Romancista Raul de Taunay, bisneto do Visconde de Taunay, lança uma novidade estrondeante

SÃO PAULO, 25 de junho de 2018 /PRNewswire/ -- Não há gênero literário que alcance maior visibilidade nas gôndolas e estantes das livrarias do que o romance ficção, ainda mais se o autor apresentar, como escreveu o acadêmico Carlos Nejar, "a ousadia de uma ficção visionária à sombra de H.G.Wells, com sabor de Bergmann e um acervo narrativo em que o fantástico e o poético se amalgamam". É assim que Raul de Taunay surpreende o número crescente de seus admiradores com o romance épico intitulado A Lucidez da Lenda, de 408 páginas, recém-editado pela PandorgA e distribuído em todo o país pela rede de livrarias Saraiva.

O enredo, em forma de aventura visionária, não poderia ser mais fascinante: na segunda metade do século, com a escassez de água potável acentuando-se no planeta, as megacorporações que dominam a ordem mundial resolvem fragmentar o Brasil por meio da desmoralização de seu governo perante a comunidade internacional com o objetivo de criar, artificialmente, um país vassalo na Amazônia para dela extrair a água e as demais riquezas naturais da região. 

Tudo passaria conforme o planejado se não fosse o surgimento de uma jovem ribeirinha, do alto Amazonas, de nome quase profético, Antônia dos Anjos, que passa a receber instruções divinas para defender a floresta. Ela tem ao seu lado os habitantes locais, o xamã da taba indígena e um aliado de extremo poder: o Grande Espírito e seus xaporis. A partir daí, Raul de Taunay presenteia os leitores com um enredo maduro e fascinante que mistura heróis e vilões, cobiça e fé, lendas cativantes e realidade crua, descrições belíssimas da natureza e um romantismo fantasioso e extasiante em que o improvável torna-se possível na defesa do espaço nacional. Nesse futuro materialista de modernidades robóticas, invenções digitais e shoppings por toda parte, a leveza da escrita do autor assume, paradoxalmente, um tom poético, conduzindo o leitor a um tempo real entre aldeias, vilarejos amazônicos e as megaurbes de Nova York e Chicago, por onde as polaridades da política internacional se amalgamam aos paradoxos da vivência pós-moderna.

No prefácio da obra, Carlos Nejar alerta aos leitores a importância deste romance de fôlego que reivindica para Raul de Taunay a posição entre os mais lúcidos e vibrantes romancistas surgidos hoje no Brasil.

Para mais informações acesse: www.rauldetaunay.com.br

cindelo@gmail.com

(61) 98216-9815

Siga-nos: www.facebook.com/escritorrauldetaunay

                Instagram: escritorrauldetaunay

FONTE Raul de Taunay

SÃO PAULO, 25 de junho de 2018 /PRNewswire/ -- Não há gênero literário que alcance maior visibilidade nas gôndolas e estantes das livrarias do que o romance ficção, ainda mais se o autor apresentar, como escreveu o acadêmico Carlos Nejar, "a ousadia de uma ficção visionária à sombra de H.G.Wells, com sabor de Bergmann e um acervo narrativo em que o fantástico e o poético se amalgamam". É assim que Raul de Taunay surpreende o número crescente de seus admiradores com o romance épico intitulado A Lucidez da Lenda, de 408 páginas, recém-editado pela PandorgA e distribuído em todo o país pela rede de livrarias Saraiva.

O enredo, em forma de aventura visionária, não poderia ser mais fascinante: na segunda metade do século, com a escassez de água potável acentuando-se no planeta, as megacorporações que dominam a ordem mundial resolvem fragmentar o Brasil por meio da desmoralização de seu governo perante a comunidade internacional com o objetivo de criar, artificialmente, um país vassalo na Amazônia para dela extrair a água e as demais riquezas naturais da região. 

Tudo passaria conforme o planejado se não fosse o surgimento de uma jovem ribeirinha, do alto Amazonas, de nome quase profético, Antônia dos Anjos, que passa a receber instruções divinas para defender a floresta. Ela tem ao seu lado os habitantes locais, o xamã da taba indígena e um aliado de extremo poder: o Grande Espírito e seus xaporis. A partir daí, Raul de Taunay presenteia os leitores com um enredo maduro e fascinante que mistura heróis e vilões, cobiça e fé, lendas cativantes e realidade crua, descrições belíssimas da natureza e um romantismo fantasioso e extasiante em que o improvável torna-se possível na defesa do espaço nacional. Nesse futuro materialista de modernidades robóticas, invenções digitais e shoppings por toda parte, a leveza da escrita do autor assume, paradoxalmente, um tom poético, conduzindo o leitor a um tempo real entre aldeias, vilarejos amazônicos e as megaurbes de Nova York e Chicago, por onde as polaridades da política internacional se amalgamam aos paradoxos da vivência pós-moderna.

No prefácio da obra, Carlos Nejar alerta aos leitores a importância deste romance de fôlego que reivindica para Raul de Taunay a posição entre os mais lúcidos e vibrantes romancistas surgidos hoje no Brasil.

Para mais informações acesse: www.rauldetaunay.com.br

cindelo@gmail.com

(61) 98216-9815

Siga-nos: www.facebook.com/escritorrauldetaunay

                Instagram: escritorrauldetaunay

FONTE Raul de Taunay

Você acabou de ler:

Romancista Raul de Taunay, bisneto do Visconde de Taunay, lança uma novidade estrondeante

Compartilhe

https://prnewswire.com.br/releases/romancista-raul-de-taunay-bisneto-do-visconde-de-taunay-lanca-uma-novidade-estrondeante/