas de saúde, mas também nos anos de vida saudável que podemos proporcionar a mais pessoas no mundo."

    Para mais informações sobre o novo relatório da PwC "Ação necessária: A abordagem urgente dos determinantes sociais da saúde," baixe o relatório em http://pwc.com/sdoh.

    Sobre a PwC 

    O objetivo da PwC é desenvolver a confiança da sociedade e resolver problemas significativos. Somos uma rede de empresas em 158 países, com mais de 236.000 indivíduos comprometidos a fornecer qualidade nos serviços tributários, de segurança e consultoria. Saiba mais e conte-nos o que é importante para você acessando www.pwc.com.

    A PwC designa a rede PwC e/ou uma ou mais de suas empresas membros, sendo que cada uma delas constitui uma pessoa jurídica separada. Acesse www.pwc.com/structure para mais detalhes. © 2019 PwC. Todos os direitos reservados.

     

    FONTE PwC

    Você acabou de ler:

    Relatório do Instituto de Pesquisas de Saúde PwC indica que determinantes sociais da saúde comprometem o progresso da medicina moderna

    Compartilhe

    https://prnewswire.com.br/releases/relatorio-do-instituto-de-pesquisas-de-saude-pwc-indica-que-determinantes-sociais-da-saude-comprometem-o-progresso-da-medicina-moderna-2/